Terceira semana

Terceira semana
No Orient Cineplace Boulevard - 18h50

*

*

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Prefeito cobrado no Facebook por não pagar o que deve

A que ponto chegou a administração do prefeito Tarcízio Pimenta! Cobrança é feita no Facebook. Nada mais a dizer. É assim que Feira de Santana cresce e avança?

Jonathas Carvalho e o Rotary

Jonathas Telles de Carvalho é o rotariano mais antigo da cidade, com 96 anos - são 59 anos integrando o Rotary Club de Feira de Santana. Na reunião almoço desta terça-feira, 31, presidida pela companheira Gislene Neves Gomes (Foto: Sérgio Aras), ele compareceu - é dispensado de frequência - na sede da Fundação que leva seu nome, onde o primeiro clube rotário da cidade se reúne. Na oportunidade, ressaltou que "Feira de Santana foi altamente beneficiada pelo Rotary", lembrando de várias ações. Também falou que "os maiores amigos da minha vida fiz em Rotary". A reunião se constituiu numa verdadeira instrução rotária e ao final da emocionada fala de Jonathas, todos aclamaram de pé. Jonathas Carvalho, que tem a Comenda da Ordem do Rio Branco, detém o título de Companheiro Paul Harris. Foi governador do então Distrito 455 de Rotary International em 1980-1981 e presidente do Rotary Club de Feira de Santana por duas vezes, em 1959-1960 e 1991-1992.

Geilson diz que governo deve tomar medidas imediatas para contornar greve da PM

Policiais militares e bombeiros da Bahia decretaram greve por tempo indeterminado, durante assembleia na tarde desta terça-feira, 31. Eles reivindicam o cumprimento da lei 7.145 de 1997, com pagamento imediato da GAP V, incorporação da GAP V ao soldo, regulamentação do pagamento de auxílio acidente, periculosidade e insalubridade, cumprimento da lei da anistia, criação do código de ética e criação de uma comissão para discutir um plano de carreira para a categoria.
O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) afirma que a greve é muito preocupante e que o governo do Estado precisa tomar medidas imediatas para contornar a insatisfação da Polícia Militar. Segundo Geilson, a segurança para atender as exigências da população já é mínima e com a greve a situação fica caótica e insustentável.
"É sabedor que os policiais há muito tempo vêm acenando com a possibilidade de greve por reivindicações justas e o governo se manteve indiferente. Sou favorável à exaustão do diálogo e a greve deve ser o último recurso, mas o governo pagou para ver. Agora é necessário que não meça esforços para tentar atender as reivindicações e suspender a greve, caso contrário a segurança baiana será um caos ainda maior", frisou.
A greve foi decretada pela Associação de Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra). Ainda assim, o comando da PM afirmou que o órgão funciona normalmente. Ontem, o comando disse em nota que as negociações continuavam e os serviços da Polícia Militar seguiam de forma normal.
(Com informações de Orisa Gomes, da Assessoria de Comunicação)

Bruno Reis responsabiliza governo petista pela greve dos policiais

Vice-líder da oposição, o deputado estadual Bruno Reis (Foto: Divulgação) responsabilizou o governador Jaques Wagner pela greve decretada pela Associação dos Policiais e Bombeiros da Bahia, na tarde desta terça-feira, 31. "O governador Jaques Wagner prometeu o céu e o mar para se reeleger, enganou os servidores com propostas salariais mirabolantes e, agora, trai todas as categorias", disse o parlamentar. De acordo com Bruno Reis, a decisão tomada pela categoria que representa policiais e bombeiros vai trazer ainda mais insegurança para o Estado, às vésperas de uma grande festa popular (Iemanjá) e do Carnaval. "Todas as estatísticas colocam a Bahia como um dos estados mais inseguros do Brasil. Somente na região metropolitana de Salvador, em média, oito pessoas são assassinadas todos os dias e, com a greve, a violência vai aumentar", disse Bruno Reis. Segundo o deputado, o governo também blefou ao dizer que as negociações com os policiais estavam avançadas. "Pelo que se viu, não houve nenhuma negociação".

(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Trailer do drama biográfico "J. Edgard"

Trailer do drama biográfico "J. Edgard", que tem lançamento na sexta-feira, 3 de fevereiro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/V_fgz4uJdtQ

Trailer de "Filha do Mal"

Trailer de "Filha do Mal", que tem lançamento nacional na sexta-feira, 3 de fevereiro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/8JzhTumdeM4

Trailer de "Viagem 2: A Ilha Misteriosa"

Trailer de "Viagem 2: A Ilha Misteriosa", que tem lançamento nacional na sexta-feira, 3 de fevereiro, no Orient Cineplace. Assista: http://youtu.be/GLXMiU1NN6c

Drama biográfico sobre J. Edgard Hoover

1. Leonardo DiCaprio como "J. Edgard"; 2. Exorcismo em "Filha do Mal"; e 3. Aventura em "Viagem 2: A Ilha Misteriosa" (Fotos: Divulgação)


Drama biográfico, "J. Edgard" (J. Edgard), de Clint Eastwood, com Leonardo DiCaprio, sobre a vida pública e privada de J. Edgar Hoover, o controverso diretor e principal nome à frente da mais famosa agência de inteligência do mundo, o FBI, é o principal lançamento desta sexta semana do ano, no Orient Cineplace, a partir de sexta-feira, 3 de fevereiro. Fundado em 1935, o FBI tornou-se uma eficiente ferramenta de combate ao crime. J. Edgar Hoover ocupou o cargo durante a gestão de oito presidentes americanos e foi o diretor da agência até sua morte, em 1972, aos 77 anos. Hoover foi ao mesmo tempo temido e admirado, odiado e reverenciado; ficou conhecido por causa de seus critérios sempre discutíveis para perseguir ativistas políticos, congressistas e líderes do movimento negro, e ainda pôs seus métodos ilegais para criar arquivos secretos de líderes adversários. Pena que somente será exibido em uma única sessão, às 20h40.
A semana ainda tem duas novidades, em lançamentos nacionais. O filme de terror "Filha do Mal" (The Devil Inside), de Wiliam Brent Bell, com a atriz brasileira Fernanda Andrade, sobre exorcismo, com cópia legendada; e o filme de aventuras "Viagem 2: A Ilha Misteriosa" (Journey 2: The Mysterious Island), de Brad Peyton, com Michael Caine no elenco, na Sala 3D, com cópia dublada.
Continuam em cartaz: o filme de suspense "Millennium: Os Homens Que Não Amavam as Mulheres", de David Fincher, com Daniel Craig, Rooney Mara e Christopher Plummer no elenco, em segunda semana; o filme de ação e suspense "Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras", de Guy Ritchie, entra em quarta semana; e a animação com live action "Alvin e os Esquilos 3", em quinta semana de sucesso. Todas continuações são com cópias dubladas.

"Para Dilma, ditadura que matou 424 pessoas era composta por bandidos, já a que matou 100 mil é um celeiro de heróis. Seu passado explica tudo!"

Por Reinaldo Azevedo
Mas por que, afinal de contas, Dilma não faz uma cobrança explícita a Cuba, pedindo respeito aos direitos humanos, como fez Jimmy Carter no Brasil em 1978? Carter era, e é, um bobalhão em política externa (não vou debater isso agora), mas vem de uma tradição democrática. Dilma, ao contrário, vem de um tradição autoritária, antidemocrática.
Sim, vocês já leram essas informações aqui, mas cumpre relembrá-las porque, infelizmente, o momento pede. Dilma queria uma ditadura comunista de modelo soviético no Brasil. Era essa a utopia do Colina (Comando de Libertação Nacional), que depois se fundiu à VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) parar formar a VAR-Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária-Palmares). Estamos falando de grupos terroristas que estavam entre os mais virulentos do país, com várias mortes e atentados nas costas. Não viam mal, inclusive, em matar gente sem qualquer ligação com a luta política. Afinal, eles queriam a "libertação nacional", né?
Que importância tem isso? A importância que tem a verdade:
- não, não queria democracia; queria ditadura comunista;
- não, não lutava pela liberdade; lutava para implantar o socialismo;
- não, não foi presa por crime de opinião; foi presa porque pertencia a um grupo que praticou uma série de atentados, com várias mortes.
O fato de que se opunha a uma ditadura não quer dizer que fizesse as melhores escolhas. Nem tudo o que não era a ditadura militar prestava. Nem todos os métodos empregados para derrubá-la eram bons. Até porque a opção de muitas correntes da extrema esquerda pela luta armada antecede o golpe militar de 1964 e, evidentemente, o recrudescimento do regime, em 1968. Inventou-se a falácia, desmentida pelos fatos, de que não teria havido guerrilha e terrorismo sem a decretação do AI-5. Falso! Falsidade que deve virar história oficial na pena da turma da "Comissão da Verdade", que terá, então, a nobre missão de consolidar a mentira.
Dilma já deixou claro em mais de um discurso, até com a voz embargada, que não se arrepende de seu passado. Isso significa que, naquelas condições, acredita que os grupos terroristas a que pertenceu fizeram a coisa certa. Fizeram? Isso inclui, por exemplo, a morte de pessoas quem nem tinham vínculo com a luta política.
Para gente como Dilma Rousseff e Maria do Rosário, um regime que mata 424 pessoas é composto de bandidos, mas um que mata 100 mil é um celeiro de heróis.
É preciso entender: Cuba é a manifestação presente dos sonhos passados de Dilma. Ela queria no Brasil um regime como aquele - para nós, é claro! Para ela, certamente haveria as mesmas regalias de que gozam os irmãos Castro.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

"Poder de fogo reduzido"

Por João Bosco Rabello

O PMDB é um pote só de mágoas, mas a extensa base governista e a alta popularidade da presidente Dilma Rousseff reduzem o seu histórico poder de retaliação no Legislativo neste momento. Afora malcriações de perfis mais intempestivos, como o do líder do partido na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), o partido, por ora, pouco pode fazer para causar prejuízo concreto à presidente.
Frustrada a proposta do empresário e conselheiro Jorge Gerdau de reduzir o número de ministérios, Dilma busca na reforma de setores estratégicos do segundo e terceiro escalões a eficiência de gestão que considera (com razão) urgente e indispensável para manter o índice de aprovação de seu governo.
Movida pela necessidade, mexe num vespeiro, pois é nessas instâncias que a partidarização da estrutura do Estado se dá de forma avassaladora. Casos como o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) ou a Transpetro são apenas dois entre centenas de feudos partidários de ineficiência.
Há muitos outros - e diga-se, a favor do PMDB -, distribuídos por todos os partidos da base, principalmente o PT. E é nesse ponto que a mágoa peemedebista aumenta: com razão, o partido avalia que seu maior concorrente na disputa por cargos está mais blindado pelo governo.
Com o governo politicamente forte, contexto que cala também a oposição, a expectativa de alguma reação é guardada pelo PMDB para 2013, decisivo para Dilma, já que 2014 será ano de campanha presidencial. É nessa hora que o governo recorrerá ao PSD de Gilberto Kassab, que hoje afaga ostensivamente.
Mais do que a perda de cargos, a convicção de que há estímulo do Palácio do Planalto para que o PT descumpra o acordo para as presidência das Câmara e Senado estressa o PMDB. O governo já foi aconselhado a se manter distante do processo deixando que eventuais tentativas de disputa ocorram dentro do ambiente legislativo. Do contrário, une o PMDB.
No Senado, o partido identifica um estímulo ao senador Humberto Costa (PT-PE) e, na Câmara, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), ele próprio candidato, não esconde que é contra o acordo que garante o posto ao atual líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), desgastado ao limite com os revezes junto ao governo.
Fonte: Jornal "O Estado de S. Paulo"

Campanha Voltas às Aulas Le Biscuit

Itens do material escolar estimulam brincedeiras educativas e lúdicas

Massa para modelar, tintas, lápis de cor, telas de pintura. Estes eram alguns dos itens que permeavam as brincadeiras da infância há algumas décadas passadas, quando o dia-a-dia das crianças ainda não era marcado pela predominância da televisão e da Internet, com os jogos eletrônicos e as redes sociais. Mas, apesar de não estarem mais tão presentes na vida dos pequenos, há ainda escolas que consideram importante manter nas listas de materiais escolares estes produtos no intuito de estimular o lado lúdico das crianças. Quem estiver à procura destes itens pode usufruir das ofertas da Campanha Voltas às Aulas, promovida pela loja de departamento Le Biscuit.
Com estes artigos, os pequenos podem fazer atividades manuais divertidas e que, ao mesmo, estimulam a criatividade. A pedagoga Janine Falcão explica que o contato com massas para modelar e o giz de cera auxilia o desenvolvimento psicomotor das crianças, o que favorece a coordenação motora. "O uso desses itens possibilita o desenvolvimento de brincadeiras em que a criança é estimulada a criar e a desenvolver seu próprio brinquedo. Possibilita que a criança exerça a autonomia durante esse brincar e faz do processo de aprendizagem uma construção prazerosa", afirma Janine.
Para a pedagoga, é importante que professores e escolas continuem a estimular o desenvolvimento de atividades como pintura e brincadeiras em grupo com desenhos e massinhas de modelar. "É certo que as novas tecnologias chamam a atenção das crianças e isso não deve ser ignorado. Ao contrário, é preciso que haja equilíbrio. As atividades lúdicas são essenciais para a criança se compreender e conhecer suas potencialidades", defende. Os pais que querem encontrar itens como estes em um só lugar podem ir à loja de departamento Le Biscuit.
Os preços são convidativos. Entre as ofertas da Campanha Voltas às Aulas Le Biscuit anunciadas em TVs, rádios, mobiliários urbanos e cinemas estão os itens: massa de modelar (a partir de R$ 1,59), giz de cera (a partir de R$ 2,29), tinta guache (a partir de R$ 2,17) e tela para pintura (a partir de R$ 1,69). Os interessados em conferir as ofertas e novidades da Le Biscuit, bem como o horário de funcionamento das lojas, podem acessar o site http://www.lebiscuit.com.br/.
(Com informações de Lívia Santana e Luciana Vera, da Frente & Verso Comunicação Integrada)

Casamento de Maisa e Ruy

Osvaldo Mazoca e Ivani Fantin Mazoca mais Ruy Sandes Leal e Ana Margarida de Andrade Leal convidam para a celebração do casamento de Maisa e Ruy, que será realizada no dia 18 de fevereiro, às 17h30, na Chácara das Acácias, bairro Valesburgo, em Osvaldo Cruz, São Paulo, onde os noivos receberão os cumprimentos. Ruy Sandes Leal Júnior, advogado, é companheiro do Rotary Club de Feira de Santana.

Raimundo Tourinho deixa 2ª Dires

Saiu publicado no "Diário Oficial do Estado", edição desta terça-feira, 31, o decreto de exoneração de José Raimundo Silva Tourinho do cargo de coordenador Administrativo e Financeiro da 2ª Diretoria Regional de Saúde (Dires), com data retroativa a segunda-feira, 30. Não foi nomeado(a) o(a) substituto(a) indicado(a) pela direção para substituição a Tourinho. Não se sabe porque e quando isso vai acontecer. Raimundo Tourinho antecipou o pedido de saída pois é pré-candidato a vereador nas eleições deste ano - ele poderia permancer no cargo até o dia 7 de abril. Preferiu não se envolver com recursos financeiros que devem começar a chegar em fevereiro para o órgão estadual.

Divulgação em jornal sem leitores

Na edição desta semana do jornal "Municípios em Foco", que só circula no gabinete do prefeito Tarcízio Pimenta, anúncio colorido de página - contra-capa - inteira da Micareta. Tudo bem que a festa precisa ser divulgada com antecedência, mas num veículo sem leitores?

Tom Jobim: o Maestro Soberano

Por Tuna Espinheira
Nelson Pereira dos Santos, mestre divisor de águas, da história do cinema brasileiro, faz um gol de placa com o filme "A Música Segundo Tom Jobim". A opção feliz de contar a saga do compositor tão somente pelas suas próprias criações melódicas foi deveras um grande achado. A edição primorosa traz para as retinas (estas costumeiramente cansadas) dos espectadores, a impressão de estar vendo um filme com um único plano seqüência, (embora com centenas de cortes).
A abertura do filme, nas asas da Panair, em preto e branco, dando uma visão de um Rio antigo, é deslumbrante e, sem gastar saliva, encarna o maestro iluminado na cidade do Rio de Janeiro e vice-versa. Se existe o chamado carioca, com seu jeitinho de ser, seu retrato falado coincide com próprio Tom, não se pode separá-lo da Cidade Maravilhosa, assim como não se deve apartar Dorival Caymmi da Bahia.
Mesmo sendo uma mania antiga, esta de contar um filme, não cabe neste caso, é incontável, só vendo, seu enredo é puramente para ver e ouvir. Um impressionante desfile de artistas, ao nível de Ellla Fitzgerald, Frank Sinatra, Samy Davis Jr, estas e outras e outras feras imortais, em rico material de arquivo de filmes, tocando e cantando as pérolas musicais do bruxo compositor, a quem o Chico Buarque chamou de "Maestro Soberano". É um revezamento de cenas antológicas de artistas nacionais e internacionais, um espetáculo de dar água na boca, para uns, e de deixar a alma lavada, para muitos.
Sem querer comparar, mas me lembrou "O Baile", de Ettore Scolla. Talvez porque é também a música que conduz o enredo. A realização de um filme mudo, mas não silencioso, como estes dois, enfrenta o suspense do caminhar no fio da navalha. Semelhante a um jogo de armar, cada peça no seu cada qual. É tudo ou nada. É coisa é coisa de mestre.
Nelson fica devendo o filme número 2, agora falado. Tem muito pano prá manga neste outro olhar necessário sobre Jobim, muitas histórias, estórias "causos", depoimentos, coisas do arco da velha. O diretor já provou ser um ótimo regente de conversações (vide o documentário sobre Sergio Buarque de Holanda), vai tirar de letra.
Mestre Nelson, na plenitude dos oitenta anos fez um gol de placa com o filme "A Música Segundo Tom Jobim".

* Tuna Espinheira é cineasta

Exoneração de Mário Negromente ainda nesta semana

A presidente Dilma Rousseff acertou a saída do ministro Mário Negromonte (Cidades) com a direção do PP e com o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT).
De acordo com informações de bastidores do governo, Negromonte poderá sair ainda nesta semana, logo depois da volta da presidente ao Brasil, na quarta-feira, 1º de fevereiro. Dilma viajou para Cuba na segunda-feira, 30; na quarta-feira, segue para o Haiti e retorna ao Brasil.
Como na quinta-feira, 2 a presidente terá de enviar uma mensagem com os planos de trabalho do governo ao Congresso, é possível que o acerto para a saída de Negromonte ocorra na sexta-feira, 3.
A presidente pretende reunir-se com o ministro, uma forma de demonstrar um último sinal de prestígio, repetindo um gesto que usa desde a saída de Antonio Palocci (Casa Civil), em junho.
Será o nono ministro a deixar o governo Dilma. Desses, seis foram após denúncias de irregularidades: Antonio Palocci, Alfredo Nascimento, Wagner Rossi, Pedro Novais, Carlos Luppi e Orlando Silva.
Entre os nomes analisados pelo governo para suceder a Negromonte no Ministério das Cidades estão o do líder do PP na Câmara, Agnaldo Ribeiro (PB), e dos deputados Márcio Reinaldo (MG), Beto Mansur (SP) e dos senadores Benedito de Lira (AL) e Ciro Nogueira (PI).
A presidente Dilma Rousseff, no entanto, prefere Márcio Fortes, que já foi ministro das Cidades e hoje ocupa o cargo de Autoridade Pública Olímpica (APO).
Fonte: Estadão.com.br

Quando os opostos se atraem

Frio e quente é uma combinação possível? Ao menos na decoração, sim! A combinação entre elementos frios e quentes é uma ousadia que resulta em projetos cheios de expressividade


1. Para a arquiteta Estela Netto, a mistura de elementos antagônicos proporciona a criação de uma decoração elegante (Foto: Daniel Mansur); 2. Para as pessoas que apreciam tons neutros na decoração, as profissionais da Faleiro Guerra Arquitetura orientam pontuar alguns elementos com nuances opostas o que garante mais aconchego aos ambientes (Foto: Gustavo Xavier)
Por Bárbara Camilo
Café com gelo? Casaco no verão? Biquíni no inverno? Lareira e ar-condicionado? Elementos quentes e frios não formam um bom par. Por isso, esses dois itens não se misturam. Contudo, essa ideia não é cultivada na decoração, que consegue atrair esses opostos e formar excelentes combinações nos ambientes.
Profissionais da área explicam porque a união, nada convencional, dá certo quando o assunto é decorar ambientes. "A presença de elementos rústicos ou vernaculares dão um contraponto elegante à decoração contemporânea", defende a arquiteta Estela Netto. Roziane Faleiro e Patrícia Guerra, da Faleiro Guerra Arquitetura, falam dos cuidados necessários para essa composição: "Deve prevalecer a harmonia e sensibilidade na hora de trabalhar essa mistura, de forma que o espaço se adeque ao perfil do morador".
Segundo Estela, o uso de um único estilo pode deixar o projeto monótono e sem expressão. Por isso, explorar elementos teoricamente opostos pode deixar em evidência toda a decoração. A arquiteta dá dicas de como inserir objetos quentes e frios no ambiente. "Superfícies pretas na marcenaria, como laca brilhante e vidro, fazem um lindo contraponto com madeira de demolição", ensina.
A composição entre cores quentes e frias também traz personalidade aos espaços e os torna mais atraentes. "Harmonizar cores antagônicas é tarefa fácil para quem aprecia ambientes coloridos. Já para quem prefere tons neutros, a mistura pode entrar como pontos de cores. O importante é escolher os tons chaves e ir pontuando com nuances opostas, de forma que combinem entre si", explicam Roziane e Patrícia. As profissionais orientam manter a base com cores neutras, como branco, bege, cinza e preto, e inserir outros quentes e frios para uma combinação interessante. "Pode-se, por exemplo, colorir a parede com o tom frio berinjela acinzentado, e pontuar com a nuance quente azul turquesa. Para complementar e deixar o espaço mais charmoso, almofadas vermelhas e adornos", sugerem.
Dicas anotadas é hora de por em prática as composições destacadas pelas profissionais. O limite é o bom senso e o requisito único é ter criatividade. Esses dois itens aliados à ousadia podem render combinações cheias de personalidade e
(Com informações de Ana Paula Horta e Fernanda Pinho, da Mão Dupla Comunicação)

Avenida Antônio Bernardino de Carvalho abandonada

A avenida Antonio Bernardino de Carvalho é o acesso alternativo para o Conjunto Feira IV e que margeia os condomínios do Vila Olimpia está largada pelo governo do prefeito Tarcízio Pimenta. Mato, sujeira, entulho é o cenário que avança. Animais vivem momentos de lazer pastando nesta maltratada avenida. O mato aumenta? O gado limpa!

Avenida onde o mato cresce em janeiro

A avenida Rio de Janeiro que é o principal acesso para BR 116-Sul e para condomínios do Vila Olímpia está largada pelo governo do prefeito Tarcízio Pimenta e cheia de mato. É assim que o mato cresce!

"Dinheiro perdido"

A dívida externa de Cuba é maior que seu PIB e os irmãos Castro não pagam a ninguém. Vira doação qualquer novo empréstimo, como os US$ 683 milhões liberados por Dilma. Cuba deve US$ 8 bilhões ao Japão, US$ 8 bilhões à Espanha, US$ 2 bilhões a Argentina etc etc.
Fonte: Claudio Humberto

Sobe e desce

Fonte: Liberesfera

Retaliação ao senador João Durval

Com tanta espuma em torno do Aeroporto Governador João Durval, que estão prometendo até virar internacional com a "requalificação", é capaz do governo petista pretender mudar o nome do equipamento, com as maravilhas que estão sendo anunciadas. Seria uma retaliação ao senador e uma compensação por não conseguirem que o Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães volte a ser chamado de Dois de Julho.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Comentário de agente de saúde

Comentário moderado na postagem "Mais reclamação no Facebook", que merece ser destacado:

Os agentes de saúde trabalham e muito! Estão sobrecarregados, com execesso de famílias e a Prefeitura não chama os aprovados para dividir os trabalhos. Tem agente de saúde com mais de 200 familias quando deveria ter 150 e as prefeituras como a de Feira embolsam a maior parte dos recursos repassados pelo Ministério da Saúde para pagamento dos agentes, como por exemplo a verba extra de 750 reais do final do ano passado que nenhum agente recebeu nada. Em alguns lugares os agentes receberam porque cobraram na Justiça. Esses 750 reais vem todo mês a título salário para os agentes deixando para a Prefeitura os encargos e a insalubridade, mas a Prefeitura de Feira só paga um salário minímo. Por outro lado todo mundo sabe que funcionário mal tratado não trabalha satisfeito por mais que goste do que faz e dessa forma jamais irá produzir a contento. A Prefeitura disse que vai distribuir protetor solar para os agentes a cada 45 dias. A mesma coversa do ano passado e ninguém viu esses protetores além de uma vez, isso porque tem agente de saúde com cancêr de pele devido à excessiva exposição ao sol, a Secretaria Municipal de Saúde tem conhecimento disso e nosso prefeito é médico. As balanças são descartáveis e pasme eu já tive de tirar cópia do meu material de trabalho com o meu dinheiro porque na Secretaria não tinha ou não mandaram e já tive de ficar de Posto de Saúde da Família (PSF) em PSF atrás de uma ficha emprestada para tirar xerox para a enfermeira fazer a coleta de dados. Como é que se trabalha desse jeito? Sem o mínimo necessário para isso! Infelizmente a comunidade não sabe o que está por trás das cortinas. Então nos julgam errôneamente. Porém, entendo a reclamação pois também sou comunidade e necessito de usar o PSF e para mim é dificíl imagine para quem está de fora. Tem muito mais desabafo a fazer mas vou ficar por aqui com esse. Já dá para acalmar os meus nervos e claro não vou me identificar porque se não amanhã estou na rua e tenho três filhos para sustentar e para isso trabalho também à noite porque com um salário não dá. Mas talvez desse se recebessemos o que é repassado. Ah, já ia esquecendo, é também devido ao baixo salário que os médicos têm quatro ou cinco empregos e não atendem a contento nos PSFs, assim como as enfermeiras coitadas, responsáveis por tudo e sem o menor suporte. Viva Feira da saúde digital. Esse sistema digital está com vírus.

"O falso aliado"

Deu no "Etc & Tal":

Enquanto aguarda as obras prometidas pelo governador petista, que no último encontro que teve com o ex-carlista prometera ajudar Feira de Santana "dentro do possível", Tarcízio Pimenta joga contra o governador e pode comprometer os interesses estratégicos da cidade com uma postura dúbia e traiçoeira, considerando que parte de um governista.
Tarcízio Pimenta (PDT), é daqueles que se diz aliado, mas desce o malho no governo estadual nas redes sociais. Nesta segunda-feira, 30, ele usou seu perfil no microblog Twitter para atacar a política de segurança pública de Jaques Wagner (PT), considerado por opositores um dos principais problemas do governo.
"Sete homicídios em 24 horas em Feira de Santana, 16 foram baleados. A Prefeitura está fazendo a sua parte, contribuindo (sic) com a segurança no que pode. Veja como está SSA. Será o prefeito o responsável (?)".

"Cuba, falso paraíso"

Assista ao vídeo-reportagem do Testigo Directo: http://youtu.be/8IPUqhY2pFE

Compartimos con nuestros miembros amigos el interesante video-reportaje producido por Testigo Directo titulado: "Cuba, falso paraíso", realizado dentro de Cuba por dos holandeses, defensores de los derechos humanos, los cuales ya habían sido expulsados de la isla años atrás por el régimen de Fidel Castro. A ellos se les sumó la periodista de Testigo Directo Isabel Cristina Ramirez, quienes en un acto de arrojo, comunican hoy al exterior como se vive dentro de la isla. Como mismo apuntaría Testigo Directo al referirse a Cuba y citamos textualmente: "La única dictadura que sobrevive en latino américa es Cuba, allí los pobres cada vez son más. Nos infiltramos en la Isla para mostrarles la realidad de la isla." Este video constituye una colaboración de nuestro compatriota Humberto Capiro y aquí lo presentamos en su totalidad.

Rita Lee em fim de carreira

A cantora Rita Lee foi presa em show de despedida na Barra dos Coqueiros, em Aracaju-Se, por desacato à Polícia. Assista ao vídeo: http://youtu.be/DH5lNX_Uc04

Em Cuba

Fonte: "Blog do Beto"

"Acaba acontecendo"

Por Edgar Flexa Ribeiro
Certo, a educação nacional tem ministro novo. Mas provavelmente isso não fará grande diferença.
Daqui a pouco, quando recomeçarem as aulas, um grupo de jovens iniciará sua formação para serem professores. Vão se formar daqui a quatro ou cinco anos.
E a formação que vão receber será semelhante àquela que é feita há muitos e muitos anos. Pode ter mudado tudo, mas não houve mudança significativa na formação dos professores.
E, conseqüentemente, é provável que se repita todo o resto, com os mesmos resultados. Os ministros são uma irrelevância a mais.
Os equívocos nacionais são o que existe de mais constante em matéria de educação.
Muda-se a lei de dez em dez anos. Mudam nomes, inventam modismos, alteram as aparências. O discurso varia e as queixas se repetem. E tudo fica mais ou menos como sempre foi.
Veja-se o Enem. Foi criado para ser um instrumento de avaliação do ensino, em âmbito nacional, para permitir formar séries estatísticas consistentes que pudessem ajudar o planejamento e a gestão dos sistemas de ensino.
Em pouco tempo foi transformado na chave mestra que abre o cofre do acesso ao ensino superior. Um ícone, a fôrma, o padrão, a regra, o parâmetro pelo qual individualmente são avaliados os jovens brasileiros.
Bem formado hoje em dia é quem teve boa nota no Enem.
Como se tem boa nota no Enem? Respondendo à pergunta que o ministro fez do jeito que o ministro quer. E isso é o que se considera bom para um país de dimensões continentais, diverso e diferenciado.
Com um aspecto adicional: para a consistência do exame, tal como inicialmente concebido, quem acertar tudo no Enem pode não tirar dez, e quem errar tudo pode não tirar zero. Isso pode ter bons fundamentos estatísticos - mas torna difícil aceitar o exame como bom instrumento para aferição de desempenho individual.
O esforço hoje é concentrado para induzir todo mundo a ingressar numa universidade. Para isso o governo tem dinheiro e recursos, tem bolsas de estudo, financiamentos, apoios e estímulos.
Não é a toa que o ensino privado está se transformando - agora sim - em "big business": sistemas de ensino e universidades já atraem até capital estrangeiro.
Esse segmento está bombando.
Uma coisa é verdade: o país está crescendo e precisa de gente formada, precisa de mão de obra, precisa da educação. Se o que o governo faz não dá conta, o país vai tomar o assunto em suas mãos, como fez com o transporte coletivo: inventou a "van", a "perua".
Vamos acabar inventado a "van" do ensino.
* Edgar Flexa Ribeiro é educador, radialista e presidente da Associação Brasileira de Educação
Fonte: "Blog do Noblat"

Adicionado como amigo

Quem diria que no perfil do Facebook do deputado estadual José Neto (PT) o prefeito Tarcízio Pimenta encontra-se adicionado como seu amigo? Agora, tem-se a certeza que eles são amigos e agora se sabe também, através do site da Prefeitura de Feira de Santana, que José Neto faz parte do governo do prefeito Tarcízio Pimenta.

Mais reclamação no Facebook

A Prefeitura de Feira de Santana disponibilizou uma Central de Disque Denúncia com o número 156 e em pouco tempo de funcionamento o perfil do Facebook do prefeito já recebe reclamações deste canal "por falta de agilidade e despreparo para atendimento ao público". Bem como recebe críticas o Posto de Saúde do Feira VI que segundo a internauta "está uma vergonha
e os agentes de saúde não trabalham".

"Loco Abreu completa 600 jogos na carreira"

Recorde de partidas do uruguaio por um clube é de 90 com a camisa do Botafogo
Com a sua tradicional camisa 13, o uruguaio Loco Abreu (Foto: Alexandre Cassiano/O Globo)passou em branco no empate em 0 a 0 com o Nova Iguaçu, domingo, 29, em Moça Bonita, pela segunda rodada do Grupo A do Campeonato Carioca. Mas o atacante chegou a uma marca histórica em sua carreira: 600 jogos, segundo seu site oficial, sendo 90 deles com a camisa do Botafogo. São 340 gols, com uma média de 0,57, em 18 temporadas como jogador profissional, conquistando o papel de ídolo em vários clubes que defendeu e na seleção uruguaia.
Os 90 jogos disputados em dois anos defendendo o Botafogo são um recorde em sua longa carreira, com uma média de gols de 0,59 - total de 53. Antes, sua mais longa relação com um clube havia sido com o San Lorenzo, da Argentina, pelo qual jogou 72 vezes. Loco ainda tem contrato até o fim de 2013 e a garantia de renovação até junho de 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil.
Aos 35 anos de idade, ele tem em seu currículo uma série de conquistas, entre elas a do Campeonato Carioca de 2010, quando marcou o gol do título em cobrança de pênalti de cavadinha, mas ainda não conseguiu ser artilheiro com a camisa do Botafogo. Na época, foi responsável por exorcizar três anos de derrotas consecutivas em finais da competição para o Flamengo.
Este ano, Loco começou a temporada marcando dois gols na estreia contra o Resende, na vitória por 3 a 1, no Engenhão, e segue na luta para ser o maior goleador em atividade no mundo. Em janeiro, ele foi incluído entre os 10 de uma lista divulgada pela Federação Internacional de Futebol e Estatística (IFFHS), levando em conta apenas jogos de campeonatos nacionais de primeira divisão.
Pela seleção uruguaia, Loco Abreu fez sete jogos nas Copas do Mundo de 2002 e 2010, quando ficou famoso pela cobrança de cavadinha na decisão por pênaltis contra Gana, que levou sua equipe para a semifinal. No ano passado, festejou a conquista da Copa América, com uma bandeira do Botafogo e outra de seu país.
O próximo jogo do Botafogo é contra o Madureira, quinta-feira, às 17 horas (de Brasília), em Conselheiro Galvão, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. O time tem quatro pontos e está na segunda colocação, atrás apenas do Flamengo.
Fonte: G1

Gramado considerado como "pasto"

O estado do gramado do Estádio Municipal Alberto Oliveira, o Jóia da Princesa, voltou a ser criticado. Foi na noite de domingo, 29, no "Cartão Verde Bahia", da TV Educativa. Elizeu Godoy - chamou o campo de "pasto" e Jorge Sanmartin debateram a questão como o principal fato - negativo para Feira de Santana - esportivo da Bahia.

Fifa viu os buracos do Jóia?

O vistoriador da Fifa observou os buracos no gramado do Estádio Municipal Alberto Oliveira, o Jóia da Princesa? Ou será que os áulicos do prefeito Tarcízio Pimenta esconderam dele?

Site da Prefeitura afirma que José Neto faz parte da equipe de Tarcízio Pimenta

Em nota sobre o Estádio Municipal Alberto Oliveira, o Jóia da Princesa, ter sido vistoriado pela "Fifa", o site da Prefeitura de Feira de Santana encerra afirmando que "o relatório está sendo elaborado pelo vistoriador da Fifa, Airton Gianchini. O procedimento está sendo acompanhado pelo secretário de Cultura, Esporte e Lazer Euclides Artur Andrade, diretor do Departamento de Esportes Wilson Passos, secretário de Comunicação Social Fabrício Almeida, secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico Magno Felzemburgh, deputado estadual José Neto, e demais membros da equipe de governo. O Blog Demais não sabia que o deputado estadual petista José Neto faz parte do desastroso governo do prefeito Tarcízio Pimenta.

População é quem responde

"Feira cresce e a gente vê" é o mote insistente na farra publicitária do governo do prefeito Tarcízio Pimenta, repetindo uma mentira na tentativa de que ela vire verdade. O Blog Demais foi à ruas ouvir pessoas da comunidade para perguntar: "Você está vendo Feira de Santana crescer?". Eis as respostas:
- Antônio Silva, comerciário: "É, tem muito mato crescendo nas ruas, até do centro de Feira"
- Dilson Simões, empresário: "O que eu vejo crescer em Feira é a sujeira, que toma conta de toda a cidade"
José Cerqueira, aposentado: "Feira cresce naturalmente. Com Tarcízio ela está é sendo puxada pra baixo, com sua falta de ação"
- Luzia Fonseca, professora: "Trata-se de uma propaganda enganosa"
- Paulo Tarso, universitário: "Como o Blog Demais tem afirmado, Feira não cresce e a gente vê, ou Feira cresce e a gente não vê"

Nota Pública

Os partidos políticos de Camaçari infrafirmados vêm a público protestar contra a agressão perpetrada pelos familiares e prepostos do prefeito Luiz Caetano contra o vereador Antônio Elinaldo (DEM) na última sexta-feira, 27, durante a Lavagem de Jauá. O vereador foi violentamente agredido por agentes públicos e familiares do prefeito ao defender a comunidade de Jauá que reagiu contra a tentativa do prefeito de politizar uma das mais importantes festas populares do município e vaiou Luiz Caetano quando ia discursar nas escadarias da Igreja. Revoltado, o grupo de Caetano se voltou contra a comunidade local, começando a agredí-la. O vereador Antônio Elinaldo, num ato de coragem, partiu em defesa da comunidade e foi covardemente agredido. Hoje, os partidos políticos infrafirmados vem cobrar uma enérgica investigação policial a fim de responsabilizar criminalmente os agressores do vereador, ao tempo em que exigem respeito do prefeito as diversidades políticas, culturais e religiosas. Tal ato representa um atentado a liberdade de expressão e principalmente contra a democracia. Não cabe mais no momento que o país vive hoje atos de violência praticados por agentes públicos contra a sociedade e que remontam a tempos sombrios da ditadura.
Camaçari, 30 de janeiro de 2011
DEM, PMDB, PP, PPS, PRP, PSDB, PSDC PTC e PTN
Enviado por Aloisio Araújo Júnior

"O PT, que dá a oposição como liquidada, estuda agora um futuro confronto com os evangélicos"

Por Reinaldo Azevedo
O fato mais importante da semana passada se deu na sexta-feira, em Porto Alegre. Seu protagonista é Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência e olhos, ouvidos e mão - pesada! - de Luiz Inácio Lula da Silva no governo. Carvalho é o homem que guarda os arcanos petistas, os seus segredos, os seus porões. Depois do Babalorixá de Banânia, é quem mais conhece o partido. Transita em todas as esferas, especialmente no mundo sindical - e o sindicalismo nunca foi para pessoas de estômago fraco. O de Carvalho é de avestruz. Não por acaso, ele foi o principal articulador do PT nos eventos pós-morte de Celso Daniel. Foi quem organizou a reação do partido e determinou o papel que cada um deveria desempenhar. Tinha sido braço-direito do prefeito. Segundo irmãos de Celso, confessou-lhes que levava malas de dinheiro do esquema de corrupção de Santo André para o PT - no caso, para José Dirceu. Ambos negam, é evidente. Mas volto.
O evento mais importante foi a palestra de Carvalho a militantes de esquerda no Fórum Social de Porto Alegre. É aquele evento que contou, na sua fase palaciana, com a presença do terrorista e assassino Cesare Battisti, a quem os petistas deram guarida. Para Carvalho, no entanto, "terrorista" é a polícia de São Paulo… Esse foi o trecho politicamente mais delinqüente de sua fala, mas não foi o principal.
Depois de confessar que o governo quer criar uma mídia estatal para a chamada "classe C" - que, segundo Carvalho, não poderia ficar à mercê da mídia conservadora -, ele avançou: é preciso fazer uma disputa ideológica com os líderes evangélicos pelos setores emergentes!
Uau! Não pensem que isso é feito assim, na louca, sem teoria - nem que seja uma teoria aprendida, não exatamente lida. Esse pensamento de Carvalho tem história.
Os petistas, embora não o digam em público, consideram que a oposição está liquidada. Conversei dia desses com um intelectual petista que se mostrava, até ele, escandalizado com a incapacidade da oposição de articular o discurso conservador para se opor ao suposto "progressismo" do PT. Ele também estranhava o que vivo estranhando aqui: será o Brasil a única democracia do mundo com medo dos eleitores que estão mais à direita no espectro político? Pelo visto, sim! Lá na suas tertúlias, os petistas chegam a zombar dessa covardia.
Notem, a propósito, que os únicos momentos em que demonstram realmente alguma aflição e põem as suas hordas na rua é quando temem que a população adira ao discurso da ordem: então mobilizam seus bate-paus para confrontos com a polícia. Assim, podem sair gritando: "Fascistas!" Se e quando a oposição souber falar essa linguagem de modo eficiente e moderno, o PT pode ter problemas. Mas a aposta dos companheiros é que isso não vai acontecer. Tucanos, por exemplo, são reféns de sua "ilustração".
A outra força
A força que o partido teme é justamente a religiosa. E, no caso, não é a Igreja Católica que os preocupa. Embora tenha cooptado o PRB - o partido da Igreja Universal do Reino de Deus, do auto-intitulado "bispo" Edir Macedo, dono da Record -, o PT sabe tratar-se de uma vistosa, mas pequena parte dos evangélicos. Seguindo os passos da teoria gramsciana, o "partido" tem de se consolidar como um "imperativo categórico", de modo que toda ação concorra para fortalecê-lo. Mesmo os movimentos de crítica e reação hão de estar subordinados a este ente. Haver organismos, entidades, grupos ou religiões que cultivem valores fora do abrigo do partido é inaceitável.
Os "pensadores" do PT querem começar a criar as condições para limitar ou anular a influência das igrejas evangélicas especialmente nas questões relativas a costumes. O projeto petista se consolida é com a completa laicização da sociedade, sem espaço para a moral privada ou de grupo. Teses como descriminação do aborto, legalização das drogas, união civil de homossexuais, proselitismo sexual nas escolas (nego-me a chamar de "educação" o tal kit gay, por exemplo) tendem a encontrar resistência. E as vozes que lideram essa resistência costumam ser justamente as dos evangélicos. Setores da Igreja Católica também reagem, sim, mas sabemos que a Santa Madre está infestada de esquerdistas de batina (ou melhor: sem batina!).
Ora, conjuguemos as duas propostas de Carvalho, feitas no Fórum Social: ele quer o estado produzindo "informação" para a classe C justamente para disputar almas com os evangélicos. O PT chegou à fase em que acredita que pode também ser "igreja" - e seu "deus", como se sabe, é o Apedeuta… Os petistas ainda não engoliram o recuo que tiveram de fazer em 2010, no debate sobre o aborto, por causa da pressão dos cristãos.
Os cristãos evangélicos entraram no alvo de médio prazo do PT. Cuidem-se ou serão também engolidos.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

PMDB de Feira de Santana está acéfalo

No siste "Bahia na Política", no sábado, 28, Jair Onofre diz que "o diretório municipal do PMDB de Feira de Santana foi constituído desde março de 2009 e o mandato venceu em 3 de novembro de 2011. A partir de então a legenda está sem direção. O partido tinha que convocar uma nova eleição, o que não aconteceu. O presidente é o empresário Evaldo Gomes Martins, irmão do ex-deputado federal Colbert Martins Filho. Segundo o TSE, a direção perdeu a vigência e os membros do diretório ficaram inativos. Em Feira de Santana, o PMDB possui um vereador, Carlos Alberto Rochga, o Frei Cal, que está no primeiro mandato.

Governador petista abandona ministro aliado

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), adotou um discurso de distanciamento do ministro das Cidades, Mário Negromonte (PP), que pode entregar o cargo nos próximos dias.
Um dos padrinhos de Negromonte, Wagner fez questão de lembrar que a indicação dele coube ao PP e que não depende de nenhum ministro, porque tem relação direta com a presidente Dilma Rousseff.
"Eu não posso depender de um ministro, eu dependo de um relacionamento com o governo e esse relacionamento se dá principalmente com a presidente", disse o governador, ao deixar solenidade em que participou ao lado da presidente no domingo, 29, em Salvador.
O ministro perdeu o apoio da bancada do PP no Congresso. Seu desgaste se agravou na semana passada, após a "Folha de S. Paulo" revelar que ele participou de reunião com um lobista de uma empresa de informática interessado em contratos com a pasta.
Fonte: Folha.com

Comfortflex apresenta coleção outono-inverno 2012

Sapatênis flexível super leve é novidade da marca para a estação




O sucesso das botas na coleção de 2011 motivou a equipe de criação da Comfortflex a aumentar a participação desta linha de calçados na coleção. As botas de cano baixo, médio e alto apresentam diferentes propostas de saltos e serão as estrelas da coleção outono-inverno 2012 da Comfortflex. Os scarpins e sapatilhas também têm seu espaço garantido, em materiais ainda mais confortáveis.
Novos materiais e o uso das cores de destaque entre as tendências também são privilegiados para a nova estação.
E como já é de costume quando se fala em Comfortflex, o que não poderia faltar em mais essa coleção é muita tecnologia. Todas as inovações desenvolvidas pela marca desde sua criação estarão na nova coleção, que será apresentada na maior feira de lançamentos em calçados para outono-inverno, de 16 a 19 de janeiro, em São Paulo-SP.
O salto com tecnologia exclusiva de absorção de impacto ao caminhar, é um dos componentes de conforto que estarão nos modelos para o outono-inverno. Desenvolvido em parceria com o Laboratório de Biomecânica do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro e Calçados (Ibtec), a tecnologia promove redução de 70% do impacto sobre o corpo da usuária dos calçados ao caminhar. O sistema de amortecimento, desenvolvido e patenteado pela Comfortflex, permite que calçados de salto ofereçam muito conforto mesmo para quem precisa caminhar muito ou ficar muito tempo em pé. O sistema é uma espécie de "anel" na base do salto, feito em elastômero gel, material que absorve o impacto e tem influência direta na saúde das articulações e estrutura do corpo.
Outra tecnologia de conforto incorporada aos calçados Comfortflex é a palmilha embutida com multidensidade, que eleva as sapatilhas e sandálias rasteiras em três centímetros. Proporcionando além de um visual contemporâneo, muito conforto.
Marca de calçados femininos 100% focada no conforto, a Comfortflex inova mais uma vez, trazendo ao universo feminino o conceito do sapatênis. O lançamento atende a mulheres que desejam incorporar ao dia a dia um calçado descontraído, totalmente confortável e sem salto. O resultado da união de tecnologias resultou em um sapatênis com um visual moderno, extremamente leve e muito flexível.
O novo sapatênis da Comfortflex oferece uma sensação de bem-estar única, proporcionada pela combinação de vários componentes, como TR gel injetado na sola e palmilha. Este material amortece o impacto ao caminhar e tem a flexibilidade como uma de suas características, o que permite que o calçado acompanhe o movimento do pé. O resultado é um conforto absoluto, mesmo ao final de um dia de trabalho.
O calçado tem ainda a palmilha interna em EVA com estofamento nos pontos de concentração do peso ao caminhar, diminuindo o impacto e valorizando a sensação de conforto. Esta mesma palmilha conta com sistema de canais de absorção do suor, que garantem o pé sempre seco. Para completar, o cabedal (parte de cima do calçado) é totalmente em couro, aumentando o conforto e a qualidade do calçado.
(Com informações de Raquel Guimarães)

Como está a Escola Pública de Trânsito de Feira de Santana?





O Blog Demais juntamente com o Leitor Atento resolveram fazer um pequeno questionário sobre a Eptran em Feira de Santana e as respostas estão nos links abaixo de cada pergunta. Preparado?
Pergunta 1 : Qual o valor mensal para alugar o imóvel localizado na rua Leolinda Bacelar, 464, Kalilândia, para os serviços da Eptran desde março de 2010?
Resposta no link:
http://www.sefaz.feiradesantana.ba.gov.br/Transparencia/detalhesDespesa.php?seqArquivo=1&seqLinha=93344 * ( R$ 3.295,95 - Três mil duzentos e noventa e cinco reais e noventa e cinco centavos)
- Pergunta 2: Quando ocorreu a inauguração deste prédio?
Resposta no link : http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticia.asp?id=5574 * ( 29/09/2010 )
- Pergunta 3: A Escola de Trânsito vai oferecer quantas vagas e quando começa a inscrição?
- Resposta no link: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticia.asp?id=5675 * (1.000 vagas com início de inscrição na primeira quinzena de outubro de 2010).
- Pergunta 4: Quando o link da Eptran foi oferecido ao público como uma ferramenta de informação e educação?
- Resposta no link: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticia.asp?id=6175 * (Desde o dia 18 de novembro de 2010).
Pergunta 5: Quais são as notícias disponíveis no link?
- Resposta n link: http://www.eptranfsa.ba.gov.br/ * (Desde o dia 22 de novembro de 2010 - foto)
Pergunta 6: Qual o prazo para a publicação, no "Diário Oficial do Estado", da portaria de autorização para a abertura das matrículas e início das aulas na Eptran0?
- Resposta no link: http://www.acordacidade.com.br/noticias/82269/habilitacao-gratuita-eptran-de-feira-espera-credenciamento-do-detran.html%20utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter * (Em 24 de outubro de 2011, a informação do secretário de Trânsito era de que, em poucas horas seria publicado no "Diário Oficial do Estado" esse credenciamento)
Pergunta 7: Quando é que o prefeito apresentou ao governador as reivindicações para credenciamento da Eptran?
- Resposta no link: http://www.feiradesantana.ba.gov.br/noticia.asp?id=10283 * (Quase um mês depois em 23 de novembro de 2011).
Pergunta 8: Em 30 de janeiro de 2012 como está a Eptran?
Resposta: A foto revela que o prédio está fechado e a bandeira do Brasil está totalmente hasteada ininterruptamente inclusive à noite sem iluminação e indo de encontro a Lei Federal 5700 e todas as normas de hasteamento.
Leitor atento.

Espuma federal

Dilma prometeu 6.427 creches e nenhuma foi construída em 2011

O Ministério da Educação não construiu nenhuma creche em 2011. Desta forma, serão necessárias, pelo menos, 178 creches por mês, ou cinco por dia, até o fim de 2014 para que a promessa de campanha da presidenta Dilma Rousseff seja cumprida. Durante as eleições, ela garantiu que construiria 6.427 creches até o final de seu mandato. Porém, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), responsável pelo ProInfância - que cuida da construção dessas creches – só liberou R$ 383 milhões dos R$ 2,3 bilhões empenhados. No primeiro ano de governo, a execução do ProInfância ficou em 16% e nenhuma obra foi concluída. O ex-ministro da Educação Fernando Haddad deixou a pasta para se candidatar à Prefeitura de São sem entregar nenhuma das creches prometidas por Dilma. Ainda assim, em seus últimos pronunciamentos em São Paulo, Haddad tem colocado as creches como
Fonte: Claudio Humberto

domingo, 29 de janeiro de 2012

Leitor e mais um "desmando do desgoverno do Pimenta de cheiro"

Caro jornalista,
Fiquei surpreso ao entrar no seu blog e descobrir que além do grande conhecimento em cultura e arte, também é um homem da política, conhecedor dos desmandos da mesma. E sabe analisar as diversas situações que governantes colocam o nosso patrimônio coletivo à beira do caos, a nossa cidade.
Convido-lhe para conhecer a realidade da praça 2 de Julho. No início do desgoverno deste senhor que se encontra prefeito, exatamente na primeira semana, colocou uma placa na praça dizendo que a mesma seria totalmente reformada com recursos próprios. Passaram três anos, a placa caiu devido ao tempo, a praça no foi reformada, o local está horrível, as árvores centenárias ameaçadas de cair por falta de manejo, os caminhões de empresas que pagam cachê ao governo, lotam a praça para descarregar tornando o trânsito inviável afetando diversas vias do centro. Além de ser um ponto de usuários de drogas e bandidos que negociam abertamente mercadorias roubadas.
É preciso que homens como o senhor, eu e todos que amam esta terra, local onde criamos nossa família, não deixem este senhor acabar com tudo.
Venha na praça 2 de Julho!
Um abraço
Pedro Valadares

Geilson apresenta problemas de Cabuçu na Assembleia Legislativa

O deputado estadual Carlos Geilson (PTN) esteve, neste domingo, 29, em Cabuçu, para observar os problemas da localidade que recebe grande contingente de turistas no verão. Também para cumprimentar amigos de Feira de Santana e cidades circunvizinhas que estão veraneando neste período.
Na localidade, pertencente ao município de Saubara, no interior Baía de Todos os Santos, o deputado caminhou pela praia e visitou inúmeras barracas ao lado de políticos de Feira de Santana como o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho (Fotos: Divulgação), vice-prefeito Paulo Aquino, vereadores Luiz Augusto de Jesus, Justiniano França, Roberto Tourinho e Roque Pereira, ex-vereadores Genésio Serafim e Joãozito Borges, suplentes de vereadores e pré-candidatos a vereador e pré-candidato a prefeito em Saubara, César Mascarenhas.
A convite da Associação de Moradores da Praia do Sol e Recreio, loteamentos também pertencentes a Saubara, em dezembro de 2011 Carlos Geilson participou de reunião com o prefeito local, Antônio Raimundo Araújo (PT do B), conhecido como Bolinha, para reivindicar melhorias para o município.
"Hoje vimos que os problemas que apresentamos ao prefeito, como a falta de coleta regular de lixo e manutenção das ruas, continuam. O prefeito alegou inadimplência no pagamento do IPTU e falta de orçamento na Prefeitura para atender as necessidades da população. Uma visita como essa é importante não só para encontrarmos amigos, mas, principalmente, para conhecer os problemas locais e cobrar na Assembleia Legislativa apoio do Governo do Estado", afirmou.
(Com informações de Orisa Gomes, da Assessoria de Comunicação)

Senador do DEM diz que governador petista agiu de maneira criminosa

Na "VEJA Online"
A edição de VEJA desta semana revela mais um capítulo do episódio conhecido como Caixa de Pandora, escândalo que atingiu o coração da capital federal há dois anos e resultou na prisão do então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, na renúncia do vice-governador, Paulo Octávio, e na cassação de vários parlamentares. O esquema de desvio de mais de 1 bilhão de reais dos cofres públicos foi delatado por Durval Barbosa.
Em entrevista a VEJA, Barbosa diz que o atual governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e o ex-advogado-geral da União e atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) José Antônio Dias Toffoli tiveram acesso antecipado a áudios e vídeos que comprometiam adversários políticos.
Segundo o delator, o governador recebeu uma amostra do material e se comprometeu a envolver a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal nas investigações. Em troca, prometeu ao Barbosa uma secretaria em seu governo, caso eleito em 2010.
Em depoimento à polícia na semana passada, Durval discorreu sobre as tentativas de assessores do governo de comprar seu silêncio. Segundo o ex-secretário, o diretor-geral da Polícia Civil, Onofre Moraes, ofereceu 150.000 reais ao jornalista Edson Sombra para que nenhum detalhe do envolvimento de petistas fosse revelado. Sombra é amigo do peito de Durval e diz que a conversa foi gravada. Moraes nega ter oferecido dinheiro.
Para o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) a situação de Agnelo Queiroz deve se complicar, caso Durval apresente as gravações. "A fita aparecendo, o governador fica em uma situação difícil de se sustentar no cargo porque teria armado tudo em beneficio próprio", disse. "A participação do petismo para divulgação do material mostra o caráter político e criminoso a partir do governador Agnelo."
Fonte: "Blog do Noblat"

"Guerra no país da boquinha"

Por May Zaidan
Com 22 mil cargos de confiança, o governo brasileiro é recordista absoluto em um ranking nefasto que só neste ano vai custar mais de R$ 200 bilhões. Ganha de lavada dos oito mil cargos dos Estados Unidos e dos quatro mil da França. E, garantidamente, o Estado nacional não funciona melhor do que o da Inglaterra, com apenas 300 servidores comissionados.
Eficazes para atrair apoios e garantir fidelidade cega a governantes, cargos públicos sempre foram disputados a tapas. Neles, políticos tentam encaixar suas turmas, de olho no pleito seguinte.
Se essa é a regra, a guerra por cargos entre o PT, o PMDB e os mais de 10 partidos do consórcio que elegeu Dilma Rousseff não deveria causar estranheza. Ao contrário, seria legítima. E os combatentes - conhecedores dos telhados de vidro dos integrantes da aliança - não precisariam usar e abusar do fogo amigo.
Seria nobre se o fizessem para limpar o Estado de maus servidores. Mas querem apenas abocanhar maiores nacos. Aproveitam-se da fragilidade dos quadros, onde é difícil fisgar alguém com ficha limpa, e abrem fogo.
A meia dúzia de ministros detonados por suspeita de corrupção, todos de partidos aliados, conhece bem a artilharia. Sabe ainda que quando o ministro é do PT, mesmo que as balas venham do próprio PT, Dilma arma a blindagem, como no caso de Fernando Pimentel, sangrado pelos petistas de Minas, e mantido longe da arena de luta.
Não raro, a proteção temporária ou definitiva é feita colocando-se na bandeja a cabeça de subalternos. Foi assim com o Dnit, antes da queda de Alfredo Nascimento, e agora, com a substituição no Dnocs, preservando Fernando Bezerra e seus inexplicáveis privilégios a Petrolina, seu curral eleitoral. Caiu também o chefe de gabinete do Ministério das Cidades, pasta em que Mario Negromonte, que nem o PP quer mais, ainda se sustenta.
Sem reforma ministerial à vista, a batalha agora é pelas estatais, Petrobras à frente. A divisão do bolo é tão difícil que para incluir um petista a mais - o ex-presidente do partido, José Eduardo Dutra - decidiu-se pela criação de uma nova diretoria. A Petrobras, terceira maior empresa de energia do mundo, funcionou até hoje sem uma diretoria coorporativa e não parece que lhe faça alguma falta. Mas, no país da boquinha, isso pouco importa.
Pouco importa também se os recém-nomeados para o segundo escalão dos ministérios da Saúde, da Agricultura ou de Minas e Energia entendem alguma coisa do riscado. O que vale é a partilha, a satisfação dos donos de cada uma das sesmarias que, como sanguessugas, chupam tudo até a última gota. E o contribuinte paga a conta.
* Mary Zaidan é jornalista, trabalhou nos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo, em Brasília. Fonte: "Blog do Noblat"

Música baiana em estado de imbecilidade

Por Vanderley Soares
Quando alguém pronuncia a palavra analfabetismo na Bahia, e se essa declaração parte de um acadêmico, branco ou da elite, parece tratar-se de racismo, discriminação e ódio.
Quando dizem que o som do berimbau é simplório e que qualquer um pode reproduzi-lo sem maiores conhecimentos instrumentais, por possuir apenas uma corda, logo diriam: é mais um que odeia as raízes baianas, suas influências e sua cultura. Isso já ocorreu na Bahia e deu muito pano pra manga.
E quando dizem que a música baiana está cada dia pior e que o pagode não passa de mais um sonoro palavrão multiplicado por milhares de incautos, ignaros e estúpidos, certamente repetiriam: trata-se de mais um a ver-nos como sub-raça, desinformados e inconformados.
Pois é. E quando essa declaração parte de um pardo, de origem negra e indígena, e que cursou apenas o segundo grau? Aí, certamente dirão, trata-se de um oportunista, um comunicador frustrado ou de alguém que não conseguiu galgar os seus objetivos.
Pois bem. Esse rodeio, meio despretensioso, mas importante, é para falar do grau de imbecilidade a que chegou a música baiana, principalmente ao pagode aqui produzido e consumido. Não falo do axé, que apesar da mesmice, não usa palavrões nem ridiculariza a Bahia como Estado analfabeto.
Como estudei numa das escolas mais influentes da Bahia, principalmente nos anos 50 e 60, o Colégio Central, participei da coletânea poética em homenagem ao sesquicentenário da instituição, fiz teatro e poesia nas ruas de Salvador, pronunciar algumas palavras (ões) e gestos obscenos da música baiana é assinar embaixo aos que dizem da Bahia, no Brasil afora, a de que é um povo mal educado e que só gosta de balançar o bundalelê.
E, vendo de perto, em algumas coberturas jornalísticas Bahia adentro, chego a interrogar-me quanto às minhas origens. Chego a duvidar que tivemos em nosso berço um Raul Seixas, um Castro Alves, um Wally Salomão, um Jorge Amado - que, mesmo produzindo alguns palavrões, nunca foi um turpilóquio, e tantos outros que enalteceram e alguns que ainda enaltecem e fazem lembrar que tínhamos uma cultura.
Mas, quando vou ao Campo Grande e ouço Caetano Veloso dizer que Xanddy é lindo e que ele é uma das novas expressões culturais da Bahia, chego a duvidar que sou baiano de verdade, daquele que comeu tripa seca e farinha de rosca pra não morrer de fome. E acho Caetano uma das maiores expressões da música mundial, apesar de requentar, vez ou outra, alguma música que no passado foi considerada brega.
Aí me conformo e vou ouvir um pouco de Xangai, onde, entre as suas pérolas, fez o "ABC do Preguiçoso", que endossa a tese dos sulistas de que o baiano só é gente até o meio-dia. E então, o que será o baiano durante a tarde? É uma legião de trabalhadores, cujo estigma de preguiçoso foi amplamente difundido pelos meios turísticos, uma forma de falar da tranquilidade, da "maresia" e do sossego baiano.
O saudosismo aflora e me remete à década de 1980. Lá, até 1985, os shows em Salvador, no Projeto Verão, no Centro de Convenções da Bahia, eram bastante disputados. No palco, Gil, Caetano, Milton, Beto Guedes, Barão Vermelho e tantos outros que arrastavam multidões. Na Barra, shows com Moraes Moreira, Luiz Caldas e Armandinho com A Cor do Som encantavam e lotavam a praia.
Retorno ao meu trabalho de coberturas de eventos com música baiana e lá, estampada em minha frente, uma multidão de 20, 30 mil pessoas numa avenida. As meninas, os meninos, dançam como se tivessem sido libertados naquele instante. Mais parece um balé de zumbis, daquele extraído dos filmes de terror das décadas de 70 e 80. Ou então em um orgasmo coletivo, algo do tipo promovido César ou qualquer outro Calígula da nossa imaginação.
Em uníssono, eles repetem as frases, os refrões e fazem todo o gestual obsceno para completar o enredo empobrecedor. O vocalista da banda grita, berra e pede para que todos ecoem aos quatros cantos: "Aponte o corno aí, diga que é corno". E todos riem, como num circo, mas deveriam chorar ao debruçar a cabeça no travesseiro.
A grande maioria desempregada, deseducada e pobre. Desiludida pela face cruel do ensino que lhes oferecem nas escolas públicas, entregam-se aos bailes horrendos como se fossem a última ópera da vida deles. E se entregam de corpo e alma à missão.
Os maiores patrocinadores da música baiana no interior são as prefeituras, que gastam somas vultosas em festas, micaretas, aniversários e inaugurações, contratando bandas que em nada enriquecem a cultura popular, em detrimento do folclore, das raízes de cada cidade e de sua história. E lá se vão tubos e mais tubos de dinheiro público pelo ralo.
E voltam para casa sem saber um verso de Vinícius de Morais, sem ter-se envaidecido em ser brasileiro ao ouvir Pixinguinha, em ter-se delirado com os versos não menos preguiçosos de Dorival Caymmi, em ter-se deleitado à sonoridade de Bethânia e Gal, ou ter-se maravilhado ao som poético de Gilberto Gil. "Esses moços, pobres moços, ah se soubessem o que eu sei", disse Lupicínio Rodrigues em uma de suas canções imortalizada na voz de Gilberto Gil.
E aí vão me perguntar o que tenho feito para mudar o que já está construído. Nada. Sinto-me impotente. Apesar de radialista de profissão, jornalista por paixão, não consigo convencer ninguém do contrário. A música baiana vai continuar tocando assim durante muito tempo. Mas um dia acaba. Lutar contra o mercado é muito difícil. É uma máquina de fazer dinheiro a qualquer custo. E ninguém está preocupado com a educação, com a cultura, com o folclore. A mídia baiana enaltece, enobrece, escancara esses palavrórios como deuses. Até que duas meninas aparecem decapitadas numa esquina qualquer. De quem é a culpa?
*Vanderley Soares é radialista e jornalista, editor do jornal "Gazeta dos Municípios", de Alagoinhas-Bahia

200 toneladas de leite materno armazenado

Foi noticiado em blogs e sites que o banco de leite humano do Hospital da Mulher em Feira de Santana em balanço de 2011 coletou 847.450 litros, distribuiu 647.600 litros e armazenou 172.850 litros. Quase 200 mil litros de leite materno é muita coisa. São em torno de 200 toneladas. Onde é que foi armazenado tanto leite. Parece ser mais espuma do governo do prefeito Tarcízio Pimenta.
Antes, também neste mês de janeiro, informação em blogs e sites que o banco de leite do Hospital da Mulher está com baixo estoque de vasilhames, onde são armazenados o leite, o que desmente a informação exagerada anterior. "Estamos apelando às mães e também à população para que possa nos ajudar. Estamos sempre em dificuldade e a gente está sempre fazendo campanhas e solicitando ajuda", disse uma funcionária do hospital ao "Acorda Cidade". Sobre o estoque de leite, ela afirmou que está razoável. "Nós precisamos manter porque o número de crianças internadas está sempre em rotatividade. Solicitados às mães que tiverem bebê nos hospitais públicos e particulares da cidade que nos procure e façam essa boa ação".

Margarida Ribeiro

No "Blog Por Simas", em seu "Túnel do Tempo", Adilson Simas posta neste domingo, 29: ENCERRANDO JANEIRO DE 1971 (VII):
O prefeito João Durval também aproveitou os últimos dias de seu mandato para entregar obras. Uma delas, o Teatro Municipal, na rua Carlos Gomes, que os artistas batizaram com o nome da falecida atriz Margarida Ribeiro, irmã do então vereador Luciano Ribeiro, do MDB, e um dos membros dos movimentos artístico-culturais da cidade.

Assistência ao jogo entre Botafogo X Nova Iguaçu

Na tarde deste domingo, 29, a torcida Feira Fogo, da Associação de Botafoguenses de Feira de Santana, se reúne a partir das 17 horas, no Restaurante Prazeres da Carne do Sol, para assistência ao jogo entre Botafogo X Nova Iguaçu.

"Defesa manobra para terrorista ficar no Brasil

As últimas declarações do terrorista italiano Cesare Battisti, agredindo seu próprio país, piora a situação dele no Brasil. O juiz Alexandre Vidigal de Oliveira, da 20ª Vara Federal, vai decidir sobre a estada privilegiada do bandidão no País, em resposta a carta precatória da Itália que chegou em 6 de dezembro passado. Mas a chicana jurídica dos caríssimos advogados de Battisti força o juiz a protelar a decisão.
Xô, terrorista
As manobras protelatórias empurraram a decisão final para depois do Carnaval, que se espera seja o último de Cesare Battisti no País.
Transitado em julgado
Cesare Battisti foi condenado duas vezes à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos a serviço de uma organização terrorista.
Um falsificador
Battisti é acusado de cometer crimes federais como falsificação de passaportes e documentos civis para entrar no Brasil.
Fonte: Claudio Humberto

Papo no Facebook

Lilia Campos no Facebook:
Amo Ivete Sangalo, mas não concordo com a vinda dela para Micareta de Feira de Santana se pagando uma fortuna, que com certeza é o cachê dela e também do Chiclete. Esse dinheiro poderia ser empregado em obras necessárias para a comunidade carente, muita coisa tem o que fazer. Quando é que as pessoas vao tomar concsciência que Carnaval, Micareta... não mata a fome de um povo!!!
Livia Freita Silva - Lilia o povo só gosta de festa!!!
Lilia Campos - Por isso vivem na pobreza, sem saneamento básico. Mas ainda acredito nos que preferem que o dinheiro seja gasto em obras e nao em música...
Joilton Freitas - LILIA, FIZ ESSE COMENTÁRIO NO PROGRAMA, A DIFERENÇA É QUE EU NÃO GOSTO DE IVETE SANGALO E MUITO MENOS DO CHICLETE. AGORA LÍVIA ESTÁ CERTA, A PATULEIA GOSTA É DE FESTA.KKKKKKKK. BOA TARDE. BOA SORTE.
Aldecir Filho - Concordo com você Lilia Campos , o governo deve injetar esse dinheiro em obras que benecifiem a cidade, a população em geral. Nada muda após a festa, falta sanidade para idealizar e organizar a festa com realidade da cidade.
Manasses Albuquerque - Ano de eleição e o prefeito vai derramar o dinheiro do IPTU naquilo que o povo menos precisa. É a velha politica do pão e circo.
Lilia Campos - Isso mesmo pessoal, vamos discutir, falar, debater... vamos fazer nossa parte!!! Abraços a todos!!!
Eliane Lopes - Quando sera que os políticos vão empregar o dinheiro púiblico onde realmente precisa, educação, saúde e segurança pública...
Edjane Boa Sorte - O povo, também, precisa tomar consciência que micareta e carnaval não mata fome. "O povo tem o governo que merece".
Joilton Freitas - O povo é massa de manobra. É e sempre será, enquanto não tiver instrução. O político brasileiro é o retrato do povo deste país. País este que teve um presidente analfabeto e esse povo o trata como: Deus, pai da nação... coisa de gente ignorante e despreparada. Boa tarde. Boa sorte.
Lilia Campos - Vão empregar Liu quando o POVO se rebelar, ir as ruas, fazer seu direito valer. Edjane, micareta e carnaval não matam fome, mas o dinheiro empregado nele que é tão grandioso, deveria ser empregado boa parte em obras de saneameno básico, obras que beneficiem a população carente. Concordo com Joilton, sem instrução o povo será sempre manobrado e isso os políticos sabem fazer e muito!
Ludiana Andrade -Pagamos tão caro para ver a cidade cada dia mais violenta, a saúde e educação cada dia mais precária... Faz vergonha os valores pagos para 3/4 horas de música... Que só acaba provocando o aumento da violência.
Lilia Campos -Com certeza Ludi...
Eliane Lopes -Povo sem educação, sem cultura, sem conhecimento... Tudo em prol de nossos políticos, este é o povo que eles querem. Portanto, sem poder de ação... Chico Buarque disse em entrevista que as novas gerações são formadas por idiotas sem cultura, que estamos nos tornando um país de idiotas.
Eliane Lopes - Em entrevista Antonio Fagundes (um dos atores mais cultos), o fato do brasileiro ser muito festivo e alegre interfere no modo de ver a realidade e com isto se enganam. Se não o fossem as coisas poderiam ser encaradas de outra forma.
Lilia Campos - Concordo amiga, mas o que nao pode são as pessoas esclarecidas ficarem caladas... somos o que somos porque não reagimos, não lutamos, somos passivos demais com tanta corrupção e desgoverno.

Convite para reunião nacional do Partido dos Servidores Públicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada do Brasil

DIRETÓRIO ESTADUAL DA BAHIA
Convidamos Vossa Senhoria para participar da 2°Reunião Nacional do PSPB, no dia 4 de fevereiro, das 9 as 13 horas, na Estrada Intendente Magalhães, 287 - Bairro: Campinho - Rio de Janeiro, na Churrascaria e Pizzaria GR, onde iremos discutir a formação do nosso partido. Não falte, sua presença é fundamental para o crescimento do PSPB no Brasil.
Atenciosamente.
Marco Aurélio Moreira
Presidente Estadual do Partido dos Servidores Publicos e dos Trabalhadores da Iniciativa Privada do Brasil

Deu em Claudio Humberto

sábado, 28 de janeiro de 2012

Aumenta imbróglio envolvendo governo do prefeito Tarcízio Pimenta

Caso Assege: Empresário denuncia proposta para emitir nota fiscal

O caso envolvendo o processo licitatório vencido pela empresa Assege - Assessoria e Gestão em Administração Ltda, cujo sócio era o chefe de Gabinete da Secretaria de Prevenção a Violência e Promoção aos Direitos Humanos (Seprev), João Jorge Lima, exonerado neste sábado, 28, pelo prefeito Tarcízio Pimenta, ganha novos rumos a partir de uma denúncia feita a reportagem do portal "Bom Dia Feira".
A denúncia parte do proprietário de uma empresa que atua no ramo de pesquisas em turismo e avaliação de eventos. Segundo a fonte, a qual manteremos o nome em sigilo, pessoas ligadas ao Núcleo de Informações e Pesquisas Econômicas e Sociais (Nipes) da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico contactaram a empresa para participar da cotação com o objetivo de realizar uma pesquisa econômica na Expofeira de 2011. "Por alguns reais a mais a nossa empresa não venceu a cotação", afirmou.
Porém o empresário denuncia que realizaram uma proposta para a empresa. A pesquisa seria realizada pela vencedora do processo, no caso a Assege, e a nota fiscal seria emitida pela firma do denunciante, como se a mesma tivesse realizado o serviço para a empresa licitada.
A empresa da fonte seria responsável por todo trabalho de tabulação da pesquisa e divulgação dos dados. "A empresa teria que pagar os impostos e os encargos. Para trabalhar o profissional tem que ganhar. Como seria nós que iríamos tabular o resultado e divulgar a pesquisa teríamos que ganhar em cima disso", afirmou. Ele disse que funcionárias ligadas ao Nipes o procuram com esta proposta. "Nos procuraram por que sabiam da especialidade na área", completou. Ele desconhece se o secretário da pasta de Turismo e Desenvolvimento Econômico foi anuente com as funcionárias.
Para Magno Felzemburgh, titular da Secretaria, a ideia da pesquisa econômica na Expofeira nasceu no Nipes. "Me procuraram e eu achei uma boa idéia. Precisávamos de uma avaliação técnica para saber quanto a festa movimentava em valores reais. Solicitei que fossem procuradas empresas que tivessem expertise na área", disse.
O secretário afirmou que não sabia que a empresa era de um funcionário público. "Só perguntei se a empresa era idônea, já fazia esse tipo de serviço e enviou o orçamento para ver quem atendia no menor preço. O trabalho é feito e depois emitido a nota, o setor atesta que o serviço foi prestando e o secretário assina a nota fiscal para encaminhar à Secretaria da Fazenda. O pagamento retardou um pouco por causa da burocracia", explicou.
Felzemburgh também desconhece a versão do empresário que denuncia ter sido procurado por funcionárias do Nipes para emitir a nota, atestando a realização do serviço. "A informação que eu tenho é que a nota foi apresentada pela própria empresa, por que se ela ganhou não se pode ter nota de outra empresa. Os avaliadores têm que ser pagos por quem ganha o objeto da licitação", alegou.
Segundo o gestor, não houve negligencia nem falta de apuração para saber quem era o proprietário da empresa vencedora do certame. "Quem apresenta um orçamento para o município tem que ter a ciência se pode ou não apresentar. Não checamos a razão social nessa modalidade de licitação. Foi uma inexperiência da empresa", alegou. A oposição na Câmara Municipal ao prefeito Tarcízio Pimenta (PDT) informou que entrará na Justiça para denunciar este caso.
Fonte: http://www.dilsonbarbosa.com.br/

Família continua sem assistência

Veja a matéria em 16 de janeiro e relembre ( http://oliveiradimas.blogspot.com/2012/01/e-assim-que-feira-de-santana-cresce.html). Esta família continua vivendo em meio da sujeira espalhada na sombra das árvores da movimentada avenida Getúlio Vargas próximo ao cruzamento com a rua Barão do Rio Branco. E o governo do prefeito Tarcízio Pimenta, em parceria com os governos petistas (estadual e federal) não cresce na área social, continua sem atender aos mais necessitados. A imagem é deste sábado, 28.

Isso acontece com frequência

Na postagem do Blog Demais "Nem caminhão obedece sinalização", de quarta-feira, 25, o leitor Thomas disse em comentário que viu uma bi-trem na avenida Senhor dos Passos. Outro leitor mostra que isso acontece com frequência no trânsito de Feira de Santana. Como outro exemplo, esta outra bi-trem parada no cruzamento da rua J. J. Seabra com a avenida Getúlio Vargas, sem nenhuma ação do governo do prefeito Tarcízio Pimenta.

Convite para a família alvinegra

Alô família alvinegra:
Atenção para a chamada para o vôo no 737 do Glorioso, com destino ao Restaurante Prazeres da Carne do Sol.
É bom estarmos todos juntos: adultos, jovens, crianças, senhoras, senhoritas, idosos e quem mais puder. O importante e sempre salutar é o nosso convívio buscando formar essa grande família alvinegra, com a torcida Feira Fogo.
A Associação de Botafoguenses de Feira de Santana conta com o seu apoio, neste domingo, 29, e sempre.
Abraços com minhas saudações alvinegras.
José Boa Sorte Farias - presidente do Conselho Diretor.

"A menina, o banheiro e o marmanjo gay"

Por Julio Severo
Uma menina de dez anos entra no banheiro feminino de uma pizzaria e se assusta. Ela volta para sua mãe e cochicha: "Tem um homem lá dentro do banheiro! Ele tá vestido de mulher!"
A mãe não tem dúvida: numa reação natural que qualquer outra mãe teria, reclama para o dono da pizzaria.
O dono, em atenção à mãe e à segurança dela e sua filha, pediu, quase que implorando, para que o homem vestido de mulher não voltasse mais ao banheiro feminino.
Toda a humilhação e imploração do dono de nada valeram. O caso chegou à Secretaria da Justiça do Estado de São Paulo, que telefonou - não para a mãe e sua filha -, mas para o homossexual, de nome Laerte Coutinho, dizendo que a pizzaria violou a lei estadual 10.948/2001, sobre discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero. A pizzaria será multada e ameaçada por forças governamentais a serviço e seviciadas pelo movimento gay. Laerte está determinado a exigir essa truculência estatal contra a pizzaria, como lição para todas as meninas do Brasil que encontrarem um gay no banheiro das mulheres.
A Secretaria da Justiça não se incomodou em telefonar para a menina de 10 anos, nem para sua mãe, talvez porque o marmanjo gay seja funcionário do notório jornal esquerdista "Folha de S. Paulo", que já foi denunciado por defender descaradamente o assassinato de crianças em gestação.
O caso expõe nitidamente a hipocrisia do governo e da imprensa esquerdista. Na polêmica lei da palmada, os dois atacaram os pais e sua autoridade, alegando que os interesses das crianças devem estar acima de tudo. Mas quando um homossexual entra no cenário, o holofote fica só para ele, e a pobre criança é atirada para um cantinho escuro.
Se a menina tivesse ligado para a Secretaria de Justiça denunciando que sua mãe lhe deu umas palmadas, a resposta governamental teria vindo imediatamente para punir a mãe.
Mas se a menina tivesse denunciado, "tem um homem vestido de mulher no banheiro!", a resposta governamental nunca viria para punir o sem-vergonha. Viria, isso sim, para ameaçar o dono do estabelecimento, a mãe da criança (por ter ensinado "homofobia" para a menina) e para dar uma bronca na menina por deixar sua mãe lhe ensinar "preconceito, discriminação e ódio".
O governo e a mídia incitam crianças a denunciar os pais, que são os maiores protetores de seus filhos.
Mas o governo e a mídia nunca incitam crianças a denunciar predadores homossexuais. Tudo indica que, na visão governamental e midiática, pais são muito mais perigosos do que esses predadores.
A "Folha de S. Paulo", que está gritando histericamente em favor de seu funcionário homossexual, calou-se para o fato de que uma menina estava envolvida. Nenhum jornalista nem autoridade governamental e muito menos um membro do Conselho Tutelar apareceu para dizer: "Ei, temos de colocar a menina antes do homossexual!" É uma vergonha colossal que o Estado de São Paulo sob o PSDB e a "Folha de S. Paulo" estejam colocando o homossexual na frente da menina.
Poderia haver perigo com a presença de um homossexual num banheiro feminino com uma menina por perto? Homens homossexuais também ameaçam meninas. Apesar de seu padrão politicamente correto, até mesmo a Globo não deixou de noticiar o caso de dois pais-de-santo homossexuais que estupraram uma menina de nove anos.
Qualquer caso de uma menina na presença de um homem no banheiro feminino é suficiente para despertar justa indignação em qualquer pessoa normal, especialmente nos pais. Tal indignação só aumenta diante da injustiça de uma imprensa e até governo que tratam com descaso uma menina e sua mãe a fim de prestigiar um marmanjo homossexual.
Casos como esse só tendem a inflamar e incitar a violência contra os homossexuais, porque embora a imprensa e até o governo coloquem homossexuais na frente de uma menina e sua mãe, as pessoas normais sempre defenderão uma menina ameaçada pela presença de marmanjos em banheiros femininos.
Se até nos banheiros masculinos os homens estão enfrentando problemas provocados por homossexuais, por que estender agora essa insegurança aos banheiros das mulheres?
Cada vez mais, de forma descarada, shopping centers e outros lugares estão sendo usados como pontos de prostituição gay - bem nos banheiros masculinos. E, talvez por temor da obsessão anti-"homofobia", os homens olhem e ignorem. Já presenciei homossexuais que, dentro do banheiro do shopping, ficam ali como canibais do sexo anal, olhando cada homem que entra, esperando uma oportunidade de sexo.
A lei 10.948/2001, que está sendo usada para garantir que o marmanjo gay tenha acesso aos banheiros femininos, é uma insanidade do PSDB. Embora o PLC 122 não tenha sido aprovado como lei federal, o governo estadual do PSDB aprovou uma lei anti-"homofobia" no Estado de São Paulo em 2001. A lei foi criada em resposta à reivindicação de dois homossexuais que estavam se beijando em público e se queixaram de pessoas próximas que se sentiram ofendidas. A lei do PSDB foi criada especificamente para proteger o erotismo homossexual em público.
Como resultado direto dessa lei:
* Homossexuais dançaram de calcinha na Assembleia Legislativa de São Paulo em 2007, sem nenhum impedimento.
* Um pastor foi preso no centro de São Paulo, após pregar contra as práticas homossexuais.
* O Estado de São Paulo lidera o ranking de incitação de denúncias por "homofobia".
* Um bêbado foi multado em quase 15 mil reais por chamar um homossexual de "veado".
* Uma igreja evangélica teve seus outodoors com versículos bíblicos violentamente removidos pela "justiça" de São Paulo.
Todas essas consequências vieram de uma lei específica para beneficiar dois gays que queriam a liberdade de se beijar em público, na frente de adultos e crianças.
Que tipo de lei farão agora para atender ao marmanjo gay que exige estar com meninas e suas mães nos banheiros femininos?
Enquanto isso, o que uma mãe deverá dizer à sua filha de 10 anos que testemunhar um marmanjo gay no banheiro feminino? Ficar em silêncio para não ofender o marmanjo?
Fonte: www.juliosevero.com