*

*

quarta-feira, 30 de junho de 2010

522 postagens em um mês

30 de junho de 2010. Fim do primeiro semestre do ano. Quase 838 mil visitas registradas no Hit Counter. Esta última postagem é de número 522 no mês. Nos seis meses, o total de 2.701 postagens. Todas dentro do viés do Blog Demais, que é fazer um veículo como um jornal com o que Dimas Oliveira gosta de ler e escrever, replicando o que considera interessante. Com isso, muita coisa recebida não é considerada e é deletada.
É uma página diferenciada das demais existentes, feita com a busca constante da qualidade da informação. Está no ar há quase quatro anos e meio, desde 27 de novembro de 2005 - até 26 de dezembro desse ano, no Uol Blog, dedicado apenas a cinema (http://demaiscineblog.zip.net/). Depois, até agora, no Blogger (http://oliveiradimas.blogspot.com/).
O blog não agrada a alguns, que anônimos exprimem seus sentimentos raivosos. Mas é certo que agrada e atinge a muitos leitores, não só de Feira de Santana, como de várias paragens do Brasil, que são fiéis e estão sempre antenados e interagindo. São 192 seguidores registrados.
O Blog Demais está filiado ao Liberesfera, um jornal virtual com mais de 500 cadastrados. É afiliado do Blogs Pela Democracia e à União dos Blogueiros Evangélicos. Está com o selo "Este Blog Preza Pela Democracia", do Verdade Política. Concorre ao Top Blog 2010. Está lincado em vários sites e blogs, com reciprocidade.

Momento de "chorar no pé do caboclo"

Nesta sexta-feira, 2 de julho, dia da Independência da Bahia, momento de lembrar Catarina e Caramuru, que na representação popular do imaginário baiano são eles os heróis da festa, configurados nos carros da cabocla e do caboclo, Catarina e Caramuru.
Eles são reverenciados pelo povo como figuras míticas. Mesmo a maioria nem conhecendo a história.
No Campo Grande, em Salvador, monumento que é considerado símbolo maior da cultura mítica popular, com o caboclo no topo do marco que faz homenagem aos heróis da Independência da Bahia. Local para onde vão “chorar no pé do caboclo”, que é uma expressão única da Bahia.
Como o Brasil joga contra a Holanda e não deve passar para as Semifinais da Copa do Mundo, momento oportuno de praticar o "chorar no pé do caboclo", com a tristeza pela desclassificação.

"Árvores Abatidas ou Para Luís Melo" no Palco Giratório

Rosana Stavis faz o monólogo
Foto: Divulgação
A segunda etapa do projeto Palco Giratório, da Rede Sesc de Difusão e Intercâmbio das Artes Cênicas apresenta "Árvores Abatidas ou Para Luís Melo", da Marcos Damaceno Companhia de Teatro, do Paraná.
Será no domingo, 18 de julho, e na segunda-feira, 19, às20 horas, no Teatro da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
Trata-se de monólogo inspirado em romance de Thomas Bernhard. O cenário é a casa vienense dos Auersberger, que oferecem um jantar em homenagem a um famoso ator. O encontro é visto pelo olhar ácido de uma mulher que deita o verbo sobre os jogos de bajulação, da inveja e da mediocridade.
Inteira: R$ 8,00 e meia: R$ 4,00, extensiva a comerciários (carteira do Sesc), estudantes (carteira de estudante), classe artística e servidores do Sistema Fecomércio/Bahia (crachá funcional). Classificação: 16 anos
Ficha técnica:
Texto e direção: Marcos Damaceno
Com: Rosana Stavis
Composição e direção musical: Gilson Fukishima (Violinista: Roger Vaz)
Iluminação e cenografia: Waldo Leon
Figurinos: Maureen Miranda
Ilustração e design gráfico: Foca Cruz
Produção: Tânia Araújo

Evento detalha chegada da Heineken à Feira de Santana

Nesta quarta-feira, 30, mais cedo, o Blog Demais postou a nota "Heineken anuncia o novo nome da empresa no Brasil" e quis saber como fica a unidade da Femsa em Feira de Santana nesse processo.
Segundo Thais Prohmann, assessora de Comunicação e Relações Corporativas da empresda de Feira de Santana, "a unidade continua produzindo e cada vez mais as marcas de sempre - Kaiser, Sol, Bavaria Clássica e Premium, Xingu e os chopes - e torcendo para passar a produzir também a própria marca Heineken".
Disse mais que "em breve pretendo convidá-lo para um evento que detalhará mais a chegada da empresa Heineken ao Brasil e à Feira de Santana".

Artista plástico inova técnica de Da Vinci em superfície de vidro

Com a utilização de uma técnica pioneira que dá nova roupagem ao “chiaroscuro” (palavra italiana para definir luz e sombra ou, mais literalmente, claro-escuro), o artista plástico feirense Neliuson Melo desperta a atenção de críticos e especialistas em artes. O artista inova a técnica do “chiaroscuro”, ao substituir em suas obras as tradicionais telas por superfícies de vidro.
Parte das obras está em exposição até 19 de julho, no hall do prédio da Reitoria da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), despertando olhares atentos de professores, alunos e visitantes.
O “chiaroscuro” é uma das estratégias inovadoras da pintura de Leonardo Da Vinci, pintor renascentista do século XV, junto ao sfumato (técnica de sombreamento). “O ‘chiaroscuro’, define os objetos representados sem usar linhas de contorno, apresentando apenas contraste entre as cores do objeto e do fundo, produzindo uma imagem em perspectiva”, explica Neliuson Melo.
Os contrastes que dão forma às imagens prendem a atenção do público pela sua simplicidade e, em algumas situações, permitem ambigüidade na sua interpretação, de maneira que proporcionam uma interação entre a obra e o apreciador.
A veia artística de Melo surgiu em 1992, a partir de trabalhos em objetos de decoração. Com o desejo de criar algo diferente em homenagem aos seus filhos, Catharina e Levi, iniciou uma pesquisa que, despretensiosamente, o encaminharia em direção a uma das muitas vertentes artísticas de Leonardo Da Vinci.
O artista desenvolveu a técnica do “chiaroscuro” em vidro a partir de 2007, despertando a admiração das pessoas e passou a receber convites para exposição pública do seu trabalho em faculdades, escolas e eventos culturais.
Contato com o artista pode ser mantido através do e-mail neliusonmelo@hotmail.com.
(Com informações de Everaldo Goes, da Ascom/Uefs)

Funcionamento do Boulevard no 2 de julho

Pelo feriado do dia 2 de julho, Independência da Bahia, na sexta-feira, o Boulevard Shopping com suas lojas e praça de alimentação será aberto das 14 às 20 horas.
Em caso de prorrogação e disputa de pênaltis no jogo entre Brasil e Holanda, o shopping abrirá meia-hora após a partida.
O Bom Preço abre das 7 às 21 horas, fechando para o jogo entre Brasil e Holanda entre 11 e 14 horas.
(Com informações da Assessoria do Boulevard Shopping)

Professora da FTC Feira apresenta trabalho em congresso nacional

A professora Louise Sobral, do colegiado de Psicologia da FTC Feira vai apresentar o trabalho “Emoções na Atividade de Gestão” no IV Congresso Brasileiro de Psicologia Organizacional e do Trabalho. O evento será realizado entre os dias 5 e 8 de julho, no Campus Rudge Ramos da Universidade Metodista de São Paulo, em São Bernardo do Campo-SP.
Segundo Louise Sobral, o objetivo do encontro é criar oportunidade para a divulgação do conhecimento, o debate entre os diversos atores da área de Psicologia Organizacional e do Trabalho (POT). “É também a oportunidade para que as redes de contato se fortaleçam, permitindo que em um futuro próximo os especialistas sejam capazes de propor uma Agenda Brasileira de POT”, completa.
Ainda de acordo com a professora, a proposta é contribuir para aprimorar ainda mais a formação profissional na área, promover a saúde e o bem-estar dos trabalhadores e fortalecer a competitividade das empresas. O congresso é uma promoção da Associação Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho e realização da Universidade Metodista de São Paulo, Faculdade da Saúde/Mestrado em Psicologia da Saúde. Conta com o apoio da Prefeitura de São Bernardo do Campo e da Universidade Federal de Uberlândia.
O evento será ancorado em cinco áreas temáticas: Bem estar nas organizações, Comportamento organizacional e do consumidor, Desenvolvimento de pessoas, Gestão de pessoas e Subjetividade e condições de trabalho. Em cada uma ocorrerão diferentes atividades, a exemplo de conferências, mesas redondas, simpósios, apresentações orais de relatos de pesquisa e casos em POT, pôsteres, cursos e lançamentos de livros. Serão premiados os três melhores trabalhos de cada área temática.
O encontro vai reunir estudantes, professores, pesquisadores, profissionais especialistas em POT e áreas afins de várias regiões do país, da América Latina e da Europa. Contará com a presença, já confirmada, de renomados conferencistas nacionais e internacionais (Alemanha, Espanha e Portugal). Estima-se a apresentação de mais de 1.500 trabalhos e a presença de aproximadamente quatro mil congressistas.
(Com informações de Socorro Pitombo e Madalena de Jesus, da Assessoria de Comunicação FTC/FSA)

Uefs divulga o resultado final de concurso público

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) divulgou nesta quarta-feira, 30, o resultado final do concurso público 2010 de provas e títulos.
A lista com a classificação dos aprovados está disponível no portal www.uefs.br, seção Concursos e Seleções.
No momento oportuno, a Uefs vai divulgar a relação dos convocados para apresentação dos documentos exigidos em edital.
(Com informações da Ascom/Uefs)

César Borges lê carta da Ademi denunciando chantagem

O senador baiano César Borges (PR) leu nesta quarta-feira, 30, no plenário do Senado, carta-denúncia da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi), assinada pelo presidente Nilson Sarti, relatando que a entidade sofre chantagem e ameaças para aceitar acordo que liberaria as obras na Paralela e orla marítima em troca de dinheiro. O dirigente exime Ibama, IMA, Ministério Público Federal e Estadual da trama, mas diz que os autores “apresentam-se, levianamente, como donos e senhores de ação popular e ação civil pública” e “com ascendência” sobre estas entidades.
Segundo César Borges, o assunto está relacionado aos questionamentos das licenças ambientais concedidas pela Prefeitura de Salvador para construções imobiliárias na avenida Paralela e na orla marítima em Salvador. O senador pediu que as autoridades investiguem a denúncia e destacou a confiabilidade da Ademi, que congrega as empresas do setor imobiliário, e do seu presidente, designado recentemente pelo governador Jaques Wagner membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado da Bahia, “o que denota sua credibilidade e poder de representatividade no segmento produtivo do Estado”.
De acordo com a carta, “um grupo de pessoas ter-se-ia associado com o objetivo de perpetrar a prática de chantagem” e que “o que esse grupo pretende lograr, na verdade, são ganhos financeiros ao pressionar de maneira insidiosa empreendedores a um acordo informal, sem qualquer respaldo legal”. O texto diz que “os autores dessa maquinação passaram a buscar interlocutores visando propor à Ademi e a seus associados acordo com a participação de todos os interessados, inclusive do MPF e MPE, com vistas à solução de pendências judiciais que foram objeto de análise, inclusive pelo egrégio Supremo Tribunal Federal”.
A denúncia da Ademi descreve que “a estratégia estaria baseada na litigância de má-fé, inclusive com a postulação de reparações financeiras multimilionárias, como forma de obstaculizar os projetos da avenida Paralela e da orla marítima” e que “esse arsenal jurídico incluiria também o uso de artifícios de ordem pseudo-legal, para envolver de maneira insidiosa instituições da alçada pública”. A carta diz ainda que “no centro dessas maquinações, estaria definido o propósito de macular os empreendimentos da avenida Paralela e orla marítima, a pretexto da invocação oportunista de tema altamente sensível”.
(Com informações da Assessoria de Comunicação do senador César Borges)

Colbert aumenta rigor de punições para crimes contra ciclistas e pedestres

Colbert Martins adaptou a proposta aos códigos de Trânsito e Penal.
Foto: Bizza Cavalcante

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira, 30, punições mais rigorosas para crimes cometidos contra ciclistas e pedestres. O texto aprovado é o substitutivo do deputado federal feirense Colbert Martins (PMDB) para o Projeto de Lei 74/2007, da deputada Solange Amaral (DEM-RJ), que modifica normas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB - Lei 9.503/97).
A tipificação dos crimes de trânsito hoje prevê apenas o homicídio ou lesão corporal culposa (sem intenção). O relator optou por estabelecer que poderá ser condenado também por crimes de homicídio doloso (com intenção), além de culposo ou de lesão corporal, quem:
- não guardar a distância lateral de 1,50m ao passar ou ultrapassar bicicleta;
- participar, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística não autorizada pela autoridade competente;
- trafegar em velocidade incompatível com a velocidade estabelecida para a via;
- dirigir sem a habilitação ou com a habilitação vencida; ou
- deixar de prestar socorro à vítima ou solicitar auxílio da autoridade pública em caso de acidente.
O projeto original previa que esses fatos fossem considerados sempre como homicídio doloso. O relator explicou que fez a alteração para evitar choque com a legislação penal. Segundo Colbert Martins, foram modificadas alguns dispositivos da proposta para adequar a redação à sistemática e ao vocabulário estabelecidos pelo CTB e pelo Código Penal.
(Com informações de Maria José Esteves, da Assessoria de Imprensa)

Marialvo Barreto tem candidatura homologada pelo PT

A candidatura do vereador Marialvo Barreto para deputado estadual foi homologada pelo PT. Toda documentação necessária para o registro da candidatura na Justiça Eleitoral fora entregue ao Partido.
"A densidade eleitoral, o histórico partidário e sua atuação em diversas regiões da Bahia, a exemplo de Feira de Santana, Salvador, Seabra e vasta área da Chapada Diamantina, Irecê, Itabuna, Recôncavo, pesaram para a decisão acertada do PT em acolher entre os seus candidatos o professor", diz nota.
Acesse: www.marialvo.net
(Com infromações de Daniele Amancio)

Karatê feirense terá representantes no Campeonato Nacional




1. Leno Oliveira, faixa preta
2. Cararecas da Academia Budokan com Jotaécio Gomes (E)
Fotos: Divulgação

Sete atletas, dois de Feira de Santana e cinco de São Gonçalo dos Campos, participarão desta quinta-feira, 1º de julho, a domingo, 4, no Ginásio de Esportes Rio Vermelho, em Goiânia, capital do estado de Goiás, do Campeonato Brasileiro de Karatê Interestilos. Todos pertencem à Academia Budokan, de Feira de Santana.
Além do professor Jotaécio Gomes, faixa preta, 3º Dan, seis alunos, dois faixas pretas, três faixas marrons e um faixa verde, compõem a delegação que embarca na madrugada desta quinta-feira, no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, com destino a Goiânia. O mais novo tem dez anos e o mais velho tem 43.
A abertura do evento, com apresentação das delegações e manifestações culturais, será na parte da tarde de sexta-feira, 2. Na manhã de sábado, 3, têm início as competições de Kumitê (luta) e Kata (demonstração), individual e por equipe, envolvendo os três estilos predominantes da Confederação de Karatê Interestilos do Brasil (CKIB).
Além da disputa individual, a delegação da Academia Budokan também disputará na competição de Kata com uma equipe composta por um faixa preta e dois marrons, da faixa etária de 10 a 14 anos. Compõem a delegação o professor Jotaécio, e os alunos Jubiracy, Leno, Adriele, Everton, Lucas e Vitor.
O atleta Leno Oliveira tem o patrocínio do Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana, e aproveita a oportunidade para agradecer ao presidente da entidade, Valter Vieira, que é um incentivador do esporte, pelo importante apoio. "Essa atitude dele deve servir de exemplo para que outras entidades e empresas patrocinem não só os caratecas, mas, atletas de um modo geral. Nunca é demais lembrar que o esporte é importante na vida dos jovens", disse.
(Com informações da jornalista Maura Sérgia)

Câmara entra em recesso

A Câmara Municipal de Feira de Santana encerrou nesta quarta-feira, 30, os trabalhos de plenário desta primeira etapa do segundo período referente à 16ª Legislatura.
Os vereadores, que pouco fazem pelo município, estarão nos próximos 30 dias, com seus gabinetes "funcionando normalmente, durante o recesso de meio de ano".
O recesso, que não é parlamentar - pois vereador não tem essa classificação, que designa integrantes da Câmara Federal e do Senado, que formam o Parlamento - é previsto em lei. Até o dia 1º de agosto, estão suspensas as sessões ordinárias que acontecem nas segundas-feiras, terças-feiras e quartas-feiras.
Assim, primeira sessão legislativa da segunda etapa do atual período está prevista para segunda-feira, a 2 de agosto.
O presidente da Casa, Antônio Carlos Passos Ataíde, anunciou, durante a última sessão, que a administração da Câmara e o prédio anexo, vão funcionar das 7h30 às 13h30.

"Qual será a desculpa do PSDB para negar a vice ao DEM?"

Qual será a desculpa do PSDB para negar a vice ao DEM?
Por que o senador Álvaro Dias (PR) foi escolhido pelo PSDB para ser o vice de José Serra, candidato à sucessão de Lula?
Porque com isso o irmão dele, o senador Osmar Dias (PDT), se sentiria impedido de ser candidato ao governo do Paraná com o apoio do PT.
E assim a candidatura Dilma Rousseff perderia um palanque forte no Estado.
Ocorre que Osmar Dias cedeu à pressão do seu partido, fechou com o PT e com Dilma e será candidato ao governo do Paraná.
O que o PSDB poderá alegar agora para insistir com a candidatura de Álvaro para vice?
Ou para negar ao DEM o direito de indicar o vice?
O DEM é o aliado mais forte do PSDB.
O PSDB trata o DEM como o PT trata o PC do B - espera dele apoio automático em troca de algumas benesses. Não mais do que isso.
Fonte: "Blog do Noblat"

ACM Neto diz que Aleluia é excelente nome para Senado

O deputado ACM Neto (DEM) aplaudiu nesta quarta-feira, 30, a indicação do nome do deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) para integrar a chapa do ex-governador Paulo Souto (DEM) como candidato ao Senado nas eleições deste ano, ao lado do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo de Carvalho (DEM).
"Fiquei muito satisfeito com a indicação do nome de Aleluia, que é reconhecidamente um parlamentar atuante e preparado para dar esse salto em sua vida pública e representar a Bahia agora no Senado", afirmou Neto.
Ele lembrou que Aleluia já foi líder da oposição na Câmara e sempre está na relação dos mais influentes do Congresso. "Trata-se de um deputado preparado, técnico e combativo, uma pessoa respeitada no Legislativo", ressaltou.
(Com informações de Alexandre Reis)

Heineken anuncia o novo nome da empresa no Brasil

Após aquisição da divisão de cerveja da Femsa, a Heineken dá mais um passo na sedimentação de sua operação no país

A Heineken oficializou seu nome fantasia no país que, de agora em diante, passa a se chamar Heineken Brasil. Este é mais um passo da companhia na transição da Femsa Cerveja Brasil para a nova empresa que já nasce como a sexta maior operação da Heineken no mundo.
“Este era um momento esperado por todos. A Heineken tem 147 anos de tradição na produção de cervejas de qualidade superior. E todos nos conhecem por isto, nos 72 países onde temos operações. Poder trazer ao Brasil todo este histórico de tradição, inovação e qualidade cervejeira, é motivo de muito orgulho para todos na Heineken”, diz Rodolfo Hrosz, vice presidente responsável pelo Processo de Integração da Heineken no Brasil.
A Heineken Brasil será comandada pelo executivo Chris Barrow, atual diretor das operações da Heineken na Polônia, no Grupa Zywiec, segunda maior cervejaria do país com 35% de market share. O primeiro time da Heineken Brasil contará com outros sete diretores.
Nuno Teles, que atualmente está na divisão da Heineken em Portugal (Sociedade Central de Cervejas e Bebidas) assume a posição de diretor de Marketing. No cargo de diretor de Inovação dos Processos Financeiros do setor de Controle & Contabilidade do Grupo Heineken, o italiano Alberto Toni passa a atuar como novo diretor Financeiro no Brasil. Isabel Moisés, que responde como diretora de RH & Comunicações Internas da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (Heineken Portugal) foi nomeada nova diretora de RH. Paulo Macedo, atual diretor de Relações Externas Mercosul da Femsa, passa a responder pela Diretoria de Relações Corporativas da Heineken. Edmundo Albers mantém a posição de diretor Industrial; Jorge Kowalski, diretor Comercial e Wilson Nogueira, diretor de Planejamento e Controle, permanecem em seus cargos atuais.
Sobre a Heineken
A Heineken é uma das maiores cervejarias do mundo e está comprometida em crescer e manter-se independente. A marca que leva o nome do fundador da família - Heineken - está disponível em quase todos os países e é a marca de cerveja premium mais internacional e valiosa do mundo. O objetivo da companhia é ser uma cervejaria líder em cada um dos mercados em que atua e ter o mais valioso portfólio de marcas mundial.
Em 2009, a empresa operou 125 cervejarias em mais de 70 países e vendeu 159 milhões de hectolitros. A Heineken é a maior cervejaria da Europa e a terceira em volume global. A Heineken está comprometida com o marketing e o consumo responsáveis de suas mais de 200 cervejas premium internacionais, regionais, locais, especiais e sidras. Estas incluem Amstel, Birra Moretti, Cruzcampo, Foster’s, Kingfisher, Newcastle Brown Ale, Ochota, Primus, Sagres, Star, Strongbow, Tiger and Zywiec.
Em 2009, a receita totalizou € 14.7 bilhões e o lucro líquido, antes da amortização de marcas e relações com clientes, foi de € 1,0 bilhão. Em 2009, o número médio de funcionários foi de aproximadamente 55 mil. Heineken NV e Heineken Holding NV estão listadas na bolsa de Amsterdã. Os preços para as ações ordinárias podem ser acessados na Bloomberg com os símbolos e HEIO HEIA NA NA e na Equities Reuter 2000 Service sob HEIN.AS e HEIO.AS. Informações atualizadas estão disponíveis na homepage da Heineken: http://www.heinekeninternational.com/.
Para mais informações sobre a Heineken Brasil e suas marcas, acesse: http://www.s2.com.br/ e http://twitter.com/S2comunicacao.
(Com informações de Thaís Prohmann, assessora de Comunicação de Relações Corporativas)

Beleza da libélula

Pequeno ser importante no equilíbrio ambiental, espécime de libélula fotografada por ACM - que também é biólogo -, no Parque da Cidade Frei José Monteiro.
O termo vem do latino libellulus, diminutivo de livro (liber), devido à semelhança de suas asas com um livro aberto, ou libella, que significa balança, e aí o movimento de suas asas, que oscilam levemente durante o vôo, respalda esta interpretação.
Com o fantástico aparelhamento biológico que possui, uma libélula consegue planar, o que é impossível para a maioria dos insetos alados.

IV Fórum Nacional de Museus











Clique na imagem para ampliar

Lígia Aguiar comemora 40 anos de arte com exposição

Com bico de pena e muita precisão, a artista plástica Lígia Aguiar (Foto: Reprodução) comemora em Salvador seus 40 anos de arte. Tudo acontece a partir da exposição “Lígia Aguiar Arte 4.0”, selecionada no Edital de Artes Visuais para o Centro Cultural Correios - Salvador, de 8 de julho a 18 de agosto, que além de ser uma síntese da carreira da artista, exibe a sua mais nova fase criativa: são trabalhos em técnica mista quase todos em preto e branco, com detalhes apurados de paisagens especiais em nanquim.
Artista multimídia apresenta mais de 150 obras entre desenhos, pinturas, fotografias, vídeointalações, painéis de azulejo, de tecido e de gravura digital, objetos e uma animação de seus trabalhos para computador.
Destaque ainda para as gordinhas, produzidas na década de 80 e para seu primeiro trabalho em bico de pena, quando entrou na Escola de Belas Artes da Ufba, em 1976.
“Apresento uma síntese de tudo que fiz, afinal a gente sempre recomeça para ter um novo fim”, afirma a artista, que mesmo sem expor individualmente há 16 anos não deixou seu nome esquecido, participando de coletivas e outros movimentos do cenário artístico baiano.
A atual exposição ela dedica aos seus pais, que a incentivaram a seguir a carreira. Seu pai, Aloísio Aguiar, homem das letras, dedicou-lhe um poema reproduzido no catálogo. “Que sabes de tinta, Lígia e tão íntima dela te mostra?”, escreveu quando ela estava começando. Sua resposta veio com a arte, estreando em 1970, no “I Salão de Estreantes”, na histórica e conceituada Galeria Panorama.
Para além da retrospectiva de sua carreira, a exposição revela uma artista versátil e em constante renovação. “A surpreendente fase atual da pintura de Lígia conta com a força do seu desenho, qualificando o realismo da figuração. A artista recorre ao forte impacto do preto e branco para desenvolver, com elementos da natureza, do cotidiano e da sua geometria particular, a originalidade da sua nova pintura”, afirma a crítica de arte Matilde Matos, responsável pela curadoria da mostra.
Segundo ela, “o que diferencia Lígia de outros artistas é essa capacidade de misturar técnicas e mixar as artes. Com a mesma naturalidade que desenha, pinta ou faz gravuras, ela arma um painel para uma peça teatral, monta altares para Santo Antonio e faz instalações numa loja”.
Lígia Aguiar é, literalmente, uma artista multimídia. A tela pode ser também a do computador ou do cinema. Experimentos de arte digital entram igualmente no conjunto de sua obra, e buscam inclusive dialogar com o público: durante a abertura da exposição, um tatuador estará presente para aplicar tatuagens efêmeras à base de henna, com imagens de sua arte.
Destaque também para dois trabalhos em vídeoarte: “Re-produzidas”, que trata da solidão feminina, e acaba de ser selecionado para a X Bienal do Recôncavo, (que acontece no Centro Cultural Dannemann), um dos mais importantes eventos de artes plásticas do país; e “Água”, sobre o desperdício da água, vencedor do prêmio de Melhor Filme Experimental no Festival de Cinema e Vídeo de Muriaé, Minas Gerais, em 2007.
Carreira de sucesso
Desde que assumiu profissionalmente as artes plásticas, em 1978, Lígia Aguiar participou de exposições individuais e de mais de 90 coletivas, inclusive em outros estados e países. Na França, fez exposição individual na galeria Aquarela Bistrô Brasilien e no Musée de Art Naif de L’ille. Além disso, suas obras integram o acervo de museus e de coleções das capitais brasileiras e da Alemanha, Argentina, Espanha, França e Estados Unidos.
Além de centenas de exposições, Ligia tem também uma história de sucesso com design gráfico, cenografia e figurinos. Entre sua vasta produção teatral, trabalhando sobretudo nas produções do Teatro Vila Velha, estão os figurinos da peça “Lábios Que Beijei”, dirigida por Paulo Henrique Alcântara, com Nilda Spencer e Wilson Melo, que ganhou o prêmio Copene de Melhor Espetáculo em 1999. Os dois atores inclusive vão receber homenagem póstuma da artista na exposição, através de fotos e desenhos do figurino.
Na televisão, chefiou o núcleo de cenografia da TV Educativa/Bahia, realizando cenários, figurinos e clips poéticos, passando depois para o núcleo de Jornalismo, onde produziu e dirigiu os programas "5 Minutos" e "TV Revista".
Lígia Aguiar foi também proprietária da galeria Arte Abaporu, no Pelourinho, onde incentivou artistas emergente e recebeu importantes artistas baianos em encontros artísticos e exposições. Sua arte está registrada nos livros “100 Artistas Baianos”, editado pela Galeria Prova do Artista, e “Arte-Arte Salvador 450 Anos”, pela Prefeitura Municipal de Salvador.
Atualmente, além de criar incessantemente no seu atelier, na Federação, está no rádio e na Internet. É comentarista de artes visuais no programa "Multicultura", da Rádio Educadora da Bahia, e articulista do site jornalístico "Bahia Já".
Serviço:
Exposição: Ligia Aguiar Arte 4.0
Local: Centro Cultural Correios, na praça Anchieta, 20, (ao lado da Igreja de São Francisco), Pelourinho, Centro Histórico. Salvador-Bahia Telefone: (71) 3321-6665
Abertura: Quinta-feira, 8 de julho
Visitação: 9 de julho a 18 de agosto, de segunda-feira a sexta-feira das 10 às 18 horas; sábados das 8 às 12 horas
Entrada Franca
(Com informações de Antônio Moreno, da Assessoria de Imprensa Companhia de Comunicação)

"O que seria um governo Dilma"


Deu no "Blog de orlando Tambosi"

Promoção de ingresso de "Peer Gynt"

O espetáculo "Peer Gynt", da Cia PeQuod Teatro de Animação, que conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, estará se apresentando em Feira de Santana, neste domingo, 4 de julho, e na segunda-feira, 5, às 19h30, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, em ação promocional com participação do Centro Sesc de Feira de Santana
Não é recomendável para menores de 16 anos e os ingressos custam R$ 8,00 inteira e R$ 4,00 meia, que é extensiva a comerciários, com carteira do Sesc, estudantes com carteira e classe artística e servidores do Sistema Fecomércio - Bahia (crachá funcional). Desconto de 50% na apresentação do Cartão Petrobrás.
O Blog Demais continua com promoção de ingresso para assistência ao espetáculo. São dez ingressos para a primeira noite e mais dez para a segunda apresentação. Para ganhar a promoção basta enviar e-mail para oliveiradimas@bol.com.br ou postar comentário nesta nota, respondendo quem é o autor da peça.
Já garantiram ingresso: Ana Paula Duarte, Carlos Souza, Danilo Aguiar, Dilson Simões, Sonivia Lima, Thaís Oliveira e Tony Santana.

Cansados da vereança tentam vôos mais altos

O que têm em comum os vereadores de Feira de Santana José de Arimatéia (PRB), eleito com 4.571 votos; Luís Augusto de Jesus (DEM), com 3.737 votos; Otávio Joel de Araújo (DEM), com 3.514 votos; Marialvo Barreto (PT), com 2.750 votos; e Ângelo Almeida (PT), com 2.403 votos?
Com uma ano e meio de mandato e poucos resultados, os quatro estão cansados da vereança. E partem para vôos mais altos. São candidatos a deputado estadual - Otávio Joel a deputado federal.
Por mais otimistas que sejam as expectativas deles, nenhum conseguirá o feito. Estão apenas compondo relação partidária de candidaturas.

Convite


Clique na imagem para ampliar

Fundação Senhor dos Passos lança projetos em DVD

A Fundação Senhor dos Passos estará lançando na sexta-feira, 9 de julho, às 19h30, no Teatro Frei Felix de Pacatuba, no Centro Comunitário Ederval Fernandes Falcão, nas Baraúnas, os projetos "Jóias da Princesa" e "Fragmentos da História de Feira de Santana - II Volume".
Projeto "Jóias da Princesa" - A primeira jóia é o documentário "Casario Fróes da Motta", DVD produzido por Marcilio Costa.
Projeto "Fragmentos da História de Feira de Santana - II Volume". No DVD 3, imagens do Acervo de Dilson Barbosa: inauguração do Centro de Abastecimento, Micareta na década de 70, jogos no Jóia da Princesa nos anos 70, e registros históricos de José Falcão da Silva. No DVD 4, Lavagem da Igreja Matriz e Levagem da Lenha, do Acervo de Oydema Ferreira; e Baile Caju de Ouro de 1976, do Acervo de Washington Carneiro.
Os projetos contam com apoio da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa.

"O que mudou e alguns marqueteiros não entenderam ainda!"

Por César Maia
1. Ontem, este Ex-Blog publicou uma nota onde procura mostrar que o impacto da TV em campanhas eleitorais já não é mais o mesmo. A TV continua como o veículo de massa mais importante. Mas antes, emocionava e, com isso, criava e mobilizava multiplicadores de opinião, que são peças centrais nas vitórias eleitorais.
2. Os multiplicadores são eleitores que tendo confiança num candidato, vão muito além de seus votos: assumem seu candidato como se fossem eles mesmos os candidatos. Pedem votos, argumentam, defendem e atacam. É esse multiplicador que faz um candidato mudar de patamar em direção à vitória.
3. O candidato, em sua movimentação, contatos diretos, reuniões..., vai conquistando multiplicadores. Até poucos anos atrás tinha a TV como seu instrumento básico. Na medida em que a TV emocionava e mobilizava, ia formando eleitores especiais, eleitores multiplicadores. De uns cinco anos para cá, a TV perdeu esse papel. Continua sendo o principal meio de comunicação de massa, mas agora informa, espalha e distribui informações. Mas não emocionando nem mobilizando, a TV não cria mais multiplicadores, ou pelo menos o faz em quantidade muito menor e apenas estimulando os que já eram, ou seriam, multiplicadores.
4. Dessa forma, as equipes dos candidatos devem desenvolver processos que, aproveitando a informação distribuída pela TV sobre os candidatos, construam pontes para a formação de multiplicadores. Sempre o contato físico direto é o mais importante. Porém, a capacidade física de alcançar uma parte significativa do eleitorado é restrita. Por isso, sua performance direta deve ser muito mais apurada, para motivar novos multiplicadores.
5. A Internet certamente contribui, mas como já se disse aqui, não é uma panaceia. Até porque muda a interação entre veículo e eleitor, que na mídia tradicional é unilateral, da imprensa ao eleitor. Na Internet, os dois polos, emissor e receptor, são produtores de conteúdo e o internauta está 365 dias por ano ligado. Com isso, as campanhas eleitorais não o estimulam tanto.
6. A inventiva em campanhas eleitorais, hoje, é exatamente identificar ou criar mecanismos que ofereçam alternativa à TV como mobilizadores. Serão muitos, além dos conhecidos como boca a boca, reuniões em casa, comícios, palestras, debates e, agora, Internet. Há que se criar alternativas agora, com o refluxo desse papel da TV.
7. Talvez, se esta questão tivesse sido avaliada antes, a aliança PSDB-DEM não tivesse passado pelos dias de dificuldades e desconfianças que passa.

Fonte: "Ex-Blog do César Maia"

Outra multa para Lula por propaganda antecipada

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na terça-feira, 29,, por maioria, multar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em R$ 5 mil por propaganda eleitoral antecipada, em favor da pré-candidata PT, Dilma Rousseff, em evento no dia 1º de maio, Dia do Trabalho.
Esta é a sexta multa aplicada ao presidente Lula, somando um total de R$ 42,5 mil.

Nem patrocinador acredita na Seleção

Nem patrocinador acredita na Seleção Brasileira. Em anúncio publicado terça-feira, 29, no caderno "Copa 2010" do jornal "Folha de S. Paulo", a rede de supermercados Extra se despede da Seleção na Copa com um "Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014".
O que depois está sendo considerado um equívoco publicitário ganhou o microblog Twitter.
O equívoco é atribuído pela rede de supermercados ao jornal - pelo que se sabe jornal publica anúncio, que é feito por agência de pubrissidade.
O empresário Abílio Diniz, presidente do conselho de administração do Grupo Extra/Pão de Açúcar, no seu microblog, protestou: "Estou ao lado dos que se indignaram com o anúncio publicado erroneamente pelo jornal. Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irá responsabilizar os culpados".
Na peça publicitária, a palavra "seleção" é escrita no idioma Zulu: "A I qembu le sizwe sai do Mundial. Não do coração da gente" (Foto: Reprodução).

Blog sobre relacionamento gemelar

Jemima Pompeu é uma paulistana de 41 anos com um relacionamento gemelar incomum. E foi pensando nele que criou o blog "Vizinhos de Útero", para reunir histórias de gêmeos contadas por eles próprios ou por seus familiares. "Sempre tive curiosidade de saber como fica a relação dos gêmeos quando chegam à fase adulta. A cumplicidade permanece? Todos os gêmeos reservam sentimentos especiais? É verdade que uma relação gemelar é diferente de qualquer outra relação fraternal?", questiona a blogueira.
Em "Vizinhos de Útero" se encontra relatos de gêmeos adultos, depoimentos de pais, artigos relacionados, curiosidades e fotos de gêmeos famosos.
Se você é gêmeo ou tem filhos gêmeos, compartilhe sua história em: "Saiba Mais" http://vizinhosdeutero.blogspot.com

Conexão Criança - uma ferramenta de grande valor e transformação


Clique na imagem para ampliar

Por que Dilma tem medo da imprensa

Dilma Rousseff treme de medo da imprensa. Para se preservar de erros, ela fugiu da sabatina do jornal "Folha de S. Paulo" e agora, pelo mesmo motivo, não aceitou o convite da Miriam Leitão para dar entrevista na "Globo News".
Por que será que ela tem tanto medo? Será que ela acha possível disputar eleição sem a presença da imprensa? Ou será que seu populismo autoritário é igualzinho ao de Hugo Chávez, o presidente da Venezuela que destruiu a liberdade de imprensa do povo venezuelano?
Fonte: "Blog 25: Democratas"

terça-feira, 29 de junho de 2010

"Peer Gynt" no cinema

A peça de teatro escrita em 1865 pelo dramaturgo norueguês Henrik Ibsen (1828-1906), "Peer Gynt" foi adaptada para o cinema em 1941, pelo diretor e produtor David Bradley, então com 21 anos.
A peça é uma crítica ao homem moderno através da trajetória de um aventureiro que abandona seus princípios morais em nome da fama.
No filme, em preto & branco, a história é uma fantasia passada na Noruega em 1871. Peer Gynt (Charlton Heston, em sua estréia no cinema, com 22 anos) é um jovem esforçado, mas cuja mãe enérgica decide castigá-lo por causa de um deslize no trabalho. E o castigo é ficar longe da moça que ele ama, Ingrid Haegstad (Betty Barton). A mãe (Betty Hanisee) de Peer avisa ao filho que a jovem irá se casar com Mads Moen (Alan Eckhart), um aldeão simplório. Peer não desiste fácil e irá fazer de tudo para conquistar a garota. Mas até que isso aconteça, o rapaz vai viver uma grande aventura sob a ameça de uma bruxa que sequestrou sua amada.

Filmes em Exibição no Orient Cineplace







Roteiro - Período de 30 de junho a 8 de julho

LANÇAMENTO MUNDIAL
ECLIPSE
(The Twilight Saga: Eclipse), de David Slade, 2010. Com Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner e Bryce Dallas Howard. Romance e aventura. Edward Cullen volta a Forks com sua família. Retorno que traz Bella de volta para sua vida normal. Com a ausência do namorado, ela tornou-se mais próxima do amigo de infância, Jacob Black. Um jovem e apaixonado lobisomem que vê sua amiga se distanciar dele com o retorno de seus inimigos, os vampiros. Mas há outros perigos, como o fim do prazo dado para Bella tornar-se uma Volturi. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 135 minutos. Horários: 13 horas, 15h40, 18h20 e 21 horas, com cópia dublada. Sala 1 (242 lugares), e 13h20, 16 horas, 18h40 e 21h20, com cópia legendada, na Sala 4 (264 lugares.
CONTINUAÇÕES
PRÍNCIPE DA PÉRSIA: AS AREIAS DO TEMPO
(Prince of Persia: The Sands of Times)), de Mike Newell, 2010. Com Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley e Alfred Molina. Ação e aventura. Um príncipe guerreiro relutantemente une forças com uma misteriosa princesa e, juntos, eles lutam contra forças do mal para salvaguardar uma antiga adaga capaz de libertar as “Areias do Tempo” - um dom dos deuses que dá à pessoa que o possui o poder de controlar o mundo. Em quarta semana. Não recomendável para menores de 12 anos. Duração: 120 minutos. Horários: 14 horas, 16h25, 18h50 e 21h10. Sala 2 (160 lugares).
TOY STORY 3 (Toy Story 3), de Lee Unkrich, 2010. Animação. Terceira aventura dos personagens Woody e Buzz Lightyear, apresentados pela primeira vez em 1995. A história mostra Buzz sendo levado para a fábrica onde foi construído, em Taiwan, para um recall. Preocupados, os outros brinquedos amigos embarcam numa viagem para salvá-lo. Cópia dublada. Em terceira semana. Classificação: Livre. Duração: 117 minutos. Horários: 13h10, 15h35, 18 horas e 20h30. Sala 3 (167 lugares).

ENDEREÇO E TELEFONE
Orient Cineplace - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing de Orient Cinemas)

Aleluia diz que estava na hora de partir para um desafio maior

O deputado federal José Carlos Aleluia foi escolhido para ser candidato ao Senado na chapa encabeçada por Paulo Souto, para o Governo do Estado. A definição aconteceu nesta terça-feira, 29, em reunião que também teve as presenças do candidato a vice-governador Nilo Coelho (PSDB) e do deputado federal ACM Neto. O senador ACM Júnior será o suplente de Aleluia.
“Fui eleito cinco vezes seguidas deputado federal, e fui considerado por 16 anos como destaque parlamentar. Já estava na hora de partir para um desafio maior. E como tenho total confiança na vitória de Paulo Souto, não há ocasião melhor para encarar esse desafio”, afirmou José Carlos Aleluia, que terá o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho, como parceiro na disputa pelas duas vagas do Senado.
Para o candidato a governador Paulo Souto a presença de Aleluia na chapa aumenta a força da coligação DEM/PSDB para as próximas eleições. “Aleluia já é um nome de força nacional e tem todas as condições de fazer uma bela campanha e representar muito bem a Bahia no Senado Federal. A dobradinha Aleluia/José Ronaldo é a melhor entre todas as chapas concorrentes”, disse Souto.

Não foi em Feira agressão de vereador a repórter

Não foi em Feira de Santana. O vereador Lourivaldo Rodrigues de Moraes, da cidade de Pontes e Lacerda, no Mato Grosso, agrediu a repórter Márcia Pache, da TV Centro Oeste, do SBT, na segunda-feira, 28. Conhecido como "Kirrarinha", o vereador foi indiciado por lesão corporal e agressão e liberado sob fiança. A agressão foi filmada pelo cinegrafista e as imagens foram colocadas pela emissora no Youtube:

http://www.youtube.com/watch?v=e1Yxy5OudyE

Laranjada

Brasil enfrenta Holanda, na sexta-feira, 2 de julho, pelas Quartas de Final da Copa do Mundo.
Retrospecto: Na Copa de 1974, na Segunda Fase, Holanda 2 a 0 no Brasil. Na Copa de 1994, nas Quartas de Final, vitória do Brasil - que acabou campeão -, por 3 a 2. Na Copa de 1998, na Semifinal, empate de 0 a 0 e vitória do Brasil na cobrança de tiros livres da marca do pênalti.
A Holanda não é nenhum freguês contumaz como o Chile. Está invicta há 23 jogos, e tem 100% de aproveitamento, com quatro vitórias, na África do Sul.

Dilma santificada

No "Painel", da "Folha de S. Paulo", nesta terça-feira, 29
"Dilma já foi comparada a Mandela, Maria Quitéria e agora Irmã Dulce. Ela vai acabar santificada antes do Lula".
Do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) aobre a comparação, feita pelo governador Jaques Wagner, entre a ex-ministra e a religiosa baiana que se notabilizou pela assistência aos mais necessitados.

José Carlos Aleluia é candidato ao Senado

O deputado federal José Carlos Aleluia (Foto: Reprodução), vice-presidente nacional do Democratas, acaba de ser anunciado, no início da noite desta terça-feira, 29, por Paulo Souto, candidato ao Governo do Estado pelo DEM, como o outro candidato do partido ao Senado, ao lado do ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho.

Educação divulga segunda chamada do Sisu

O Ministério da Educação está divulgando - site: http://sisualuno.mec.gov.br/, a segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Foram selecionados mais de 16 mil candidatos para a matrícula nas diversas universidades, num universo de mais de 230 mil inscritos. Consulte e verifique se você foi aprovado. A matrícula deverá ser realizada na quinta-feira, 1º de julho, e na sexta-feira, 2.
Enviado pelo pastor Maroel Bispo, que foi aprovado no curso de Letras da Universidade Federal do Recôncavo Baiano.

Solidariedade em Rotary

Na segunda-feira, 28, o Blog Demais postou a nota "Rotary apóia desabrigados em Alagoas e Pernambuco".
Nesta terça-feira, 29, o rotariano Edson Pontes, de Campinas-SP, que tem o "Blog do Pontes" (http://blogdopontes.blogspt.com/) solicitou e naturalmente teve autorização para reproduzir o texto.
"Texto reproduzido. Grato pela pronta resposta. Vou divulgar também pelas minhas redes sociais", agradeceu o companheiro Edson Pontes, numa demonstração de como os integrantes de Rotary são solidários.

Ponciano concorre a prêmio em Salão de Humor de Piracicaba

Um dos trabalhos de Ponciano concorrentes

Reprodução
O chargista fluminense Daniel Ponciano, que cursa Comunicação Social - Jornalismo na Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef), está com quatro trabalhos selecionados concorrendo ao Prêmio Internet do 18º Salão de Universitário de Humor de Piracicaba (Unimep), entre os 100 finalistas deste ano.
Clique no link: http://www.unimep.br/salaodehumor/premiointernet.html

Desculpa antecipada para virtual fracasso

O Brasil já está com justificativa pronta para virtual fracasso no jogo das Quartas de Final da Copa do Mundo contra a Holanda, nesta sexta-feira, 2 de julho.
É que após superar o Chile pelas Oitavas de Final, na segunda-feira, 28, a Seleção Brasileira, contabilizaram, será a que menos vai descansar até a próxima fase. São três dias e 18 horas de intervalo até o jogo contra os holandeses.
Descanso entre Oitavas e Quartas
Uruguai - seis dias e 22h30
Gana - cinco dias e 22h30
Alemanha - cinco dias e 22h30
Argentina - cinco dias e 18 horas
Paraguai ou Japão - quatro dias e 3 horas
Holanda três dias e 22h30
Espanha ou Portugal - três dias e 22h30
Brasil três dias e 18 horas .

Ganhe ingresso de "Peer Gynt"

Como o Blog Demais tem divulgado, o espetáculo "Peer Gynt", da Cia PeQuod Teatro de Animação, selecionado pelo Programa BR de Cultura 2009/2010, que conta com o patrocínio da Petrobras, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, estará se apresentando em Feira de Santana, neste domingo, 4 de julho, e na segunda-feira, 5, às 19h30, no Teatro Municipal Margarida Ribeiro, em ação promocional com participação do Centro Sesc de Feira de Santana
Não é recomendável para menores de 16 anos e os ingressos custam R$ 8,00 inteira e R$ 4,00 meia, que é extensiva a comerciários, com carteira do Sesc, estudantes com carteira e classe artística e servidores do Sistema Fecomércio - Bahia (crachá funcional). Desconto de 50% na apresentação do Cartão Petrobrás.
O Blog Demais está com promoção de ingresso para assistência ao espetáculo. São dez ingressos para a primeira noite e mais dez para a segunda apresentação. Para ganhar a promoção basta enviar e-mail para oliveiradimas@bol.com.br ou postar comentário nesta nota, respondendo quem é o autor da peça.

Duas salas para "Eclipse"

Kristen Stewart e Robert Pattinson em "Eclipse"
Foto: Divulgação
Cópias legendada e dublada para terceiro filme da saga "Crepúsculo"


Em lançamento mundial, “Eclipse”, terceira parte da saga “Crepúsculo” entra em cartaz nesta quarta-feira, 30, nas duas maiores salas do Orient Cineplace. Com cópia dublada na 1 (243 lugares) e cópia legendada na 4 (264 lugares). Na venda antecipada de ingressos pela Orient Cinemas, a lotação das quatro sessões nos dois primeiros dias.
Em “Eclipse”, a volta a Forks de Edward Cullen (Robert Pattinson) e de sua família. Retorno que traz Bella (Kristen Stewart) de volta para sua vida quase normal. Com a ausência do namorado, ela tornou-se mais próxima do amigo de infância, Jacob Black (Taylor Lautner). Um jovem e apaixonado lobisomem que vê sua amiga se distanciar dele com o retorno de seus inimigos, os vampiros Cullen.
Outros perigos estão em vista, como o final do prazo dado pelos poderosos e temidos Volturi, para Bella se tornar um deles. Ela ainda continua sendo perseguida pela vampira Victoria, que em busca de vingança, forma um grupo de jovens e fortes vampiros. A união entre a alcatéia de Jacob e a família de Edward pode frustrar os planos de Victoria de eliminar Bella.
Continuam em cartaz: o filme de ação e aventura “Príncipe da Pérsia: Areias do Tempo”,em quinta semana; e a animação “Toy Story 3” em terceira semana. Todos programas para as férias de meio de ano.

Sul-africanos cobram mudanças na educação

Mesmo em época de Copa do Mundo, os estudantes sul-africanos não deixaram de celebrar o Dia da Juventude na África do Sul. Com as escolas fechadas devido ao campeonato mundial de futebol, os jovens prestaram homenagem aos que morreram na luta contra o apartheid e reivindicaram mudanças no setor educação, sendo a principal delas adoção de uma educação mais inclusiva.
Os estudantes pediram universidades grátis, já que no país a educação é gratuita até o equivalente ao ensino médio no Brasil. Quando terminam esta etapa do ensino precisam fazer exames de seleção e pagar pela educação universitária. Para os jovens sul-americanos, a educação é uma forma de reduzir problemas como Aids e gravidez precoce.
Enviado pelo pastor Maroel Bispo

Multas para governador petistas e deputados pepistas

O governador Jaques Wagner foi multado em R$ 10 mil pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), por propaganda eleitoral antecipada. A decisão, decorrente de ação apresentada pelo PMDB, foi provocada por declarações feitas pelo deputado federal João Leão e o deputado estadual Luiz Argolo, no programa partidário do PP, exibido em redes pelas tevês baianas. Os dois deputados, assim como o partido, também foram punidos com multa de igual valor a aplicada ao governador. Na decisão, publicada nesta terça-feira, 29, o juiz Ruy Eduardo Almeida Britto define como “peças publicitárias”, os pronunciamentos dos dois pepistas e considera que as declarações “possuem o nítido objetivo de utilizar o espaço televiso em prol da propagação para o imaginário social da idéia de que os pré-candidatos seriam os postulantes mais eficazes e qualificados para ocupar os cargos em disputa no prélio vindouro, como se depreende das aludidas publicidades”.
Sobre o governador Jaques Wagner, o juiz relator não considerou pertinente o argumento da defesa de que ele desconhecia previamente o teor das mensagens vinculadas no programa do PP. “Mostra-se visível a capacidade de reverberação das mensagens em apreço, inclusive por terem sido veiculadas em meio televisivo de divulgação amplamente eficaz. Deste modo, é indubitável o prévio conhecimento de todos os beneficiários com as multicitadas peças publicitárias, porquanto foram reproduzidas em um dos meios de comunicação mais abrangentes e de fácil conhecimento por toda comunidade, qual seja a televisão”, ressaltou o juiz.
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

Geddel reprova ameaças do governo petista

O candidato do PMDB ao Governo do Estado, Geddel Vieira Lima, considerou “inaceitável”, a pressão feita pelo chefe de Gabinete do governador, Fernando Schmidt, que publicamente ameaçou os integrantes do Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público Estadual (MPE) e Tribunal de Contas do Estado (TCE), por terem contestado o contrato da parceria público-privada para a construção do novo Estádio da Fonte Nova. Para ele, as ameaças foram feitas com o consentimento prévio do governador Jaques Wagner, que se utilizou do seu auxiliar para intimidar as três instituições.
“É um absurdo se usar desse expediente para contestar poderes autônomos, cuja função é fiscalizar a aplicação dos recursos públicos. Podemos, inclusive, discordar de decisões dos seus integrantes, mas não podemos procurar intimida-los, para impedir que eles cumpram o seu papel”, disse o peemedebista.
Geddel ressaltou que “como baiano não apenas torço, mas tenho trabalhado efetivamente para que Salvador seja uma das sedes da Copa de 2014”, mas na sua avaliação, a contratação das obras têm que obedecer rigorosamente as determinações legais e se existem dúvidas elas precisam ser esclarecidas.
“Não é intimidando, ameaçando, procurando coagir promotoras, procuradoras e os conselheiros de um tribunal que vamos viabilizar a Copa na Bahia”, disse o candidato do PMDB.
(Com informações da Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia)

El Salvador presta homenagem ao prefeito

Cônsul Vidal Sorto ladeado pelo Dimas Oliveira e prefeito Tarcízio Pimenta na abertura da exposição "O Mundo Maya em El Salvador", em 11 de dezembro de 2009
Foto: Silvio Tito/Secom
A Câmara de Comércio de El Salvador-Brasil prestará homenagem ao prefeito Tarcízio Pimenta, em reconhecimento ao desenvolvimento do programa Feira Cidade Digital, em jantar que contará com a presença do cônsul salvadorenho no Brasil, Vidal Sorto Rubio, e do ministro de Gobernación, don Humberto Centeno.
Entre 1º e 11 de dezembro do ano passado, o cônsul Vidal Sorto conheceu o programa durante visita a Feira de Santana. Então, no Foyer do Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo, aconteceu a exposição internacional "O Mundo Maya em El Salvador".
A homenagem será em um jantar, nesta quarta-feira, às 20 horas, em restaurante da cidade, com convidados do mais variados segmentos da comunidade de Feira de Santana.

Matrícula do Enem até 9 de julho

As matrículas do Enem de 2010 foram abertas na segunda-feira, 21, e vão se estender até sexta-feira, 9 de julho 2010, pela Internet. Para efetuar a inscrição no Enem 2010 são imprescindíveis o número do CPF e do RG.
A prova do Enem será realizada nos dias 6 e 7 de novembro e terá 180 questões de múltipla escolha e redação.
Com o resultado do Enem 2010, o estudante poderá pleitear vagas nas faculdades particulares, pelo Prouni ou se inscrever no Sisu, sistema que oferece vagas nas universidades federais.

Rotarianos em ação

Mensagem aos companheiros e companheiras de Rotary,
Os Correios estão recebendo donativos, em todo o Brasil, para os desabrigados pelas enchentes em Alagoas. Poderão ser doados alimentos não perecíveis, vestuário, roupas de cama, mesa e banho, calçados, tendas e barracas.
Os produtos deverão ser embalados pelo doador, em pacotes que não excedam 30 quilos, e entregues nas agências dos Correios. A postagem dos donativos será gratuita. Devem-se evitar embalagens frágeis, que possam se romper durante o manuseio e transporte.
Na postagem, a encomenda deve ser endereçada à:
COORDENADORIA ESTADUAL DE DEFESA CIVIL DE ALAGOAS
RUA LAVENERE MACHADO, 80 - TRAPICHE DA BARRA
57010 - 383 MACEIÓ-AL
Mais informações www.correios.com.br
A Governadoria do Distrito 4390 está divulgando esta infrmação e incentivando a participação dos clubes na solidariedade aos desabrigados pelas enchentes.

Reunião da AME

"TV nas eleições já não mobiliza com antes!"

Trechos da coluna de Cesar Maia no jornal "Folha de S. Paulo", de sábado, 26:
1. A formação das coligações partidárias no Brasil para as eleições presidenciais é muito mais um processo de conquista de tempo de TV que de agregação política. Realmente, o tempo de TV no auge do marketing político, até dez anos atrás, era um fator diferenciador pelo impacto que produzia. Vide os EUA, onde o tempo de comerciais na TV é comprado e, portanto, ilimitado. Os pontos eram o conteúdo e o efeito que produzia sobre o eleitor. No Brasil, onde o tempo de TV é proporcional à quantidade de deputados federais, alguns partidos têm mais tempo que outros. E isso acirra a disputa por esse tempo.
2. Em função do regime militar, a introdução de tecnologia eleitoral na TV atrasou mais de 20 anos. A abertura do dique trouxe, ao mesmo tempo, essa tecnologia desenvolvida nos EUA e uma enorme atratividade para o eleitor. O tempo de TV ganhou importância, e vitórias eleitorais eram atribuídas aos publicitários (chamados marqueteiros), que passaram a ser estrelas nas eleições. Mas a continuidade do uso da TV em propagandas partidárias e eleitorais foi acostumando o eleitor, e o desgaste progressivo dos políticos pós-democratização foi gerando desinteresse e menor impacto.
3. Nos últimos cinco anos, esse menor impacto dos comerciais políticos passou a ser percebido e analisado. Na eleição de 2008 nos EUA, este foi um fato comprovado, a ponto da vitória de Obama receber um exagerado destaque pelo uso de redes na internet. Com a minimização da emoção pela TV, surgem psicólogos sociais que oferecem técnicas de emocionalizar a comunicação política, com ou sem TV.
4. No Brasil, o menor impacto da TV a partir da eleição de 2006 ficou claro para os analistas atentos. Claro que os publicitários continuaram a insistir, afinal, é um mercado generoso. O uso da TV em campanhas passa a ser muito mais um elemento de informação geral que de mobilização. E, nesse sentido, a técnica continua importante.
5. No Brasil, um tempo de TV para presidente abaixo de dois minutos elimina o candidato por falta de exposição e informação. Acima de cinco minutos é inócuo e não agrega quase nada, mas pode servir para não dar fôlego aos menores. Nos comerciais, melhor ainda para quem tem mais, pois elimina os com pouco tempo, por um ou dois dias por semana. No programa, a vantagem é zero: todos os demais juntos terão sempre muito mais tempo para distrair o eleitor.

"Campanha de Dilma Rousseff é suja"

Resumo da campanha petista: parece heresia, mas Dilma Rousseff segue faltando com a verdade ao país porque insiste em afirmar que está fora da sujeira que seu comitê tentou fazer contra o adversário Serra.
No programa Roda Viva da TV Cultura, ela tentou falar grosso exigindo provas sobre o dossiê. Provas por quê? Luiz Lanzeta era chefe da comunicação de sua campanha e participava do alto comando da campanha petista. E todo mundo sabe que ele estava jogando sujo para beneficiar Dilma.
Dilma, aliás, deve desculpas a Serra sobre esse caso. Ela estava jogando sujo, o time dela estava jogando sujo. Não adianta Dilma tentar culpar a imprensa porque estão envolvidos colaboradores, aliados e amigos da candidata. E ela está exigindo provas de quem? Da mídia, ora essa.
Aliás, só não há dossiê nenhum porque nada pesa contra José Serra. Já tentaram tudo e não acharam nada. Fizeram escutas clandestinas e outras ilegalidades contra Serra, mas nada, rigorosamente nada que possa desaboná-lo foi encontrado. Dilma Rousseff sabe disso. Tanto sabe que tratou de defenestrar Luiz Lanzeta e Fernando Pimentel do comando de sua campanha.

Fonte: "Blog 25: Democratas"

Se estivesse vivo, Pedro Roberto completaria 60 anos

Pedro Roberto com "Rapsódia em Setembro", trabalho em tinta acrílica que ficou inacabado
Álbum de Família

Se estivesse vivo, o artista plástico Pedro Roberto faria 60 anos nesta terça-feira. Pedro Roberto Boaventura de Oliveira nasceu em 29 de junho de 1950, em Angico, distrito de Mairi, na Bahia. Filho da professora Hilda Pereira Boaventura de Oliveira (já falecida) e do comerciante Carlos Simões de Oliveira, sendo o oitavo filho do casal. Aos dois anos de idade veio morar em Feira de Santana e, desde criança mostrou muito interesse por trabalhos manuais, desenhos e um conhecimento especial sobre cinema, na época, o grande divertimento da garotada.
Aos 16 anos, com incentivo de sua mãe, foi trabalhar com o arquiteto Amélio Amorim, então, o mais renomado da cidade, onde aprendeu desenho técnico, tornando-se logo, um dos mais requisitados nessa área. Com a dupla de arquitetos José Monteiro Filho e Juraci Dórea continuou desenhista até o início dos anos 70, quando prestou vestibular em Salvador, cursando Artes Plásticas na Universidade Federal da Bahia (Ufba), até 1976.
Em 1973, realizou sua primeira exposição individual, no Clube de Campo Cajueiro, em Feira de Santana, denominada “Realismo Fantástico”, que obteve repercussão imediata, tanto na parte comercial como na mídia especializada, recebendo citação em matéria da conceituada crítica Matilde Matos, do “Jornal da Bahia”. Paralelamente, em Salvador, trabalhou com vários arquitetos, entre eles Itamar Batista, Geraldo Gordilho, Luiz Humberto Carvalho e Neilton Dórea.
Até o final dos anos 80, realizou dezenas de exposições individuais, participou de salões e coletivas, criou cartazes (duas vezes para a Micareta de Feira de Santana) e figurinos para teatro, decoração para eventos, murais, além de cenários para desfiles de moda e peças teatrais.
Aos 30 anos de idade foi morar no Rio de Janeiro e, em 1982, mudou-se para São Paulo, onde abriu o atelier “Garagem 957” juntamente com a designer de jóias Jeanette Pires.
Em 1988, foi convidado pelo estilista Ney Galvão para mostrar seus quadros no programa “Veja o Gordo” e indicado pelo mesmo para ser cenógrafo no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).
Ele trabalhou dezesseis anos na emissora, até 2004, exercendo os cargos de assistente de Cenografia, cenógrafo, chefe de Cenografia, gerente de Contra-Regra, gerente de Cenografia & Contra-regra, gerente de Cenografia & Figurino e como coordenador de Cenografia & Figurino.
Vitimado por um câncer, ele voltou para Feira de Santana em dezembro de 2004, depois de ter se submetido a uma delicada cirurgia. Nesta cidade, fez tratamento de quimioterapia e radioterapia. Realizou a que seria sua última exposição, “Faces”, de desenhos, na Galeria de Arte Carlo Barbosa. Em setembro de 2005, com o recrudescimento da doença, ele voltou para São Paulo, onde faleceu em 1º de janeiro de 2006. Seu corpo veio para Feira de Santana, onde foi sepultado no dia seguinte, 2 de janeiro, no Cemitério Piedade. No período em que se restabelecia em Feira, ele construiu seu loft e atelier, que em 30 de novembro de 2006 foi aberto como Acervo Pedro Roberto, que contém seus trabalhos, livros, discos e filmes, entre outras peças.
A Fundação Carlo Barbosa tem projeto de lançar um álbum sobre o artista, dando continuidade ao projeto "Memórias - Pintores de Feira de Santana", que já contemplou os artistas plásticos Carlo Barbosa (in memoriam), Gil Mário, Cesar Romero, Leonice Barbosa e Juraci Dórea.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Kátia Abreu no Twitter


Justiniano diz que não precisou de proteção da Guarda Municipal

O presidente da Associação dos Guardas Municipais de Feira de Santana, Marcos Vinícius Alves, falou por dez minutos na tribuna da Câmara Municipal, na sessão realizada na manhã desta segunda-feira, 28.
Segundo o "Blog da Feira", Marcos Vinícius revelou que o secretário de Desenvolvimento Econômico, Justiniano França, "não foi agredido durante a festa (Micareta) porque a Guarda o protegeu".
Na noite desta segunda-feira, Dimas Oliveira encontrou com Justiniano na praça de alimentação do Boulevard Shopping e perguntou ao secretário sobre o fato.
Justiniano não sabia sobre a declaração do guarda municipal no Legislativo e afirmou taxativamente que não se envolveu em nenhum episódio que precisasse de proteção da Guarda Municipal.

Lições de Lula que o PT-MA insiste em não aprender

Deu no blog "Nos Bastidores do Poder", de Josias de Souza

Última cidadela do ex-PT, o Maranhão tornou-se démodé. A ideologia do petismo local saiu de moda. Lula a substituiu por um modelito prêt-à-porter.
O chique agora não é a ética incondicional, mas a moral de conveniência eleitoral. Num ambiente assim, coerência é como cabide em casa de nudista.
Em vez de resistir, gente como o deputado Domingos Dutra (PT-MA) deveria ajustar-se aos novos tempos.
Interessado em ajudar, o signatário do blog, um formador de opinião em decadência, relaciona cinco ajustes a que os teimosos precisam se submeter:
- Coisas que o PT do Maranhão não precisa mais fazer:
1. Lembrar que Lula já chamou Sarney de ladrão.
2. Vestir a camiseta de Che Guevara.
3. Cultivar a barba.
4. Ler Neruda.
5. Honrar pai e mãe.
- Coisas que o PT do Maranhão é obrigado a fazer:
1. Rezar pelos Sarney antes de dormir.
2. Procurar uma camiseta da Roseana.
3. Aderir ao bigode.
4. Ler "Marimbondos de Fogo".
5. Honrar pai, mãe, tios, tias, sobrinhos, sobrinhas, filhos, filhas, netos, netas, namoradas dos netos e namorados das netas com cargos públicos.
Para facilitar a adaptação, o repórter sugere ao petismo maranhense três dias e três noites de audição de boa música.
Se não funcionar, recomenda-se atear fogo às vestes. Com o cuidado de se despir antes de riscar o fósforo.
A charge é de Benett

Cachaça como prêmio em bolão no Gabinete da Presidência

Gilberto Carvalho, o chefe de Gabinete da Presidência, foi o ganhador do bolão (Foto: Reprodução) organizado pelo vice-presidente José Alencar, nesta segunda-feira, 28, para o jogo entre Brasil e Chile. Dos 11 participantes, ele foi o único a acertar o placar do jogo - 3 a 0.
Além do presidente Lula, do vice José Alencar e de Gilberto Carvalho, participaram do bolão os ministros de Relações Institucionais Alexandre Padilha, da Casa Civil Erenice Guerra, do Gabinete de Segurança Institucional Jorge Félix, do Planejamento Paulo Bernardo, da Secretaria de Comunicação Franklin Martins, secretário-geral da Presidência Luiz Dulci, e um taquígrafo, identificado apenas pelo primeiro nome, Alberto.
O ganhador teve como prêmio uma garrafa de cachaça Maria da Cruz - o que bem bem caracteriza o governo petista.

Parabéns, Alessandra

Quem completa idade nova nesta segunda-feira, 28, é a querida Alessandra Ribeiro, esposa do jornalista e radialista Renato Ribeiro (Foto: Reprodução), companheiro do Rotary Club de Feira de Santana.
A comemoração da data foi em família.
Ficam registrados os parabéns do Blog Demais.

Por que eu não torço contra os argentinos


Ruth de Aquino

“Los hermanos” jogam um belíssimo futebol. Como nós, brasileiros, sempre jogamos, antes da era retranqueira de Dunga e Parreira. Mesmo sem Ganso, Neymar e Gaúcho, ainda sonho, na África do Sul, com mais alegria, drible, criatividade e talento. Mas não é só pela bola no pé que eu não torço contra os argentinos. O cinema e a literatura deles são melhores. Nunca disputamos uma só guerra contra a Argentina. Tenho amigos portenhos. E me comove sua dramaticidade.
Perceberam as diferenças culturais entre os anúncios da Copa no Brasil e na Argentina? Nossa publicidade explora com muito humor a rivalidade com os vizinhos. Argentinos cortam “el pelo” longo para poder sambar, afogam as latinhas de cerveja falantes, reservam camisas brasileiras às pressas pelo celular para entrar no estádio verde-amarelo. Já a publicidade da patrocinadora oficial da seleção argentina mostra Deus falando a los hermanos. Todos param nas ruas. O texto vai num crescendo como se fosse um tango. É propaganda nacionalista que explora fundo o sentimentalismo, para rasgar o coração. Eu quase chorei por eles quando vi o anúncio (Veja o comercial da Quilmes "Dios Es Argentino" abaixo).
Não consigo deixar de torcer pela Argentina quando o adversário é qualquer outro que não seja o Brasil. Nem com toda a rivalidade histórica pela hegemonia econômica na América Latina - um jogo que os argentinos perdem hoje de goleada dos brasileiros. Nem com toda a irritação durante décadas diante da ignorância de europeus e americanos, que chamavam a capital do Brasil de Buenos Aires e nos respondiam em castelhano. Nem quando os argentinos, que não convivem com negros, começaram a chamar os brasileiros de “macaquitos”, na final do Sul-Americano em 1937, em Buenos Aires (De Sábato, do Quilmes, foi preso em 2005 por chamar de macaquito Grafite, do São Paulo, na Libertadores). Não parei de torcer pelos hermanos nem depois que Maradona deu um pontapé em Batista e foi expulso, em 1982, na Copa da Espanha - o Brasil ganhou de 3 a 1. Em 1990, um massagista argentino deu água com um pouco de sonífero para o Branco. Mas, quando a Argentina estreou agora contra a Nigéria, torci por eles. A eterna polêmica entre o bufão carismático Maradona e o rei Pelé não me impediu tampouco de admirar o jogo ofensivo de Messi, Higuaín, Tevez e Aguero contra a Coreia do Sul. Quem sabe a goleada argentina ajude a despertar o gigante adormecido de Dunga.
Nenhuma picuinha anula minha admiração e genuína amizade por nossos vizinhos. Não os acho soberbos. Sou muito bem tratada quando vou a Buenos Aires. Eles são profissionais no turismo e na gastronomia. Além de bonitos, os argentinos são galanteadores. Discutem política. Perguntam. São um povo que lê, respeita o idioma e sabe falar, dos pobres à elite. Um país que investiu na educação. Não é por acaso que os geniais Ernesto Sábato, Júlio Cortazar e Jorge Luís Borges são argentinos. E no cinema, hoje, dão de dez nos brasileiros. O filme mais incensado por nós neste ano foi o argentino "O Segredo de Seus Olhos", que ganhou o Oscar de estrangeiros. Por que nosso cinema só tem favela, violência e às vezes um humor pastelão? Onde estão os diálogos inteligentes, a sutileza e os dramas das relações humanas? Estão nos filmes argentinos.
Há também argentinos que torcem pelo Brasil. Alejandro Grimson, professor e pesquisador da Universidad Nacional de San Martín, é um deles. Mas ele reconhece que, de maneira geral, “o único caso em que os argentinos querem o triunfo brasileiro é contra a Inglaterra”. Segundo Grimson, “Brasil e Argentina são países que se deram as costas por muito tempo, cultivam estereótipos mútuos e têm muito a aprender um com o outro”.
Mas, talvez, seja outro o principal motivo que me leva a não torcer contra os argentinos. É porque somos melhores jogadores do que eles. Somos penta. E Pelé sempre foi o rei. Torço para disputar a final contra los hermanos. Não é verdade que os argentinos são italianos que pensam que são ingleses mas falam espanhol?
* Ruth de Aquino é diretora da sucursal da revista "Época" do Rio de Janeiro
Assista ao vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=wFh4lYpdD2g

Lotação completa no primeiro dia de "Eclipse"

Kristen Stewart e Taylor Lautner em "Eclipse"
Foto: Divulgação
Como o Blog Demais tem divulgado, o filme "Eclipse" tem lançamento mundial, nesta quarta-feira, 30, incluindo Feira de Santana, no Orient Cineplace, Multiplex do Boulevard Shopping.
Até às 20 horas desta segunda-feira, 28, cerca de dois mil ingressos já haviam sido vendidos pela Orient Cinemas, sendo 1.056 (quatro sessões vezes 264 lugares cada) para o primeiro dia. Para a quinta-feira, 1º de julho, restavam poucos lugares para a primeira sessão, no início da tarde.
Os horários programados são: 13h20, 16 horas, 18h40, e 21h20.
A pré-venda está sendo feita pela Orient Cinemas há cerca de um mês.

"Vício consagrado"

Por Olavo de Carvalho
A afetação de neutralidade superior, especialmente quando se quer impingir à platéia opiniões arriscadas e mentiras cínicas, é a essência mesma do "estilo jornalístico". Os "grandes jornais" deste país praticam-no com destreza tal que a maior parte de seus leitores, tomando a forma pelo conteúdo, acredita seguir a razão e o equilíbrio no instante mesmo em que vai se acomodando, pouco a pouco, anestesicamente, às propostas mais dementes, às modas mais escandalosas, às idéias mais estapafúrdias.
Quando a Folha, quase vinte anos atrás, começou a promover discretamente o gayzismo sob a inócua desculpa mercadológica de que os gays eram também parte do público consumidor, quem, entre os leitores, poderia imaginar que com o decurso do tempo essa gentil atenção concedida a uma faixa do mercado se converteria numa estratégia global de imposição do homossexualismo como conduta superior, inatacável, sacrossanta, só rejeitada por fanáticos e criminosos? Quem, aliás, tem a paciência e os meios intelectuais de examinar as mudanças progressivas e sutis da linguagem de um jornal ao longo de vinte anos? No começo, o processo é invisível porque seus primeiros passos são discretos e aparentemente inofensivos. No fim, é invisível porque sua história se apagou da memória popular. A lentidão perseverante é a fórmula mágica das revoluções culturais.
É verdade que o grosso do público não tem a mais mínima idéia das técnicas de engenharia social que, de uns trinta anos para cá, se substituíram maciçamente às normas do bom jornalismo. Não há uma só faculdade de jornalismo no Brasil que tenha escapado à influência das doutrinas "desconstrucionistas", segundo as quais não existe verdade objetiva, nem fato, nem relato fidedigno - há apenas a "vontade de poder" e, conseqüentemente, a "imposição de narrativas". Notem bem: não se trata de impor "opiniões", julgamentos de valor. Trata-se de modelar a seqüência, a ordem e o sentido dos episódios narrados, de tal modo que sua simples leitura já imponha uma conclusão valorativa sem que esta precise ser defendida explicitamente. É a arte de fazer a vítima aceitar passivamente, de maneira mais ou menos inconsciente, opiniões com as quais, numa discussão aberta, jamais concordaria. Antigamente os jornais buscavam ser neutros e objetivos nas páginas noticiosas, despejando nas seções editoriais as opiniões candentes, a retórica exaltada, as campanhas empolgantes. Hoje os editoriais são todos escritos num mesmo estilo insosso, diplomático, sem cor nem sabor, porque as opiniões que se deseja impingir ao público já vêm embutidas no noticiário, onde gozam do privilégio - e da eficácia - dos ataques camuflados. No Brasil, todo estudante de jornalismo, mesmo quando incapaz de conjugar um verbo ou atinar com uma regência pronominal, sai da faculdade afiadíssimo nessa arte. Não porque a tenha "estudado" - o que suporia uma discussão crítica incompatível com a natureza mesma dessa prática -, mas justamente porque teve de exercê-la para passar de ano, sem discuti-la, de tal modo que seu sucesso escolar depende de sua docilidade em consentir com o embuste até o ponto em que deixe de percebê-lo como embuste. Então ele está pronto para usá-lo contra os leitores sem ter qualquer suspeita de estar lhes fazendo algum mal.
É por isso que a "grande mídia", hoje em dia, já não vale absolutamente nada como forte de informação, e continuar a consumi-la como tal é apenas um vício consagrado, fundado no prestígio residual de um jornalismo extinto.
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

"Dilma, a candidata teleprompter"

Está no "Blog 25: Democratas":
http://www.youtube.com/watch?v=9909MGdY-ik
Entrevista de Dilma Rousseff, candidata de Lula à Presidência da República

"Twitter e políticos: um casamento infeliz"

Por Reinaldo Azevedo

O Twitter está se tornando o paraíso dos políticos que querem ser notícia. Antigamente, para “ter mídia”, era necessário ter o que quer dizer, praticar algo relevante ou se dar a algum exotismo que realmente distinguisse a pessoa das demais. Isso acabou! Agora basta uma frase bombástica, dar uma de incendiário, atacar um adversário - e, de preferência, um aliado - em termos que seriam normalmente impublicáveis, e pimba! O sujeito logo tem alcance nacional.
Do Twitter, a frase infeliz salta para os sites noticiosos e, dos sites, para os jornais, assumindo, então, o ar de “coisa grave”. A ferramenta do leitor comum se tornou um arma da política tradicional. E o sujeito sempre pode dizer: “Escrevi como cidadão, como indivíduo, não como homem público”. Ah, bom…
Aloizio Mercadante foi o primeiro a queimar os dedos na página. Deu uma espécie de ultimato: ou o governo retirava o apoio a Sarney, ou ele não aceitava liderar mais nada. E isso seria “irrevogável”. Lula sacramentou o casamento com o cacique peemedebista, e Mercadante ficou onde estava. Conseguiu, no máximo, revogar a validade do dicionário…
A crise PSDB-DEM nasce, evidentemente, de um conjunto de desentendimentos que resultou no vazamento, pelo Twitter de Roberto Jefferson, do nome de Álvaro Dias (PSDB-PR) para vice na chapa. Desde aquela tuitada, incluindo ela própria, o festival de irresponsabilidades é uma coisa assustadora.
Imaginem vocês… Político & mídia é um binômio antigo. Nem sempre é fácil aparecer. Como os jornalistas seguem os políticos, e os políticos, os jornalistas, a coisa vira mel da sopa. Quer ganhar uma materiazinha, especialmente no jornalismo online? Ora, diga uma má-criação qualquer, chute os países baixos de algum aliado, dispare uma daquelas frases definitivas. Dá mídia com 100% de certeza. A questão é saber se rende boa política.
As chamadas “redes sociais”, no Brasil, estão se transformando em territórios da política institucional. Em vez de unir o melhor dos dois, une o pior de ambos: o Twitter acaba ficando mais chato, e a política acaba ficando ainda mais ligeira.
Como conseqüência, perdem os tuiteiros, perdem os cidadãos, e ganham os políticos.
Fonte: "Blog Reinaldo Azevedo"

Polêmica: Auxílio Reclusão divide opiniões

Benefício do INSS aos depedentes de presos segurados é motivo de discussões
Você já ouviu falar no Auxílio Reclusão? Pois bem, ganhou força pela Internet, nas últimas semanas, uma polêmica sobre o benefício financeiro que o Governo Federal concede às famílias de presos.
Apelidada por alguns internautas de "bolsa-bandido" ou "auxílio-criminoso", o Auxílio Reclusão é, na verdade, um benefício mensal pago pela Previdência Social aos dependentes de presos assegurados.
As discussões em torno do auxílio aumentaram no início deste ano porque a Portaria nº 350, de 30 de dezembro de 2009, instituiu um novo reajuste ao benefício, que, a partir de 1º de janeiro de 2010, passou a ser de R$ 798,30.
Integrante da Seguridade Social, o Auxílio Reclusão surgiu na Lei Orgânica da Previdência Social, Lei nº 3.807, de 26 de junho de 1960, que ampliou o quadro de benefícios até então existentes.
No Rio Grande do Norte, são mantidos atualmente 373 benefícios, o que corresponde a um montante de R$ 189.293,19 que saem todos os meses dos cofres públicos. Por ano, este valor salta para R$ 2.271.518,30.
Segundo o chefe da seção de Atendimento do INSS no Rio Grande do Norte, João Maria Lopes, se comparado a outros benefícios, o Auxílio Reclusão tem uma procura baixa. No entanto, o motivo maior, segundo ele, não é a desinformação, mas os critérios do INSS para liberação do auxílio.
"Hoje, aqui no Estado, mantemos 373 bolsas, número que, se compararmos à nossa população carcerária, é pequeno. Isso se deve, principalmente, aos critérios utilizados pelo INSS. Não é todo preso com filhos que pode receber", enfatiza João Maria.
Requisitos
O INSS estabelece uma série de critérios para concessão do benefício. Primeiro, ao auxílio é destinado exclusivamente aos dependentes menores do segurado que estiver cumprindo pena em regime fechado.
Pelas regras da Previdência, para ter direito ao benefício, o segurado que for preso não pode continuar recebendo salário da empresa na qual trabalhava, nem auxílio-doença, nem aposentadoria ou abono de permanência em serviço.
A reclusão deverá ter ocorrido "no prazo de manutenção da qualidade do segurado", ou seja, ele deveria estar contribuindo com a Previdência. Mas não existe carência. Logo, um único mês de contribuição é suficiente para fazer valer o benefício por toda a pena.
Além disso, o último salário-de-contribuição do segurado (vigente na data do recolhimento à prisão), deverá ser igual ou inferior ao valor do auxílio, ou seja, R$ 798,30, para os segurados presos desde 1º de janeiro de 2010.
O Auxílio Reclusão é pago duranto o todo o período em que o segurado permanece preso em regime fechado à família, independente do número de filhos.
O auxílio deixa de ser pago se a família não cumprir alguns requisitos. Após a concessão do benefício, os dependentes devem apresentar à Previdência Social, de três em três meses, atestado de que o segurado continua detido ou recluso. Este benefício também deixa de ser pago em caso de fuga, suspensão da pena e liberdade.
Quando o único dependente é filho, ele deixa de ter direito quando completa 21 anos de idade, caso não seja inválido. Se o único dependente for a esposa, o benefício cessa com o seu falecimento. Com a morte do segurado, o benefício é convertido em pensão por morte.
Para requerer o Auxílio Reclusão, o interessado pode agendar o atendimento pela Central 135 ou pelo site do Ministério da Previdência na Internet (www.previdência.gov.br).
Polêmica
Apesar de todas as regras impostas pela Previdência Social e de apenas 5% da população carcerária brasileira (de aproximadamente 460 mil detentos) receber o benefício, a polêmica existe.
Na rua, as opiniões se dividem. Para alguns, a concessão do benefício é uma maneira de amparo à família do detendo, que fica sem o provedor.
A assistente social, Letícia Costa, acredita que a sociedade tende a confundir o benefício como um incentivo á criminalidade. "A percepção que a maioria das pessoas têm é a de que é o seu dinheiro financiando a família de criminoso", comenta.
"E essa percepção acaba por impedir que essas pessoas percebam o benefício a longo prazo que esse auxílio pode trazer. Sabemos que a família é fundamental no processo de ressocialização do preso. Se ela estiver desamparada, o processo é logo comprometido", argumenta.
No entanto, para quem tem que trabalhar 10, até 12 horas por dia, a opinião é outra. É o caso de seu Severino Ramos da Silva. Aos 65 anos, e tendo que trabalhar 10, ás vezes até 12 horas por dia para garantir o sustento da família, "seo" Severino condena o auxílio-reclusão.
"Eu acho isso muito errado. Cada um sabe onde pisa. E se está ali, é porque escolheu o caminho errado", argumenta.
Severino da Silva é natural da Paraíba e mora em Natal há mais de 30 anos, oito deles dedicados ao ofício de vigiar e lavar carros. Atualmente, trabalha como flanelinha em uma rua do centro de Natal. Segundo ele, consegue apurar uma média de R$ 15,00 por dia. Por mês, a média é de R$ 350,00 valor que mal dá para pagar o aluguel da casa em que mora, nas Rocas.
Ele questiona ainda o valor do benefício. "Tanta gente trabalhando muito por aí para ganhar um salário mínimo, que graças à Deus, chegou nos R$ 500,00. E esse pessoal aí ganhando quase R$ 800,00?", questiona.
Polêmicas à parte, pelo menos sobre um ponto o consenso é geral. "Enquanto o país não oferecer uma política carcerária que realmente ofereça condições de ressocialização do apenado, em todas suas esferas, toda auxílio será puramente assistencialista", conclui Letícia.
Fonte: Reportagem de Carla Cruz, enviada por Sérgio Oliveira, de Charqueadas-RS