No Aprisco

No Aprisco

Lançamento nacional

Lançamento nacional
Na próxima quinta-feira, no Orient Cineplace Boulevard

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Emenda de Aleluia determina mais transparência na divulgação dos dados de segurança pública



Iniciativa do deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) dá mais transparência ao Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp). Emenda de autoria do parlamentar baiano torna obrigatória para estados e Distrito Federal a divulgação na internet dos dados referentes à ocorrência e elucidação de crimes. Aprovado na Câmara Federal, o Projeto de Lei 8122/14, que aperfeiçoa a coleta e sistematização de informações sobre segurança pública para a elaboração de políticas do setor, segue agora para o Senado.
"Com maior transparência na divulgação dos dados da violência, a população poderá fiscalizar mais facilmente e cobrar providências aos governos contra a criminalidade que se alastra por todo o país", explica Aleluia. Para ele, com o aperfeiçoamento do Sinesp vai ser possível evitar tentativas de maquiagens dos dados, expediente utilizado por alguns governantes para esconder falhas na política de segurança pública. Em outra emenda, também aprovada, Aleluia evitou a inconstitucionalidade do projeto de lei, suprimindo a cobrança de multas.
(Com informações de imprensa.josecarlosaleluia@gmail.com)

Grupo Designers de Interiores realiza exposição no Boulevard



O Boulevard Shopping recebe nesta quinta-feira, 30, a Exposição de Decoração de Mesas realizada pelo Grupo Designers de Interiores de Feira de Santana. A mostra tem o intuito de divulgar o trabalho desenvolvido por profissionais de design de interiores da cidade, além de prestar uma homenagem para as mamães.
Foram escolhidos seis estilos de mães e seis mesas postas para caracterizá-los: a mãe clássica, zen, esportista, moderna, contemporânea e romântica.
Segundo a líder do grupo, Cristiane Fernandes, "a maneira como se põe a mesa fala muito sobre o estilo da mãe. Cada estilo tem o seu valor e a sua beleza e a exposição pode mostrar aos filhos que o almoço ou jantar do dia das mães pode ser customizado de acordo com o estilo dela".
Vinte profissionais feirenses assinam o projeto que acontece na Praça de Eventos do Shopping até o próximo dia 10 de maio.
(Com informações da ComunicAtiva Associados)

Revisão anual dos vencimentos dos servidores públicos

A Câmara Municipal, através do Projeto de Lei nº 053/2015, de autoria do Poder Executivo, decretou e o prefeito sancionou a Lei nº 3.538, de 29 de abril de 2015, que estabelece a revisão anual dos vencimentos dos servidores públicos municipais.
A Lei foi publicada na edição desta sexta-feira, 30, do jornal "Folha do Norte".
Os vencimentos dos servidores públicos da administração direta e descentralizada serão revistos, acrescentando-lhes, aos vencimentos do mês de dezembro de 2014, o percentual de 6,41%, a partir de 1º de maio de 2015, à exceção dos vencimentos dos professores, especialistas em educação e secretários escolares da rede municipal de ensino.


Programa do Aprisco


Charge do Sponholz



quarta-feira, 29 de abril de 2015

Filmes em Exibição no Orient Cinemas Boulevard



Período de 30 de abril a 6 de maio
LANÇAMENTO NACIONAL
NOITE SEM FIM (Run All Night), de Jaume Collet-Serra, 2015. Com Liam Neeson, Ed Harris, Joel Kinnaman, Common e Nick Nolter. Ação. O matador profissional Jimmy Conlon é assombrado pelos pecados cometidos no passado e se entrega à bebida. Mas quando seu filho torna-se um alvo de mafiosos, ele tem que optar entre a família do crime e sua verdadeira família, que ele abandonou há muito tempo. A única redenção para os erros que Jimmy cometeu no passado é evitar que seu filho tenha o mesmo destino que ele. Sem ter a quem recorrer, ele tem apenas uma noite para decidir exatamente a quem pertence sua lealdade e ver se finalmente fará a coisa certa. Cópia dublada. Duração: 116 minutos. Classificação: 16 anos. Horários: 13h30, 16 horas, 18h30 e 21 horas. Sala 3 (165 lugares).
CONTINUAÇÕES
VELOZES & FURIOSOS 7 (Furious 7), de Jamers Wan, 2015. Com Vin Diesel, Paul Walker, Jason Statham, Michelle Rodriguez, Jordana Brewster e Dwayne Johnson. Ação. Owen Shaw foi morto durante um embate contra o grupo de Dominic e Brian. Eles voltam para casa livres de qualquer acusação e pretendem começar suas vidas dentro da legalidade. Mas o irmão mais velho de Owen quer se vingar de Dominic e sua família. Em quinta semana. Cópia dublada. Duração: 138 minutos. Classificação: 14 anos. Horários: 15h10, 18 horas e 20h50. Sala 1 (240 lugares).
CADA UM NA SUA CASA (Home), de Tim Johnson, 2015. Animação. Quando a Terra é invadida pelos confiantes Boov - uma raça alienígena em busca de um novo lar - todos os humanos são prontamente deslocados, enquanto os Boov se ocupam de organizar o planeta. Porém uma esperta garota chamada Tip consegue evitar ser capturada e acidentalmente transforma-se em cúmplice de um Boov exilado chamado Oh. Os dois fugitivos percebem que há muito mais em risco que um simples dano às relações intergaláticas e embarcam na aventura de suas vidas. Em quarta semana. Cópia dublada. Duração: 94 minutos. Classificação: Livre. Horários: 14 horas e 16h10. Sala 2 (158 lugares).
CINDERELA (Cinderella), de Kenneth Branagh, 2015. Com Cate Blanchett, Lily James, Richard Madden e Helena Bonham-Carter. Fantasia e romance. O pai da jovem Ella casa novamente depois que fica viúvo. Ansiosa para apoiar o adorado pai, a jovem recebe bem a madrasta e suas filhas, na casa da família. Mas quando o seu pai falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, passa a ser chamada de Cinderela. Ela não cede ao desespero nem aos que a maltratam. E aparece um belo estranho que ela conhece. A vida de Cinderela muda para sempre. Em sexta semana. Cópia dublada. Duração: 104 minutos. Classificação: Livre. Horários: 18h20 e 20h40. Sala 2 (158 lugares).
VINGADORES: ERA DE ULTRON (Avengers: Age of Ultron), de Joss Whedon, 2015. Com Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Samuel L. Jackson, James Spader e Paul Bettany. Ação e aventura. Quando Tony Stark tenta reiniciar um programa de manutenção de paz, as coisas não dão certo e os super-heróis mais poderosos da Terra: Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro, terão que passar no teste definitivo para salvar o planeta da destruição pelas mãos do vilão Ultron. Em segunda semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 150 minutos. Horários: 14h30, 17h30 e 20h30. Sala 4 (261 lugares) 
ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cinemas Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

Para reflexão mestes dias



Está na Bíblia em Mateus 7: 24 a 29:
"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.
E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina;
Porquanto os ensinava como tendo autoridade; e não como os escribas."

"Como a TV destrói os valores morais?" - Melhores momentos do debate sobre moral na TV



   
Fonte: http://www.internautascristaos.com/videos/diversos/como-a-tv-destroi-os-valores-morais

"Contas do governo têm o pior resultado no 1º trimestre em 17 anos"



Por Reinaldo Azevedo
Existe ainda algum tonto que acha que o corte de gastos é desnecessário? Bem, então será preciso apresentar a Dilma Rousseff alguma alternativa, quem sabem a revolução socialista… Se a economia encolhe, a arrecadação cai. Como o governo precisa cortar gastos, a economia encolhe…  É o paradoxo da recessão. Mas ele só está aí porque foi diligentemente fabricado. Será preciso atravessar esse deserto. Leiam o que na VEJA,com:
*
O ano não começou bem para as contas públicas. O governo central, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central (BC), computou um superávit primário de 4,485 bilhões de reais no primeiro trimestre. Apesar de positivo, o montante representa uma baixa de 65,8% em relação ao esforço fiscal do primeiro trimestre do ano passado, que chegou a acumular 13,1 bilhões de reais. Trata-se do pior resultado desde 1998, quando registrou superávit de 3,173 bilhões de reais. Os dados foram divulgadas nesta quarta-feira pelo Tesouro Nacional.
Em relação ao mês de março, o superávit foi de 1,463 bilhão de real, o pior desempenho para esse mês desde 2013. Em março do ano passado, o superávit era de 3,2 bilhões de reais. As contas do Tesouro registraram um superávit de 8,02 bilhões de reais. As contas do INSS tiveram um déficit de 6,52 bilhões de reais e as do Banco Central, um saldo negativo de 42,9 milhões de reais. O Tesouro atribuiu o resultado menor do esforço fiscal a uma baixa de 4,4% da receita líquida. Enquanto as receitas tiveram um crescimento de apenas 2,9%, as despesas subiram 6,8% nos três primeiros meses do ano. No acumulado de doze meses, o governo central apresentou um déficit de 27,3 bilhões de reais, ou 0,49% do PIB.
A queda nas receitas este ano foi decorrente não apenas da menor arrecadação de impostos, como também da menor entrada de recursos provenientes de concessões, que foram de apenas 436 milhões de reais no primeiro trimestre, uma baixa de quase 50% na comparação com o mesmo período do ano passado. As estatais também repassaram menos dividendos à União. O governo recebeu 1,89 bilhão de reais de janeiro a março, ante 6,39 bilhões de reais no primeiro trimestre do ano passado. No lado das despesas, houve ainda o pagamento de 1,28 bilhão de reais para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE). No mesmo intervalo do ano passado, esse número havia alcançado 3,01 bilhões. A CDE é um mecanismo usado pelo governo para capitalizar as distribuidoras de energia que se encontram em dificuldades devido às mudanças regulatórias no setor. Mas o ministro Joaquim Levy já antecipou que o Tesouro deixará de efetuar repasses este ano, relegando ao contribuinte a tarefa de engordar a conta.
Como reflexo dos ajustes fiscais, os investimentos totais do governo federal despencaram 31,3% no primeiro trimestre, somando 5,336 bilhões de reais. As despesas com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) registraram queda de 37,3% no primeiro trimestre, chegando a 10,587 bilhões de reais. Só em março, os investimentos totais computaram queda de 32,2%. E os aportes transferidos pelo PAC caíram 32,5%. A equipe econômica do governo liderada pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, definiu uma meta de superávit primário para o setor público de 1,2% do PIB para 2015 e de 2% do PIB para 2016. Segundo o ministro, cumprir essa meta é essencial para aumentar a confiança do mercado em relação à economia brasileira. O esforço de 1,2% corresponde a uma economia de 66,3 bilhões de reais. Desse valor, 55,3 bilhões ficariam a encargo do governo federal e 11 bilhões, dos governos estaduais e municipais. Desta forma, o superávit de 4,48 bilhões de reais verificado no primeiro trimestre representa apenas 8% da meta estabelecida pelo governo para este ano.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Trailer de "Noite Sem Fim"



Assista
Trailer de "Noite Sem Fim", filme de ação que tem lançamento nesta quinta-feira, 30, no Orient Cinemas Boulevard.

Filme de ação "Noite Sem Fim"



Liam Neeson e Joel Kinnaman em "Noite Sem Fim"
Foto: Divulgação
"Noite Sem Fim" (Run All Night), filme de ação de Jaume Collet-Serra, é a novidade na 18ª semana cinematográfica do ano, a partir desta quinta-feira, 30, no Orient Cinemas Boulevard.
Liam Neeson faz um matador profissional, Jimmy Conlon, que é assombrado pelos erros cometidos no passado e se entrega à bebida. Mas quando seu filho (Joel Kinnaman) torna-se um alvo de mafiosos, ele tem que optar entre a família do crime e sua verdadeira família, que ele abandonou há muito tempo. A única redenção para os erros que Jimmy cometeu no passado é evitar que seu filho tenha o mesmo destino que ele. Sem ter a quem recorrer, ele tem apenas uma noite para decidir exatamente a quem pertence sua lealdade e ver se finalmente fará a coisa certa. Ainda no elenco, Ed Harris, Common e Nick Nolte.
Continua, em segunda semana, "Vingadores: Era de Ultron" (Avengers: Age of Ultron), de Joss Whedon, sequência do considerado maior filme de super-heróis de todos os tempos, que reúne os super-heróis da Marvel: Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro.
Também as continuações de “Cinderela” (Cinderella), em sexta semana; "Velozes e Furiosos" (Furious 7), em quinta semana; e  "Cada um na Sua Casa" (Home), em quarta semana.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Sala Dr. Hugo Navarro Silva


"Dilma desiste mesmo do pronunciamento do Primeiro de Maio"



Por Reinaldo Azevedo
De vez em quando, o governo toma uma decisão sábia. A presidente Dilma Rousseff desistiu de fazer o tradicional discurso de Primeiro de Maio. Vejam bem, senhoras e senhores, a enormidade do buraco em que se meteu o PT. A mandatária de um partido que se diz dos "trabalhadores" está impedida de falar em rede nacional no Dia do Trabalho porque dá como certa, e tem razão, que a fala seria usada como estímulo para um panelaço.
Segundo o ministro Edinho Silva, da Secom, Dilma vai se comunicar com os trabalhadores por meio das redes sociais. Pois é… Eventuais tuitaços são feitos em silêncio, não é mesmo? Leio na 'Folha' a seguinte declaração do ministro: "Primeiro, é uma forma de valorizarmos outros modais de comunicação. Segundo, a presidente não precisa se pronunciar em cadeia nacional". Edinho negou, contra todas as evidências, que a decisão tenha algo a ver com o medo do penelaço: "A presidente não teme nenhum tipo de manifestação da democracia".
Bem, então por que não fala? A negativa, convenham, é um pouquinho ridícula. Um governante faz um pronunciamento para ser ouvido. Qual daria maior alcance à fala de Dilma em tempos normais? É evidente que seria a rede nacional de rádio e televisão. Pode não ser temor. Vai ver é uma questão de gosto, né? Ninguém fica feliz quando é vaiado. De resto, o governo avalia que a crise deu uma esfriada. Um pronunciamento poderia aumentar rapidamente a temperatura. Ademais, é preciso ter algo a dizer. Com o que acenaria a presidente em seu eventual discurso?
Pois é… Quem diria? Chegamos ao ponto em que um governo prefere aparecer pouco. E isso não é da natureza dos políticos, a menos que estejam muito mal na fita.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Nota de Pesar



Com profundo pesar, lamentamos o falecimento do jornalista e professor Anchieta Nery, na segunda-feira, 27, em decorrência de um AVC.                                                                                                        
Um companheiro de longas datas, professor e jornalista que muito contribuiu para a consolidação da Comunicação em Feira de Santana. Por seu talento, dedicação e seriedade no exercício da profissão, Anchieta foi um exemplo para todos os que perseguem os ideais de uma imprensa responsável, ética, justa e livre. Incentivador de outras gerações de jornalistas, ensinou-os  a contribuírem  para a construção de uma sociedade onde todos tenham acesso  à informação de qualidade.
Nossa palavra de paz e força aos familiares e um abraço carinhoso para todos os colegas que se sentem órfãos com sua ausência.
Feira de Santana, 28 de abril de 2015.
Marly dos Santos Caldas  - Diretora Regional Nordeste do Sinjorba
Luiz Tito  - Vice-diretor Regional Nordeste do Sinjorba



 

Convite para reabertura do Museu Regional de Arte


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Club do Cavalo volta a funcionar



Desde o final de dezembro do ano passado que o Club do Cavalo voltou a funcionar. "Os melhores fazem parte" é o slogan. Agora, administrado pelo casal Reinaldo e Simone Santana
Além da locação de 47 baias para garanhões e nove para éguas, o Club do Cavalo com quatro chalés com ar condicionado e mais 16 apartamentos, além de espaço para eventos, como comemoração de aniversários, casamentos e formaturas, bem como retiros espirituais.
Conta com montaria (Foto Facebook de Carolina Dourado) piscina, restaurante, campo de futebol soçaite. Também com horta, viveiro de aves e criatório de peixes. Está sendo implantado parque infantil e quadra de vôlei.
O Club do Cavalo fica na rua Oti, 200, Loteamento Ouro Verde, em São Gonçalo dos Campos, pertinho de Feira de Santana.
Contato pelos telefones 9126-2568 e 8286-3162.

"MP apresenta nova denúncia contra Vaccari e Duque: lavagem de R$ 2,4 milhões. É aquele caso que envolve a gráfica e a revista ligadas ao PT"



Por Reinaldo Azevedo
Atenção, leitores! Não vamos confundir as coisas. Em toda parte, vocês leem que o Ministério Público denunciou João Vaccari Neto e Renato Duque por lavagem de R$ 2,4 milhões. Atenção! Trata-se de uma nova denúncia, envolvendo especificamente o uso de uma gráfica ligada ao PT. A operação toma tal vulto e tem tantas camadas e desdobramentos que o desavisado pode achar que é só isso que pesa contra Vaccari e Duque. É claro que não! Leiam texto publicado na VEJA.com.
*
O Ministério Público Federal (MPF) apresentou nesta segunda-feira denúncia contra o ex-tesoureiro nacional do PT João Vaccari Neto, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque – indicado pelo partido – e o executivo Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, do grupo Toyo Setal, por lavagem de dinheiro no total de 2,4 milhões de reais. O crime foi revelado na 12ª fase da Operação Lava Jato, que prendeu Vaccari preventivamente e identificou pagamento de recursos desviados da Petrobras a uma gráfica condenada por fazer propaganda eleitoral irregular para a presidente Dilma Rousseff, em 2010.
De acordo com a denúncia, o crime de lavagem de dinheiro foi cometido 24 vezes pelos acusados entre abril de 2010 e dezembro de 2013. Vaccari foi denunciado como organizador do esquema – um agravante que pode elevar a pena do petista, caso condenado. O MPF pede ainda que os acusados paguem à Petrobras como indenização, no mínimo, o dobro do valor lavado: 4,8 milhões de reais.
Segundo a força-tarefa da Lava Jato, uma parte da propina que seria paga a Renato Duque no esquema do petrolão foi direcionada por empresas do grupo Setal Óleo e Gás (SOG), ao qual pertence Mendonça Neto, para a Editora Gráfica Atitude. Com aval de Duque, o pagamento foi solicitado por Vaccari em um encontro pessoal com Mendonça Neto. Por meio da Setec Tecnologia e da SOG, ele fechou dois contratos falsos de compra de anúncios com a Editora Gráfica Atitude e usou duas outras empresas – Tipuana e Projetec – para realizar os pagamentos. Vaccari pediu os pagamentos duas vezes, em 2010 e 2013, sendo celebrados dois contratos de 1,2 milhão de reais cada. Ficou comprovado o repasse de ao menos ao menos 2,4 milhões de reais, sem que o serviço, a veiculação da propaganda, tenha sido prestado. Mendonça Neto disse que “não possuía qualquer interesse comercial em publicar anúncios na revista”.
As empresas de Mendonça Neto realizaram vinte e duas transferências bancárias que somam 2,25 milhões de reais (valor líquido, descontados impostos) para a Editora Gráfica Atitude. Em contrapartida, a gráfica emitiu dezoito notas fiscais frias para justificar os pagamentos. O MPF apreendeu e-mail de uma funcionária da gráfica com cópia das notas. Os valores que abasteceram os cofres da Editora Gráfica Atitude foram desviados de contratos da SOG com a Petrobras nas refinarias de Araucária (PR), a Repar, e de Paulínia (SP), a Replan, segundo os investigadores.
Em 2010, os pagamentos à gráfica ocorreram meses antes e depois das eleições, quando a empresa veiculou uma edição da Revista do Brasil, com tiragem de 360.000 exemplares, de conteúdo favorável à presidente Dilma Rousseff e ofensivo ao senador José Serra (PSDB), então adversários na disputa da Presidência da República. O Tribunal Superior Eleitoral considerou a revista uma propaganda irregular e multou a gráfica em 15.000 reais.
Para os procuradores da República, há indícios de que os pagamentos de propina pela Setec e SOG, dissimulados como compra de anúncios, financiaram a edição de número 52 da Revista do Brasil, de outubro de 2010, justamente a multada pela Justiça Eleitoral por propaganda pró-Dilma. O MPF indicou que parcelas do contrato fictício foram pagas naquele mês, bem como antes e depois das eleições.
Segundo delação de Augusto Ribeiro Mendonça, Vaccari pediu que ele fizesse transferências de dinheiro à Gráfica Atitude em vez de pagar propina ao partido em forma de doações eleitorais registradas, outro método de pagamento de propinas que rendeu ao partido ao menos 4,2 milhões de reais entre 2008 e 2012.
A Gráfica Atitude é uma sociedade mantida por dois sindicatos umbilicalmente ligados ao PT: o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. Os sindicatos são sócios e indicam os diretores da gráfica – quase todos filiados ao PT e sempre dirigentes dos sindicatos. Um deles, Teonílio Barba (Metalúrgicos do ABC), elegeu-se deputado estadual na Assembleia Legislativa de São Paulo, no ano passado. Outra diretora, Ivone Maria da Silva (Bancários), foi uma defensora de Vaccari durante a gestão do ex-tesoureiro petista na Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo (Bancoop) – pela qual ele responde criminalmente na Justiça paulista.
Os procuradores da Lava Jato também indicaram na denúncia que o endereço do diretório estadual do PT em São Paulo consta em listas telefônicas na internet também como sede da Editora Gráfica Atitude. Por ora, o MPF decidiu não denunciar funcionários da gráfica. Isso porque, segundo os procuradores, a responsabilidade deles ainda será apurada em inquérito separado. Os atuais diretores da gráfica Atitude, no entanto, foram arrolados para depor como testemunhas.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Morte de Anchieta Nery



Faleceu na tarde desta segunda-feira, 27, o jornalista Manoel de Anchieta Nery (Foto: Jorge Magalhães), ex-secretário de Comunicação Social em duas gestões do prefeito José Ronaldo e ex-secretário de Cultura, Esporte e Lazer no governo de José Raimundo de Azevedo. Também era professor aposentado do Departamento de Letras e Artes da Universidade Estadual de Feira de Santana. Foi chefe da Assessoria de Comunicação Social da Uefs e da TV Universitária. Foi ainda editor-chefe do extinto jornal "Feira Hoje" e da revista "Hoje".
Desde quarta-feira, 22, que ele estava na UTI do Hospital Emec, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). O corpo está sendo velado na capela do Hospital Dom Pedro de Alcântara.

Lula é o alvo

E a zoeira continua

"Todos em um": Retiro do Aprisco



Entre sexta-feira, 24, e esta segunda-feira, 27, a realização do Retiro 2015 da Aprisco Church, no Club do Cavalo, em São Gonçalo dos Campos.
"Todos em um" foi o tema do encontro, com divisa em João 17: 21, que reuniu dezenas de membros, sob a lideraça espiritual do casal de pastores Alex e Karol Cosmo.
Reflexões sobre as vantagens de se viver em comunhão foram feitas nos três dias, com todos buscando fortalecimento no companheirismo e comprometimento.
Além da motivação espiritual, várias atividades em grupo foram levadas a efeito, como gincanas, jogos e até lual.

sexta-feira, 24 de abril de 2015

"Petistas irritados"



No "Raio Laser", do jornal "Tribuna da Bahia", edição desta sexta-feira, 24, a nota "Conformes":
"Quem anda bombando com a Micareta de Feira de Santana é o prefeito José Ronaldo (Democratas). O sucesso do evento tem deixado petistas irritados, principalmente porque a ideia de que o governante não estaria bem na fita tem sido desmentida diretamente pelo prestígio demonstrado por Ronaldo nos circuitos por onde anda verificando se está tudo nos 'conformes' na festa."

"No vídeo gravado em 8 de março de 2010, Lula confessa que é o Pai do Petrolão"




Com o Pré-sal, tomamos decisão de investir em refinarias Trecho do discurso do presidente Lula durante cerimônia de assinatura de contratos para implantação do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) em Itaboraí (RJ).
Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

A charge do Alpino

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Geilson propõe Comenda Dois de Julho para Sérgio Carneiro



O deputado estadual Carlos Geilson propôs que a Assembleia Legislativa da Bahia conceda ao ex-deputado federal Sérgio Carneiro a sua mais alta honraria: a Comenda Dois de Julho. A iniciativa de Geilson foi motivada pela importante contribuição de Sérgio Carneiro no avanço de questões importantes para os cidadãos brasileiros, além de seu caráter e conduta ilibados.
Feirense, Sérgio Barradas Carneiro exerceu três mandatos parlamentares como deputado federal. Foi autor da Proposta de Emenda Constitucional que acabou com a separação judicial e instituiu o divórcio direto (aprovada e promulgada como Emenda Constitucional 66 em julho de 2010). Antes da chamada PEC do Divórcio, as pessoas se valiam do instituto da separação judicial para, só depois de um ano da data da sentença, poder pedir a conversão da separação em divórcio. Ou esperar dois anos, separado de fato, para entrar com um pedido de divórcio direto. Quem milita na área de direito de família sabe que só se utilizavam desse instituto os casais que se separavam brigando. Além disso, o separado era impedido de se casar, engrossando as estatísticas da união estável, ao passo que o divorciado podia e pode se casar com qualquer pessoa, inclusive aquela da qual se separou e se arrependeu.
Na Câmara dos Deputados, Sérgio Carneiro também foi procurador e relator geral da comissão especial do novo Código de Processo Civil (CPC), já sancionado pela Presidente Dilma. Todos os códigos brasileiros foram feitos entre quatro paredes por comissões de juristas, sendo que o atual CPC, de 1973, foi feito por um único homem, o ex-ministro da Justiça Alfredo Buzaid. Sérgio Carneiro foi o primeiro relator desta comissão. Disponibilizou o texto oriundo do Senado na internet e percorreu o Brasil dialogando com o mundo jurídico e acadêmico através de palestras, seminários, debates e audiências públicas. O novo código, através do trabalho de muitos, graças à metodologia adotada por Sérgio Carneiro, trará elementos que possibilitam a celeridade processual sem afrontar os princípios constitucionais da ampla defesa, do contraditório e do devido processo legal.  
O projeto de resolução do deputado Carlos Geilson que concede a Comenda Dois de Julho ao advogado Sérgio Barradas Carneiro foi publicado no "Diário Oficial", edição de sábado, 18.
(Com informações de Meiryelle Souza - Assessora de Comunicação do Deputado Carlos Geilson)

Biennale: return to the essence



"cinema demais" enquadrado




O livro "cinema demais" enquadrado. Antonio Carlos Gomes (Foto), da molduraria Casa dos Quadros, colocou exemplar do meu primeiro livro numa moldura e o quadro vai ser posto na minha biblioteca. Lembrar que a capa do livro é uma obra de arte, assinada por Gil Mário.
Ele adquiriu a publicação, gostou do que leu e sugeriu o memorial.
Praticamente todos artistas plásticos de Feira de Santana, também de Salvador e outras cidades, procuram ou procuraram a Casa dos Quadros para emoldurar suas pinturas e desenhos. 
São os casos de Antonio Brasileiro, Carlo Barbosa, Célia Pires, Gilberto Gomes, Gil Mário, Herivelto Figueiredo, Jorge Galeano, Juraci Dórea, Leonice Barbosa, Luiz Gomes, Marcus Moraes, Maristela Ribeiro, Nailson Chaves, Nanja, Pedro Roberto, Rosa Alice, Silvio Portugal, Wania Garcia, entre outros.
A Casa dos Quadros existe há 39 anos, sempre trabalhando para satisfazer as necessidades dos artistas na montagem de suas obras. Também trabalha com outros materiais artísticos. Funciona na avenida Senhor dos Passos, 1.681, esquina com a rua Santos Dumont. Telefone 3221-4660.

"O DESASTRE DA PETROBRAS, A OBRA DOS COMPANHEIROS PETISTAS E O QUE DISSE DILMA EM 2009 PARA MATAR UMA CPI. OU: NO MÍNIMO, MERECIA UMA CADEIA MORAL!"


Por Reinaldo Azevedo

Os números da Petrobras que vieram a público não derivam de uma tramoia urdida pela oposição. Também não decorrem de alguma armação orquestrada por adversários do estatismo. Aldemir Bendine, atual presidente da empresa, que acompanhou a confecção do balanço, é um petista com extensa folha de serviços prestados ao petismo. Foi posto na estatal para, vamos dizer, arranjar as coisas: nem poderia ser inconvincente a ponto de o mercado dar de ombros e considerar o balanço uma empulhação; nem poderia ser, vamos dizer, de um realismo cru.
E foi esse misto de realismo e prudência industriada que produziu, ainda assim, números espantosos: o prejuízo da Petrobras, no ano passado, foi R$ 21,587 bilhões. O custo-corrupção, por enquanto, está em R$ 6,194 bilhões. A revisão dos ativos levou a uma baixa de R$ 44,636 bilhões. O ano passado terminou com a empresa devendo R$ 351 bilhões.  O irrealismo, ou surrealismo, em que a empresa estava metida era de tal ordem que o mercado internacional até que reagiu bem aos números. Talvez aconteça o mesmo por aqui nesta quinta.
Atenção, meus caros! A admissão desses números não decorreu de uma iniciativa interna, dos comandantes da empresa, do governo, das autoridades públicas responsáveis pela área. Tratou-se de uma imposição da consultoria PricewaterhouseCoopers (PwC) para continuar a auditar o balanço.
Eis aí o resultado de 12 anos de gestão petista. Como ignorar que o modelo de eficiência e gestão da Petrobras, cantado em prosa e verso, permitiu que a empresa se tornasse um covil, uma associação criminosa, um valhacouto, um abrigo de larápios? E sempre caberá a pergunta óbvia e obrigatória: onde mais?
E que se note: a empresa não exibe esses resultados desastrosos apenas por causa da corrupção. A ela se somam também a má gestão, as decisões equivocadas, a tacanhice ideológica e a vigarice intelectual. A Petrobras chega à pior situação de sua história - trata-se da petroleira mais endividada do planeta - porque o petismo usou o preço do combustível para compensar sua política econômica canhestra e caduca. Agora mesmo, enquanto escrevo, a estatal vende combustível com prejuízo em razão da questão cambial. Isso será corrigido?
É preciso ir além. Dados os números, a empresa terá de vender ativos e, por óbvio, não poderá arcar com as obrigações que lhe impõe o regime de partilha do pré-sal. Mas a estupidez e a ideologia barata continuarão a deitar a sua sombra sobre a racionalidade.
O passado da Petrobras, mesmo com um encontro de contas, que acabará sendo recebido até com boa-vontade pelo mercado, é esse que vemos, com tais números. Mas que futuro aguarda a empresa brasileira? Basta olhar para o mercado mundial de petróleo para constatar que o nacionalismo bocó, misturado com a ladroagem mais nefasta, conduz a Petrobras à inviabilidade.
Eu poderia deixar barato, mas não vou, não. Dilma é a chefona do setor energético  e também da Petrobras - há 12 anos. Está no 13º.  Esta senhora só admitiu que poderia haver algo de errado na empresa 15 dias antes da eleição - e ainda o fez de modo obliquo.  Em 2009, já pré-candidata à Presidência, a então chefe da Casa Civil foi a público para tentar implodir, e conseguiu, a CPI da Petrobras.
Vejam o vídeo acima. Eu transcrevo a sua fala em seguida.
"Eu acredito que a Petrobras é uma empresa tão importante do ponto de vista estratégico, no Brasil, mas também por ser a maior empresa, a maior empregadora, a maior contratadora de bens e serviços e a empresa que, hoje, vai ocupar cada vez mais, a partir do pré-sal, espaço muito grande, né?, ela é uma empresa que tem de ser preservada. Acho que você pode, todos os objetos, pelos menos os que eu vi da CPI, você pode investigar usando TCU e o Ministério Público. Essa história de falar que a Petrobras é uma caixa- preta… Ela pode ter sido uma caixa-preta em 97, em 98, em 99, em 2000. A Petrobras de hoje é uma empresa com um nível de contabilidade dos mais apurados do mundo. Porque, caso contrário, os investidores não a procurariam como sendo um dos grandes objetos de investimento. Investidor não investe em caixa-preta desse tipo. Agora, é espantoso que se refiram dessa forma a uma empresa do porte da Petrobras. Ninguém vai e abre ação na Bolsa de Nova York e é fiscalizado pela Sarbanes-Oxley e aprovado sem ter um nível de controle bastante razoável".
Nota: Sarbanes-Oxley é o nome de uma lei dos EUA (formado a partir dos respectivos sobrenomes de um senador e de um deputado), de 2002, que estabelece mecanismos de transparência contábil para as empresas que operam na Bolsa dos EUA.
Enquanto Dilma dizia essas coisas, os ratos corroíam a Petrobras.
Convenham: quando menos, Dilma deveria ser enviada para uma cadeia moral, não é mesmo?
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

"O BALANÇO DA PETROBRAS: prejuízo de R$ 21,587 bilhões em 2014; espeto da corrupção: R$ 6,194 bilhões. Ou: Escolhas futuras têm mais importância do que esses números"

Por Reinaldo Azevedo
Prejuízo de R$ 21,587 bilhões em 2014. Esse é a síntese dos números do balanço da Petrobras depois de um lançamento de perdas de R$ 6,194 bilhões relacionados só à corrupção, apurada no âmbito da Lava Jato. Foi preciso também registrar uma perda de R$ 44,345 bilhões relacionados à reavaliação de ativos.
O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, vai conceder uma entrevista para explicar os critérios que levaram a empresa a chegar a esses números. O lançamento das perdas no balanço era uma exigência da PwC.
A questão, agora, é saber se o mercado vai ou não considerar críveis esses números. Para tanto, será preciso detalhar os cálculos.
A Petrobras é hoje a petroleira mais endividada do mundo. Mais do que o balanço, talvez contem as escolhas para o futuro. Uma pergunta: a estatal passará a trabalhar com preços reais de combustível ou continuará a ser usada como instrumento de política econômica? Outra: será mantida a exigência de que a Petrobras participe da exploração do pré-sal, mesmo não tendo recursos para isso?
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"


quarta-feira, 22 de abril de 2015

Filmes em Exibição no Orient Cinemas Boulevard

Período de 23 a 29 de abril
LANÇAMENTO NACIONAL
VINGADORES: ERA DE ULTRON (Avengers: Age of Ultron), de Joss Whedon, 2015. Com Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Mark Ruffalo, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Samuel L. Jackson, James Spader e Paul Bettany. Ação e aventura. Quando Tony Stark tenta reiniciar um programa de manutenção de paz, as coisas não dão certo e os super-heróis mais poderosos da Terra: Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Hulk, Viúva Negra e Gavião Arqueiro, terão que passar no teste definitivo para salvar o planeta da destruição pelas mãos do vilão Ultron. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 150 minutos. Horários: 14, 17 e 20 horas. Sala 4 (261 lugares)

CONTINUAÇÕES
VELOZES & FURIOSOS 7 (Furious 7), de Jamers Wan, 2015. Com Vin Diesel, Paul Walker, Jason Statham, Michelle Rodriguez, Jordana Brewster e Dwayne Johnson. Ação. Owen Shaw foi morto durante um embate contra o grupo de Dominic e Brian. Eles voltam para casa livres de qualquer acusação e pretendem começar suas vidas dentro da legalidade. Mas o irmão mais velho de Owen quer se vingar de Dominic e sua família. Em quarta semana. Cópia dublada. Duração: 138 minutos. Classificação: 14 anos. Horários: 13 horas, 15h50, 18h40 e 21h30. Sala 1 (240 lugares).
CADA UM NA SUA CASA (Home), de Tim Johnson, 2015. Animação. Quando a Terra é invadida pelos confiantes Boov - uma raça alienígena em busca de um novo lar - todos os humanos são prontamente deslocados, enquanto os Boov se ocupam de organizar o planeta. Porém uma esperta garota chamada Tip consegue evitar ser capturada e acidentalmente transforma-se em cúmplice de um Boov exilado chamado Oh. Os dois fugitivos percebem que há muito mais em risco que um simples dano às relações intergaláticas e embarcam na aventura de suas vidas. Em terceira semana. Cópia dublada. Duração: 94 minutos. Classificação: Livre. Horários: 14h30 e 16h40. Sala 2 (158 lugares).
INSURGENTE (Insurgent), de Robert Schwentke, 2015. Com Shailene Woodley, Theo James e Kate Winslett. Thriller e ficção-científica. Nas ruínas de uma Chicago futurista, Cris e Quatro são fugitivos, caçados por Jeanine, a líder da elite Erudição. Correndo contra o tempo e assombrada pelas escolhas do passado, Tris com Quatro a seu lado, encara um desafio impossível atrás de outro, ao desvendar a verdade sobre o passado e também o futuro de seu mundo. Em sexta semana. Cópia dublada. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 119 minutos. Horários: 18h50 e 21h20. Sala 2.
CINDERELA (Cinderella), de Kenneth Branagh, 2015. Com Cate Blanchett, Lily James, Richard Madden e Helena Bonham-Carter. Fantasia e romance. O pai da jovem Ella casa novamente depois que fica viúvo. Ansiosa para apoiar o adorado pai, a jovem recebe bem a madrasta e suas filhas, na casa da família. Mas quando o seu pai falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, passa a ser chamada de Cinderela. Ela não cede ao desespero nem aos que a maltratam. E aparece um belo estranho que ela conhece. A vida de Cinderela muda para sempre. Em quinta semana. Cópia dublada. Duração: 104 minutos. Classificação: Livre. Horários: 13h50, 16h10, 18h30 e 20h50. Sala 3 (165 lugares).

ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cinemas Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

"Vingadores: Era de Ultron" tem pré-estreia nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira, 22, pré-estreia do filme de ação e aventura "Vingadores: Era de Ultron" (Avengers: Age of Ultron), de Joss Whedon, às 20 horas, na maior sala, a 4.
Com isso, mudança na programação com "Velozes e Furiosos 7" passando para a Sala 1, e "Cada um na Sua Casa", na Sala 4.
"Vingadores: Era de Ultron" entra com cópia dublada. Tem duração de 150 minutos, duas e meia horas, com classificação de 12 anos.
O filme entra em cartaz normalmente na quinta-feira, 23, às 14, 17 e 20 horas.

"Documento do PT deixa claro que o principal inimigo é o Congresso e propõe 'saídas': frente ampla de esquerda, Constituinte exclusiva para reforma política; voto em lista; financiamento público de campanha… Partido inicia campanha de ódio à democracia"

Por Reinaldo Azevedo
O PT realiza na Bahia, entre 11 e 14 de junho, seu 5º Congresso.  É a hora em que partido recebe e debate as "teses" de suas várias correntes. Desta vez, todas elas falam numa espécie de "resgate", de retomada do verdadeiro PT, como se este que conhecemos fosse o falso; como se este que aí está fosse uma invenção dos adversários; como se este que aí está fosse uma distorção de algo que é perfeito no mundo das ideias. Esse misto de platonismo com cara de pau repete a mistificação histórica das esquerdas: o socialismo, em essência, seria bom, os socialistas equivocados é que o corromperam…  Nesse congresso de junho, o partido tenta se levantar dos escombros.
Mas será que consegue? Na sexta-feira, publiquei aqui uma resolução da direção nacional da legenda. Trata-se de um dos documentos mais delirantes de sua história. Segundo os companheiros, existe uma "escalada das forças conservadoras", de "caráter reacionário", para "derrotar a administração de Dilma" e "revogar conquistas históricas do povo brasileiro". A direção do partido não economiza: o Parlamento seria formado hoje por uma "maioria conservadora", empenhada em implementar "contrarreformas". Ou por outra: o partido que detém o maior número de deputados da Câmara elegeu o Congresso como seu adversário. Assim, saibam: sempre que deputados e senadores petistas se manifestarem, estarão empenhados em diminuir as prerrogativas do próprio Poder que eles integram.
Que coisa! O PT não acusa seus adversários de erro. O PT não acusa seus adversários de insensibilidade social. O PT não acusa seus adversários nem mesmo de se mobilizar para defender privilégios eventualmente em curso. Não! Para os valentes, os que se opõem ao petismo têm o propósito deliberado de punir os mais pobres. No Parlamento, como se vê, não existiriam nem adversários nem aliados, mas uma maioria dedicada a prejudicar o povo brasileiro.
Segundo o petismo, a conspiração em curso uniria os interesses de classe das elites que perderam o poder a partir de 2003 e setores da mídia que exerceriam o monopólio da informação. Perguntas rápidas, óbvias e sem resposta: que elite é essa que estaria contra o PT? Os industriais? Os bancos? Os empreiteiros? Não foram esses mesmos os grandes financiadores da legenda nesses 13 anos? Por que o partido não dá os nomes dos ditos monopolistas da mídia?
O documento faz a defesa do "companheiro João Vaccari Neto" e acusa instâncias do estado - como a Polícia Federal, o Ministério Público e o Poder Judiciário - de protagonizar um "espetáculo de atropelos legais" a serviço de "forças antipetistas". Sim, meus caros! Para esses iluminados, o Brasil se divide em dois grupos: os que estão com eles e os que estão contra eles. E, para que se esteja contra eles, basta que não se esteja com eles. Os celerados não perceberam que, se essa formulação, antes, chegou a render benefícios ao partido, rende, hoje em dia, ainda mais desgaste. Posta hoje diante desta dicotomia - ou se é petista ou se é antipetista -, a maioria dos brasileiros decidiu não ser escrava de ninguém: é antipetista.
O documento expõe a pauta de uma luta ensandecida contra o regime democrático, que compreende:
a: uma dita frente político-social unindo o partido, os sindicatos e o MST;
b: constituinte exclusiva - proposta de inspiração obviamente bolivariana - para fazer a reforma política;
c: proibição da doação de empresas a campanhas;
d: financiamento público de campanha:
e: voto em lista, cassando dos brasileiros o direito de escolher seus deputados;
f: arranca-rabo de classes, com medidas contra os chamados "ricos";
g: mobilização contra o PL 4330, das terceirizações, o que só é bom para os sindicalistas;
h: mobilização contra a PEC 371, da redução da maioridade penal,  o que só é bom para os bandidos;
i: mobilização contra a PEC 215, que atribui ao Legislativo um papel mais ativo na demarcação de terras indígenas, o que só é bom para os picaretas.
Em certa medida, talvez devamos todos saudar esse documento. Afinal de contas, o partido reitera a pauta que hoje faz com que a maioria do povo brasileiro grite nas ruas, em número crescente: "Fora PT. Fora Lula. Fora Dilma".
Para encerrar: o partido lamenta a "ocupação das ruas contra o governo" e "clima de condenação moral contra o PT a partir de notícias distorcidas sobre investigações de corrupção na Petrobrás". Que coisa! Viver para ver os petistas contra o povo na rua.  A síntese das sínteses: o PT dá início, assim, à campanha de ódio à democracia.
O PT, em suma, está cansado do povo brasileiro e agora busca maneiras de tirá-lo da jogada. Mas o povo não vai deixar e diz "não".

Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"