*

*

No Orient Cineplace

No Orient Cineplace
13h20 - 15h50 - 16h30 - 18h20 - 19 - 21h30 (Dub) - 20h50 (Leg)

Rede Orient - 14 de dezembro

Rede Orient - 14 de dezembro
Orient Cineplace Boulevard - 15 - 18 (Dub) - 21 (Leg)

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

ACM Neto diz que Rui Costa teme enfrentamento em 2018

O prefeito de Salvador, ACM Neto (Democratas), defendeu nesta sexta-feira, 11, em entrevista ao programa "Bahia no Ar", da Rádio Sucesso FM, a candidatura do vice-prefeito de Camaçari, José Tude (PMDB), a uma cadeira na Assembleia Legislativa nas eleições do ano que vem. Ele afirmou ainda que sua ingerência na gestão do prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo (Democratas), se resume na troca de experiências entre amigos e aliados, ou seja, sem qualquer tipo de controle sobre o governo municipal local, como insinuam opositores do democrata na cidade. "Sempre que for procurado por Elinaldo, vou dar minhas sugestões e também aprender com ele. É coisa de gente maldosa dizer que exerço qualquer influência além disso", ressaltou.
"Elinaldo é uma pessoa de palavra, vai honrar seus compromissos com Camaçari e sempre conversamos sobre os problemas da cidade. Eu procuro saber sobre o município porque Camaçari está no meu coração. Mas jamais teria a pretensão de ter qualquer controle sobre a gestão dele. Elinaldo não precisa que ninguém exerça um papel de tutor sobre ele. Converso com ele e troco experiências com ele como faço também com o prefeito de Simões Filho e outros que me procuram", afirmou ACM Neto.
O prefeito de Salvador lembrou ainda que Elinaldo assumiu o município quebrado pelo PT. "Ele, como eu, pegou uma prefeitura totalmente endividada, uma cidade com muitos problemas. Cabe a ele agora virar o jogo. Elinaldo montou uma equipe qualificada e está arrumando a casa. Esse momento inicial é de organizar as finanças. As grandes realizações vão vir depois. Quem governa com responsabilidade não tem medo de ir às ruas, como Elinaldo faz, como eu faço desde 2013. Essas dificuldades são normais no início. Assim como Elinaldo, também não tinha experiência no Executivo quando assumi a Prefeitura. Mas as coisas vão acontecer e sempre que for procurado vou buscar dar minha contribuição", salientou.
Para ACM Neto, Antonio Elinaldo já está avançando em áreas como limpeza pública, iluminação e pavimentação, além da limpeza de canais, entre outras realizações. "Repito: as grandes realizações vão vir depois. O momento é de arrumar a casa e assegurar a prestação dos serviços básicos. Comigo também aconteceu dessa forma. O importante é olhar as pessoas de frente e contar a elas o que é possível fazer agora e o que pode ficar para depois".
Eleições 2018 
ACM Neto disse que não esconde o desejo de que Tude, a quem classificou como aliado fiel e correto, seja candidato a deputado estadual. "Será muito importante ter Tude representando Camaçari na Assembleia Legislativa. Isso não é o lançamento de pré-candidatura, mas é algo que está sendo discutido", frisou. Ele afirmou ainda que caberá ao vice-prefeito de Camaçari, no momento certo, definir o partido pelo qual disputará o pleito. Atualmente, ele está no PMDB. "O PMDB é aliado nosso e terá papel central nas discussões sobre 2018. De modo que não me sinto à vontade para especular sobre uma troca de partido do vice-prefeito para o Democratas, por exemplo. No momento certo isso será tratado", disse Neto.
ACM Neto afirmou ainda que ainda não decidiu se será candidato ao governo. "No momento estou preocupado em governar Salvador", disse. Ele reconheceu, no entanto, que o governador Rui Costa teme uma eventual candidatura do democrata ao governo. "Isso fica claro na relação que o governador tem com a Prefeitura de Salvador, sempre de disputa, como ficou evidente na questão da integração dos ônibus urbanos com o metrô. Mas não vou me preocupar com esse tipo de provocação. Na linguagem popular, não vou comer pilha", declarou, acrescentando que Salvador sofreu quatro anos de perseguição no governo da presidente Dilma Rousseff, principalmente em relação às obras de implantação do BRT que vai ligar a Estação da Lapa à região do Iguatemi.
(Com informações de José Lopez, da Assessoria de Comunicação do Democratas)

Nenhum comentário: