*

*

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

"Manhã Cinzenta" no "Jornal do Brasil"



Recorte do "Jornal do Brasil", página 33, edição 56, no ano de 1969, com nota sobre "Manhã Cinzenta", filme de Olney São Paulo.
Contribuição do historiador Dázio Brasileiro Filho


Revista sobre Elvis Presley editada em Feira de Santana


Nesta quinta-feira, 16, se completam 40 anos do falecimento de Elvis Presley, o "Rei do Rock".
Lembrar que no primeiro trimestre de 1994, foi lançada em Feira de Santana, a revista "Elvis Magazine" (Foto: Ilustração da capa) - ainda guardo exemplar -, que foi criada por Bernardo Mascarenhas, então diretor da Bahia Elvis Presley Society (Beps), e teve Zadir Marques Porto como jornalista responsável e o jornalista Dimas Oliveira na equipe de colaboradores, ainda com nomes como os de Elio Oliveira e Sérgio Tadeu. Teve diagramação e arte de Elbas Ferreira e composição de Antonildes Sampaio.

"Mutilação genital feminina e a loucura suicida do multiculturalismo"

Por Khadija Khan
Os advogados de defesa de dois médicos de Michigan, naturais da Índia e uma de suas esposas, que foram indiciados pelo júri em 22 de abril e acusados de mutilar os órgãos genitais de duas meninas de sete anos, pretendem apresentar o argumento de liberdade religiosa na representação de seus clientes muçulmanos.
Os réus são membros da Dawoodi Bohra, uma seita islâmica de sua terra natal. Na esfera federal, sendo este o primeiro caso desde que a mutilação genital feminina (FGM em inglês) foi proibida em 1996, a defesa afirma que a prática é um ritual religioso e, portanto, deve ser protegido pela lei dos Estados Unidos.
A petição revela involuntariamente as falsas alegações feitas por proeminentes muçulmanos - como o estudioso/apresentador de TV iraniano/americano Reza Aslan e a ativista palestina/americana Linda Sarsour, que insistem que a FGM não é "uma prática islâmica".
A mutilação genital feminina, também conhecida como circuncisão feminina, é o corte ou a remoção do clitóris e/ou da lábia, como forma de eliminar o desejo e o prazer sexual de uma menina, garantir que ela seja virgem até o casamento e permanecer fiel ao seu marido.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde:
A FGM não traz benefícios à saúde, além de causar danos às meninas e mulheres de diversas maneiras. A prática significa remover e lesar o saudável e normal tecido genital feminino, interferindo com as funções naturais dos corpos das meninas e das mulheres. De modo geral os riscos aumentam quanto maior for a severidade do procedimento.

Os procedimentos são realizados, na maioria das vezes, em meninas que estão entre a infância e a adolescência, ocasionalmente em mulheres adultas. Estima-se que haja mais de três milhões de meninas em risco de sofrerem a FGM por ano.
Mais de 200 milhões de meninas e mulheres vivas hoje foram mutiladas em 30 países da África, Oriente Médio e Ásia, onde se concentra a FGM.
O influxo de imigrantes e refugiados dessas regiões do planeta para países ocidentais teve como consequência um aumento dramático e perigoso da FGM na Europa, Grã-Bretanha e Estados Unidos. De acordo com as estatísticas do Serviço Nacional de Saúde, pelo menos uma menina a cada hora está sujeita a este procedimento agonizante somente no Reino Unido - e já faz quase 30 anos que a prática lá é ilegal.
Concomitantemente, um Relatório da Comissão Europeia revelou que cerca de 500 mil mulheres na Europa foram submetidas à FGM, muitas outras correm o risco de serem forçadas a se submeterem a ela. Na Alemanha, por exemplo, foi inaugurada uma clínica em 2013 para fornecer tratamento físico e psicológico às vítimas do procedimento, cerca de 50 mil mulheres passaram pelo procedimento, sendo cerca de 20 mil em Berlim. Chamado de Desert Flower Center, o empreendimento foi encabeçado e financiado pela supermodelo/atriz natural da Somália Waris Dirie, proeminente ativista anti-FGM.
Em 15 de maio, na esteira do caso dos médicos da FGM em Michigan, a Câmara dos Deputados de Minnesota e o Senado de Michigan aprovaram uma legislação que estenderá aos estados as leis federais anti-FGM existentes aos pais de meninas que foram sujeitas ao ritual. Afinal de contas, são as mães e os pais que forçam as filhas a se submeterem ao ritual - como no caso da autora somali, Ayaan Hirsi Ali, foi a sua avó.
Em uma entrevista concedida ao Evening Standard, do Reino Unido em 2013, Hirsi Ali - ex-muçulmana que renegou sua fé e se tornou uma crítica que não faz rodeios quando se trata do Islã e da Lei Islâmica (Sharia), principalmente quando afeta as mulheres - explicou porque tem sido tão difícil processar membros da família envolvidos na FGM:
"Passei por isso aos cinco anos de idade e 10 anos mais tarde, mesmo 20 anos mais tarde, eu não teria testemunhado contra meus pais", ressaltou ela. "É uma questão psicológica. As pessoas que estão fazendo isso são pais, mães, avós, tias. Nenhuma menininha vai mandá-los para a prisão. Como viver com uma culpa dessas?"
O problema maior, no entanto - que deve ser abordado juntamente com a legislação - abrange o multiculturalismo ocidental que enlouqueceu. Tomemos por exemplo a decisão por parte da editora da coluna Ciência e Saúde, Celia Dugger do New York Times, em abril, de parar de usar o termo "mutilação genital feminina", alegando que ele está "culturalmente carregado".
"Há um abismo entre os defensores ocidentais (e alguns africanos) que fazem campanha contra a prática e as pessoas que seguem o rito, eu senti que o linguajar utilizado ampliou ainda mais esse abismo", salientou ela.
A FGM não é um crime menos estarrecedor do que o estupro ou a escravidão, no entanto as autoproclamadas feministas no Ocidente - incluindo muçulmanas como Linda Sarsour e ativistas não muçulmanas se engajam em uma cruzada contra a "islamofobia" - silenciam quando se trata de práticas bárbaras ou negam sua conexão com o Islã. Será que elas também apoiam a escravidão, outra prática respaldada pelo Islã, ainda praticada hoje na Arábia SauditaLíbiaMauritânia e Sudão, bem como pelo Estado Islâmico e pelo Boko Haram?
É por isso que a legislação anti-FGM, por mais crucial que seja, é insuficiente. Chegou a hora de estar vigilante não só contra praticantes e pais, mas também para expor e desacreditar qualquer um que tente proteger essa brutalidade.
Khadija Khan é jornalista e comentarista paquistanesa, atualmente radicada na Alemanha.
Publicado no site do Gatestone Institute - https://pt.gatestoneinstitute.org
TraduçãoJoseph Skilnik
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

Comemoração pelo cinquentenário da Residência do Universitário Feirense (RUF)

Na sexta-feira, 1 de setembro, a realização de encontro comemorativo pelos 50 anos da Residência do Universitário Feirense (RUF), constando de sessão especial solicitada pelo vereador Roberto Tourinho, na Câmara Municipal, às 19h30, seguida de lançamento da publicação "Memórias" pela Fundação Senhor dos Passos, através do Núcleo de Preservação da Memória Feirense, no Casarão Froes da Motta.
A RUF foi inaugurada em Salvador, em 1967, em imóvel nos Barris. Foi uma ação do então prefeito João Durval Carneiro, atendendo solicitação da entidade, então liderada por José Pires Caldas.

Encontro Baiano de Parlamentares Municipalistas em Serrinha

Entre os dias 5 e 6 de setembro, ocorre no Shopping Serrinha, em Serrinha, o Encontro Baiano de Parlamentares Municipalistas promovido pela União dos Vereadores da Bahia (UVB) e Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia (TCM), com o apoio de diversos parceiros.
O objetivo do evento é reunir vereadores de todo o Estado para realizar debates sobre os temas de seus principais interesses. O espaço também estará aberto para estudantes, assessores, advogados, procuradores, representantes do legislativo estadual, entre outros.
As inscrições estão sendo realizadas através do site www.uvbba.com.br e os preços variam de acordo com o tipo de inscrição. Há possibilidade de realizar a inscrição em conjunto com o "Manual de Direito Municipal Brasileiro"’, de autoria do professor Isaac Newton Carneiro, que estará disponível para retirada no evento.
Confira a programação:
Terça-feira, 5
8 horas - Credenciamento
9h10 - Abertura Oficial por Edylene Ferreira, presidente da União de Vereadores da Bahia
11 horas - Palestra "O Papel dos Edis na Administração Pública Municipal", palestrante conselheiro José Alfredo Rocha Dias, do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia
12 horas - Almoço
14 horas - Palestra "Principais Aspectos da LRF em Matéria de Contas Municipais", palestrante Antônio Vasconcelos Dourado, auditor estadual de Controle Externo do TCM, exercendo a função de diretor adjunto DAM/TCM/BA.
15 horas - Palestra "Conhecendo o TCM/BA: Aspectos, Forma e Operacionalização do Órgão de Controle e a Prestação de Contas das Câmaras de Vereadores", palestrante Adelmo Gomes Guimarães, auditor estadual de Controle Externo do TCM/BA, exercendo a função de diretor adjunto da Escola de Contas TCM/BA
15h45 - Coffee Break
16 horas - Palestra "Estatuto do Vereador", pelo professor Isaac Newton Carneiro
16h45 - Mesa Redonda com Joabs Ribeiro, tema "Transparência no Julgamento de Contas dos Prefeitos"; e Cláudio Peixoto, tema "Regimento Interno"
17h30 - Encerramento com Programação Cultural
Quarta-feira, 6
8 horas - "UVB Bahia - UVB Brasil", pelo deputado estadual Ângelo Coronel, presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, "Importância do Legislativo Municipal"
08h30 - Palestra "Os Vereadores e Seu Poder/Dever de Fiscalização e as Ferramentas Disponibilizadas pelo TCM/BA: Siga/Analisador, E TCM e Site do TCM/BA", palestrante Francisco de Assis Nunes de Oliveira, auditor estadual de Controle Externo do TCM/BA
09h20 - Palestra "Imap - Tecnologia da Informação e Sua Aplicação na Lei de Acesso à Informação e na Gestão Documental", por Diego Melo e Viviane Estrela
10 horas - Coffee Break
10h30 - Mesa Redonda com Dorgival Simões Neto, tema "Reforma Política"; e Daniela Gomes, tema "13º Para Agentes Políticos"
12 horas - Almoço
13 horas - Palestra "Os Três Poderes: Harmonia e Independência", pelo deputado estadual Luciano Ribeiro
13h40 - Mesa Redonda com Bruno Torres, tema "Repercussão da Decisão do Supremo Tribunal Federal Acerca da Legalidade do 13º Subsídio e Férias aos Vereadores"; e Jairo Teixeira, tema "A Nova Visão do Direito à Luz da Insolvência Geral da Administração Pública"
14h30 - Mesa Redonda com Aloísia Carneiro, tema "‘Verear: Os Desafios Desta Caminhada’"; e Flávio Eres, tema: "Fortalecendo o Mandato Através da Comunicação"
15h10 - Coffee Break
16 horas - Encerramento
(Com informações da União dos Vereadores da Bahia)

Souto cobra posicionamento do Governo do Estado em relação à situação das rodovias

Em discurso realizado na tribuna da Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Fábio Souto (Democratas) criticou o descaso do Governo do Estado em relação às estradas da Bahia. Na oportunidade, o parlamentar evidenciou que a população sofre muito com a falta de posicionamento do Executivo em relação às rodovias.
"A estrada que liga Santa Luzia a Canavieiras hoje encontra-se em uma situação tão caótica que é preciso andar a 30 ou 40 quilômetros por hora e os produtores rurais são assaltados e têm seus carros parados e abordados, devido ao descaso absoluto do Governo do Estado.  
Em relação a essa estrada, eu também já solicitei, através de Indicação, recuperação da pavimentação asfáltica da BA-270, que liga os municípios, mas até o momento nada foi resolvido. São estradas ruins e que, além de prejudicarem o escoamento da produção, geram insegurança à população", frisou o democrata.  

(Com informações da Agência Web Bahia)

Daniel Craig como 007 no “Bond 25”


O ator britânico Daniel Craig confirmou na madrugada desta quarta-feira, 16, em entrevista ao programa "The Late Show", da emissora "CBS", dos Estados Unidos, que vai voltar a interpretar o agente James Bond no longa-metragem de número 25 desta bem-sucedida saga sobre espionagem.
"Você voltará a ser James Bond?", perguntou na entrevista o apresentador Stephen Colbert, ao que Craig respondeu: "sim".
Assim, o ator confirmou a informação veiculada pelo jornal "New York Times" em julho, quando tinha anunciado com exclusividade que Craig continuaria sendo o rosto do agente 007.
Entretanto, ele  garantiu que o próximo filme, que será seu quinto como James Bond, será sua última participação na franquia.
Daniel Craig protagonizou 007 em "Cassino Royale", de Martin Campbell, 2006; "Quantum of Solace", de Marc Forster, 2008; "Operação Skyfall", de Sam Mendes, 2012; e "007 Contra Spectre", de Sam Mendes, 2015.
EON Productions e Metro-Goldwyn-Mayer, proprietárias dos direitos cinematográficos das histórias do agente secreto, revelaram em julho, por meio de comunicado aos meios de comunicação, que o novo filme sobre James Bond estreará na América do Norte em 8 de novembro de 2019.
As companhias afirmaram na nota que os detalhes adicionais sobre distribuição, elenco e diretor serão anunciados "em uma data posterior".
O roteiro do novo longa-metragem, ainda sem título, ficará a cargo de Neal Purvis e Robert Wade, que escreveram todos os filmes de James Bond desde "007 - O Mundo Não é o Bastante", de Michael Apted, em 1999.

Fonte: G1

"Partidos aliados exigem demissão de Imbassahy"



Antes elogiado, o ministro Antônio Imbassahy (Secretaria de Governo) virou um problema para o presidente Michel Temer. A maior parte dos partidos aliados, como PR e PP, exige sua substituição. Ele é acusado de se empenhar mais pelo PSDB, seu partido, do que articular em favor do governo. Imbassahy passaria a maior parte do tempo trabalhando por sua eventual candidatura a senador ou a governador da Bahia.
Assim não dá
Inconformados com o Imbassahy no cargo, deputados baianos, antigos aliados de Temer, não querem mais saber de conversa com o Planalto.
Bahia é o meu País
"Ele só tem olhos para o PSDB da Bahia", criticou o influente líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira (AL), referindo-se a Imbassahy.
Fonte: Cláudio Humberto

Leilão em São Paulo com obra de Raimundo de Oliveira

Raimundo de Oliveira (1930-1966) é pouco lembrado em Feira de Santana, sua terra. Além do filme de Olney São Paulo, "Profeta da Feira de Santana", 1971, do lançamento do livro "A Via Crucis de Raimundo de Oliveira", da mostra de trabalhos no Clube de Campo Cajueiro, da denominação de uma galeria de arte e do Museu de Arte Contemporânea, qual a homenagem póstuma relevante para aquele que só alcançou a glória, a níveis nacional e internacional?
Raimundo de Oliveira deixou obra de grande importância para a arte brasileira, sendo ainda hoje um de seus raros nomes com cotação no Brasil e no exterior.
Na segunda-feira, 21, em São Paulo, ocorre na Galeria James Lisboa, um leilão que conta com trabalho do considerado melhor modernista da arte religiosa no país. Trata-se de "Anjo" (Foto Divulgação:), 1958, tamanho 50x50, técnica mista sobre papel colado em placa. Além de ser presencial, o leilão funciona com lances pela Internet ou pelo telefone.
"Que nunca mais suceda o que aconteceu comigo a nenhum artista brasileiro nem de lugar nenhum" - Raimundo de Oliveira, na carta que deixou.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Trailer de "Uma Família Feliz"


Assista

Trailer da animação "Uma Família Feliz", que tem lançamento nesta quinta-feira, 17, no Orient Cineplace Boulevard.

Trailer de "Annabelle 2: A Criação do Mal"


Assista 
Trailer do filme de terror "Annabelle 2: A Criação do Mal", que tem lançamento nesta quinta-feira, 17, no Orient Cineplace Boulevard.

Thriller de terror e mistério mais animação

Uma das novidades desta semana no Orient Cineplace Boulevard, a partir desta quinta-feira, 17, é o filme é o thriller de terror e mistério "Annabelle 2: A Criação do Mal". Trata-se de continuação da história relatada em "Annabelle", de 2014, que antecipa a ação dos filmes "A Evocação", 2013, e "A Evocação 2", 2016. A saga se baseia num caso real ocorrido nos Estados Unidos durante os anos 1970, narrados nos arquivos do casal de demonologistas Lorraine e Ed Warren.
Na trama, anos após a trágica morte de sua filha, um habilidoso artesão de bonecas e sua esposa decidem, por caridade, acolher em sua casa uma freira e dezenas de meninas desalojadas de um orfanato. Atormentado pelas lembranças traumáticas, o casal ainda precisa lidar com um amedrontador demônio do passado: Annabelle, criação do artesão.
Outra novidade é a animação alemã "Uma Família Feliz", que se junta à animação russa "O Reino Gelado: Fogo e Gelo", que entra em segunda semana para atender à demanda infantil.
São quatro continuações no Multiplex do Boulevard Shopping: o filme de ação, aventura e ficção científica "Valerian e a Cidade dos Mil Planetas", em segunda semana; o filme de ação, aventura, drama, ficção científica, thriller, com temática pós-apocalíptica "Planeta dos Macacos: A Guerra" entra em terceira semana; com ação e aventura “Homem-Aranha: De Volta ao Lar", chega à sétima semana.
A comédia brasileira "Malasartes e o Duelo Com a Morte", só passa até esta quarta-feira, 16. Não atrai público ao cinema. O cinema brasileiro continua em baixa.

Começam os Jogos Esportivos Escolares

Os Jogos Esportivos Escolares (Jespe) 2017 ocorrem no Ginásio de Esportes do Serviço Social da Indústria (Sesi) e da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), em Feira de Santana. O evento começa na sexta-feira, 18, e vai até 1º de outubro. É anunciado como "Um novo conceito de evento esportivo escolar".
São cerca de dois mil atletas inscritos nas modalidades: Baleado, Basquete, Futsal, Handebol, Futevolei, Futsal e Vôlei.
Participam além da Escola Sesi José Carvalho: Escola Ideal, Colégio Acesso, Colégio Anísio Teixeira, Escola Adventista, Colégio Helyos, Escola Castro Alves, Colégio Asas, Colégio Peixoto, Colégio Limite, Escola João Paulo I, Colégio Adventista, Escola Criativa, Colégio Santo Antônio, Colégio Nobre, Colégio Padre Ovídio, Escola Lírio dos Vales, Colégio Super Star, Colégio Resgatyesua.
O acesso custa R$ 5,00 e parte da arrecadação será revertida para a Associação FSA Esporte Cultura.
A promoção é do Sesi, JSB Esportes e Spassos Turismo.

"Conheça a 'família' em que a mãe é o pai, o pai a mãe, e o filho de 4 anos é criado sem gênero definido"

Por Rodrigo Constantino
Conheça a primeira "família" (e bota aspas nisso!) britânica de "gênero fluido". Louise e Nikki Draven estão criando seu filho de quatro anos de idade, Star Cloud (?!?), de modo a "ele" não se sentir obrigado a ser um menino.
A "mãe" de Star Cloud (caramba, dói o dedo toda hora que tenho de escrever esse "nome") é Louise, que nasceu homem mas fez tratamento hormonal para se transformar completamente numa "mulher" (não, caros leitores, não há alteração artificial capaz de mudar a biologia, por mais que os "progressistas" digam o contrário).
Já o "pai" é o "pansexual" Nikki, que nasceu mulher mas se veste de vez em quando como homem, quando dá na telha. Nikki, de 30 anos, diz com orgulho: "Nenhum de nós fica preso ao gênero com que nascemos". É a morte da biologia, essa ciência irrelevante, para dar lugar à ideologia, já que tudo é "construção social". O amor é lindo!
E como o "casal" tem a cabeça muito aberta (talvez tanto que o cérebro até caiu dela), o "meninx" será criado sem essas "restrições" terríveis impostas pela biologia. Não há nada natural em ser menino ou menina, acreditam, e em nome da liberdade é preciso driblar esses obstáculos. Eles se consideram uma "família ordinária", como outra qualquer. Só digo uma coisa:
São uma família qualquer, com esse detalhe extra: são quem eles querem ser. E eis onde o Ocidente escorregou, pelo visto: uma geração mimada passou a crer que seus desejos e apetites são direitos inalienáveis, e que o mundo deve ser moldado à sua imagem, não nós que devemos nos adaptar ao mundo como ele é. É a tirania do desejo, quase num ato de solipsismo radical: toda a realidade é subjetiva e criada pelo indivíduo.
Chegamos, então, no "gênero neutro" como ideal de criação dos filhos, para não limitarmos suas possibilidades de "escolha". As palavras e conceitos perdem o sentido, e família passa a ser qualquer coisa que resolvam chamar de família, assim como casamento, e até mesmo homem e mulher.
"Nós nunca falamos a Star que ele é um menino, nós falamos que ele pode ser o que ele quiser", disse um dos "pais". O problema, claro, é se o garoto quiser ser um tigre ou um golfinho, como ironizou um episódio de South Park. Negar-lhe esse "direito" seria limitar muito suas escolhas com base no "especismo", o preconceito de espécie. Por que só ser humano? Por que não bicho?
Quando o repórter perguntou ao Star se ele era menino ou menina, ele disse que era um menino, mas logo depois mudou a resposta, quando Nikki interferiu e disse: "Ou você é apenas uma pessoa?" Isso não é crime? Esses dois seres confusos estão usando o filho como rato de laboratório em seus experimentos sociais, com os aplausos dos "intelectuais" e dos covardes que cederam ao politicamente correto para não serem acusados de "preconceituosos" ou "reacionários".
Malucos e gente estranha sempre existiram. O problema é que hoje os malucos assumiram o hospício, e trancafiaram os médicos, como no conto de Edgar Allan Poe. E ai de quem ousar falar que isso é maluquice! O conceito de normalidade não mais existe, já que tudo é normal. Na verdade, nem tudo: aqueles conservadores cristãos que ainda falam em família tradicional são bem loucos, não é mesmo?!
Diante de tanta loucura, cabe perguntar: será que o Islã vai vencer o Ocidente por um ato de escolha racional dos próprios ocidentais, desesperados com o andar da carruagem "progressista" em sua civilização?
Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/rodrigo-constantino/artigos

Ação na Justiça Federal contra título da UFRB a Lula

O vereador de Salvador Alexandre Aleluia (Democratas), entrou na Justiça contra o Título de Doutor Honoris Causa que a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), em Cruz das Almas, vai entregar ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado pelo juiz Sérgio Moro por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá (SP). A alegação é que o petista foi responsável pela criação da UFRB.
Aleluia entrou na Justiça Federal pedindo que a Universidade seja impedida de conceder o título a Lula, que inicia caravana pelo Nordeste do país. 

Feira de Santana ainda não tem "mais de 700 mil habitantes"

A estimativa da população residente em Feira de Santana, segundo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com data de referência de 1º de julho de 2016 - a estimativa de 2017 ainda não saiu -, é de 622.639 - em 2015 eram 617.528 habitantes.
Pelo último Censo - de 2010 - a população de Feira de Santana é de 556.642 habitantes.
Mesmo com os números, alguns continuam declarando que Feira de Santana "tem mais de 700 mil habitantes". Não tem.
Feira de Santana continua como a 15ª cidade mais populosa do Brasil, excetuando-se capitais. É a 34ª cidade mais populosa do país, entre todas. Segunda cidade da Bahia e segunda cidade não-capital do Nordeste - a primeira é Jaboatão dos Guararapes-PE.
Das cidades mais populosas, são 18 capitais, a capital federal, Brasília, e 14 cidades de interior - oito em São Paulo (Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco, São José dos Campos, Ribeirão Preto e Sorocaba), três no Rio de Janeiro (São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu), duas em Minas Gerais (Uberlândia e Contagem), e uma em Pernambuco (Jaboatão dos Guararapes).
 
Feira tem mais habitantes que oito capitais: Cuiabá-MT, Porto Velho-R0, Florianópolis-SC, Macapá-AP, Rio Branco-AC, Vitória-ES, Boa Vista-RR, e Palmas-TO.

FEIRA DE SANTANA


"A existência desse problema, contudo, não diminui o alcance do progresso que Feira de Santana conquistara, em 1950. Em menos de um século e meio, por causa de uma combinação feliz de fatores geográficos e humanos, o município saíra da condição de uma comunidade rural insignificante para as alturas de um grande centro comercial e industrial em estratégico cruzamento de estradas na Bahia. Os desenvolvimentos políticos, econômicos e sociais, que refletiam o rápido crescimento do município, foram verdadeiramente notáveis. Qualquer que seja o aspecto que se considere desse progresso, conduz êle claramente à conclusão de que Feira de Santana sempre bem mereceu o título de Princesa do Sertão."

Parágrafo final da conclusão do livro "Feira de Santana", de Rollie E. Poppino, Coleção Baiana, 1968, Editora Itapuã.

Equívocos em jornal e site

A coluna "Raio Laser" do jornal "Tribuna da Bahia", edição desta terça-feira, 15, informa que o vereador Pablo Roberto (PHS) assumiu a presidência da Câmara Municipal. A mesma informação foi dada na sexta-feira, 11, pelo site "Bahia Notícias". 
Na verdade, ele estava no cargo de secretário de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos e com a morte do vereador Reinaldo Miranda Vieira Filho, que estava na presidência da Casa, assumiu como primeiro suplente.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Olney São Paulo na Embrafilme

O cineasta Olney São Paulo (segundo da direita para a esquerda) e equipe no dia da liberação pela Embrafilme do financiamento para o filme "O Forte", em 1974.  
Foto: Marcello Fernandes

Sebrae convida para Painel de Comunicação e Empreendedorismo

Enviado por Vívian Rodrigues, da Agência Sebrae de Notícias Bahia


Parque de Exposição há 50 anos II

Parque de Exposição João Martins da Silva, em Feira de Santana, no distante ano de sua inauguração, em 1967. 
Fonte: IBGE - Série: Acervo dos Municípios Brasileiros

Parque de Exposição há 50 anos

Pavilhões existentes no início do Parque de Exposição João Martins da Silva, em 1967.
Foto: IBGE

Errar é humano, revisar, imprescindível

Na produção de qualquer conteúdo escrito - impresso ou digital - é imprescindível a atuação de um revisor de textos. O revisor, pelo seu conhecimento e olho clínico, perceberá as falhas cometidas pelo redator. Será capaz de perceber, por exemplo, um espaço a mais entre duas palavras, identificar uma vírgula em lugar errado, sua falta ou seu uso desnecessário.
Saberá usar corretamente termos suscetíveis a dúvidas, como mau e mal; porque, por que, porquê e por quê; sessão, seção e cessão; acender e ascender; dispensa e despensa; concerto e conserto, entre tantos outros. Notará problemas de concordância verbal e nominal, distinguirá advérbios e adjetivos, saberá quando usar por e pôr; por e puser, fazer e fizer, ver e vir, insipiente e incipiente - e estará atento à repetição de palavras nas frases. Também saberá usar corretamente as orações subordinadas e deixará os textos claros e objetivos. Policiará o uso do "que", chamado de "queísmo", atentará para os cacófatos - alguns, engraçados; outros, maliciosos - e ainda se encarregará de dar um basta no gerundismo, nos vícios de linguagem e nos modismos disseminados pela mídia, que nos faz crer que "por conta de" e "a nível de" - membros da mesma família - são formas corretas de falar e escrever, e mais um sem-número de erros que o escritor poderá deixar passar.
Que o escritor ou o redator erre ao escrever é plenamente compreensível, afinal sua função é escrever e a do revisor, revisar. Quando cada ator tem seu papel bem definido na produção do texto, tudo funciona com perfeição e todos saem ganhando, principalmente o leitor, elemento mais importante nesse processo. Considerando que a revisão é etapa não obrigatória mas recomendável, sujeitar-se-á ao risco o autor ou editor que dela abrir mão. E o erro pode ocorrer em datas, números e informações. Isso é comum, daí ser possível achar absurdos em livros já impressos, sem revisão ou mal revisados. Como consequências advêm prejuízos com reimpressão, a situação incômoda de dar explicações ao leitor ou simplesmente ignorá-lo, como é bastante comum. Já questionei a respeito de erros em livros que li e nem mesmo resposta obtive do editor. É frustrante, mas isso é bem frequente. E o silêncio por parte do editor/autor, neste caso, pode ser interpretado como um mea culpa.
No que concerne ao revisor, deste profissional exige-se que perceba os erros e aponte soluções, pois é seu papel deixar o texto isento de quaisquer imperfeições. Para isso é necessário que use e abuse das gramáticas, tenha em mãos dicionários específicos e apoie-se em manuais de redação. Com relação aos manuais há quem condene seu uso, o que é uma grande bobagem, pois neles há dicas importantes. Os manuais, tanto quanto as gramáticas e os dicionários, devem fazer parte do ferramental do revisor. Se fossem materiais de uso do redator/autor, talvez fosse dispensável a presença do revisor.
Para concluir, há editores e escritores que veem o trabalho de revisão como despesa, quando deveriam enxergar como investimento. Mas não é só isso: entre os novos escritores, os que estão esperando a chance de publicar o primeiro livro, muitos pensam que escrever uma obra é digitar em Word, mandar para a editora e aguardar a aprovação. Ledo engano! Trabalho feito assim pode ser descartado de imediato. Errar é humano, mas para resolver estes problemas é que existem os revisores. Munidos de lápis e caneta marca-texto ou com a cara enfiada na tela de um computador, estes profissionais - que devotam verdadeiro sacerdócio à atividade - dão forma e sentido àquilo que antes parecia um emaranhado de palavras. Mas aqui vai um alerta: é preciso que o revisor seja escolhido a dedo, pois nesse meio também há os excelentes, os bons e os medíocres, mas isto é tema para outra edição.
Texto Ideal – Serviços Editoriais
Contatos:
Skype: josias747
WhatsApp: 12 9 9703-1212

Facebook Divulga Escritor
https://www.facebook.com/DivulgaEscritor/

Terrorismo é isso



Por Marli Gonçalves
Estou querendo esticar a palavra. Dar a ela o sentido que está aqui perto de nós, já. No Brasil não tem terremoto, não tem furacão, mas não se pode mais dizer que no Brasil não tem terrorismo. Deus, ele está diante de nós!
 Ou você vai dizer que não? Imaginou a mãe, na janela, aguardando o filho de 15 anos voltar da escola, vê-lo apontar ali na esquina, já pensando no almoço que vai dar a ele e imediatamente observar que agora o menino corre? Em seguida ver o filho cambaleando e caindo morto por uma bala que atravessou seu corpo trocada por um reles celular? Isso não é terror, não? Sabe o nome da rua onde isso aconteceu? Rua Caminho da Educação. São Bernardo do Campo, SP.
Uma van escolar parada à força, duas crianças, bebês ainda, levadas por bandidos, e abandonadas mais de uma hora depois numa quebrada, como se pudessem ficar ali no porta-luvas do carro? Isso não é terror, não? E o caminhoneiro mantido refém com uma arma na cabeça, salvo apenas pelas palavras convincentes de uma mãe ao seu filho perdido, e que aconselhou-o a se entregar e liberar o motorista? O que terá ela dito? Oferecido um casaquinho?
E que dizer das crianças violentadas para toda a sua existência, e que todos os dias  sofrem, sofrem muito?
Alguém disse que nenhuma definição pode abarcar todas as variedades de terrorismo que existiram ao longo da História. Concordo. Que existem, diria. Que se multiplicam. Moldadas em várias formas, se disseminam de forma assustadora, inclusive na incompetência na condução de nações. Uma variedade muito além do que se poderia imaginar.Já parou um pouco para pensar mais sério sobre as crescentes e fervorosas pendengas internacionais, largando um pouco de lado essa nossa mesquinha política que só gera atos e fatos vergonhosos e pobres de espírito?  Está esquisito, perigoso: vocês bem sabem  que em briga de cachorros  grandes a gente sempre sai mordido. Isso é terrorismo. Topetudo loiro briga com gordinho de olhinhos puxados. Pena que isso não seja uma colorida história em quadrinhos de nossa tenra infância. Riquinho, Bolinha, Brotoeja, Luluzinha.
Terrorismo é tocar o terror. Termo usado para designar o uso de violência, seja ela física ou psicológica, em um grupo de vítimas, mas com objetivo de afetar toda uma população e espalhar os sentimentos de pavor, medo e terror. Se não é exatamente o que estamos vivendo, me digam, terrorismo é o quê?
Olha o bombardeio. Andar pelas ruas vendo corpos caídos ou moradias de papelão que se multiplicam assustadoramente nas cidades. Reparar no descuido com que são cuidados os bens públicos. A violência no trânsito. O medo em cada passo. Notícias de repetição do mesmo todos os dias. As hordas de refugiados chegando, expulsos de suas terras, vindo buscar - e logo aqui - a esperança!
Em geral o terrorismo tradicional em suas formas pretende derrubar governos. No nosso caso são os governos que estão favorecendo atos terroristas. 
Marli Gonçalves é jornalista

Sexta edição do Belly Fest Feira

Lançamento da Oriental Fair VII ocorre com grande show de dança


No próximo sábado, 19, às 19h30, no Centro de Cultura Maestro Miro ocorre a sexta edição do Belly Fest Feira com show oriental, mostra de dança e feira temática. Será uma apresentação única de dança com o melhor do árabe e tribal em Feira de Santana. O evento tem direção da bailarina e gestora feirense Bia Vasconcelos.
"Além de oficializar o lançamento do #OrientalFair liberando o tema, convidados e programação, o Belly Fest promove uma noite de muita dança e cultura oriental", conta Bia Vasconcelos. "Venha curtir esse momento e traga toda a família", é o apelo que faz.
Programação Belly Fest 6ª Edição
Belly Fest Show - Apresentação com alunos de Bia Vasconcelos e convidados profissionais mostrando repertório clássico, moderno, folclórico árabe e tribal. Dança oriental em única apresentação.
Belly Fest Mostras - Se você quiser mostrar seu talento, se inscreva agora mesmo. Teremos o maior prazer em receber sua dança em nosso palco. Vagas limitadas e sujeitas à ordem de inscrição.
Belly Fest Feira Oriental- Haverá venda de artigos orientais com uma exposição temática no foyer do teatro. Imperdível.
Ingressos - R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) - estão à venda com Bia Vasconcelos e alunas. No dia do evento os ingressos serão vendidos no local a partir das 17 horas.

(Com informações de Bia Vasconcelos)

Rui Costa obriga servidores, aposentados e pensionistas a curtir suas postagens em redes sociais

O setor de comunicação do governo Rui Costa se supera a cada dia. Desta vez chegou, através do whatsapp da #TVServidor, prints do grupo interno da Secretaria de Comunicação petista onde funcionários do Governo a quem chama de "boca de véia" estaria "puto porque as redes sociais dele estão pouco curtidas".
Segundo a Casa Civil, o petista estaria perdendo a batalha virtual contra ACM Neto. "O governador Rui Costa utiliza com frequência os três canais mais populares das redes (Facebook, Instagram e Twitter) e, apesar de gastar muito com patrocínio, apresenta pouco engajamento em todos os seus perfis. Apenas para efeito de comparação, o prefeito ACM Neto tem três vezes mais seguidores em suas redes, sem gastar com patrocínios", disse a circular.
No fim, Rui Costa determina que "todos os servidores, inclusive os aposentados e pensionistas, passem a curtir suas postagens e façam uma campanha para ampliar os seus fãs nas redes sociais".

Tradição e raiz

Por César Romero
Em cartaz no Museu de Arte da Bahia, no Corredor da Vitória, dirigido por Pedro Arcanjo, a exposição Crônica Sertaneja de Juraci Dórea.  A curadoria na mostra, que segue até o dia 10 de setembro, é de Ayrson Heráclito.  O artista nasceu em Feira de Santana. Arquiteto desde 1968, é mestre em Literatura e Diversidade Cultural.  Dirigiu o Departamento de Cultura do Município de Feira de Santana, de 1994 a 1996.
Pintor, desenhista, gravador, escultor, poeta e professor teve sua primeira exposição em 1962, na Biblioteca Municipal Arnold Silva em Feira de Santana. Daí sua carreira deu partida chegando a importantes exposições no Brasil e exterior, especialmente a XIX Bienal Internacional de São Paulo, 43º Bienal de Veneza e a IIIº Bienal de Havana.
Vivendo entre duas culturas, por um lado o Recôncavo e bem mais ainda a região sertaneja, absorveu e transfigura com obstinação pessoas simples, as lendas, os cantadores, violeiros, a literatura de cordel, os costumes, a religiosidade, as festas de tradição, a cultura do couro. Uma síntese do imaginário popular, quando revela bens culturais de raiz brasileiras. Busca uma arte que se identifique aos costumes de sua terra, em torno do mais autêntico. Decodificar esse universo místico e abrangente tem sido um dos seus desafios.
Juraci Dórea é da família que busca uma arte brasileira como aconteceu com Tarsila do Amaral, Alfredo Volpi, Gilvan Samico, Sante Scaldaferri, Francisco Liberato, J.Cunha, Antonio Maia, Rubem Valentim, Emiliano Di Calvalcanti.
Sua pintura bem cuidada, minuciosa, tem comunicação imediata com o espectador a quem cabe decifrar os códigos do sertão, referência fundamental. O trabalho do artista guarda para esta e gerações futuras, uma série de bens singulares que formatam a cultura nacional. Suas pesquisas plásticas visuais é um documento, uma cosmovisão do sertão brasileiro, que se estendem pelos estados da Bahia, Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Sergipe e Rio Grande do Norte, portanto uma pintura nordestina, focando mais intensamente o sertão baiano.
Juraci Dórea ajustou um vocabulário bem definido à sua maneira, criando uma iconografia extremamente pessoal, intransferível. Um idioleto formatado com o passar do tempo.
A pintura de Juraci Dórea é um ato político, quando indica os procedimentos relativos à comunidade, coletividade, referentes à sociedade onde vive ou atua, um saber organizado sobre um conjunto de atividades humanas.
Crônica Sertaneja tem montagem soberba, bem pensada, curadoria afinada com o pensar do artista.
A expo consta de 40 trabalhos entre desenhos, pinturas, esculturas, instalações e objetos. Um acerto.

César Romero é artista plástico e crítico de arte
Fonte: Correio

Ruindade do futebol baiano

Vitória não sai da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro 2017. Bahia está quase lá.
Os dois times baianos foram derrotados na primeira rodada do returno. O rubro-negro, em casa. Em 20 jogos até agora, o Vitória perdeu 11 vezes, empatou quatro e ganhou tão somente cinco jogos. Está na vice-lanterna, em décimo-nono lugar. Fez 21 gols e tomou 31 gols, com saldo negativo de dez. Tem a segunda pior defesa.
O Bahia está em décimo-quinto lugar lugar, com seis vitórias, cinco empates e nove derrotas. A defesa do tricolor é menos pior que a do rubro-negro: tomou 28 gols. E o ataque é melhor que o do rival, com 25 gols, com saldo negativo de três gols.


sábado, 12 de agosto de 2017

Morre Glen Campbell, ator e cantor country



Faleceu na terça-feira, 8, o cantor e compositor americano de country, Glen Campbell. Ele também atuou no cinema, destacando-se no western "Bravura Indômita" (True Grit), de Henry Hathaway, 1969, como um Texas Rangers, ao lado de John Wayne e Kim Darby. Interessante que este filme foi exibido neste sábado, 12, no TeleCine Cult.
Filmografia 
Fonte: IMDb