Terceira semana

Terceira semana
No Orient Cineplace Boulevard - 18h50

*

*

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Filmes em Cartaz

Período de 1º a 7 de fevereiro

LANÇAMENTO NACIONAL
MEU MONSTRO DE ESTIMAÇÃO (The Water Horse: Legend of the Deep), de Jay Russell, 2007. Com Alex Etel, Emily Watson, Ben Chaplin e Brian Cox. Aventura infanto-juvenil. Na Escócia, um garoto solitário encontra um ovo misterioso, que se abre para revelar um cavalo d’água. Baseado em lendária criatura do folclore escocês. Cópia dublada. Classificação indicativa: Livre. Duração: 111 minutos. Horários: 13h50 (neste sábado e no domingo), 16h10, 18h30 e 20h50. Sala 4 (264 lugares).
CONTINUAÇÕES
MEU NOME NÃO É JOHNNY
, de Mauro Lima, 2008. Com Selton Mello, Cléo Pires, Júlia Lemmertz e Cássia Kiss. Drama. Jovem de classe média acaba se tornando chefe do tráfico de drogas da zona sul do Rio de Janeiro. Em segunda semana. Classificação: 14 anos. Duração: 126 minutos. Horários: 13h30 (neste sábado e no domingo), 16 horas, 18h40 e 21h10. Sala 1 (243 lugares).
A LENDA DO TESOURO PERDIDO: LIVRO DOS SEGREDOS (National Treasure: Book of Secrets), de Jon Turteltaub, 2007. Com Nicolas Cage, Jon Voight, Diane Kruger, Helen Mirren e Ed Harris. Aventura. Caçador de tesouros determinado a provar a inocência de seu avô embarca pelo mundo em busca de pistas. Cópia dublada. Em segunda semana. Classificação indicativa: 10 anos. Duração: 127 minutos. Horários: 13h10 (neste sábado e no domingo), 15h45, 18h20 e 21 horas. Sala 2 (160 lugares).
EU SOU A LENDA (I Am Legend), de Francis Lawrence, 2007. Com Will Smith e Alice Braga. Ação. A população de Nova York foi dizimada por um vírus mortal. Um cientista é imune ao vírus e tenta encontrar sobreviventes, ao mesmo tempo em que busca um antídoto. Em terceira semana. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 105 minutos. Horários: 14h40 (neste sábado e no domingo), 16h55, 19h10 e 21h20. Sala 3 (167 lugares).

ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace - Shopping Iguatemi, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.

Sobre eleição para prefeito

Prefeito é eleito de forma majoritária, assim como governador e presidente. De acordo com o artigo 3º da Lei das Eleições, será considerado eleito o candidato que obtiver a maioria dos votos, não computados os em branco e os nulos. Em Feira de Santana, a possibilidade de haver um segundo turno - fato que não acontece há duas eleições (2000 e 2004) -, no dia 26 de outubro, caso nenhum dos candidatos consiga a maioria absoluta dos votos.
Mas, muitos acreditam que assim como cerca de 5.490 dos 5.564 municípios brasileiros, Feira de Santana já conhecerá seu novo representante do Executivo Municipal no dia 5 de outubro, quando será realizado o primeiro turno das eleições 2008.

Sem espaço para factóides

No Blog Demais não é dado espaço para factóides criados por petistas derrotados, como os militantes ligados ao deputado estadual José Neto, que tem mostrado que é muito democrático - mas só quando a questão é favorável aos seus interesses. O partido quebrado, dividido, fragmentado, já declarou que o candidato a prefeito de Feira de Santana é o deputado federal Sérgio Carneiro.

Revisão de "David e Betsabá"



Poster original de "David e Betsabá"
Reprodução


Acabei de rever em DVD de minha coleção ao filme "David e Betsabá", de Henry King, 1951, com Gregory Peck e Susan Hayward.
Trata-se de versão de passagem do Velho Testamento. Apesar de ter matado Golias e vencido inumeras batalhas, há uma força que o rei de Israel não conseguiu dominar: o amor. Apaixonado por Betsabá, deliberadamente David envia seu marido, o soldado Uriah, para uma batalha perdida. Ao negligenciar seu reino e sua fé, ele provoca a ira de Deus, a destruição de seu país e o desgostar de seu próprio povo, que espera que Betsabá pague com a vida pelo adultério.
Um filme que pode ser considerado esplendoroso. Em pleno início dos anos 50 o tema do adultério é abordado em um filme de forma delicada mas ousada. Certamente, por ter como pano de fundo uma história bíblica, a permissão. Além de pecado, a vontade de Deus e Sua misericórida estão no filme, que tem algumas colocações fora da verdade da Bíblia - o que não é novidade no cinema.
"David e Betesabá" teve cinco indicações ao Oscar, nas categorias de Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora e Melhor Roteiro.

Tesouro literário

Desde 1956 que a enciclopédia de conhecimentos "Tesouro da Juventude", obra inglesa, editada pela editora W. M. Jackson, Inc., com sede em São Paulo, com 18 volumes, faz parte do acervo de minha casa paterna. Foi fundamental a sua leitura para o complemento dos estudos de toda a família. A enciclopédia reúne conhecimentos gerais que todas os jovens necessitavam naquela época possuir.
Conta com uma seleção de temas de categoria. Uma das seções era o "Livro dos Porquês", uma seção, de perguntas e respostas, a maioria sobre temas científicos. O texto de "Tesouro da Juventude" ainda hoje é admirável.
Visitando nesta quinta-feira, 31, a Biblioteca de Humildes, ela conta com a enciclopédia "Novo Tesouro da Juventude", da Opus Editora, 1980, também com 18 volumes.

OAB Feira tem novo presidente

O advogado Ari Newton Belo Pina, que é vice-presidente, assume a presidência da Subseção de Feira de Santana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) por sessenta dias. É que o presidente Celso Pereira está se licenciando. O pedido de licença é justificado em razão da necessidade de tempo para tratar de assuntos de interesse particular.
Segundo Celso Pereira, esta também será uma oportunidade para que o colega Ari Belo Pina possa "dar sua contribuição à entidade na condição de dirigente maior, expondo as suas idéias e aplicando os seus conhecimentos no gerenciamento da Ordem". A solenidade de transmissão de cargo se deu às 17 horas desta quinta-feira, 31, no Fórum Desembargador Filinto Bastos.

Vale a pena repetir


Este muito criativo cartaz (a partir do poster do filme "Happy Feet - O Pingüim"), animação, foi postado no "Feira Livre" (http://www.feiralivrenet.com/), na terça-feira, 29. Vale a pena repetir. Tem título "Na geladeria" e o comentário: "Mais uma atuação parlamentar do nosso Mr Bean", alusão ao deputado federal Colbert Martins Filho, que ficou retido na Antártida.

Liquidação DDD

Como tem acontecido todos os anos, os Dias De Desconto (DDD) Iguatemi foram um verdadeiro sucesso. O DDD é a liquidação mais esperada e badalada da cidade. Este ano aconteceu nos dias 28 a 30 de janeiro e foi um verdadeiro carnaval de ofertas. O público comprou de tudo o que há de melhor no mundo fashion, arrumou a casa e comprou material escolar, a preços inacreditáveis.

O Iguatemi promoveu várias ações para a divulgação da campanha com mídia em TV, rádio, jornal, internet, além de ações dentro do shopping e por toda a cidade. Os grupos de animação e a decoração fortaleceram o clima festivo do evento. O Shopping Iguatemi se consagra, a cada dia, como o centro de compras e entretenimento preferido da família, por todo conforto, segurança, variedade, ofertas e constantes novidades que ele proporciona à comunidade.

Iguatemi em fevereiro

Estará de volta, a partir do dia 7 de fevereiro, o Iguatemi Acústico, no Shopping Iguatemi. Todas as quintas-feiras e sextas o público poderá desfrutar da MPB de Edir Carneiro e do som pop de Ramon. O projeto Iguatemi Acústico foi criado para oferecer mais uma opção de entretenimento para o público freqüentador da praça de alimentação Olney São Paulo do shopping, proporcionando um ambiente ainda mais agradável com boa música. Realmente, vale a pena conferir.

"Pingüins de geladeira"

Está em Claudio Humberto (www.claudiohumberto.com.br):
Pingüins
Após a inesquecível viagem à Antártida, os parlamentares brasileiros temem que fiquem conhecidos como "Pingüins de geladeira".
Um porre
A desastrada viagem dos políticos à Antártica (ou Antártida, tanto faz) não desceu redondo. Antes da viagem, não fizeram o básico de qualquer turista de meia-tijela: uma consulta à previsão do tempo.

Show gratuito de Baia no Teatro Ângela Oliveira

Baia apresenta "Habeas Cortpus Acústico"

Divulgação

O cantor e compositor Baia apresenta “Habeas Corpus Acústico”, no próximo dia 17 de fevereiro, às 20 horas, que é o primeiro show deste ano no Teatro Ângela Oliveira, do Centro de Cultura Maestro Miro, lançando em Feira de Santana o projeto “Baia na Bahia”. Antes, faz apresentações em Vitória da Conquista e em Santo Amaro. A entrada é franqueada ao público.
O trabalho “Habeas Corpus” foi lançado no fim de 2006 com aceitação de público e crítica em Brasília, Vitória, Rio de Janeiro e Curitiba. O lançamento do disco do cantor na Bahia, foi em Salvador, no mês de julho de 2007. Mauricio Baia é natural de Salvador, foi criado no Recife, mas está radicado há 20 anos no Rio de Janeiro.
Influenciado por nomes como Zé Ramalho, Bob Dylan e Tom Zé, Baia apresentará ao público um disco bem diferente de tudo o que já fez. O título do CD e do show reflete bem o momento profissional do baiano.
O bom humor costuma se fazer presente na vida e obra de Baia. Basta ouvir as letras de suas composições, sempre inteligentes e divertidas, com enfoque nos mais variados temas. Algumas faixas caíram no gosto do público, como “Fulano, Beltrano e Sicrano”, música de abertura do disco, “Tu” e “Habeas Corpus”, faixa-título.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Feirense é o time!

O Itabuna jogava na noite desta quarta-feira, 30, para manter sua incencibilidade em casa, no Estádio Luiz Viana Filho, mas o Feirense foi lá, e de virada (2x1), venceu o jogo. Com três vitórias e dois empates em sete jogos, o mais novo time baiano está em quinto lugar no Campeonato Baiano, bem na frente do Fluminense de Feira (em sete jogos não ganhou nenhum, perdeu três e empatou quatro) e próximo da zona de classificação para a próxima etapa.

Alarme falso

Está no Blog do Tarcízio (http://www.tarcizio.com.br/), do deputado estadual Tarcízio Pimenta:
Os porta-vozes do presidente Luiz Inácio Lula da Silva precisam, urgentemente, ajustar os ponteiros com os seus interlocutores na Bahia. É que a chegada de Lula na Boa Terra, anunciada com foguetório pela turma do PT, com vistas ao lançamento de um selo comemorativo e o anúncio da duplicação do Anel de Contorno de Feira de Santana não passou de um grandessíssimo Primeiro de Abril fora de época.
Dizem que os correligionários do presidente, em Feira de Santana, chegaram até a contratar uma claque para agitar a militância durante o que seria a grande visita de Lula da Silva em terras da Princesa do Sertão.
Até agora, porém, nenhum dos porta-vozes locais foi aos meios de comunicação explicar o paradeiro do companheiro-presidente, como fizeram para alardear a sua frustrada vinda a cidade, anunciada entre os dias 28 e 29 de fevereiro.

Pé frio

Saiu no "Bahia Notícias", de Samuel Celestino:
Não há o menor risco de a candidatura do deputado pelo PMDB e candidato à prefeitura de Feira derreter. Colbert, ao que se informa, continua na Antártida, visitando a base brasileira, onde o gelo é eterno, em alguns locais. Mas os assessores do seu adversário, Sérgio Carneiro, estão confiantes no sol de Feira. Que, nesta época, é tão quente que poderá estabelecer dificuldades para Colbert, que, no mínimo, chegará com o pé gelado. O que vale dizer, mais do que frio. E isso costuma ser fatal numa campanha.

Friorense volta da Antártida

Da Agência Câmara
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) já está a caminho da Antártida para buscar os 13 parlamentares - entre eles o friorense (mistura de frio com feirense) Colbert Martins Filho - que estão retidos no local. Com a melhoria do tempo, os parlamentares devem chegar ainda nesta quarta-feira (30) a Punta Arenas, no Chile.
No entanto, o retorno ao Brasil deve ocorrer somente amanhã. A previsão é que eles cheguem no final da tarde ou no início da noite de quinta-feira (31).
Apesar do bom tempo desta quarta, o retorno dos parlamentares foi atrasado devido a uma pane na aeronave da FAB que faria a viagem. Com isso, a Força Aérea decidiu enviar outro avião à base chilena.

Público dos filmes em cartaz

Keira Knightley em "Desejo e Reparação", somente até esta quinta-feira

Foto: Divulgação




Dos filmes que estão em cartaz em Feira de Santana, no Orient Cineplace, o mais visto no país é "Eu Sou a Lenda", que até domingo, 27, teve público de 1.254.530 espectadores. Depois, "Meu Nome Não É Johnny", com 1.227.861 espectadores em três semanas. "A Lenda do Tesouro Perdido: Livro dos Segredos" teve público de 217.964 nos três primeiros dias, entre sexta-feira, 25, e domingo. Todos os três filmes vão continuar em cartaz, a partir de sexta-feira, 1º de fevereiro.
"Os Seis Signos da Luz", em duas semanas, foi visto por 170.365 pessoas. Enquanto isso, o ótimo "Desejo e Reparação", em três semanas, teve público de 140.513 espectadores. Estes dois filmes só ficam em tela até esta quinta-feira, 31.

Filmes vistos há 40 anos

Vanessa Redgrave em "Depois Daquele Beijo", melhor filme visto em 1968

Foto: Reprodução
1968 é um ano emblemático e significativo para todos que viveram o período. Há 40 anos, eu estava chegando aos 20, cursava o colegial no Colégio Estadual, já escrevia sobre cinema e fazia teatro. Também fazia jornal mimeografado e manuscrito contra o governo. Acompanhava pelos jornais e revistas a Guerra do Vietnã, fazia faixas e cartazes para passeatas contra a ditadura, mas não participava das manifestações. Principalmente, ia aos cinemas (Íris, Santanópolis e salas de Salvador).
Foram 110 filmes vistos em 1968:
TÉCNICA DE UM HOMICÍDIO; MINHAS TRÊS NOIVAS, com Elvis Presley; O CAÇADOR DE AVENTURAS; COMO APRENDI A AMAR AS MULHERES; FLINT, O PERIGO SUPREMO; RASPUTIN, O MONGE MALDITO; MODESTY BLAISE, de Joseph Losey, com Dirk Bogarde; CANGACEIROS DE LAMPIÃO; CHAMAS DE VERÃO, de Tony Richardson, com Jeanne Moreau; ESPIONAGEM EM TANGER; HOMBRE, com Paul Newman; O OLHO DA ESPIONAGEM; A MORTE NÃO MANDA AVISO; ARABESQUE; DOUTOR JIVAGO (*), de David Lean, com Omar Sharif e Julie Christie; NOITES QUENTES EM COPACABANA; JAMES TONTO – OPERAÇÃO U.N.O.; O MONSTRO DA PRAIA; EM BUSCA DO PRAZER; BONECAS QUE MATAM; NEVADA SMITH, de Henry Hathaway, com Steve McQueen; O GRANDE GOLPE DO SÉCULO; A FACE DE FU MANCHU; ADORÁVEL TRAPALHÃO; PSICOSE, de Alfred Hitchocock, com Anthony Perkins e Janet Leigh; A MARCA DO VINGADOR; FELIZES PARA SEMPRE; BRENO, INIMIGO DE ROMA; VIAGEM FANTÁSTICA; PERDIDOS NO KALAHARI; PAIXÃO DOS FORTES, de John Ford, com Henry Fonda e Victor Mature; RATOS DO DESERTO; CONFUSÕES À ITALIANA; A REBELIÃO DOS APACHES; A FUGA DO PASSADO; O GRANDE GOLPE DOS SETE HOMENS DE OURO; PARIS ESTÁ EM CHAMAS?; A EPIDEMIA DOS ZOMBIES; O MAGNÍFICO FARSANTE; AMOR NA SELVA; O SENHOR DOUTOR, com Cantinflas; CONFLITOS DA MOCIDADE; MARAVILHOSA ANGELICA; MEU LUGAR É NO INFERNO; EL GRECO; TRAGEDIA SUBMARINA; A CANHONEIRA DO YANG-TSÉ; O MATADOR; MULHERES PRÉ-HISTÓRICAS; MISSÃO SECRETA EM VENEZA; O MASSACRE DE CHICAGO; CORAÇÃO DE LUTO, com Teixeirinha; OS GRANDES CAMINHOS; BROTOS AO SOL; AMANTE INFIEL; 0777 – OPERAÇÃO OCEANO; POR UM MILHÃO DE DÓLARES; BONECAS DA MORTE; CAÇADA HUMANA (*), de Arthur Penn, com Marlon Brando, Jane Fonda e Robert Redford; UM MILHÃO DE DÓLARES POR SETE ASSASSINOS; A HISTÓRIA DE ELZA; FARRA MUSICAL; O HOMEM NU, de Roberto Santos, com Paulo José; ALTA INFIDELIDADE; DEPOIS DAQUELE BEIJO (*) (Blow Up), de Michelangelo Antonioni, com David Hemmings e Vanessa Redgrave - o melhor filme visto nesse ano; WEST E SODA, animação de Bruno Bozzeto; SEGREDOS DE PARIS; O AGENTE SECRETO FLINTSTONE 1007 A.C.; OS RIFLES DA DESFORRA; BAT-MAN; O SERVIÇO SECRETO EM AÇÃO; A DAMA DE BEIRUTE, com Sarita Montiel; A MORTE DE UM MATADOR; UM HOMEM EM ISTAMBUL; A ESPIÃ QUE VEIO DO CÉU, com Rachel Welch; AS DUAS FACES DO PERIGO; ROBERTO CARLOS EM RÍTMO DE AVENTURA; UM DOLAR ENTRE OS DENTES; NÉVOAS DO TERROR; O VALETE DE OUROS; QUE NOITE, RAPAZES; OS AVENTUREIROS, com Alain Delon e Lino Ventura; SÓ PARA CASAIS; TOM DOLAR; OS DOZE CONDENADOS (*), de Robert Aldrich, com Lee Marvin e Charles Bronson; O PISTOLEIRO DO RIO VERMELHO; A VIGÉSIMA-QUINTA HORA, com Anthony Quinn; 895. A RAINHA DOS VIKINGS; GRINGO, com Gianmaria Volontè; QUANDO ELES E ELAS SE ENCONTRAM; O BACANA DO VOLANTE, com Elvis Presley; O SAMURAI, com Alain Delon; EL DORADO (*), de Howard Hawks, com John Wayne e Robert Mitchum; MASSACRE NO SUPERMERCADO; GAROTA DE IPANEMA; ANGELICA E O REI; OS PROFISSIONAIS, com Burt Lancaster e Claudia Cardinale; GOLPE DE MESTRE A SERVIÇO DE SUA MAGESTADE BRITÂNICA; DOIS CONTRA O OESTE; A GRANDE RAPINA DO OESTE; 007 CONTRA CHANTAGEM ATÔMICA, com Sean Connery; UMA SOMBRA NA JANELA, com Anthony Perkins; INTRIGA INTERNACIONAL, de Alfred Hitchcock, com Cary Grant; UMA RAJADA DE BALAS (Bonnie & Clyde), de Arthur Penn, com Warren Beatty e Faye Dunaway; O CORINTIANO, com Mazzaropi; A QUADRILHA DO KARATÊ; NASCER OU NÃO NASCER; COMO CONQUISTAR AS MULHERES (Alfie) com Michael Caine; OPINIÃO PÚBLICA, documentário de Arnaldo Jabor; O GRANDE ROUBO DO TREM; ALVAREZ KELLY; DESBRAVANDO O OESTE.
(*) Fazem parte da minha coleção de DVDs para a necessária revisão.

Cinema como poder da imagem, poder da palavra

Keira Knightley e James McAvoy em "Desejo e Reparação", até esta quinta-feira
Foto: Divulgação
O leitor Jorge Nunes enviou comentário para o Blog Demais afirmando que “senti falta de uma análise sua mais detalhada do filme ‘Desejo e Reparação’. Vi o filme na terça feira e fiquei impressionado com a deslumbrante fotografia e a soberba interpretação de todo o elenco. Em resumo, um FILMAÇO que, infelizmente, só fica uma semana em cartaz na nossa cidade”.
Pois é, Jorge, realmente “Desejo e Reparação” é um grande filme. Imperdível. É cinema como poder da imagem. Poder da palavra escrita, que é explícita até na trilha sonora, com o barulho das teclas da máquina de escrever fundindo com a música.
Dirigido por Joe Wright, o filme adapta o romance “Atonement” (“Reparação”, no Brasil), de Ian McEwan. O desejo acrescentado ao título no Brasil é mero complemento, mesmo tendo a ver com o que é mostrado na tela.
O filme trata de paixão, sofrimento, mas principalmente sobre culpa e o peso que o sentimento impõe. A reparação tem o significado amplo de redenção. Tudo começa com uma mentira e outra e vem a sucessão de mal-entendidos, que são tão devastadores quanto a guerra, que é pano de fundo da história de amor.
Um dos destaques do filme é o plano seqüência (travelling), de quase seis minutos, em que o personagem Robbie (James McEvoy) e dois companheiros anda pela praia em meio à saída de tropas inglesas e francesas pós-Batalha de Dunquerque (1940), durante a Segunda Guerra Mundial.
O filme está em cartaz somente até esta quinta-feira, 31, no Orient Cineplace, em sessão única, às 20h50. Uma pena que o grande público não prestigie mais filmes como esse.
Indicado ao Globo de Ouro 2008 em sete categorias: Melhor Filme - Drama, Trilha Sonora, Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Diretor e Melhor Roteiro, tendo vencido as duas primeiras.As indicações de “Desejo e Reparação” ao Oscar são: Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan, de 13 anos), Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora.

Promoção

O tenente coronel Guilherme José da Costa Nascimento, comandante do 35º Batalhão de Infantaria, foi promovido em dezembro de 2007 a coronel. Em breve deverá deixar o comando do Exército nesta cidade.

Morreu de confusão

Foi encontrada no bolso de um suicida a seguinte carta, endereçada ao delegado de polícia:

"Não culpe ninguém pela minha morte. Deixei esta vida porque um dia mais que eu vivesse acabaria morrendo louco. Explico: tive a desdita de casar-me com uma viúva, a qual tinha uma filha. Se eu soubesse disso, jamais teria me casado. Meu pai, para maior desgraça, era viúvo e, quis a fatalidade, que ele se enamorasse e casasse com a filha de minha mulher. Resultou daí que minha mulher tornou-se sogra de meu pai. Minha enteada ficou sendo minha mã, e meu pai era ao mesmo tempo, meu genro. Após algum tempo, minha filha trouxe ao mundo um menino, que veio a ser meu irmão, porém neto de minha mulher, de maneira que fiquei sendo avô de meu irmão. Com o decorrer do tempo, minha mulher também deu à luz um menino, que, como irmão de minha mãe, era cunhado de meu pai e tio de seu filho, passando minha mulher a ser nora de sua própria filha. Eu fiquei sendo pai de minha mãe, tornando-me irmão de meu pai e de meus filhos, e minha mulher ficou sendo minha avó, já que é mãe de minha mãe. Assim, acabei sendo avô de mim mesmo. Portanto, antes que a coisa se complique mais, resolvi desertar deste mundo".

Registro

O artista plástico Rubens Gerchman morreu na terça-feira, 29, em São Paulo. Além de pintor, era desenhista, escultor e gravador. Morou em Nova York entre 1968 e 1972. Entre 1975 e 1979, assumiu a direção da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro. Foi co-fundador e diretor da revista de vanguarda "Malasartes". De 1979 a 1980, incentivado pela bolsa da Fundação Guggenheim e premiado na Bienal Ibero-Americana, trabalhou nos Estados Unidos e México, onde deu aulas na Universidade Nacional. Lançou, em 1989, o livro "Gerchman", e, em 1993, publicou o álbum de litografias "Dupla Identidade". Em 2000, lançou álbum com 32 litografias, primeiro volume da coleção "Cahier d'Artiste", da Lithos Edições de Arte.
O registro é por ter conhecido e entrevistado o artista durante a 43ª Bienal Internacional de Arte de Veneza, em junho de 1988, quando este jornalista integrou a equipe do artista plástico feirense Juraci Dórea, que mostrou o "Projeto Terra", representando o Brasil junto com o artista paulista José Resende.

Declaração de visitas

Com 446 dias de existência, o Blog Demais está satisfeito com o número médio diário de visitantes, que dá mais de 110 visitas. O Blog Demais não tem receio de colocar a ferramenta “Hit Counter”, que assinala o número de visitantes - diferentemente de outros veículos. Não busca desesparadamente alardear ser o mais visitado e até rejeita a visita de petralhas, que se incomodam com o viés que é dado.

Conta de chegar

Colbert Martins Filho, o deputado que entrou numa fria, vai disputar pela quarta vez a Prefeitura de Feira de Santana. Primeiro, em 1996, ele obteve 46.330 votos. Quatro anos depois, a obtenção de 69.395 votos. Nas últimas eleições municipais, em 2004, a votação caiu em relação à anterior, com 47.721 votos.
Para ser eleito este ano em primeiro turno, como pretende, ele vai ter que, pelo menos, somar as três eleições anteriores.

Duas notas sobre a Antártida

Está no Blog de Cláudio Humberto, edição desta quarta-feira, 30:
Uma Brastemp
Os parlamentares retidos na Antártida entraram numa fria, mas nós pagaremos a "geladeira": o avião de resgate da FAB e as diárias do pessoal de apoio. Os políticos pés-frios não terão diárias adicionais.
Pensando bem...
...se o tempo não ajudar, os políticos retidos na Antártida podem substituir o Carnaval por um "Holiday on ice".

André Curvello é secretário de Comunicação em Salvador

O jornalista André Curvello (foto, reprodução) foi escolhido pelo prefeito de Salvador João Henrique Barradas Carneiro (PMDB) como novo secretário de Comunicação. Ele é o sexto secretário do órgão e substitui a Vitor Hugo Soares.
André Curvello foi secretário de Comunicação Social da Prefeitura, quando o hoje senador João Durval Carneiro (PDT) era prefeito de Feira de Santana, entre 1993 e 1994. Também esteve à frente da Comunicação de Camaçari no governo José Tude (DEM).

Paulo Bindá lança novo CD

O cantor e compositor feirense Paulo Bindá, que este ano completa 16 anos de participação na Micareta, está lançando seu mais novo trabalho musical, o CD "Felicidades Pra Você", que traz um repertório variado de axé music. Pode-se afirmar que Paulo Bindá é o legítimo representante deste estilo de música emFeira de Santana, com reconhecimento efetivo. Acompanhado da banda Axé Balanço, ele tem se apresentado em vários eventos na Bahia e em outros estados.
No Carnaval ele vai se apresentar em Maragogipe e São Francisco do Conde. O CD foi gravado no Pabi Stúdio, do próprio artista. São 20 faixas e o principais hits são a regravação da música de Roberto Carlos "Na Paz do Teu Sorriso", naturalmente em ritmo de axé, a canção título e o pot-pourri de pagodes baianos.
Vale lembrar que Paulo Bindá é responsável pela direção artística e musical do festival Vozes da Terra, que este ano terá sua oitava edição, promovida pela Prefeitura de Feira de Santana, através da Fundação Cultural Egberto Costa e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

Gastos sem licitação

Está nos jornais que em 2007, no primeiro ano de gestão, o governo Jaques Wagner gastou R$ 314 milhões sem licitação. Os dados foram tirados do "Diário Oficial do Estado" e o órgão que mais gastou sem concorrência - R$ 125, 1 milhões - foi a Secretaria de Saúde. A questão está repercutindo mal, afinal Wagner se elegeu pregando transparência.

Feira de Santana não está entre as 556 cidades mais violentas do Brasil

Os jornais locais desta quarta-feira, 30, trazem notícias, como sempre, da violência. Em Feira de Santana estão registrados até agora 25 assassinatos, que representam mais de 50% em relação à janeiro de 2007.
Em Salvador, em 2007, o índice de 1.449 assassinatos no primeiro ano de gestão do governador Jaques Wagner, contra 1.176 em 2006, segundo o "Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros 2008", da Rede de Informação Tecnológica Latino Americana (Ritla).
Mas, apesar dos números altos, Feira de Santana não está entre os 556 municípios brasileiros mais violentos - que representam 10% do total nacional. São 25 municípios baianos que integram o ranking - Salvador ocupa a 13ª posição na Bahia e no âmbito nacional está na 342ª posição.
A pesquisa usa taxa média de homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Detalhe é que nenhuma cidade da região de Feira de Santana entra no ranking. Porto Seguro é a cidade onde a violência é maior na Bahia, seguida de Simões Filho, Itabuna, Juazeiro, Lauro de Freitas, Camaçari, Candeias, Eunápolis, Ilhéus e Vitória da Conquista.

Aprendendo sobre iceberg

Manhã de quarta-feira, 30, e nenhuma notícia mais recente sobre o deputado federal Colbert Martins Filho (PMDB), que está retido na Antártida, desde sexta-feira, 25. O parlamentar entrou literalmente numa fria, em plena pré-campanha de sua candidatura a prefeito. Tem entendidos na questão que estão considerando que a missão de parlamentares só conseguirá sair do continente gelado depois do Carnaval.
De qualquer maneira deve estar sendo interessante para Colbert conhecer mais sobre iceberg e que tais.

Exemplo de obra avançada
















Fotos de ACM (Secom) durante visita feita pelo prefeito José Ronaldo à obra do Teatro Virtual.

terça-feira, 29 de janeiro de 2008

"Vingança"

Está no blog "Política Livre" (www.politicalivre.com.br), com o título "Ex-assessor de prefeito quer “vingança” contra deputado":
João Andrade Neto, que se auto-proclama ex-assessor de João Henrique (PMDB), iniciou uma verdadeira campanha na internet intitulada “Feira não merece” na qual, além de criticar severamente o irmão do prefeito, o deputado federal Sérgio Carneiro, anuncia que vai colocar adesivos, faixas e outdoors pelas ruas de Feira de Santana, pedindo à população para não votar nele para a Prefeitura.

Público infanto-juvenil é o alvo

Alex Etel em "Meu Monstro de Estimação", que tem lançamento nacional na sexta-feira
Foto: Divulgação
Na semana de Carnaval, que se inicia sexta-feira, 1º de fevereiro, tão somente uma novidade nas telas do Orient Cineplace. Trata-se do lançamento nacional da aventura infanto-juvenil “Meu Monstro de Estimação” (The Water Horse: Legend of the Deep), de Jay Russell, baseada em livro homônimo do inglês Dick King-Smith.
Na Escócia, durante a II Guerra Mundial, o pequeno Angus (Alex Etel) vive triste e solitário. Seu pai morreu no conflito e sua mãe cuida de uma propriedade. O menino encontra uma pedra, que mais tarde se revela um ovo, às margens do Lago Ness. Dele, sai um estranho animal que não se assemelha a nenhuma espécie conhecida, que mais tarde descobre ser um cavalo-d’água, daí o título original do filme.
Assim, o filme conta uma história baseada na famosa lenda escocesa, que já tem mais de 1.500 anos sobre o Monstro do Lago Ness, também conhecido por Nessie, uma criatura aquática que alegadamente tem sido vista. A sua existência, ou não, continua a suscitar debate entre céticos e os que acreditam na lenda. Os efeitos especiais são destacados e foram realizados pela mesma equipe (da Weta Digital) de “As Crônicas de Nárnia”. A cópia que estará em exibição é dublada. Horários: 13h50 (somente no sábado e no domingo), 16h10, 18h30 e 20h50.
“Eu Sou a Lenda” (horários: 14h40 - no sábado e no domingo -, 16h55, 19h10 e 21h20), em terceira semana, “Meu Nome Não É Johnny” (horários: 13h30 - no sábado e no domingo -, 16 horas, 18h40 e 21h10e “A Lenda do Tesouro Perdido: Livro dos Segredos” (horários: 13h10 - no sábado e no domingo -, 15h45, 18h20 e 21 horas), ambos em segunda semana, continuam em cartaz. Todos os três atraindo grande público ao Multiplex do Iguatemi.

19,5 milhões de preservativos para serem desperdiçados

Com a alegação de reforçar as ações de prevenção à aids no Carnaval, o Ministério da Saúde está anunciando a distribuição de 19,5 milhões de preservativos para estados e municípios. A campanha deste ano tem foco nas mulheres jovens, com o slogan “Bom de cama é quem usa camisinha”. Também serão distribuídas 100 mil tatuagens temporárias com a inscrição “Tenho atitude. Uso camisinha”.
A consideração que se faz é que mais uma campanha oficial com viés bem estúpido e que não vai resultar em nenhuma prevenção. A maioria dos preservativos é usada como bolas de assoprar. É só dar uma olhada nos blocos para ver a destinação que é dada.

Programa FTC Digital alia novas tecnologias aos métodos tradicionais

Com uma visão moderna de educação, a Rede de Ensino FTC está sempre inovando para oferecer ensino superior de qualidade. Esta é, inclusive, a sua característica mais marcante. Desde o seu surgimento, há oito anos, surpreendeu com um projeto pedagógico inovador, marcado pela interdisciplinaridade e o empreendedorismo.
Agora, lança mais uma novidade: o Programa FTC Digital, que chega para incorporar modernas tecnologias de ensino às tradicionais já existentes. O lançamento para toda rede, faz parte da cultura da instituição, voltada para o uso de tecnologia nas práticas de gestão administrativa e acadêmica. Nesta primeira etapa serão contempladas nesta modalidade de ensino apenas duas disciplinas comuns a todos os cursos e, exclusivamente, para os novos alunos que ingressarem na instituição a partir deste primeiro semestre.
O programa, na avaliação do professor Heraldo Morais, diretor geral da FTC Feira de Santana, vem completar a experiência da instituição, que há quatro anos criava a FTC EaD, para executar um amplo projeto de educação a distância, a princípio, oferecendo cursos de licenciatura, depois os de bacharelado, e mais recentemente cursos tecnológicos e de pós-graduação.
O professor Heraldo Morais explica que a FTC Digital é uma ferramenta tecnológica moderna, 100 por cento desenvolvida por professores, pedagogos e designers do quadro de colaboradores da própria FTC. “A geração internet vai se sentir completamente à vontade, ao utilizar essa ferramenta, que vem complementar o ensino presencial. Também aqueles que ainda não possuem muita familiaridade com o uso dos recursos da informática, vão, igualmente, dispor do suporte de um laboratório com acompanhamento de monitores, participarão de fóruns, discussões, terão acesso a diversos links de pesquisa e, assim, estarão conectados com o que há de mais moderno em termos de mídia de aprendizagem”, completa o professor. As aulas serão iniciadas em 11 de fevereiro.

Factóide

Quem anunciou que Lula estaria na Bahia entre ontem (segunda-feira, 28) e hoje (terça-feira, 29)? Salvador, Feira de Santana e Valente estariam no roteiro. Parece que esqueceram de avisar ao presidente e fica porisso mesmo. Ninguém assume que provocou um factóide, principalmente na imprensa feirense, induzindo jornalistas e radialistas ao erro. O Blog Demais duvidou sempre da notícia, pois não havia o que Lula fazer em Feira.

Regras para autoridades dispostas a brincar Carnaval

Tirado do Blog do Noblat:
Nada de boca livre ou quaisquer outros favores durante o carnaval. Nem no Sambódromo, no Rio, nem nas avenidas de Salvador, nem em lugar algum. A Comissão de Ética Pública do governo ficará de olho nos privilégios concedidos às autoridades sujeitas ao Código de Conduta da Alta Administração Federal, em vigor desde 2001.
- O nosso trabalho é para dar um basta nessa história de "sempre se fez, e daí?"-, ensina o presidente da Comissão, Marcílio Marques Moreira.
E para que ninguém depois venha dizer que não sabia de nada, a Comissão divulgou uma nota com as principais orientações a serem seguidas. Fica claro que autoridade pública pode, sim, claro, pular carnaval. Ninguém é de ferro. Mas...
1. Freqüentar camarotes particulares, de cervejarias, veículos de comunicação ou qualquer outra empresa privada? Só se pagar, se for por contra própria. De graça, como cortesia, brinde, presente, nem pensar! De acordo com o Código, isso pode "gerar dúvida sobre a probidade ou honorabilidade" da autoridade – o suficiente para configurar falta de ética.
2. Autoridade pública aceitar de particulares ou empresas privadas hospedagem em hotéis e passagens aéreas para ele e para toda a família, ou mesmo simples convites para assistir a desfiles ou a passagem de trios? Na-na-ni-na-não! Pode não! Só se a grana sair do bolso da autoridade. E nada de vestir camisetas dessas empresas. Também poderia suscitar dúvidas na população e, portanto, vir a ser um gesto considerado falta de ética.
3. E se o convite partir de uma entidade pública estadual ou municipal? Convite para curtir a festa em camarotes do governo ou da prefeitura, por exemplo? Aí tudo bem, passe livre. Não há qualquer restrição nesses casos.
Se alguma situação de desrespeito ao Código for descoberta, a Comissão a colocará em pauta depois das festas.

Forfait de Lula

Estamos na terça-feira, 29, data anunciada da visita do presidente Lula a Feira de Santana.
Agenda de Lula nesta data:
9h30 - reunião de coordenação
12 horas - reunião com membros do conselho diretor do Instituto Brasileiro de Siderurgia
15 horas - reunião com Paulo Bernardo, ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão
18 horas - reunião com Cezar Alvarez, chefe de gabinete adjunto de agenda do gabinete pessoal do presidente da República.
Assim, fica a questão: por que Lula não vem? Quem programou a visita?

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Kit falta de vergonha

Por Percival PUggina, em 28 de janeiro, no site "Mídia Sem Máscara" (www,midiasemmascara.com.br):
“Vai transar? O governo dá camisinha. Já transou? O governo dá pílula. Engravidou? O governo dá o aborto. Teve filho? O governo dá o Bolsa Família. Tá desempregado? O governo dá Bolsa Desemprego. Vai prestar vestibular? O governo dá o Bolsa Cota. Não tem terra? O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta. É um circulo vicioso manejando a manada. Eeeh..oh..oh.. vida de gado... povo marcado... povo feliz”
(Autor desconhecido).

E eu acrescento: Perdeu a vergonha? Não procure no governo que ele não tem.Em certo escritório, dois colegas foram assistir uma apresentação de dança. Um deles só aceitou o programa porque o amigo o presenteou com o ingresso, constrangendo-o, assim, a comparecer. Quando o espetáculo terminou, o colega admirador da arte indagou: “E então, gostaste?” Ao que o outro, com franqueza, respondeu: “Uma bela música, um lindo cenário, garotas muito bonitas, bem ensaiadas, mas tu sabes como eu sou - se não transo, não me divirto”.
Lembrei-me disso ao ver as campanhas que promovem o uso de preservativos de borracha durante o Carnaval. No festival de grossura que assola o país, a grande imprensa e o próprio governo parecem decididamente dispostos a transformar o Carnaval numa festa da sexualidade irresponsável.
Sempre houve e sempre haverá quem só se divirta dessa maneira, como o sujeito da anedota, mas felizmente ainda não é isso o que se observa na maioria dos salões e nas ruas, onde a diversão corre por conta da música, do ritmo, da dança, e de muitas outras atividades e prazeres aos quais as pessoas se dedicam em tais circunstâncias. Portanto, a associação que se procura fazer, com cunho oficial, chancela verde-amarela e repercussão mundial, entre Carnaval e libertinagem, é uma forma de estabelecer o desvio como padrão, até que a boa conduta se converta em desvio.
Quando isso acontecer, estará evidenciado o segundo e fatal erro de tais campanhas, pois se há relação entre o avanço da AIDS e a promiscuidade sexual, quanto mais promíscuos houver, maior será a incidência da moléstia que supostamente se deseja combater. No carnaval deste ano, a falta de vergonha oficial alcançou seu ponto máximo. Tendo compreendido, talvez, que a camisinha não é um salvo-conduto perfeito, o governo inclui no kit falta de vergonha uma pílula do dia seguinte (não deveriam ser três?), para facilitar o aborto no caso de fracasso do preservativo.
O autor é arquiteto, político, escritor e presidente da Fundação Tarso Dutra de Estudos Políticos e Administração Pública.

"Prenda sua cabrita, que o meu bode tá solto"

Extraído so Blog Reinaldo Azevedo:
Acabo de ver na TV uma propaganda estimulando o uso de camisinha. É feita por uma ONG, com o apoio do Ministério da Saúde. É assim: o garoto tenta “pegar” a menina na parede, sabem?, em público mesmo, ali no meio do ziriguidum, do balocobaco e do telecoteto. Ele vai pra cima. Ela, muito consciente, diz: “Ah, sem camisinha, não”. Ele insiste. A moral da história é a máxima popular: “Prendam a sua cabrita, que o meu bode tá solto”. Aí, como é tudo ficção, aparece um bloco carnavalesco e dá uma camisinha para o rapaz. Pronto! Ele já pode “pegar” a moça. Segundo o Ministério da Saúde, já é sexo responsável. Parabéns, Temporão!

O show da esquerda

Comentário de Arnaldo Jabor sobre Chávez e as Farc no "Jornal de Globo", edição do dia 14 de janeiro:
A esquerda mundial já teve um momento de beleza: Che Guevara, Fidel Castro jovem, Cienfuegos, até mesmo o Mao da longa marcha. Era uma bandeira de coragem, da luta por um novo homem. A esquerda já foi esperança. Mas o tempo passou. Depois ela se mostrou incompetente, se corrompeu por dentro, criou uma classe privilegiada, matou milhões em nome da vida, reprimiu milhões em nome da liberdade, mata milhões de fome na Coréia do Norte até hoje. Foi tudo um fracasso histórico e acabou. Só existe na América Latina, como show, e na mente de intelectuais medíocres como um sonho infantil. O show de Chávez se limpando do vexame depois que o rei da Espanha lhe mandou calar a boca foi patético. Aquele arrogante ditadorzão bancando o bonzinho com as crianças. Depois diz que os terroristas das Farc não são terroristas, mas "grupos de insurgentes". Na hora os terroristas o refutaram: "somos terroristas sim, e financiados pela cocaína. Matamos com grana da droga e seqüestramos mais seis ontem". E vocês acham que intelectuais europeus e brasileiros têm coragem de denunciar Chávez e as Farc? Eles têm medo de serem chamados de reacionários. Aqueles criminosos na floresta da Colômbia não são os heróis cubanos em Sierra Maesta, não. São traficantes de drogas em nome de um sonho que virou um pesadelo para a América Latina.

Resposta



Rowan Atkinson (foto, reprodução), ator que faz Mr. Bean trabalha em "Entrando Numa Fria"? Esta questão foi endereçada ao Blog Demais. A resposta é não. A comédia é estrelada por Robert De Niro e Ben Stiller.

Ninguém

Quem em Feira de Santana sabia que o deputado federal Colbert Martins Filho (PMDB) faz parte da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Programa Antártico Brasileiro (Proantar)?
O Proantar integra o programa antártico mundial e custa cerca de R$ 20 milhões do Orçamento da União. A maior parte dessa verba vem de emendas parlamentares. Daí 13 parlamentares estarem na Antártida.

Cultura útil

Por que o Carnaval deste ano acontece mais cedo - entre 1 e 5 de fevereiro? A data é de acordo com o calendário gregoriano cristão, que diz que o Domingo da Páscoa é determinado pela primeira lua cheia da primavera. A partir desta data é que são contados os 40 dias anteriores marcando a Quarta-Feira de Cinzas e o Carnaval (43 dias antes). As fórmulas existentes calculam o que se convencionou chamar de "Cálculo Eclesiático", quando em 325 o Concílio de Nicea assim definiu. É a partir da Páscoa que as outras datas do calendário cristão são estabelecidas.

Prefeito visita obras do Teatro Virtual













Fotos de ACM (Secom)


As obras para construção do Teatro Virtual, primeira etapa do Museu Parque do Saber, deverão ser concluídas até março deste ano. A execução do serviço está sendo acompanhada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, que esteve no canteiro de obras para verificar o cumprimento do cronograma estabelecido pelo Governo Princesa do Sertão para que o equipamento, o primeiro da América do Sul e sexto no mundo, seja inaugurado até junho deste ano.
De acordo com o cronograma, a instalação da cúpula de projeções do Teatro Virtual deverá ser instalada no próximo mês, para receber os equipamentos e programas que virão da Alemanha e dos Estados Unidos. Os fornecedores inclusive estão acompanhando o processo de construção de toda estrutura através da Internet.
Para garantir a execução das obras dentro do cronograma estabelecido, a empresa responsável pelo serviço está com equipes de profissionais trabalhando das 7 às 15 e das 15 às 23 horas ininterruptamente. “Este é um projeto inovador audacioso que dará um importante impulso à educação no município e em toda a região. O equipamento vai atender às escolas das redes públicas municipal e estadual, também à rede particular e às universidades, em todos os níveis de ensino, sendo utilizado para aulas das mais diversas disciplinas”, explicou o prefeito José Ronaldo.
Nesta primeira etapa das obras estão sendo construídos em alvenaria, além da sala para a cúpula, a caixa d´água com bilheteria. Toda a execução das obras está sendo acompanhada por engenheiros e técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente.
Durante a visita às obras, o prefeito José Ronaldo esteve acompanhado dos secretários Justiniano França, de Serviços Públicos, e José Pinheiro, de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, vice-prefeito Antônio Carlos Borges Júnior e presidente da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, Augusto César Orrico.

Não se fala mais nisso

Foi a coluna "Tempo Presente", jornal "A Tarde", edição de sexta-feira, 11, com a nota "Antes de Momo, Lula", que deu a informação de que o presidente Lula viria à Feira de Santana, para "dar o pontapé inicial da construção do novo Anel Rodoviário da cidade (com a duplicação da BR-116 até Paraguaçu)".
Em postagem, consideramos que a "comunicação de governo petista é sempre truncada, com cada um a cada dia afirmando uma coisa, que, aliás, nunca é concretizada. Ninguém acredita na duplicação do Anel de Contorno e agora vem esta de novo Anel Rodoviário?".
Na véspera da data prevista da visita, não se fala mais nisso. O presidente Lula não deve mesmo estar em Feira de Santana.

Filmes do momento

"Entrando Numa Fria", com o deputado federal Colbert Martins Filho retido na Antártida; e
"De Salto Alto", com o deputado José Neto, antes das prévias do PT.
Originalmente, o primeiro filme é uma comédia com Robert De Niro e Ben Stiller, lançado em 2004. O outro filme é do espanhol Pedro Almodóvar, de 1990.

Leitora comenta

Olá Dimas,

Primeiramente quero parabenizá-lo pelo Blog Demais, confesso que descobri há muito pouco tempo, mas posso dizer com toda a segurança que trata-se de um blog inteligente que só vem para somar, com ótimas informações fazendo com que os leitores se mantenham sempre informados. Parabéns!
Um grande abraço, Daniela Félix, de São Paulo-SP.

De touro e tatu

Acostumada a ver a vaca ir para o brejo, a torcida do Fluminense de Feira continua vendo o time indo para o buraco. No Campeonato Baiano, em seis jogos, três derrotas e três empates. Na derrota de domingo, 27, para o Vitória da Conquista, levou gol de Tatu. Bem sugestivo.

Por que a clandestinidade?

Somente por causa da impossibilidade de voltar ao Brasil, pela baixa temperatura, toma-se conhecimento que o deputado federal Colbert Martins Filho (PMDB) está entre os 13 integrantes do grupo de parlamentares brasileiros que se encontra na Antártida. O grupo deixou o país na segunda-feira, 21, e deveria retornar na sexta-feira, 25.
Os parlamentares foram para a Antártida em uma expedição oficial a convite da Marinha para conhecer os trabalhos na Estação Comandante Ferraz, a base brasileira no continente gelado.
Jornais e sites contam, nesta segunda-feira, 28, que o deputado entrou literalmente numa fria. Estranho é que ele não informou antes à imprensa sobre sua ida para a Antártida. Qual a razão de esconder o fato?
No sábado, 26, em um programa de rádio, com a especulação de que tinha candidato a prefeito, em plena pré-campanha, no exterior, o assessor do deputado, Liomar Ferreira, foi rápido em ligar para a emissora e afirmar que Colbert se encontrava na cidade.

domingo, 27 de janeiro de 2008

Perfil do PMDB

Na revista "Veja" que está nas bancas, uma matéria, "Hora de escancarar a porteira", que dá um perfil do que é o PMDB.
Tratando sobre a "aliança político-programática" do PT com o PMDB, o texto diz que: Alianças partidárias são parte do jogo democrático. Ocorre que o PMDB é um partido cheio de peculiaridades - todas eleas bem pouco abonadoras. Desde a sua fundação, ainda durante o regime militar, a leganda nunca primou pela coesão programática. "Sempre foi uma aglomeração de velhas e novas oligarquias, cuja única preocupação é capturar nacos do aparelho do estado para perpetuar sua força regional", diz o sociólogo Demétrio Magnoli.
A matéria mostra uma lista do atual elenco peemedebista, que é auto-explicativa", incluindo o deputado federal Jéder Barbalho, no Pará, Renan Calheiros, em Alagoas, Romero Jucá, em Roraima, Orestes Quércia, em São Paulo. "Todos esses políticos têm duas características em comum: serviram a vários governos e deixaram atrás de si denúncias de mau uso do dinheiro público, como diz o texto, completando: Para não falar de Geddel Vieira Lima, novo cacique baiano e a face mais rechonchuda do fisiologismo peemedebista. Uma sugestiva foto de Geddel ilustra a matéria. Na legenda: o ex-oposicionista agora é ministro da Integração Nacional e comandará a transposição do Rio São Francisco, que exigirá a transposição de 4,5 bilhões de reais dos cofres públicos.
Está contido no texto que o presidente Lula escancara as portas para o PMDB - e fecha os olhos para a ética, a probidade e a boa governança.
A matéria é bem ilustrativa do que representa o PMDB e é fechada com uma constatação: Quanto ao país, isso é o de menos. A isso, dá-se o nome de desfaçatez.
Feira de Santana não pode cometer o erro de entregar a Prefeitura ao PMBD.

sábado, 26 de janeiro de 2008

PT, o partido dos ricos

Por Olavo de Carvalho
O PT não é um partido ladrão porque abandonou seus altos ideais e se corrompeu ao contato com a maldita direita. Para que a direita o corrompesse seria preciso que ela fosse mais corrupta do que ele, e é só comparar a lista de escândalos dos governos respectivos para ver que o próprio P. C. Farias teria muito a aprender com os Dirceus e Berzoinis. O PT é um partido ladrão porque é um partido revolucionário, filiado a uma tradição de amoralismo maquiavélico que pelo menos desde a Revolução Francesa, com intensidade crescente desde a Primeira Internacional de 1864 e mais ainda desde a fundação do Partido Social-democrata de Lênin, sempre achou que era de seu direito, e até da sua obrigação, financiar a si próprio por meio de assaltos, de seqüestros, de extorsões, de desvio de dinheiro público, bem como de uma infinidade de negócios capitalistas legais e ilegais, cujo volume total faria inveja a seus mais reacionários inimigos burgueses.
Estudem a vida de Lênin e confirmarão o que estou dizendo. O volume do capital que o financiava, sem contar a ajuda de governos estrangeiros, era tal que, se aplicado em atividades produtivas, teria feito dele uma espécie de J. P. Morgan - com o detalhe significativo de que as contribuições de J. P. Morgan engrossavam aquele capital junto com o dinheiro dos assaltos comandados por Stálin.
Revoluções custam caro. O revolucionário Parvus, que enriqueceu com mil e um negócios na Turquia, já ensinava em 1914: “A melhor maneira de derrubar o capitalismo é nós mesmos nos tornarmos capitalistas.” Não foi o Lulinha quem descobriu essa fórmula. Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht riram dela e acabaram derrotados. Lênin, o vitorioso, ouviu-a com reverência e gratidão da boca de seu gerente financeiro na Suíça, Jacob Hanecki, a quem depois da Revolução premiaria com o cargo de Comissário do Povo para as Finanças. Leiam Lenin in Zurich , de Alexander Solzhenitsyn (London, Farrar, Straus & Giroux, 1975).
A revolução socialista consiste na simples transfiguração de uma elite ativista proprietária de boa parte do capital em senhora absoluta de todo o capital. Sempre foi assim, e com a esquerda nacional não é diferente. O mensalão não foi um pecado temporão cometido por almas santas no último minuto antes da ascensão aos céus. Foi a execução lenta e metódica de planos traçados desde o começo da década de 90 - contemporâneos à criação do Foro de São Paulo -, já denunciados então por César Benjamin, algo como uma versão “los macaquitos” de Karl Liebknecht, à qual, como a este último, a História e o distinto público deixaram falando sozinha.
Tomem, por exemplo, a forma mais simples e bruta do capital - a posse da terra - e façam a conta de tudo o que a militância organizada, com o auxílio deste governo e dos anteriores, vem amealhando ao longo dos últimos anos. Somem a extensão das propriedades do MST com as reservas indígenas, com os quilombos (ou ditos tais) em vias de desapropriação, com os imóveis estatais e privados já transferidos a ONGs ativistas, com as áreas sob domínio das Farc diretamente ou através de seus prepostos locais - e verão que nunca houve, neste país, um patrimônio imobiliário comparável. Nem incluo aí o patrimônio financeiro - as verbas estatais que jorram sobre as organizações esquerdistas, as participações acionárias em mil e uma empresas, as contribuições internacionais impossíveis de calcular e, last not least , os lucros do narcotráfico. Os ricos não serão destruídos pelos pobres. Serão destruídos pelos mais ricos.
No fundo, o cinismo lulista é até mais respeitável do que o moralismo posado de seus críticos de esquerda, postiço até o desespero, macaqueação tardia do mesmo discurso enganoso que levou o PT às supremas glórias eleitorais. O que o antilulismo de esquerda nos promete, na hipótese viabilíssima de sua ascensão ao poder, são prodígios de ladroagem que farão Dirceu e Berzoini parecerem São Cosme e São Damião. No ato mesmo em que explicam a corrupção petista como traição aos ideais revolucionários, os santarrões do PSOL e do PSTU se desmascaram a si próprios com uma eloqüência quase sublime: Quem pode acreditar em patifes que prometem fazer a revolução marxista sem descumprir em nada os ditames da moral burguesa?
Ademais, por que alardeiam suas denúncias na Rede Globo, na Folha, no Estadão - naquela mesma mídia a que chamam reacionária e imperialista - antes de haver sequer tentado discuti-las discretamente no Foro de São Paulo, a instância máxima do esquerdismo continental? Roupa suja se lava em casa, e quando alguém o faz em público antes de haver nem mesmo tocado no assunto em família, é porque está tramando alguma. Imaginem um soi disant dissidente soviético que, nos anos 60, saísse berrando contra o comunismo na Voz da América ou Rádio Europa Livre, ao mesmo tempo que conservasse seu cargo e suas boas relações no Politburo ou na KGB. É exatamente a mesma coisa. Se a esquerda está dividida entre os corruptos e os honestos, a divisão deveria aparecer primeiro nos seus debates internos - só depois ante os inimigos, se chegasse a tanto. O inverso é prova clara de que se trata de pura encenação, de que por trás a família continua unida e coesa, tramando para ludibriar uma vez mais a multidão dos trouxas.
Não há cisão na esquerda: há apenas uma natural divisão de trabalho - uns amealham dinheiro e poder à custa de enfear a imagem do esquerdismo, outros embelezam a imagem consentindo devotadamente em adiar o recebimento da sua quota de dinheiro e poder. Sempre foi assim. O movimento revolucionário limpa-se na sua própria sujeira, engorda alimentando-se do seu próprio cocô.
O hábito de salvar o prestígio do esquerdismo no ato mesmo de denunciar os seus crimes já está tão arraigado nas rotinas mentais da classe falante, que aparece até mesmo nos lugares que se julgariam, à primeira vista, os mais inusitados. Falando dos reféns em poder da narcoguerrilha colombiana, escreve a Veja desta semana - sim, Veja, nominalmente o spalla da orquestra antipetista: “A organização que mantém cerca de oitocentas pessoas em seu poder, conhecida pela sigla Farc, não é formada por guerrilheiros marxistas, como repete a denominação usual (grifo meu). Nem Marx endossaria as barbáries cometidas pelas Farc, que se originaram numa guerra civil ocorrida na Colômbia e depois tiveram inspiração esquerdista, mas há muito tempo degeneraram em uma espécie de seita de fanáticos que vive à custa do tráfico de cocaína.”
Desde logo, é falso que Marx não endossaria essas violências e outras piores, de vez que contemplava como exigência normal e desejável do processo revolucionário a extinção sumária de povos inteiros. Em segundo lugar, o narcotráfico das Farc é mixaria perto do que foi feito na China por Mao Dzedong, a quem ninguém jamais acusou de ser infiel às tradições marxistas. Em terceiro lugar, o comércio latino-americano de drogas foi na sua parte mais substantiva uma criação da KGB, que se empenhou nisso desde os anos 50 (v. o depoimento do general tcheco Jan Sejna - um participante direto da operação - em Christopher Story, Red Cocaine - The Drugging of America and the West, London , Edward Harle, 2nd. Ed., 1999).
Devemos crer que o governo soviético, Mao Dzedong e o próprio Marx não representam o autêntico espírito do marxismo, cujo único porta-voz autorizado é o redator de Veja? Este aliás se trai miseravelmente ao dizer que, de esquerdistas genuínos, os militantes das Farc se trasnformaram numa “seita de fanáticos”. Se dissesse que se transformaram em aproveitadores sem fé nenhuma, talvez enganasse melhor. Mas “fanáticos”? Fanáticos do quê? Do espiritismo? Do vegetarianismo? Da Seicho-No-Iê? Fanáticos jogadores de futebol-de-botão? Fanáticos admiradores da Ana Paula Arósio?
Fanáticos, por definição, acreditam em alguma coisa, e em que acreditam os homens das Farc, senão no bom e velho marxismo de sempre? Fanáticos marxistas, sim, é o que são, ontem como hoje. Se não o fossem, não seriam aceitos e celebrados como representantes fidedignos do marxismo no templo mesmo da revolução comunista, o Foro de São Paulo. Ou será que Veja tem mais autoridade do que o Foro de São Paulo para julgar a ortodoxia comunista dos outros?
Mais abusadamente ainda, Marcelo Otávio Dantas, no artigo “Messianismo e o credo petista” (Folha de S. Paulo,
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz2312200709.htm), querendo contrastar o PT corrupto de hoje com o PT puríssimo de outrora, diz que a mentalidade do partido “converteu-se, assim, em um neosabbatianismo radical, alimentado por uma intelectualidade delirante, especializada em justificar o injustificável”. Como se os traços da heresia de Sabbatai Zevi já não estivessem no próprio sangue do movimento revolucionário desde sempre e como se a marca distintiva do PT não tivesse sido, desde a origem, o culto do pecado redentor assumido até mais explicitamente que o dos outros partidos de esquerda então existentes.
Nascido de uma aliança entre os comunistas e a esquerda católica, o PT veio imbuído do projeto gramsciano de subverter a Igreja por dentro, esvaziando-a de seu conteúdo espiritual e fazendo dela o instrumento dócil do que pode haver de mais anticristão no mundo, a revolução comunista. Se isso não é uma forma extrema de heresia messiânica, não sei em que outra classificação possa caber.
O discurso untuosamente moralista do PT nunca teve nada de sincero, foi sempre, entre os líderes, uma parasitagem maquiavélica do prestígio da Igreja para fins de propaganda e, na arraia miúda dos militantes, uma forma patológica de auto-engano lisonjeiro. Perto disso, o mensalão é apenas um pecadinho de fim de semana.
A corrupção financeira do PT não é senão a exteriorização tardia - e mais vistosa, para a mentalidade dinheirista - da podridão interior sem fim que inspirou a criação do partido-seita.
Publicado pelo "Diário do Comércio" em 21/01/2008
Olavo de Carvalho é jornalista, escritor, filósofo e editor do site "Mídia Sem Máscara" (http://www.midiasemmascara.com.br/).

Nenhuma linha

O site do PT Bahia (www.ptbahia.org.br) noticiou na terça-feira, 22, a vitória do deputado federal Sérgio Carneiro com matéria com o título "Sérgio Barradas é pré-candidato a prefeitura de Feira de Santana pelo PT". Sobre os protestos seqüentes do seu adversário, deputado estadual José Neto, nenhuma linha até agora.

Caso

Quando você passar na rua e ficarem te olhando, não se sinta o máximo. É que o feio e o ridículo também chamam a atenção e pode ser o seu caso.

Lamúrias paroquiais

Pelo clima, o presidente Lula não vem mesmo a Feira de Santana nesta terça-feira, 29, como chegou a ser alardeado. Como o Blog Demais antecipou, Lula não tem mesmo nada a fazer nesta cidade. E com a derrota do deputado estadual José Neto nas prévias do PT, o presidente não vai se dar ao luxo de ouvir lamúrias paroquiais de seu defensor.

João Ubaldo vs. Lula

Do escritor João Ubaldo Ribeiro sobre o presidente Lula e seu governo, em entrevista no "Correio da Bahia", edição de sexta-feira, 25:
"Lula não sabe nada, não se interessa por nada";
"Lula não sabe nem que é dom João VI";
"O livro de cabeceira dele provavelmente deve ser apenas um que aumente o volume do seu travesseiro";
"Esse governo não age proativamente. Só reativamente";
"Esse governo federal nunca fez nada pela infraestrutura do país";
"Esse governo fez programas sociais criando uma bomba-relógio que vai explodir mais cedo ou mais tarde".

Um bagaço

Está na coluna "Raio Laser", na edição da "Tribuna da Bahia" deste sábado, 26, a nota "Pós-prévias":
Conforme previu o Raio Laser há uma semana, o PT de Feira virou um bagaço.

Sem jeito

Depois da derrota de 2004, quando não conseguiu se manter como vereador, Messias Gonzaga (PC do B) parece que perdeu o jeito de legislador. Tanto que nas eleições de outubro ele faz questão de ser candidato a vice-prefeito.

Círculo vicioso

Extraído do Blog Reinaldo Azevedo, sem o seu comentário:
De um leitor, que não se identifica:
Vai transar? O governo dá camisinha. Já transou? O governo dá pílula. Engravidou? O governo dá o aborto. Teve filho? O governo dá o Bolsa Família. Tá desempregado? O governo dá Bolsa Desemprego. Vai prestar vestibular? O governo dá o Bolsa Cota. Não tem terra? O governo dá o Bolsa Invasão e ainda te aposenta. É um circulo vicioso manejando a manada. Eeeh..oh..oh.. vida de gado... povo marcado... povo feliz.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Implantação de fábrica está indefinida

Matéria publicada pelo jornal "Correio da Bahia", edição de terça-feira, 22:
A instalação da fábrica da Pepsico na Bahia, prevista para abril de 2007, está atrasada e ainda não há confirmação da data para o início das obras. O protocolo de intenções foi assinado em 2006, quando a holding, quarta maior fabricante de alimentos do mundo, adquiriu uma área de 75 mil metros quadrados no Centro Industrial de Subaé (CIS), em Feira de Santana, a 108 km de Salvador. O investimento inicial avaliado em US$15 milhões pode gerar, em uma primeira etapa, aproximadamente 200 empregos diretos.
O consultor responsável pela atração do empreendimento, Márcio Pires, acredita que a unidade deve começar a ser construída em março próximo, mas a assessoria de comunicação da empresa não confirmou a informação. “Eles realizaram investimentos na Argentina e acabaram adiando para este ano o início das obras. Inclusive com incremento nos investimentos, que devem passar dos US$20 milhões, para a produção de novas linhas”, justificou Pires, responsável pela consultoria Master Business Consulter (MBS), que já trouxe dezenas de investimentos semelhantes para o estado.
A planta deveria entrar em operação em outubro do ano passado, para produzir salgadinhos da linha Elma Chips (Fandangos, Cheetos e Cebolitos), achocolatados Toddy e produtos à base de milho, como Milharina e Polentina. Segundo o consultor, o isotônico Gatorade também será fabricado em solo baiano para abastecer o mercado nordestino. O terreno para a instalação da planta ainda não tem acesso construído e fica à beira da BR-324, próximo à unidade da concorrente Nestlé.
Apesar de não saber precisar quando a fábrica vai sair do papel, o diretor do CIS, Carlos Frederico, acredita que ainda em 2008 ela esteja construída. “Eles já sondaram diversos profissionais e estão preparando as soluções para efetuar o treinamento da mão-de-obra que precisa ser qualificada”, afirmou Frederico. A Pepsico é uma holding proprietária de marcas famosas mundialmente como a Quaker, Pepsi, Toddy, Coqueiro, Gatorade e Crescer.
O que o governo Paulo Souto construiu está sendo desconstruído pelo governo Wagner. A previsão de funcionamento foi feita quando da assinatura do protocolo de intenções em 23 de dezembro de 2006.

Slogan de campanha

Em Salvador, adesivo do prefeito João Henrique com o slogan "Agora é 15", foi adaptado para "Agora é tarde". O que cabe também muito bem para o candidato do PMDB em Feira de Santana.

Nada consta sobre visita de Lula

"Não foi divulgada agenda relativa a essa data". A data é terça-feira, 29. O site da Presidência da República (http://www.presidencia.gov.br/presidente/agenda/) diz que a divulgação da agenda diária de compromissos do presidente Lula é de responsabilidade da Secretaria de Imprensa e Porta-Voz da Presidência, mas nada consta, nesta sexta-feira, 25, sobre anunciada visita do presidente a Feira de Santana.

Colbert e Sérgio: De volta ao passado?

Está no Blog do Tarcízio:
As duas candidaturas oficialmente postas, até agora, à sucessão do prefeito José Ronaldo de Carvalho, os deputados federais Sérgio Carneiro (PT) e Colbert Filho (PMDB), são a mais completa tradução das oligarquias políticas que durante décadas se rivalizaram e se revesaram no Poder, em Feira de Santana e que, agora, buscam ser reeditadas através dos seus pimpolhos diletos.
À sombra das biografias de João Durval Carneiro e do ex-prefeito Colbert Martins da Silva, Sérgio e Colbertzinho são um apelo ao saudosismo eleitoral de uma Feira de Santana que evoluiu politicamente aprendendo com os erros dos modelos administrativos representados por seus progenitores.
E este modelo, arcaico e conservador, só pode ser rompido quando a sociedade, cansada de deixar-se levar puramente pelo elo emocional que a unia aos velhos oligarcas, descobriu, em tempo, que as suas principais demandas estavam estagnadas, na contramão da natural vocação do Município para expandir-se para o futuro, lugar de há muito alcançado por metrópoles que exibiam menos pendores e potencial.
O fim da política paroquial, quando essa alternância anacrônica governava voltada para círculos restritos da coletividade, de acordo com o gosto populista de cada gestor, ignorando as demandas mais caras da sociedade, só se deu completamente quando o eleitorado, em meio às turbulências administrativas, percebeu que era chegada a hora de substituir os paradigmas vigentes por uma nova ordem focada na modernidade e na preparação do Município para escaladas urbanísticas mais arrojadas.
A eleição do prefeito José Ronaldo de Carvalho, além de romper com uma espécie de acordo tácito estabelecido pelas duas correntes que se achavam imbatíveis na política local, inaugurou uma era de inclusão social nunca vista, agregando à administração pública austeridade e pragmatismo na busca de objetivos concretos, com obras e serviços usufruídos indistintamente por toda a coletividade, desmistificando o passado e estruturando a cidade com agilidade e determinação para receber os investimentos futuros.
DE VOLTA AO PASSADO?
Não é à toa que o deputado Colbert Filho, após a surpreendente e ainda não totalmente digerida saída do deputado Zé Neto do páreo, vem intensificando o discurso de unidade das oposições, numa manobra política ardilosa para que Feira de Santana volte a se quedar ao jugo dos velhos donatários, descendentemente repaginados.
Paradoxalmente e não menos astuto, o descendente de latifundiário Sérgio Carneiro recebe o apoio do MST e se insere na disputa eleitoral de 2008, contando apenas com exíguos 2% do eleitorado pesquisado, enquanto Zé Neto, o derrotado nas prévias petistas, estava alguns patamares acima de Carneiro em todas as sondagens pré-eleitorais.
Sem Zé Neto na disputa, caberá a um candidato governista dar continuidade ao novo representado pelo prefeito José Ronaldo, na política local. Nas ostes situacionistas, o deputado Tarcízio Pimenta (DEM) é o nome que vem se destacando nas pesquisas e cuja performance política será levada em conta pelo grupo político liderado por Ronaldo, que promete revelar o candidato do Democratas em meados de fevereiro.
Ao eleitorado do maior colégio eleitoral do interior baiano caberá decidir se continua apostando na consolidação das conquistas proporcionadas pela gestão José Ronaldo, que no atual cenário representa o novo na política de Feira de Santana, ou se, num vezo saudosista, devolve o controle político-administrativo da cidade para um dos representantes da velha oligarquia conservadora.
O eleitor terá que ter muita calma, nesta hora. Consultando a razão, e não o coração, ele será guiado para a melhor escolha.

Alfinetada no apedeutismo

Com a profusão de "focas" e gente metida a jornalista em jornais e blogues locais, a gramática está sendo assassinada constantemente. Assim, trecho de texto como "nada tem a ver com a história" foi grafado "nada tem haver com a história"; militante saiu grafado como limitante em legenda de foto de primeira página; título de nota em coluna social saiu Onte dia 17.
Mesmo com tantos erros, eles não se mancam e acham que comunicam bem dessa forma. Fazer o que com apedeutismo? Dar alfinetada.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Filmes em Cartaz







Período de 25 a 31 de janeiro

LANÇAMENTO NACIONAL
A LENDA DO TESOURO PERDIDO: LIVRO DOS SEGREDOS
(National Treasure: Book of Secrets), de Jon Turteltaub, 2007. Com Nicolas Cage, Jon Voight, Diane Kruger, Helen Mirren e Ed Harris. Aventura. Caçador de tesouros determinado a provar a inocência de seu avô embarca pelo mundo em busca de pistas. Cópia dublada. Classificação indicativa: 10 anos. Duração: 127 minutos. Horários: 13h20 (neste sábado e no domingo), 15h50, 18h25 e 21 horas. Sala 4 (264 lugares).
LANÇAMENTOS
MEU NOME NÃO É JOHNNY
, de Mauro Lima, 2008. Com Selton Mello, Cléo Pires, Júlia Lemmertz e Cássia Kiss. Drama. Jovem de classe média acaba se tornando chefe do tráfico de drogas da zona sul do Rio de Janeiro. Classificação: 14 anos. Duração: 126 minutos. Horários: 13h30 (neste sábado e no domingo), 16 horas, 18h35 e 21h10. Sala 1 (243 lugares).
DESEJO E REPARAÇÃO (Atonement), de Joe Wright, 2007. Com Keira Knightley, James McAvoy e Vanessa Redgrave. Drama. Jovem é levada, por sua imaginação, a acusar o filho do caseiro de um crime que ele não cometeu, o que muda a vida dele e também de sua irmã mais velha. Classificação: 14 anos. Duração: 130 minutos. Horário: 20h50. Sala 2 (160 lugares).
CONTINUAÇÕES
OS SEIS SIGNOS DA LUZ
(The Dark Is Rising), de David L. Cunningham, 2007. Com Alexander Ludwig e Ian McShane. Aventura. Menino é o último herdeiro de uma linhagem de guerreiros imortais. Ele terá de lutar para salvar o mundo. Cópia dublada. Segunda semana. Classificação indicativa: Livre. Duração: 98 minutos. Horários: 14h40, 16h45 e 18h45. Sala 2.
EU SOU A LENDA (I Am Legend), de Francis Lawrence, 2007. Com Will Smith e Alice Braga. Ação. A população de Nova York foi dizimada por um vírus mortal. Um cientista é imune ao vírus e tenta encontrar sobreviventes, ao mesmo tempo em que busca um antídoto. Em segunda semana. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 105 minutos. Horários: 14h50, 17 horas, 19h10 e 21h20. Sala 3 (167 lugares).

ENDEREÇO E TELEFONES

Orient Cineplace - Shopping Iguatemi, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.

Comentário que não vai para a lata do lixo

Oi Dimas,
Postei um comentário em seu blog, mas achei que ele ficou interessante, para além de um simples comentário. Está na nota "No lixo", dê uma olhadinha, se você gostar, e desejar dar outro destino a ele, fique à vontade.
Um abraço, V. L. Santos
O destino a ser dado é a publicação. Este comentário não vai para a lata do lixo.
Não se deve generalizar esse tipo de conceito. Nem todo militante petista é furioso e desequilibrado; só alguns. Eu mesma já fui militante do PT e nunca saí por aí esculhambando os outros porque discordavam de minhas opiniões, embora eu deva confessar que já fui vitima de alguns tipos de petistas meios raivosos.
Foi quando eu me atrevi a criticar o PT e as posições contraditórias adotadas pelos "companheiros" recém empossados no alto dos seus cargos eletivos - e da mais fina arrogância - , típicas daqueles que, já tendo conseguindo o que queriam dos trouxas, podem tranquilamente dar-lhes um bom chute na bunda. Eram os meus queridos companheiros, devidamente legitimados a representarem os meus, nossos, mais desejados anseios de legalidade, ética e democracia; mais que isso, eram encarregados de fazer cumprir os projetos necessários para estabelecer na nossa velha sociedade "feudal" a eqüidade e a justiça nas relações institucionais. Aliás, foi por isso e para isso que lhes damos os nossos votos e confiança de que agiriam com coragem, seriedade, dignidade, compromisso com a verdade e repeito para com os seus representados - eleitores.
Mas os projetos dos "companheiros" eram outros. Eles queriam o poder, então reduto de uma casta privilegiadíssima da nossa sociedade burguesa. O poder, quando é alvo da ganância doentia, causa efeitos perigosos em personalidades mal constituídas. A tirania é o primeiro dos efeitos que se manifestam, e, como conseqüencia imediata dela, vem a negação de tudo que dilui o PODER, que só se reconhece tirânico.
E o lhe é mais diluente e ameaçador que a realização da democracia? A boas intenções, pretexto de toda contra-ideologia com a qual se diz pretender modificar as ordens sociais,são, ao mesmo tempo, o lenitivo dos desesperançados e o instrumento eficiente da vigarice. Ao passo que fundamentam o engôdo utópico, justificam também todos os crime, numa cadeia triunfante de realimentação da mentira e da ddegradação humana.
Alguns dos meus companheiros, antes cordatos e humildes, partiram para cima de mim com a fúria dos fanáticos, presas da irracionalidade e da incapacidade de sobreviverem ao fracasso de suas longíguas e deformadas ilusões. Tal qual um espelho inconveniente, lhes revelei à revelia o que não queriam ver. Não admitiam que uma "companheira", e por isso presumidamente sectária e fanática, tivesse o direito de arranhar a majestosa imagem que suas mentes iludidades fabulavam do PT, assoberbado pela recente vitória. Nem mesmo enquanto vitima, eu, professora aprovada em concurso público que involuntariamente "assistia de camarote", eles, meus companheiros algozes, me tomarem o direito, legítimo e conquistado por mérito, à convocação, para distribuí-lo a apadrinhados, em retribuição aos "apoios" barganhados nas negociatas noturnas e subterrâneas, feitas com seus adversários "aliados", para garantir a sua exclusiva vitória.
Eu fui a primeira pessoa a dizer em público que as primeiras atitudes do governo Wagner em se apropriar, com o pretexto fajuto da seleção pública, e de lucrar com os esquemões dos Redas, era a sua primeira e grande TRAIÇÃO ao povo baiano. Naquele momento, a idignação era minha e dos muitos professores concursados que sofriam estarrecidos um ataque violento no seu sagrado direito ao trabalho! O direito do profissional que se formou, que foi avaliado pelo crivo rigoroso de um concurso público sério, de trabalhar em condições mínimas de seguridade. Minha voz não ecoou sozinha, minha indignação era e é a indignação das pessoas que não se renderam à covardia e ao medo. E ainda no início de 2006, quando muitos ainda tinham intacta a ilusão de ter, de fato, eleito seus fiéis representantes, às vésperas dos "golpes" em cadeia que viriam aos profesores de toda rede estadual, lá na posse do novo reitor da Uefs, eu não contive a indignação de assistir, literalmente, o desfile "espetacular", trasbordante de enpáfia, de Jacques Wagner, cuja postura, elevada por um bom par de ombreiras, lembrava o rei da velha fábula européia, vestido em sua mais fina e rara roupa, arrogante e aplaudido pela sua corte de canalhas, bajuladores, vaidosos e acéfalos. Pensei em voz alta, no mesmo impulso do menino inocente que não temia a alcunha de medíocre, o que foi ouvido por poucos e repetido por muitos alguns meses depois: TRAIDOR!

11º entre 20

O presidente Lula está em 11º lugar entre os líderes mais populares das Américas, segundo um levantamento divulgado por um instituto de pesquisas mexicano. O estudo foi realizado em 20 países americanos durante os meses de setembro de 2007 e janeiro deste ano. De acordo com a pesquisa, o mais popular é o presidente da Colômbia, Álvaro Uribe.

Aproveitar a visita de Lula no dia 29

Na primeira reunião ministerial do ano, na quarta-feira, 23, o presidente Lula anunciou que onde os partidos aliados apoiarem um único candidato a prefeito no primeiro turno das eleições deste ano, ele promete estar no palanque. Do contrário, só participará no segundo turno - mesmo assim em lugares onde os partidos aliados apóiem o mesmo candidato.
A tradução é que Lula não vem à Feira de Santana no primeiro turno, pois de sua base aliada são mais de um candidato a prefeito (Colbert Martins Filho, Sérgio Carneiro e figuras de partidos nanicos). E como não deverá haver segundo turno aqui, a falta de união das oposições estará escancarada.
Assim, a solução é transformar a visita do presidente no dia 29 em comício, na tentativa de render algo positivo para os candidatos.

Eurico Alves no Blog do Noblat

Enviado por Karenina Moss para o Blog do Noblat, na quarta-feira, 23, foi publicado o poema de Eurico Alves Boaventura "Usina":
Como um punhado de estrelas dentro da noite,
as casas dos empreiteiros
perdem-se na festa verde
das espátulas compridas do canavial contente ...

E, ondulando, farfalhando,
o canavial se estende interminavelmente,
como um sonho esmeráldico de fartura,
da usina,
que, no centro,
estridula e apita e jazzbandiza ferros,
numa alucinação fantástica de mil músculos de aço
tinindo e retinindo, zoando e retumbando no abandono do vale.
Macabra mistura de polias, cordames, manivelas e rodas dentadas, furiosamente, diabolicamente, alucinadamente ...

Na baixada, como dois braços sondando as estrelas,
as duas chaminés contemplativas se empertigam.

No rodapé, nota sobre em é o poeta: Nascido em 1909 e morto em 1974, o baiano de Feira de Santana - poeta, contista e ensaísta - foi figura de proa nos primórdios modernistas da Bahia, ao lado de seu conterrâneo Godofredo Filho.

Um dos palestrantes

O técnico de segurança do trabalho Sérgio Aras, diretor da Fenatest, é um dos palestrantes do IX Encipa e VII Encontren,eventos que são considerados como maior encontro de Cipas e Técnicos de Segurança do Trabalho do Nordeste. Será realizado no dia 6 de março, entre 8 e 17 horas, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador.

Conferência Regional de Meio Ambiente

Nos dias 13 e 14 de fevereiro, na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), a II Conferência Regional de Meio Ambiente que abrangerá os Territórios Portal do Sertão e Bacia do Jacuípe, com a participação de 31 municípios. Esta conferência terá como tema: “Mudanças Climáticas, Território e Sociedade”.
A proposta é disseminar o conhecimento técnico-científico e político, relativo ao tema, e identificar soluções para minimizar os impactos do aquecimento global. A conferência tem como objetivo a participação da sociedade, através de sindicatos, associações, movimentos populares, poder público e empresários, que irão contribuir nas discussões de políticas públicas e para a construção de soluções ambientais locais frente às mudanças climáticas.

Depois da ceia, Lula quer ser crucificado (sem ressurreição)

Mais uma do presidente Lula. Na quarta-feira, 23, ele comparou a reunião ministerial à Santa Ceia. Segundo o ministro das Relações Institucionais José Múcio Monteiro, foi uma brincadeira. Não se brinca com coisa séria, ainda mais partindo do chefe de uma nação.
Os chargistas e homoristas podem até brincar também com o fato, considerando que está chegada a hora da sua crucificação (sem ressurreição) e questionar quem é o traidor de seus seus 37 "discípulos", não é mesmo?

Jornal "Valor Econômico" destaca inovação em licitações em Feira

Pela utilização de legislação própria em licitações - a Lei nº 2.593 -, que invertem fases, Feira de Santana está sendo destacada em reportagem no jornal “Valor Econômico”, em sua edição de segunda-feira, 21. “Estados e municípios inovam em licitações” é a chamada de primeira página para a matéria “Inversão facilita compras públicas”, assinada por Alessandro Cristo, de São Paulo.
“Enquanto a reforma da Lei de Licitação está em discussão no Congresso Nacional, alguns Estados e municípios do país se adiantaram às mudanças e editaram leis próprias com ao menos uma das novidades em discussão – a inversão das fases de habilitação e de abertura das propostas das empresas participantes”, está no texto da chamada.
“A inversão já vigora nos Estados do Paraná, Bahia e Sergipe e nos municípios de Feira de Santana (BA) e na capital paulista. E, apesar de contrariarem a legislação federal, as novas leis são pouco questionadas na Justiça: empresas que participam das disputas ganham com a inversão das fases e governos comemoram a redução no número de ações judiciais que contestam licitações e atrasam os processos de compras públicas”, diz mais.
No corpo da matéria, está contido que depois da promulgação da lei municipal de licitações, “o crescimento no número de licitações chegou a 146%”. Segundo Dayse Brandão, chefe da Comissão Permanente de Licitação, “em 2004, antes da mudança das regras, a divisão de licitações, contratos e compras do município contabilizou 50 licitações nas modalidades de concorrência e tomada de preços. Em 2007, após três anos de adaptação dos departamentos ao novo procedimento, este número subiu para 123”.
Segundo a matéria, ela afirmou ainda que cada processo tem levado hoje a metade do tempo que levava antes da inversão de fases: “As mudanças permitiram à prefeitura realizar mais obras e serviços que beneficiaram a população”.
Destacando mais Feira de Santana, o texto conta que nesta cidade, “porém, a inversão não é a regra. Segundo a lei municipal, a administração pode optar, nas contratações mais complexas, pelo processo licitatório previsto na lei de Licitações federal, ou seja, com a análise prévia dos documentos de todos os participantes antes da abertura das propostas. Foi o que ocorreu em três ocasiões no ano passado. A administração fez a habilitação prévia dos participantes de concorrências para a construção de viadutos, para a aquisição de equipamentos de um planetário e para a locação de vans que auxiliariam, no transporte público de deficientes físicos. Nesta última, o critério da antecipação da fase de habilitação foi usado devido à necessidade de credenciamento de mais de um vencedor, o que levou a prefeitura a analisar a documentação de todos os concorrentes antes da abertura das propostas”.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Recado de Lula

Na reunião que teve nesta quarta-feira, 23, com os ministros e com o comando político, o presidente Lula deixou claro para todos que a união da base de apoio nas eleições municipais, especialmente nas grandes cidades, é prioridade. Com a palavra, os deputados federais Colbert Martins da Silva (PMDB) e Sérgio Carneiro (PT), candidatíssimos, que não querem nem falar em união. Para ambos é cada um por si.

Indicados ao Oscar

Cate Blachett indicada ao Oscar de Melhor Atiz pelo papel título em "Elizabeth: A Era de Ouro"
Divulgação

Como o Blog Demais informou em postagem anterior, o filme "Desejo e Reparação", de Joe Wright, com sete indicações ao Oscar 2008, é o principal lançamento a partir desta sexta-feira, 25, no Orient Cineplace. As indicações: Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante (Saoirse Ronan), Melhor Roteiro Adaptado (Christopher Hampton), Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora.
Outros filmes indicados ao Oscar deste ano estão anunciados e passando o trailer no Orient Cineplace, casos de "O Caçador de Pipas" (Melhor Trilha Sonora), "O Gângster" (Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Direção de Arte), "Onde os Fracos Não Têm Vez" (Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Som, Melhor Efeitos Sonoros e Melhor Montagem), "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" (Melhor Ator, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino), "Senhores do Crime" (Melhor Ator), "Elizabeth: A Era do Ouro" (Melhor Atriz e Melhor Figurino), e "Os Indomáveis" (Melhor Trilha Sonora).
Têm os filmes já exibidos em Feira de Santana com indicações ao prêmio da Academia de Artes e Ciências de Hollywood: "Conduta de Risco" (Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Atriz Coadjuvante), "A Bússola de Ouro" (Melhor Direção de Arte e Melhor Efeitos Visuais), "Ratatouille" (Melhor Roteiro Original, Melhor Animação, Melhor Som, Melhor Efeitos Sonoros e Melhor Trilha Sonora), "Tá Dando Onda" (Melhor Animação), "O Ultimato Bourne" (Melhor Som, Melhor Montagem e Melhor Efeitos Sonoros), "Transformers" (Melhor Som, Melhor Efeitos Sonoros e Melhor Efeitos Visuais), "Piratas do Caribe: No Fim do Mundo" (Melhor Efeitos Visuais e Melhor Maquiagem), "Norbit" (Melhor Maquiagem), e "Encantada" (Melhor Canção, com três músicas indicadas).
Ainda têm os filmes "O Assassino de Jesse James Pelo Covarde Robert Ford" (Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Fotografia), "Piaf - Um Hino ao Amor" (Melhor Figurino e Melhor Maquiagem), já lançados no circuito, mas que não foram exibidos em Feira de Santana.

Não vai haver segundo turno

Na enquete do dia, "vai haver ou não segundo turno nas eleições municipais", nesta quarta-feira, 23, no programa "Jornal das Duas", ancorado pelo vibrante Paulo José, na Rádio Sociedade, com 36 ligações de ouvintes completadas, a vitória do "não vai haver", com 21 votos.

Enterro em Cuba

Extraído do Blog Ricardo Noblat - O que está na rede:
Toda a família, em Cuba, surpreendeu-se quando chegou de Miami um ataúde com o cadáver de uma tia muito querida. O corpo estava tão apertado no caixão que o rosto parecia colado no visor de cristal...
Quando abriram o caixão encontraram uma carta, presa na roupa com um alfinete, que dizia assim:
"Queridos Papai e Mamãe:
Estou lhes enviando os restos de tia Josefa para que façam seu enterro em Cuba, como ela queria.
Dsculpem-me por não poder acompanhá-la, mas vocês compreenderão que tive muitos gastos com todas as coisas que, aproveitando as circunstâncias, lhes envio.
Vocês encontrarão, dentro do caixão, sob o corpo, o seguinte:
* 12 latas de atum Bumble Bee;
* 12 frascos de condicionador;
* 12 de xampu Paul Mitchell;
* 12 frascos de Vaselina Intensive Care (Muito boa para a pele. Não serve para cozinhar!);
* 12 tubos de pasta de dente Crest;
* 12 escovas de dente;
* 12 latas de Spam das boas (são espanholas);
* 4 latas de chouriço El Miño.
Repartam com a família, sem brigas!
Nos pés de titia estão um par de tênis Reebok novos, tamanho 39, para o Joselito (é para ele, pois com o cadáver de titio não se mandou nada para ele, e ele ficou amuado).
Sob a cabeça há 4 pares de "popis" novos para os filhos de Antônio, são de cores diferentes (por favor, repito, não briguem!).
A tia está vestida com 15 pulôveres Ralph Lauren. Um é para o Pepito e os demais para seus filhos e netos. Ela também usa uma dezena de sutians Wonder Bra (meu favorito). Dividam entre as mulheres; também os 20 esmaltes de unhas Revlon que estão nos cantos do caixão.
As três dezenas de calcinhas Victoria's Secret devem ser repartidas entre as minhas sobrinhas e primas. A titia também está vestida com nove calças Docker's e 3 jeans Lee.
Papai, fique com 3 e as outras são para os meninos.
O relógio suíço que papai me pediu está no pulso esquerdo da titia. Ela também está usando o que mamãe pediu (pulseiras, anéis, etc). A gargantilha que titia está usando é para a prima Rebeca, e também os anéis que ela tem nos pés. Os oito pares de meias Chanel que ela veste são para repartir entre as conhecidas e amigas ou, se quiserem, as vendam (por favor, não briguem por causa destas coisas, não briguem).
A dentadura que pusemos na titia é para o vovô, que ainda que não tenha muito o que mastigar, com ela se dará melhor (que ele a use, custa caro).
Os óculos bifocais são para o Alfredito, pois são do mesmo grau que ele usa, e também o chapéu que a tia usa.
Os aparelhos para surdez que ela tem nos ouvidos são para a Carola. Eles não são exatamente os que ela necessita, mas que os use mesmo assim porque são caríssimos.
Os olhos da titia não são dela, são de vidro. Tirem-nos e nas órbitas vão encontrar a corrente de ouro para o Gustavo e o anel de brilhantes para o casamento da Katiuska.
A peruca platinada, com reflexos dourados, que a titia usa também é para a Katiuska, que vai brilhar, linda, em seu casamento.
Com amor, sua filha Carmencita.
PS1: Por favor, arrumem uma roupa para vestir a tia para o enterro e mandem rezar uma missa pelo descanso de sua alma, pois realmente ela ajudou, mesmo depois de morta. Como vocês repararam o caixão é de madeira boa (não dá cupim). Podem desmontá-lo e fazer os pés da cama de mamãe e outros consertos em casa. O vidro do caixão serve para fazer um porta-retrato da fotografia da vovó que está, há anos, precisando de um novo. Com o forro do caixão, que é de cetim branco (US$ 20,99 o metro), Katiuska pode fazer o seu vestido de noiva.
Na alegria destes presentes, não esqueçam de vestir a titia para o enterro!
Com amor, Carmencita.
PS2: Com a morte de tia Josefa, tia Blanca caiu doente. Façam os pedidos com moderação. Bicicleta não cabe nem desmontada e carburador de Niva, modelo 1968, aqui ninguem ouviu falar.