quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Filmes em Exibição no Orient Cineplace


Período de 1º a 7 de março

LANÇAMENTOS NACIONAIS

DEZESSEIS LUAS (Beautiful Creatures), de Richard LaGravanese, 2012. Com Alden Ehrenreich, Alice Englert, Jeremy Irons e Emma Thompson. Aventura. Estudante de colegial fica enfeitiçado por aluna nova, de 16 anos, que acaba de chegar de outro estado - e com quem ele estranhamente tinha pesadelos há meses. Os dois se unem para enfrentar uma maldição sobrenatural que persegue a família dela há gerações: sempre que uma Duchannes completa 16 anos, deve escolher se será para a vida toda uma feiticeira do bem ou do mal. Cópia Dublada. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 122 minutos. Horários: 13h25, 16 horas, 18h35 e 21h10. Sala 1 (243 lugares)

AMANHECER VIOLENTO (Red Dawn), de Dan Bradley, 2012. Com Chris Hemsworth, Josh Hutcherson, Adrianne Palicki, Josh Peck e Jeffrey Dean Morgan. Uma invasão de soldados soviéticos e cubanos toma conta de uma cidade. À mediada que ela é invadida pelas forças militares, oito jovens escapam para as montanhas. Adotando o nome da sua equipe de futebol, os Wolverines, eles formam uma guerrilha armada em defesa dos seus pais, amigos e do pró prio país.Cópia dublada. Não recomendável para menores de 14 anos. Duração: 93 minutos. Horários: 13, 15, 17, 19 e 21 horas. Sala 2 (160 lugares).
CONTINUAÇÕES
DURO DE MATAR: UM BOM DIA PARA MORRER (A Good Day To Die Hard), de John Moore, 2012. Com Bruce Willis, Jai Courtney e Patrick Stewart. Ação. Desta vez, John McClane viaja até Moscou, para uma missão internacional, junto com o filho, Jack. Com um relacionamento complicado, eles terão que trabalhar juntos para se manter vivos e para evitar que uma parte sombria d e Moscou consiga controlar armas nucleares. Em segunda semana. Cópia dublada. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 96 minutos. Horários: 14h25, 16h35, 18h45 e 20h50. Sala 3 (167 lugares).
JOÃO E MARIA CAÇADORES DE BRUXAS (Hansel and Gretel Witch Hunters), de Tommy Wirkola, 2012. Com Jeremy Renner e Gemma Arterton. Ação. Depois de pegarem um gostinho por sangue quando crianças, João e Maria se tornaram vigilantes extremos, determinados a defender seu povo. Eles passaram a ser a caça e têm que enfrentar um mal muito maior do que as bruxas. Em sexta semana. Cópia dublada. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 83 minutos. Horários: 13h45, 15h40, 17h35, 19h25 e 21h20. Sala 4.
ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

Cabine de imprensa de "Oz: Mágico e Poderoso"

James Franco em "Oz: Mágico e Poderoso"
Foto: Divulgação
 
Na quarta-feira, 6 de março, às 12 horas, na Sala 9 do Multiplex Iguatemi, em Salvador, cabine de imprensa de "Oz: Mágico e Poderoso" (Oz the Great and Powerful), de Sam Raimi, com cópia digital 3D. A Disney está convidando para a sessão.
Trata-se de filme de aventura fantástica, que tem lançamento mundial no dia 8 de março. Imagina as origens do adorado personagem mágico de L. Frank Baum. Quando Oscar Diggs (James Franco), um inexpressivo mágico de circo de ética duvidosa foge do poeirento Kansas e acaba na vibrante Terra de Oz, ele acha que tirou a sorte grande - fama e fortuna o aguardam - isso até encontrar três bruxas: Theodora (Mila Kunis), Evanora (Rachel Weisz) e Glinda (Michelle Williams), que não estão convencidas de que ele é o grande mágico que todos esperam. Relutantemente envolvido nos problemas épicos que a Terra de Oz e seus habitantes enfrentam, Oscar precisa descobrir quem é bom e quem é mau antes que seja tarde demais. Lançando mão de suas artes mágicas através de ilusão, engenhosidade e até de um pouco de magia, Oscar se transforma não apenas no grande mágico, mas em um homem melhor também
Site da internet e celular: Disney.com.br/Oz
Siga-nos no Twitter: twitter.com/twdcnoticiasbr
(Com informações de Amenar Costa Atendimento Disney Selma Santos Produções e Eventos)

Parabéns, Raidira!


Quem recebe parabéns nesta quinta-feira, 28, é a bancária Raidira Paz, bacharela em Administração, personal stylist, colaboradora da revista "CartadaFeira", leitora e admiradora do Blog Demais.

"Ex-papas"

Fonte: "Blog do Noblat"

Parabéns, Naron!


Nesta quinta-feira, 28, data de aniversário de Naron Vasconcelos (Foto: Reprodução), diretor do Departamento de Eventos da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer e band-leader da Caras e Coroas. Comemoração em família com a esposa Sônia.

Imagem de "Ser Tão"

Filmagem de "Ser Tão", de José Umberto (ajoelhado). Ainda na foto: Juraci Dórea, Vito Diniz (de costas), Dimas Oliveira e Fernando Beléns (ambos de braços cruzados).

Referência de excelência

Referência de excelência na educação em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil.

Carro de Boi


Imagem em folder ilustrativo do Carro de Boi: Espelhos d’água, área verde, restaurante e Boate Jerimum. projeto de Amélio Amorim.

Parabéns, Wilker!


Nesta quinta-feira, 28, aniversário do empresário Wilker Boaventura Carneiro (Foto: Facebook). Ele será alvo de manifestações de parabéns de familiares e amigos.

Vive la France

Deux Soeurs (butique), Le Gouter (lanchonete), Le Bebe, Le Biscuit, Le Bouton. O comércio de Feira de Santana sempre gostou de dar nomes franceses aos estabelecimentos.

Damha Urbanizadora chega em Feira de Santana com projeto inovador

Na semana passada, a Damha Urbanizadora recebeu profissionais da imprensa e da empresa Atual Imobiliária para apresentar seus projetos nas cidades de São José do Rio Preto, Mirassol e São Carlos, em São Paulo. O grupo foi acompanhado da assessora de imprensa de Feira de Santana Lilia Campos e recepcionado pelos analistas comerciais Flávio Jancowski e José Luiz Gazoli.
A visita do grupo feirense finalizou no Parque Eco Esportivo Damha, em São Carlos, onde os convidados foram recepcionados pelo coordenador de Marketing Márcio Marques, que conversou com todos sobre o empreendimento que será lançado em Feira de Santana. A preocupação com a preservação do meio ambiente, o bem estar de seus moradores, segurança e conforto foram percebidos em todos os empreendimentos apresentados.
A Damha lançaré em Feira de Santana, em breve, um empreendimento que vai movimentar o mercado imobiliário feirense.
(Com informações de Lilia Campos)

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Coitado do Fluminense

O Fluminense de Feira perdeu seu quarto jogo na primeira fase do Campeonato Baiano 2013. Na noite desta quarta-feira, 26, jogando em casa, no Estádio Municipal Alberto Oliveira, o Jóia da Princesa, o time tomou 1 a 0 do Juazeirense. Em sete jogos, uma vitória, dois empates e quatro derrotas, que deixam o Tricolor em nono na tabela de classificação, em último lugar, na lanterna. O ataque marcou tão somente três gols.
O time feirense agora pega o Juazeiro, que está na vice-liderança, fora de casa. A ameaça de rebaixamento é real. Lembrar que Bahia, Feirense e Vitória não disputam esta fase do certame.

Diplomata do Panamá anuncia morte de Chávez


Assista: http://youtu.be/y-sGRFM-VrU

O ex-embaixador do Panamá ante a OEA, Guillermo Cochez, assegurou nesta quarta-feira, 27, com exclusividade para o canal de televisão americano NTN24 que o caudilho Hugo Chávez foi desconectado há quatro dia das máquinas que o mantinham com vida.
O diplomata panamenho foi incisivo e desafiou o governo venezuelano a desmentí-lo. "A informação que revelando é que o presidente Chávez desde o dia 30 de dezembro passado já estava com morte cerebral, nesse estado o transferiram para a Venezuela porque não queriam desconectá-lo em Cuba."
Cochez acusa o governo venezuelano que estar enganando a Venezuela e o mundo inteiro e afirma que as recentes fotos de Chávez distribuídas pelo governo venezuelano são falsas. 

João Durval preside escolha no Senado




O senador baiano João Durval (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado), do PDT, presidiu na manhã desta quarta-feira, 27, a sessão de escolha dos novos presidente e vice da Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. 
Foram eleitos por aclamação para presidente o senador Valdemir Moka (PMDB-MS) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). Eles substituem respectivamente Jayme Campos (Democratas-MT) e Cassildo Maldaner (PMDB-SC). 
João Durval dirigiu a sessão de votações e continuará integrando a CAS no biênio 2013/2014.
(Com informações de Silvio Romero, da Assessoria do Senador João Durval)

"Lincoln de cordão carnavalesco finge que aprendeu a ler para reduzir o estadista americano a uma versão de Lula em inglês"



Por Augusto Nunes
O único doutor honoris causa do mundo que sempre detestou escola e estudo guardou para a festa do 30° aniversário da CUT a notícia tão confiável quanto uma previsão de Guido Mantega. "Estou lendo muito agora", disse já no começo do palavrório desta quarta-feira. A plateia caiu na gargalhada. O palanque ambulante reiterou que o milagre que se consumara. "Só de livro do Ricardo Kotscho e do Frei Betto já li uns trezentos", exemplificou. A troca da gargalhada pelo riso respeitoso foi a senha para a viagem pela estratosfera.
"Estava lendo o livro do Lincoln", decolou, caprichando na pose de quem decorou a Bíblia ainda no berçário. Não disse qual. Mas pelo menos descobriu que houve um Lincoln - Abraham - que foi presidente dos Estados Unidos. É um avanço e tanto. Até recentemente, Lula achava que Lincoln era marca de cigarro e um tipo de automóvel. "Fiquei impressionado como a imprensa batia no Lincoln, em 1860, igualzinho bate em mim", comparou-se o Exterminador do Plural ao vencedor da Guerra da Secessão. No Brasil da Era da Mediocridade, não há limites para a bazófia. A lira do delírio encaixa qualquer partitura.
O posseiro do Planalto e o antigo inquilino da Casa Branca só não são idênticos porque o Lincoln de cordão carnavalesco é favorecido pelo aparecimento de armas inexistentes nos tempos da versão de Lula em inglês. "O coitado não tinha computador", descobriu. "Sabe o que ele fazia para saber de notícias? Ia para o telex, para o telégrafo, ficar numa sala esperando".
O telex instalado por Lula na Casa Branca permitiu que Lincoln usasse em 1860 um aparelho ínventado em 1930. "Nós aqui poderemos xingar um ao outro em tempo real", completou o animador de comício. Em sete anos e meio, como prova o post reproduzido na seção Vale Reprise, ele produziu 19 palavras manuscritas. Mas faz de conta que aprendeu a disparar desaforos pela Internet.
De 2003 para cá, o ex-presidente repetiu em incontáveis palavrórios que é o Getúlio Vargas do século 21. A comparação só faria algum sentido se o novo Pai dos Pobres reprisasse o tiro no coração. De qualquer forma, um Getúlio agora lhe parece pouco. O maior dos governantes desde Tomé de Souza é páreo para o estadista que impediu a fragmentação dos EUA e acabou com a escravidão. Mas não tem chance alguma de morrer como o colega ianque.
Lincoln foi assassinado enquanto assistia a uma peça teatral. Lula nem sabe o que é isso. Jamais foi visto na plateia de algum. Nunca será. Quem acha leitura pior que exercício em esteira decerto acha teatro mais detestável que três maratonas. Uma atrás da outra.
Fonte: "Direto ao Ponto"

"Petrobras - Lembram-se da compra e venda escandalosas de uma refinaria em Pasadena, nos EUA? MP pede que TCU investigue as operações"



Por Reinaldo Azevedo
O leitor certamente se lembra daquela que é, a meu juízo, uma das mais escandalosas ações do petismo realizadas na Petrobras: a compra e venda de uma refinaria em Pasadena, nos EUA. Pode haver consequências. Antes, vamos lembrar o caso:
1: Em janeiro de 2005, a empresa belga Astra Oil comprou uma refinaria americana chamada Pasadena Refining System Inc. por irrisórios US$ 42,5 milhões. Por que tão barata? Porque era considerada ultrapassada e pequena para os padrões americanos.
2: ATENÇÃO PARA A MÁGICA - No ano seguinte, com aquele mico na mão, os belgas encontraram pela frente a generosidade brasileira e venderam 50% das ações para a Petrobras. Sabem por quanto? Por US$ 360 milhões! Vocês entenderam direitinho: aquilo que os belgas haviam comprado por US$ 22,5 milhões (a metade da refinaria velha) foi repassado aos "brasileiros bonzinhos" por US$ 360 milhões. 1500% de valorização em um aninho. A Astra sabia que não é todo dia que se encontram brasileiros tão generosos pela frente e comemorou: "Foi um triunfo financeiro acima de qualquer expectativa razoável".
3: Um dado importante: o homem dos belgas que negociou com a Petrobras é Alberto Feilhaber, um brasileiro. Que bom! Mais do que isso: ele havia sido funcionário da Petrobras por 20 anos e se transferiu para o escritório da Astra nos EUA. Quem preparou o papelório para o negócio foi Nestor Cerveró, à frente da área internacional da Petrobras. "Veja" viu a documentação. Fica evidente o objetivo de privilegiar os belgas em detrimento dos interesses brasileiros. Cerveró é agora diretor financeiro da BR Distribuidora.
4: A Pasadena Refining System Inc., cuja metade a Petrobras comprou dos belgas a preço de ouro, vejam vocês!, não tinha capacidade para refinar o petróleo brasileiro, considerado pesado. Para tanto, seria preciso um investimento de mais US$ 1,5 bilhão! Belgas e brasileiros dividiriam a conta, a menos que…
5:… a menos que se desentendessem! Nesse caso, a Petrobras se comprometia a comprar a metade dos belgas - aos quais havia prometido uma remuneração de 6,9% ao ano, mesmo em um cenário de prejuízo!!!
6: E não é que o desentendimento aconteceu??? Sem acordo, os belgas decidiram executar o contrato e pediram pela sua parte, prestem atenção, outros US$ 700 milhões. Ulalá! Isso foi em 2008. Lembrem-se que a estrovenga inteira lhes havia custado apenas US$ 45 milhões! Já haviam passado metade do mico adiante por US$ 360 milhões e pediam mais US$ 700 milhões pela outra. Não é todo dia que aparecem ou otários ou malandros, certo?
7: É aí que entra a então ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, então presidente do Conselho de Administração da Petrobras. Ela acusou o absurdo da operação e deu uma esculhambada em Gabrielli numa reunião. DEPOIS NUNCA MAIS TOCOU NO ASSUNTO.
8: A Petrobras se negou a pagar, e os belgas foram à Justiça americana, que leva a sério a máxima do "pacta sunt servanda". Execute-se o contrato. A Petrobras teve de pagar, sim, em junho deste ano, não mais US$ 700 milhões, mas US$ 839 milhões!!!
9: Depois de tomar na cabeça, a Petrobras decidiu se livrar de uma refinaria velha, que, ademais, não serve para processar o petróleo brasileiro. Foi ao mercado. Recebeu uma única proposta, da multinacional americana Valero. O grupo topa pagar pela sucata toda US$ 180 milhões.
10: Isto mesmo: a Petrobras comprou metade da Pasadena em 2006 por US$ 365 milhões; foi obrigada pela Justiça a ficar com a outra metade por US$ 839 milhões e, agora, se quiser se livrar do prejuízo operacional continuado, terá de se contentar com US$ 180 milhões. Trata-se de um dos milagres da gestão Gabrielli: como transformar US$ 1,204 bilhão em US$ 180 milhões; como reduzir um investimento à sua (quase) sétima parte.
11: Graça Foster, a atual presidente, não sabe o que fazer. Se realizar o negócio, e só tem uma proposta, terá de incorporar um espeto de mais de US$ 1 bilhão.
12: Diz o procurador do TCU Marinus Marsico: "Tudo indica que a Petrobras fez concessões atípicas à Astra. Isso aconteceu em pleno ano eleitoral".
13: Dilma, reitero, botou Gabrielli pra correr. Mas nunca mais tocou no assunto.
Voltei
Pois bem! Informa hoje o Estadão:
O Ministério Público apresentou ao Tribunal de Contas da União (TCU) representação contra a Petrobrás sobre a compra da refinaria de Pasadena, no Texas, em 2006. O procurador Marinus Marsico encaminhou ao ministro-relator do TCU, José Jorge, pedido para que apure responsabilidade da companhia no negócio. Após meses de investigação, o procurador considerou que houve gestão temerária e prejuízo aos cofres públicos.
(…)
A representação é uma denúncia, o pontapé inicial de um processo formal. "A representação foi encaminhada e saiu como sigilosa, pois contém informações que poderiam ser consideradas de ordem comercial. Mas defendo que não seja confidencial", disse Marsico.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Diretora geral da Escola João Paulo I é Educadora do Ano de 2012

Enedite Braz da Silva receberá homenagem (Foto: Facebook)
A diretora geral da Escola João Paulo I, Enedite Braz da Silva, receberá homenagem da Academia de Educação de Feira de Santana, nesta quinta-feira, 28, a partir das 19 horas, no Teatro da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Será o terceiro prêmio a ser outorgado, desde a sua criação em 2010. O primeiro foi para o professor Jodilton Souza Oliveira, do Colégio Nobre, e o segundo para a professora Luzinete Boaventura, Pró Bibi, da Escola Castro Alves.
O Prêmio Educador do Ano Luiz Viana Filho tem por objetivo homenagear o professor, no pleno exercício da atividade de magistério (docência, gestão, supervisão, coordenação), autor ou executor de uma experiência inovadora que tenha contribuído para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Município de Feira de Santana.
Para a professora Enedite, a notícia da homenagem chegou como uma surpresa: "Em meio a tanta modernidade, a tantos novos professores e novos métodos, me senti muito honrada em saber que estou, há 50 anos, no caminho certo", disse emocionada.
Pró Enedite é educadora há mais de 50 anos, e há 41, fundou a Escola Meu Doce Lar, que posteriormente evoluiu para a Escola João Paulo I, onde hoje é diretora geral. Em sala de aula, exerceu a função de professora por mais de 30 anos.
(Com informações de Crithiane Castro, da Assessoria de Comunicação da Escola João Paulo)

Íbis Hiotel no dia 8 de abril




Na noite de segunda-feira, 8 de abril, a solenidade de inauguração do Íbis Hotel Feira de Santana, do Grupo Accor, com franquia do Grupo Braga. Está instalado na área do Boulevard Shopping.


Berin Gilfillan na abertura da Escola Internacional de Ministros




Na noite desta quarta-feira, 27, às 19h30, abertura da Escola Internacional de Ministros, tendo como preletor o Dr. Berin Gilfillan (Foto: Reprodução), fundador da instituição. Local: Ministério Internacional Tabernáculo de Deus, situado na rua Carlos Alberto, 59, Cidade Nova.

Lula, Lincoln, leitura, telex



Por Sérgio Oliveira

Lula na festa de 30 anos da CUT, que teve a presença de Delúbio Soares :
"Estou lendo muito agora (...) Estava lendo o livro do Lincoln e fiquei impressionado como a imprensa batia no Lincoln, em 1860, igualzinho bate em mim. E o coitado não tinha computador. Sabe o que ele fazia para saber de notícias? Ia para o telex, para o telégrafo, ficar numa sala esperando. Nós aqui poderemos xingar um ao outro em tempo real".
ELE ESTÁ LENDO MUITO? ELE DISSE, CERTA VEZ, QUE LER DÁ SONO. DEVE ESTAR DORMINDO MUITO.
Abraham Lincoln (Hodgenville, 12 de fevereiro de 1809 - Washington, 15 de abril de 1865) foi um político americano, 16º presidente dos Estados Unidos, de março de 1861 até seu assassinato em abril de 1865.
O aparelho de telex surgiu em 1932, permitindo gravar a mensagem codificada numa fita perfurada em cinco trilhas, que poderia ser preparada previamente e transmitida várias vezes. O código, oficialmente regulamentado como CCITT Code Set ITA#2, já havia sido criado por Emile Baudot em 1874, permitindo operar a 50 bauds ou 66 palavras por minuto na Rede Telex Internacional.
SE O APARELHO DE TELEX SURGIU EM 1932, COMO LINCOLN PODERIA "IR PARA O TELEX", CONFORME DISSE LULA?
Sérgio Oliveira é de Charqueadas-RS

"José do Egito" consolida vice liderança

Clique na imagem para ampliar
Enviado por TV Record Bahia

Cantoria no Museu do Cangaço




O Museu do Cangaço vai ser só poesia no próximo 8 de março - Dia Internacional da Mulher - com a estreia do projeto "No Quintal do Museu", realizado pela Fundação Cultural Cabras de Lampião, tendo o apoio da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Serra Talhada, patrocinado pelo Microprojeto Rio São Francisco / Funarte / Ministério da Cultura / Governo Federal.
A primeira versão tem como atração o XI Festival de Poetas Repentistas em Serra Talhada, dia 8 de março, às 19h30, trazendo grandes nomes da poesia do repente de viola:
· Damião Enésio e Antonio José
· Diomedes Mariano e Pedro de Alcântara
· Natanael Cordeiro e Gilvan Granjeiro
· Apresentadores e declamadores: Totó de Dudé e Henrique Brandão.
A entrada é gratuita e estão convidadas as pessoas que gostam de cultura, ou que pretendem gostar!
Agradecemos a presença de todos,
Cleonice Maria e Karl Marx, do Museu do Cangaço
Ponto de Cultura Cabras de Lampião

Prêmio Educador do Ano pela terceira vez

Nesta quinta-feira, 28, a Academia de Educação de Feira de Santana estará outorgando o Prêmio Educador do Ano edição 2012 à professora Enedite Braz da Silva. A sessão solene será realizada às 19 horas no Teatro da Câmara de Dirigentes Lojistas de Feira de Santana (CDL).
Será o terceiro Prêmio a ser outorgado, desde a sua criação em 2010. A premiação tem por objetivo "homenagear professor, no pleno exercício da atividade de magistério (docência, gestão, supervisão, coordenação), autor ou executor de uma experiência inovadora que tenha contribuído para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Município de Feira de Santana".
"Certamente muitas pessoas estarão presentes para homenagear a professora Enedite, com mais de 50 anos dedicados à Educação, sendo 38 anos de Escola João Paulo I.
É o reconhecimento do trabalho de uma educadora dedicada que tem relevantes serviços prestados à educação de Feira de Santana.
O seu trabalho tem sido importante exemplo para seus filhos, que se dedicam também à mesma causa".
A Academia de Educação de Feira de Santana concede pela terceira vez o Prêmio Educador do Ano, como "contribuição para a valorização da Educação do nosso município, a partir do destaque de colaboradores importantes da comunidade local".
(Com informações da Academia de Educação de Feira de Santana)

"Depois do pobre que vira classe média sem sair da pobreza, o Brasil Maravilha inventou o ex-miserável que continua paupérrimo. Vai acabar inventando o mendigo magnata"


Para o governo, os mendigos de São Paulo estão acima da classe média


Por Augusto Nunes
Às vésperas da celebração dos 10 anos da Descoberta dos Cofres Federais, a presidente da República animou a quermesse do PT com outra notícia assombrosa: falta muito pouco para a completa erradicação da miséria em território nacional. “Mais 2,5 milhões de brasileiras e brasileiros estão deixando a extrema pobreza”, informou Dilma Rousseff em 17 de fevereiro.
Eram os últimos indigentes cadastrados pelo governo federal. Graças aos trocados distribuídos pelo programa Brasil Carinhoso, todos passaram a ganhar R$ 71 por mês. E só é miserável quem ganha menos de R$ 70. Passou disso, é pobre. Nesta segunda-feira, depois de cumprimentar-se pela façanha, Dilma reiterou que o miserável-brasileiro só não é uma espécie extinta porque cerca de 500 mil famílias em situação de pobreza extrema estão fora do chamado Cadastro Único de Programas Sociais.
Como nem sabe quem são, quantos são e onde moram esses miseráveis recalcitrantes, o governo ainda não pôde transferi-los para a divisão superior. "O Estado não deve esperar que essas pessoas em situação de pobreza extrema batam à nossa porta para que nós os encontremos", repetiu no Café com a Presidenta. Até dezembro de 2014, prometeu, o governo encontrará um por um.
Queiram ou não, estejam onde estiverem - num cafundó da Amazônia ou no mais remoto grotão do Centro-Oeste -, todos serão obrigados a subir na vida. Enquanto isso, perguntam os que não perderam o juízo, que tal resolver a situação dos incontáveis pedintes visíveis a olho nu, o dia inteiro, nas esquinas mais movimentadas de todo o país?
O que espera a supergerente de araque para estender os braços do governo às mãos de crianças que vendem balas, jovens com malabares, adultos que limpam parabrisas sem pedir licença, mulheres que sobraçam bebês, velhos hemiplégicos e outros passageiros do último vagão? Porque não são miseráveis, informam os especialistas em ilusionismo estatístico a serviço dos farsantes no poder.
Desde maio de 2012, por decisão do Planalto, vigora a pirâmide social redesenhada pelo ministro Wellington Moreira Franco, chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Segundo esse monumento ao cinismo, a faixa dos miseráveis abrange quem ganha individualmente entre zero e R$ 70 reais. A pobreza vai de R$ 71 a R$ 250. A classe média começa em R$ 251 e a acaba em R$ 850.
Os que embolsam mais de R$ 851 são ricos, e é nessa categoria que se enquadram milhares de seres andrajosos que se plantam de manhã à noite nos principais cruzamentos. Em São Paulo, esmolando oito horas por dia, cada um ganha de R$ 35 a R$ 40. Quase todos rondam os R$ 1.200 por mês. São, portanto, pedintes de classe média. Caso melhorem a produtividade, logo serão mendigos milionários.
Os analfabetos são quase 13 milhões, há mais de 30 milhões de analfabetos funcionais, a rede de ensino público está em frangalhos. Metade da população não tem acesso a serviços básicos de saneamento, o sistema de saúde pública é indecente. As três refeições diárias prometidas por Lula em fevereiro de 2003 nunca desceram do palanque, um oceano de desvalidos tenta sobreviver com dois reais e alguns centavos por dia.
De costas para o mundo real, os vigaristas no comando seguem fazendo de conta que o Primeiríssimo Mundo é aqui. O pior é que uma imensidão de vítimas do embuste parece acreditar na existência do Brasil Maravilha registrado em cartório. E vota nos gigolôs da miséria com a expressão satisfeita de quem vive numa Noruega com muito sol e Carnaval.
Essa parceria entre a esperteza e a ignorância faz milagres. Depois de inventar o pobre que sobe para a classe média sem sair da pobreza, inventou agora o ex-miserável que não tem onde cair morto. Vai acabar inventando o mendigo magnata.
Fonte: "Direto no Ponto"

"Reynaldo-BH: Hugo Chávez e o uso da própria morte como instrumento político"

Existem variadas formas de se medir a estatura de um homem, de um regime ou de uma situação. Depende da régua que se usa. Ou do uso que se queira fazer dela.
Até onde a vida - o que ao fim e ao cabo é só o que nos resta - entra nesta composição? Não sei. Ou melhor, o que sei não se coaduna com o que vejo.
Falo de Hugo Chávez. "Retornado" de Cuba após meses de isolamento e dúvidas, chega a Caracas sem que ninguém o tenha visto. Ou se viu, como estava.
Este foi o primeiro passo. Depois, uma foto com as filhas. Montagem? Real? Um único momento de lucidez? Não se sabe. Mas o novo Simon Bolívar não poderia morrer longe da pátria.
Ao retornar, o primeiro aviso: está mal. Como na piada famosa, "sua avó subiu no telhado". Depois, piorou. Notícia divulgada em uma "plenária" latino-americana, dessas que acontecem duas vezes por mês, sem que ninguém (muito menos eles) saiba para que sirvam ou quais os resultados.
O que assusta é o uso da vida e da morte como propaganda de um regime que o cadáver pretende deixar como legado. O que espanta é a manipulação da verdade como instrumento de continuidade do pesadelo que não se encerra com o fim do caudilho.
Terá Chávez - ainda - consciência do que se faz? Ou será um corpo inerte à espera do melhor momento de um anúncio que parece, a cada dia, mais inevitável? Estará sendo usado ou deixando-se usar? Até onde esta régua mede a infâmia? Acreditará na posteridade ou o impulso do poder pelo poder é um câncer ainda mais letal que aquele que o mata?
Um homem que deixa a própria vida ser transformada em um espetáculo dantesco e tenebroso, à espera da morte, não é medido com a minha régua.
A pantomina que se ensaia à vista de todos tem uma peculiaridade: trata-se de realidade. Um homem vai morrer.
Aos sucessores desta herança destrutiva, interessa a morte anunciada, oculta e mitificada. Ao próprio, a terra não lhe será leve. Infelizmente.
Hugo Chávez em agonia é o exemplo maior da idolatria do poder. De quem, abrindo mão da vida e da dignidade, se oferece em sacrifício em nome de nada. De nenhum valor. De nenhuma verdade. Abusando da falsificação. Até do último ato que todo e qualquer ser humano terá que encenar. Ou viver.
Se não bastasse o que fez em vida, na busca de um poder eternizado, usa a morte nesta tentativa.
Sinto por ele. Sinceramente. Esta batalha - contra a morte - sempre será perdida. Por todos. Cedo ou tarde. Resta saber, de cada um, como se comportar na saída de cena. A última. Final. Que não comporta mentiras. Mesmo em se tratando de Hugo Chávez.
Pena.
Fonte: "Direto ao Ponto"

"Porta do xadrez"


Deu em Claudio Humberto
Curiosa a defesa do "dimenor" que a torcida organizada do Corínthians arranjou, como nas gangues, para assumir o assassinato do jovem torcedor boliviano. O advogado disse que vai provar a culpa do cliente.

Só mesmo no Brasil petista

De José Simão
"E o advogado da Gaviões: 'Eu vou provar que o meu cliente é culpado'. Isso é inédito na história da advocacia interplanetária: é o único advogado que declara abertamente que seu cliente é cupado".

Casa Civil

Jadson Will publicou na sua linha do tempo no Facebook

Deu em Claudio Humberto


terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

"Em torno de Yoani Sanchez"


Por Olavo de Carvalho
Certas controvérsias surgidas dias atrás a propósito da blogueira Yoani Sanchez, uns considerando-a uma heroína, os outros uma perigosa agente camuflada dos irmãos Castro, podem ser resolvidas facilmente se a ânsia de julgar ceder o passo ao desejo de compreender.
Os próprios dados do problema trazem a sua solução, bastando ordená-los de maneira razoável.
1. Desde logo, é insensato pensar que as denúncias da blogueira possam fazer algum bem ao regime cubano. Mais do que ninguém nos últimos tempos, ela tem contribuído para divulgar crimes e atrocidades que mancham de uma vez para sempre a reputação dos irmãos Castro. Quando, por exemplo, os horrores da ditadura cubana foram expostos no nosso Congresso Nacional com a visibilidade que lhes deu a visita de Yoani Sanchez? Imaginar que o governo cubano se alegre com isso é levar longe demais a conjeturação de planos secretos.
2. Igualmente insensato é supor que, para fazer o que faz, Yoani tenha de ser uma direitista ou conservadora ou deva satisfações ideológicas aos que assim se definem. Ela nunca foi direitista nem conservadora, e não faz o menor sentido julgar a confiabilidade, a idoneidade ou a utilidade do seu trabalho por um imaginário dever de fidelidade a uma corrente política à qual ela nunca pertenceu.
3. Yoani é uma protegida de George Soros, o que basta para situá-la historicamente como um instrumento - voluntário ou involuntário, pouco importa - do grande processo de renovação interna do movimento revolucionário, empenhado em desfazer-se de sua antiga casca bolchevista para assumir feições mais sedutoras e lançar-se a novas e mais ambiciosas conquistas.
4. Nesse processo, os velhos bolchevistas que não puderem se adaptar às novas condições serão sacrificados, como ciclicamente acontece na história das revoluções, que progridem e crescem por autodestruição, limpando-se na sua própria sujeira cuja existência negavam até a véspera. Nessas transições, o movimento revolucionário se renova e se fortalece, mas torna-se temporariamente vulnerável, de modo que suas contradições internas podem ser aproveitadas pelos seus adversários, se estes não caírem nas duas esparrelas opostas: ou imaginar que os dissidentes internos do socialismo se converteram todos às idéias democráticas e conservadoras ou, inversamente, condená-los como falsos conservadores e agentes infiltrados quando seu discurso não coincide com aquilo que em outras nações se entende como conservadorismo "autêntico".
5. Malgrado todas as ambigüidades e hesitações no curso do processo, em última instância é impossível que Yoani sirva igualmente ao novo e ao velho esquema revolucionário. A opção dela está feita, na prática. Como ela encara isso subjetivamente é irrelevante no momento. Seus motivos íntimos só se revelarão mais tarde, e até lá toda tentativa de julgá-la moralmente, seja para aplaudi-la, seja para condená-la, é ejaculação precoce.
6. A destruição do regime cubano é um bem em si, independentemente do seu futuro aproveitamento pelo movimento revolucionário, cuja nova encarnação terá de ser combatida num outro quadro de condições, totalmente diverso da luta contra a ditadura castrista.
7. Os conceitos descritivos e categorias mentais em que se expressa o conflito interno em Cuba não coincidem com os da luta politica no resto do continente latino-americano nem muito menos no Brasil em especial ou no quadro geral do mundo. Como diria um trotsquista, historicamente esses fenômenos pertencem a "fases" diferentes. Numa ditadura socialista totalitária, não é muito urgente saber se seus dissidentes são conservadores, liberais ou apenas socialistas com pretensões democráticas desiludidos com algo que lhes parece um pseudo-socialismo - diferenças que, no quadro de uma democracia, ou mesmo de um regime meramente autoritário como o brasileiro, podem se tornar essenciais. O "novo" socialismo do sr. George Soros só existe hoje fora de Cuba. Nesse quadro, ele representa o inimigo número um da democracia tradicional e de todos os conservadores. Dentro de Cuba, ele aparece junto com estes como a quintessência do direitismo reacionário - assim como, mutatis mutandis, no Brasil o socialismo light dos tucanos é pintado pelo governo com as cores da "extrema direita". A diferença é que no Brasil algo à direita dos tucanos ainda pode subsistir em relativa liberdade, o que não acontece em Cuba. Se o governo cubano concede a Yoani Sanchez a margem de ação que nega a seus concorrentes de direita é por dois motivos: teme o apoio internacional que ela desfruta e, não excluindo a possibilidade de uma mudança de regime amanhã ou depois, embora lute para evitá-la, está preparado para aceitá-la com a condição de que ela não destrua de todo a idéia socialista, mas apenas lhe dê novo formato.
8. No presente momento, o trabalho de Yoani é da mais alta importância e não cabe depreciá-lo sob pretexto nenhum. O que importa é estar preparado para combater, mais tarde, as tentativas de aproveitar os resultados dele em favor do "novo" movimento revolucionário. Transformar isso numa luta pró e contra Yoani Sanchez, do ponto de vista da fidelidade ou infidelidade da blogueira a valores democráticos tradicionais que objetivamente nunca foram os dela, é processar o cão em vez do dono que o atiçou. Revelar os compromissos de Yoani com o movimento revolucionário é decerto útil e necessário, mas fazer disso um motivo para fulminá-la com anátemas ideológicos é extemporâneo e contraproducente.
Publicado no "Diário do Comércio"
Fonte: "Mídia Sem Máscara"


Trailer de "Dezesseis Luas"


Trailer do drama "Dezesseis Luas", que tem lançamento nesta sexta-feira, 1º de março, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/g0Oo3brIJIQ

Trailer de "Amanhecer Violento"


Trailer do filme de ação "Amanhecer Violento", que tem lançamento nesta sexta-feira, 1º de março, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/K_B9MMlcBYA

Trailer de "O Reino Gelado"


Trailer da animação "O Reino Gelado", que tem lançamento nesta sexta-feira, 1º de março, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/g3VYtlbSmac
 

Aventura, filme de ação e animação

 
1. Aventura "Dezesseis Luas"
2. Filme de ação "Amanhecer Violento"
Fotos: Divulgação
 
Três lançamentos nesta décima semana cinematográfica do ano, no Orient Cineplace, a partir de sexta-feira, 1º de março.
Adaptação de livro homônimo de Kami Garcia e Margaret Stohl, em "Dezesseis Luas" (Beautiful Creatures), dois jovens apaixonados se unem para enfrentar uma maldição sobrenatural que persegue a família dela há gerações: sempre que uma Duchannes completa 16 anos, ela deve escolher se será para a vida toda uma feiticeira do Bem ou do Mal.
Na refilmagem "Amanhecer Violento" (Red Dawn), uma invasão de soldados soviéticos e cubanos toma conta de uma cidade. À mediada que ela é invadida pelas forças militares, oito jovens escapam para as montanhas. Adotando o nome da sua equipe de futebol, os Wolverines, eles formam uma guerrilha armada em defesa dos seus pais, amigos e do próprio país.
Na animação, "O Reino Gelado" (The Snow Queen), em apenas uma sessão, na sala de terceira dimensão, a Rainha da Neve (que remete ao título original) deseja criar um novo mundo no qual o vento polar esfrie as almas humanas, ela cobre o planeta com gelo e ordena a destruição de todas as artes.
Enquanto isso, continua o filme de ação "Duro de Matar: Um Bom Dia Para Morrer" (A Good Day To Die Hard), com Bruce Willis, em segunda semana; e "João e Maria Caçadores de Bruxas" (Hansel and Gretel Witch Hunters), na Sala 3D, em sexta semana.
Todos os filme são em cópias dubladas.

Desde 2009


Na "Linha do Tempo" de Eduardo Brandão no Facebook

Palestra sobre Empreendedorismo



FHC diz que "Dilma é ingrata, e PT usurpou projeto tucano"

 

Por Reinaldo Azevedo
Leiam o que vai na VEJA.com. Ainda voltarei a este tema, claro.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse nesta segunda-feira que a presidente Dilma Rousseff é "ingrata" e que o PT "usurpou" o projeto tucano de governo. A declaração é uma resposta à recente afirmação de Dilma de que o governo petista, iniciado com Luiz Inácio Lula da Silva, "não herdou nada" da gestão tucana. "O que a gente pode fazer quando a pessoa é ingrata? Nada. Cospe no prato em que comeu", disse Fernando Henrique, ao ser questionado sobre o discurso de Dilma, feito no palanque montado para celebrar dez anos da chegada do PT ao Planalto.
O ex-presidente afirmou que o PT "usurpou" o projeto tucano que começou a ser implantado em seus mandatos. "O que aconteceu no Brasil foi usurpação de projeto. Só que como ele é usurpado, não se faz direito. Vai e vem, recua. Não tem coragem de dizer que vai privatizar", disse o tucano. "Eles [os petistas] tinham duas grandes metas. Uma ligada ao socialismo e outra à ética. De socialismo nunca mais ninguém falou. E ética, meu Deus, não sou eu quem vai falar a respeito do que está acontecendo no Brasil", completou.
As declarações foram feitas em um evento promovido pelo PSDB mineiro, em Belo Horizonte. Intitulado "Minas Pensa o Brasil", o evento é considerado o lançamento da candidatura do senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Presidência em 2014. Ao lado do parlamentar, FHC afirmou que "não é necessário" lançar a candidatura, mas adiantou que ela está sendo "construída". "Quanto ao que penso do senador Aécio, é conhecido", disse o ex-presidente, que em dezembro já havia defendido o nome do mineiro para a corrida presidencial.
Na semana passada, FHC já havia chamado de picuinha e "coisa de criança" as críticas que o PT havia feito ao seu antigo governo - desta vez por meio de uma cartilha que compara os últimos dez anos de Lula e Dilma Rousseff à frente da Presidência com a gestão tucana (1995 e 2002).
Candidatura - Aécio Neves evitou falar sobre a própria candidatura, mas respondeu bem humorado sobre as declarações de Ciro Gomes, de que o mineiro e os demais possíveis candidatos à eleição presidencial de 2014 "não têm nenhuma proposta para o Brasil". "Ciro tem seu estilo e obviamente não vou polemizar com ele. Estou até com saudade das boas conversas que nós tínhamos no passado", disse Aécio. "Se tiver oportunidade, vou convidá-lo para uma conversa. Talvez ele se surpreenda com o conjunto de boas ideias que temos para o Brasil, como tínhamos no passado", completou.
O senador também preferiu não se estender sobre a possibilidade de o Ministério Público Estadual (MPE) de Minas reabrir investigação sobre repasses de recursos durante sua gestão no Executivo mineiro à Rádio Arco Íris, que tem como sócios o próprio Aécio e sua irmã Andrea Neves. O caso deve ser decidido nesta terça-feira pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). "Não sou a melhor pessoa para falar dessa questão. Conheço muito pouco disso. Mas acho que as explicações já foram dadas", resumiu.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

São sete os bens tombados pelo Ipac em Feira de Santana


Estes, são os sete bens tombados de Feira de Santana pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac): Paço Municipal Maria Quitéria, painel de Lênio Braga no Terminal Rodoviário, Vila Fróes da Motta (Foto: ACM), coreto da praça Monsenhor Renato Galvão, coreto da praça Bernardino Bahia, coreto da praça Fróes da Motta e Igreja de Nossa Senhora dos Remédios.
Com tombamento próvisório no Ipac estão os seguintes nove bens: Catedral de Santana, Arquivo Público Municipal (antiga Escola João Florêncio), Sociedade Filarmônica 25 de Março, prédio da Santa Casa de Misericórdia (Palácio do Menor), Escola Maria Quitéria, Igreja Matriz de São José das Itapororocas (no distrito de Maria Quitéria), Igreja de Senhor dos Passos, Grupo Escolar J. J. Seabra, e Igreja de Santana de Lustosa.

"Casos de dengue triplicam em 2013, mas ministro do PT, que é nosso 'brother', não tem nada com isso…"

Por Reinaldo Azevedo
Definitivamente, não vivemos tempos convencionais. Há fatos que parecem se dar numa realidade paralela. A ligeireza com que os petistas, com o beneplácito da imprensa, se livram de suas responsabilidades e transferem culpas é um troço assombroso. O exemplo que chega às raias da poesia é Fernando Haddad. Ele já decidiu que não vai mostrar a cara enquanto chover na cidade de São Paulo. Seus secretários vêm a público, culpam Gilberto Kassab, que é seu aliado - parece parte de uma combinação, o que explica o ex-prefeito não reagir -, e prometem soluções. Haddad, de fato, não faz chover. Mas por que a culpa seria do outro? "Ah, porque faltaram obras…" Quando é que todas as obras contra enchentes serão feitas? Para "resolver", só fazendo Stálin voltar do inferno para forçar que alguns milhões, debaixo de porrete, como era de costume, deixassem áreas inundáveis e de risco. Mas não quero me perder nesse particular.
Os casos de dengue triplicaram em 2013. O combate à infestação tem, sim, uma dimensão municipal. Todos sabem disso. Mas a coordenação é, como também é sabido, federal. Logo, constatado o desastre, o mínimo que se deve fazer é cobrar uma providência do governo. É o que faz com qualquer partido. O PT está no poder há dez anos. Quem não se lembra dos "mata-mosquitos" perseguindo o tucano José Serra em 2002? A situação era muito menos grave do que agora, e a imprensa foi a primeira a jogar os casos de dengue nas costas do Ministério da Saúde - e do candidato.
Vi Alexandre Padilha no "Jornal Nacional". Ele está abaixo, numa notícia do "Estadão". Para falar o quê? Para nos advertir. Como quem não tivesse nada a ver com o peixe nem com o mosquito, ele advertiu que a coisa está só no começo, dando a entender que vai piorar. No fim das contas, voltamos àquele padrão: é culpa do vasinho, do pneu, da caixa d'água…
Sim, isso tudo conta, mas é evidente que há uma supestimação desses fatores. Ainda que se zerem dos quintais os criadouros de mosquito, eles estarão logo ali, na aguinha que fica parada nas plantas, nas poças d’água que se formam. E os malditos voam, não é? É CLARO QUE AINDA NÃO SE CONSEGUIU FAZER UM TRABALHO ADEQUADO DE SAÚDE PÚBLICA NESSA ÁREA. Mas nada se deve cobrar de Padilha. Fosse tucano, estaria no paredão. Ele é nosso mano, é nosso "brother", também está preocupado. Se lastimo o tratamento da imprensa, parabenizo o ministro pela eficiência de sua assessoria. Vi a reportagem, li alguns textos, e me senti tentado a achar que eu sou mais responsável pelo combate à dengue do que ele próprio. Isso é que é exercício de cidadania!
Leiam o que informa o Estadão Online, por Lígia Formenti:
O número de casos de dengue triplicou em 2013 quando comparado com o mesmo período do ano passado. Até agora, foram confirmados 204.650 pacientes com a doença. Em 2012, foram 70.489. A epidemia já atinge os Estados do Acre, Tocantins, Mato Grosso do Sul , Mato Grosso e Goiás.
"A luta está só começando", advertiu o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Além do aumento de casos, o Ministério da Saúde alerta que o número de cidades com criadouros do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, cresceu de forma significativa.
O mais recente Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (Liraa) mostra que em janeiro 267 municípios apresentavam situação de risco para a dengue. Ano passado, 146 estavam nesta situação. O número de municípios classificados como em nível de alerta também subiu de 384 para 487.
(…)
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

 

Novas modalidades de assalto


Novas modalidades de assalto usadas pelos bandidos que dominam o país:
1. À noite, se atirarem um ovo no pára-brisas de seu carro (reconhecível pelo amarelo da gema)
* Mantenha a calma e a velocidade * Não use o limpador de pára brisas! * Nunca coloque água no pára-brisas! * Aumente a velocidade porque os ladrões estão por perto. Explicação: O ovo e a água ao se unirem, formam uma substância viscosa, tal como o leite, e você vai precisar parar, pois bloqueará a sua visão em cerca de 90%. Fuja dali o mais depressa possível! Este é o ultimo método que eles inventaram.2. Imagine que você vai para o seu carro que deixou estacionado bonitinho, abre a porta, entra, tranca as portas para ficar em segurança e liga o motor. Você não faz sempre assim? Entretanto, olhando pelo espelho interno, você vê uma folha de papel no vidro traseiro, que te bloqueia a visão. Então, naturalmente, xingando quem colocou um maldito anúncio no seu vidro traseiro, você põe o carro em ponto morto, puxa o freio de mão, abre a porta e sai do carro para tirar o maldito papel, ou o que seja que esteja bloqueando a sua visão. Quando chega na parte de trás, aparece o ladrão, vindo do nada, te rende, entra e leva o seu automóvel com a chave na ignição, o motor que estava ligado (se tiver bloqueador já vai estar liberado), com a sua carteira, documentos e o que mais houver lá. Assim, se houver alguma coisa bloqueando a sua visão, não desça do carro. Arranque o seu veículo usando os espelhos retrovisores externos, espere e desça em outro local, mais à frente, com total segurança.1. Você e seus familiares estão em algum lugar se divertindo. De repente chega um indivíduo e pergunta de quem é o carro tal, com placa tal, estacionado na rua tal, solicitando que o proprietário dê um pulinho lá fora para manobrar o carro, que está dificultando a saída de outro carro. Você, bastante solícito vai, e ao chegar até o seu carro, anunciam o assalto e levam seu carro e seus pertences, e ainda terá sorte se não levar um tiro... Numa mesma noite, o resgate da Polícia Militar atendeu a três pessoas baleadas, todas envolvidas no mesmo tipo de história. Repasse esta notícia para alertar seus amigos... O jeito, em caso semelhante ir acompanhado!Chame alguns amigos para ir junto, e de longe verifique se é verdade. Isto também pode acontecer, quando se está na igreja, supermercado...ou em outros locais de encontros coletivos.
Enviada por Paulo Barreto

Deu em Claudio Humberto


Deu em Claudio Humberto


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

"Conversa de palanque"


De Alex Ferraz, na coluna "Em Tempo", na "Tribuna da Bahia"
"Gosto muito da presidente Dilma, mas não posso deixar de passar mais um escorregão eleitoreiro dela: disse no evento em que o PT comemorou dez anos de poder, que 'estamos vivendo a melhor década da história'.
Bem, tirando a violência absurda e cada vez maior; a destruição do sistema de saúde pública; a corrupção deslavada; e a péssima educação pública, pode até ser que ela tenha razão. Hum!"

CDL lança terceira edição do "Anuário Estatístico de Feira de Santana"

Na manhã desta segunda-feira, 25, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) lançou o "Anuário Estatístico 2012", publicação que condensa dados econômicos, geográficos, históricos, sociais e políticos da cidade. O presidente da CDL Alfredo Falcão e o coordenador  do Centro Tecnológico do Comércio Roberto Lima fizeram a entrega do primeiro exemplar ao prefeito José Ronaldo de Carvalho (Foto: Jorge Magalhães).
Os dados e informações contidas na terceira edição da publicação estão divididos em 15 tópicos: Histórico e Caracterização Territorial, Demografia, Domicílios Particulares e Família, Migração, Saneamento Básico, Bens Duráveis e Combustíveis nos Domicílios, Trabalho e Rendimento, Saúde, Educação, Justiça, Segurança Pública, Associação e Movimento Eleitoral, Agropecuária e Extração Vegetal, Atividade Industrial, Comércio, Serviços, Agregados Macroeconômicos e Diversos, 14 Mapas Geográficos Temáticos, 14 Gráficos Estatísticos, divididas em 426 tabelas e 602 páginas.
De acordo com o coordenador do Centro Tecnológico do Comércio (CTC), Roberto Lima, na terceira edição do "Anuário" as informações foram ampliadas. "Aumentamos a série histórica do anuário, antes colocávamos dados em torno de 05 anos e agora temos uma evolução para 06, assim damos ao leitor condições de fazer uma análise da evolução daquele dado num determinado período. Além disso, ampliamos as informações no setor de importações e exportações, avaliando o mercado de Feira de Santana em relação aos outros países", informa.
Para Roberto Lima, uma sociedade que conhece a sua realidade econômica, social, histórica e política é uma sociedade que está num processo de desenvolvimento sustentável. "A CDL desenvolve este trabalho para que a comunidade possa conhecer a sua realidade através dos dados contidos no anuário; os lojistas possam utilizá-lo para conhecer melhor a região antes da instalação ou ampliação de empresas ou lançamentos de novos produtos e disponibilizar aos órgãos públicos municipais informações suficientes para que nossos gestores possam planejar um melhor desenvolvimento para a cidade", enfatiza.
Outras edições
A primeira edição do "Anuário" foi lançada em 1998 e a segunda edição do "Anuário" foi lançada em 2008.
O Blog Demais agradece a edição digital do "Anuário Estatística" enviada.
(Com informações de Silvana Ferraz, da Assessoria de Comunicação da CDL Feira de Santana)