Terceira semana

Terceira semana
No Orient Cineplace Boulevard - 18h50

*

*

sábado, 31 de março de 2007

"300" é empolgante e vigoroso

Gerard Butler e Lena Headey em "300"
Divulgação



Um verdadeiro espetáculo de impacto o épico “300”, de Zack Snyder, adaptado da graphic novel de Frank Miller, em cartaz em Feira de Santana, no Orient Cineplace, como nas grandes cidades e capitais brasileiras, desde sexta-feira, 30, atraindo muita gente ao cinema. Vai ser um estouro de bilheteria também no Brasil.
O filme é empolgante e vigoroso, cheio de ação, com cenários digitais e efeitos visuais impressionantes. A violência está presente de forma estilizada e estética. O virtuosismo técnico é patente em todo o filme.
A partir do historiador grego Heródoto conta com certo distanciamento a Batalha das Termópilas (Portões de Fogo em grego), em 480 a.C, quando Leônidas (Gerard Butler), rei de Esparta, e 300 guerreiros seguraram até a morte a horda invasora persa, comandada pelo rei-deus Xerxes (Rodrigo Santoro), episódio que está inserido na mitologia.
Em “300”, valores positivos como amizade, amor, determinação, dever, família, glória, heroísmo, honra, lealdade e nobreza, estão presentes. Mas também, valores negativos, como corrupção, covardia, crueldade, megalomania, tirania, traição, vaidade. Ainda mostra a necessidade de guerra, como um instrumento de manutenção da democracia. Por isso, ele tem até tido uma leitura pós 11 de Setembro, como se fosse uma apologia contra o terror. Tanto que o governo de Teerã tem considerado que “Hollywood declarou guerra ao Irã”. O certo é que “300” tem atraído grandes platéias e deve ser visto, até como aula de História.

Agradecimento da FAT

Do professor Danilo Weber Costa do Valle, coordenador pedagógico dos cursos de Comunicação Social da Faculdade Anísio teixeira (FAT), recebi a seguinte mensagem:
Caro Dimas,
Quero agradecer pelo seu carinho e a cordialidade conosco da FAT. Como sempre, um 'gentleman'! Pena que na tentativa de organizar o grupo de alunos e professores que iriam fazer uso da van disponibilizada pela faculdade acabei me atrasando. Como brincou um aluno muito espirituoso: "É assim mesmo professor, às vezes temos que desempenhar outros papéis na vida. Hoje, por exemplo, o senhor foi coordenador e guia turístico!". Quando cheguei levei logo uma discreta repreensão de meus tios sentados na primeira fila - Prof. Raimundo Gama e Iza - que me olharam apontando para o relógio. Mas realmente precisei aguardar a última turma sair de uma prova de Sociologia da Comunicação para depois levá-los àquela viagem pelo realidade social da leitura em nosso país. Torço para que Feira de Santana continue sendo rota de passagem de personalidades tão marcantes e plenas de conhecimentos para despertar a mente dos nossos jovens e professores. Fiquei muito contente em perceber que havia mais de 50 alunos de Comunicação Social da FAT presentes ao evento. O que significa para um curso ainda iniciante, um número equivalente a 70% do grupo. Os comentários foram bem diversos, variaram dos que adoraram aos que discordaram das opiniões expostas pelo Prof Dr Muniz Sodré. Bom, academia é assim mesmo. Que bom que nem todos concordam em tudo e que esta palestra serviu para despertar indagações e promover novos debates entre eles e com seus professores sobre o que concordam ou têm outras perspectivas. A turma que lá esteve presente foi ativamente questionadora.
Um abraço.

Frase

"Chega de debates de idéias. Onde já se viu um político brasileiro dotado de idéias". De Diogo Mainardi.

Frase

"Democracia é quando eu mando em você. Ditadura é quando você manda em mim". De Millôr Fernandes.

Dimas

“Dimas promove mostra de filmes que tratam do golpe militar e sua conseqüências”. Título de matéria divulgada pela Assessoria Geral de Comunicação do Estado da Bahia (Agecom) nesta sexta-feira, 30. Não tem nada a ver com o jornalista Dimas Oliveira. Trata-se da sigla do Departamento de Imagem e Som da Fundação Cultura do Estado da Bahia.

sexta-feira, 30 de março de 2007

Colbert entre os 308

O deputado federal Colbert Martins Filho está entre os 308 patriotas (às avessas) que votaram contra a CPI do Apagão Aéreo. Circula na Internet, inclusive no Orkut, a lista contendo os nomes deles. A recomendação é a distribuição da lista àqueles que estiverem sofrendo nas filas, na sala de embarque. A lista está se multiplicando em milhões pelo Brasil afora.

Deputados infiéis querem direito de traição

Já está em curso uma reação contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A Câmara dos Deputados está se preparando para recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) e até quer aprovar uma lei capaz de proteger os deputados federais infiéis, aqueles que trocam de partido.
O TSE definiu esta semana, em resposta a uma consulta, que as legendas têm direito a ficar com a vaga de seus deputados, caso eles mudem de sigla. Com isso, parlamentares traidores estariam sujeitos a perder o mandato.
A prática habitual no país é que se pode pular de partido em partido sem punição. A medida atinge em cheio a base aliada ao Planalto, que foi engordada com a cooptação de deputados eleitos por siglas de oposição, como é o caso do feirense Colbert Martins Filho, eleito pelo PPS e que aderiu ao PMDB.

www.apagaoaereo.com.br

www.apagaoaereo.com.br. Este o endereço eletrônico da página suprapartidária sobre o apagão, onde se encontra o abaixo-assinado em favor da CPI do Apagão Aéreo.
Nós, brasileiras e brasileiros, indignados com o descaso, o desrespeito e a impunidade instaurados no país frente à crise do sistema de tráfego aéreo brasileiro, desde o acidente da GOL que vitimou 154 (cento e cinqüenta e quatro) pessoas em 29 de setembro último, manifestamos nosso apoio e exigimos a instalação imediata da CPI do Apagão Aéreo.
Este jornalista foi a pessoa 3.180 a assinar a petição eletrônica.

Feira tem cultura, sim senhor

Em uma só semana, Feira de Santana conta com três fatos mais do que importantes na área cultural: a visita de Muniz Sodré, presidente da Fundação Biblioteca Nacional, com audiência com o prefeito José Ronaldo, inauguração do Projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva e palestra sobre “O Livro e a Leitura Hoje”, no Centro de Cultura Maestro Miro; as atividades comemorativas dos 40 anos do Museu Regional de Arte, com a exposição “br-amante”, de César Romero, a inauguração da Biblioteca Setorial Ernesto Simões Filho e as homenagens para cinco personalidades que foram decisivas para a implantação do órgão; e a exposição “A História do Violão”, no auditório do Centro Sesc, com palestra do luthier e especialista no tema Joaquim Pinheiro. Na mostra, 22 instrumentos históricos, réplicas idênticas aos originais, pertencentes a museus e coleções particulares dos Estados Unidos, Europa e Brasil, em promoção do Serviço Social do Comércio, dentro do projeto “Sonora Brasil” de formação de ouvintes musicais, contando ainda dentro com programação neste sábado, 31, entre 9 e 17 horas, no espaço cultural da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de workshop com Turíbio Santos, violonista brasileiro de renome internacional, que faz concerto às 20 horas, no mesmo local.

Empenho e dedicação de Gil Mário

As atividades comemorativas aos 40 anos do Museu Regional de Arte se devem ao esforço, empenho e dedicação pessoal de uma pessoa: o artista plástico Gil Mário, curador do espaço cultural, que hoje pertence ao Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca), da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs).
Interessante que na solenidade de quinta-feira, 29, Antônio Barreto, um ex-diretor - de passagem um tanto quanto pálida - do Museu Regional, quando funcionava onde hoje está o Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira e pertencia ao Município, pediu para falar e disse que aquele momento representava a despedida de Gil Mário do órgão. Daí, veio a especulação que ele pretende voltar a dirigir o Museu, agora com indicação dos aliados que governam a Bahia.
Como a oposição deve ganhar a eleição da Uefs, tudo é possível...

Presenças políticas

O prefeito José Ronaldo de Carvalho participou da solenidade de abertura da exposição do artista plástico César Romero, “br-amante”, na noite de quinta-feira, 29, no Museu Regional de Arte, que comemorou quarenta anos de criação, assim como o artista de atividades nas artes plásticas. Em seu pronunciamento, ele falou da importância do espaço cultural e da qualidade do artista feirense.
Foi um ato marcante para Feira de Santana e para todos que dele participaram. Além de José Ronaldo, da área política, apenas as presenças do ex-prefeito Joselito Falcão de Amorim e do jornalista João da Costa Falcão, dois dos cinco homenageados, ex-prefeito José Raimundo de Azevedo, prefeito de Amélia Rodrigues Paulo Falcão, vereadores Antônio Joel Barbosa e Alcione Cedraz.

Iguatemi e o Dia do Jornalista

"Ética: O Papel Social do Jornalista” é o tema da palestra de Kardé Mourão, presidente do Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) e diretora da Fenarj, que será proferida nesta terça-feira, 3, às 9 horas, no Multiplex Iguatemi. Com isso, o Shopping Iguatemi comemora o Dia do Jornalista. O Blog Demais agradece o convite.

Promoções de ingressos e brindes

Cenas de "300" e de "Notas Sobre um Escândalo"
Divulgação


Colocadas no ar duas promoções de ingressos e brindes de filmes. Uma de “300”, de convites e brindes (lápis e blocos de notas), outra de “Notas Sobre um Escândalo”, de convites. Trata-se de parceria do Blog Demais com a Espaço/Z Marketing de Entretenimento e a Warner Bros, no primeiro filme, e Fox Searchlight Pictures, no segundo.

As promoções estão disponíveis para os leitores deste blog e ouvintes do programa “Rádio Repórter”, da Rádio Subaé. Os dois filmes estão em cartaz no Orient Cineplace, desde esta sexta-feira, 30. O convite é válido - de segunda-feira a quinta - para qualquer cinema do Brasil onde estiver sendo exibido.
Para participar o interessado deve enviar mensagem para o e-mail oliveiradimas@bol.com.br. Ou ligar para o programa “Rádio Repórter”, telefone 3623-1080.

Tiradas de Millôr Fernandes

"Aí chega a Internet e que tremenda independência de informação ela dá. Quantos governos já tentaram controlá-la! Não conseguiram, e não vão conseguir, nunca".

"A Internet é o poder do anarquismo que não tomou o poder".

O sonho acabou

Os professores da rede estadual de ensino aprovaram indicativo de greve da categoria. Interessante que foram os professores e outros servidores do Estado que se gabaram de ter dado a vitória a Jaques Wagner nas eleições. O certo é que não estão vendo nenhuma mudança prometida na campanha e partem para cruzar os braços. O sonho acabou, menos de 100 dias de governo.

Desperdício de recursos

A Bahiatursa liberou, sem licitação, R$ 150 mil como cota de patrocínio para a pré-estréia do filme “Ó Pai Ó”. Está no “Diário Oficial do Estado”. A consideração geral é de que se trata de recurso farto para uma atividade promocional.

Homenagem para Olney

Postumamente, o cineasta Olney São Paulo será homenageado nesta sexta-feira com a Medalha Chico Mendes de Resistência, no Arquivo Público do Rio de Janeiro. A honraria é outorgada pelo Grupo Tortura Nunca Mais e este ano a categoria artista foi destinada ao cineasta feirense.
Olney foi preso durante a ditadura militar e em conseqüência de torturas sofridas morreu em 1978, aos 41 anos.

Escândalo

A imagem do Brasil, cuja fama internacional é quase sempre marcada por escândalos, tem mais um fato vergonhoso, com a fotografia de Ana Laíse Ferreira sendo apalpada pelo príncipe William, da realeza britânica. Ela mesmo postou a sua façanha no Orkut e a foto caiu na rede.

Roteiro de Filmes

LANÇAMENTO NACIONAL

300 (300), de Zach Snyder, 2007. Com Gerard Butler, Rodrigo Santoro, Lena Headley e Dominic West. Ação. O rei Leônidas e seus 300 guerreiros de Esparta lutam até a morte contra o numeroso exército do rei Xerxes, na Batalha de Termópilas. O sacrifício e a dedicação destes homens uniu a Grécia no combate contra o inimigo persa. Classificação indicativa: 18 anos. Duração: 117 minutos. Horários: 14 horas, 16h20, 18h45 e 21h10. Sala 4 (264 lugares).











LANÇAMENTOS
ATIRADOR
(Shooter), de Antonio Fuqua, 2007. Com Mark Wahlberg, Michael Peña e Danny Glover. Ação. Atirador de elite abandona a carreira por causa de uma traição. Um militar aposentado lhe convida para proteger o presidente dos Estados Unidos e ele aceita voltar ao trabalho. Entretanto, logo passa a desconfiar que está sendo vítima de uma conspiração. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 156 minutos. Horários: 15, 18 e 21 horas. Sala 1 (243 lugares).










A PELE (An Imaginary Portrait of Diane Arbus), de Steven Shainberg, 2006. Com Nicole Kidman, Ty Burrell e Robert Downey. Drama. A trajetória de Diane Arbus, uma das mais conceituadas fotógrafas do século XX, que voltou sua atenção para o bizarro e o inusitado. Um de seus trabalhos teve como foco um portador de tricotomia, disfunção caracterizada pelo excesso de pêlos em todo o corpo. Classificação indicativa: 16 anos. Duração: 122 minutos. Horários: 18h55 e 21h20. Sala 2 (160 lugares).









BRICHOS
, de Paulo Munhoz, 2006. Animação. Três filhotes de animais se reúnem para criar um lutador para o campeonato de videogame local, o que faz com que descubram um segredo existente na floresta. Classificação indicativa: Livre. Duração: 77 minutos. Horários: 14 horas, 15h40 e 17h25. Sala 3 (167 lugares).



NOTAS SOBRE UM ESCÂNDALO (Notes on a Scandall), de Richard Eyre, 2006. Com Judi Dench, Cate Blanchett e Tom Georgeson. Drama. Professora experiente e solitária se alegra com a chegada de uma novata que lhe oferece sua amizade. Mas, quando a jovem começa a se relacionar com um aluno, a veterana ameaça revelar seu segredo. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 92 minutos. Horários: 19h10 e 21h10. Sala 3.











REAPRESENTAÇÃO

UMA NOITE NO MUSEU
(Night at the Museum), de Shawn levy, 2006. Com Ben Stiller, Robin Williams e Dick Van Dyck. Atura e comédia. Num de seus turnos, segurança noturno de um museu começa a ver esqueletos de dinossauros e estátuas de cera ganharem vida. Em meio ao caos instalado, a única pessoa que pode ajuda-lo é a estátua de cera de Theodore Roosevelt, que também ganhou vida. Foi exibido entre 5 de janeiro e 8 de fevereiro. Classificação: Livre. Duração: 117 minutos. Horários: Livre. Horários: 14h20 e 21h20. Sala 2.
Obs.: Semana de 30 de março a 5 de abril.
ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace - Shopping Iguatemi, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
As informações sobre programação e horário são prestadas pela empresa exibidora, a Orient Filmes.

Sobre os ecos fotográficos

Foram 29 fotografias postadas, escolhidas entre mais de 100, que ilustram muito bem a estadia de Muniz Sodré em Feira de Santana, na segunda-feira, 26. Ele na audiência com o prefeito José Ronaldo, na visita à Biblioteca Municipal Arnold Silva e na palestra que proferiu no Teatro Ângela Oliveira, além dele em contato com feirenses.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXIX

Bela imagem do Centro de Cultura Maestro Miro, onde aconteceu a palestra de Muniz Sodré.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXVIII

Muniz Sodré assina certificado sob as vistas de Dimas Oliveira.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXVII

Muniz Sodré com a professora, poeta e articulista Vera Márcia Lopes Santos, aluna do Programa de Especialização em Estudos Lingüísticos da Uefs. Também publicou ensaio neste blog, "A Reconstrução da História de Feira de Santana a Partir das obras de Fernando Ramos e Muniz Sodré", em 21 de fevereiro.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXVI

Muniz Sodré em conversa com o médico e cronista César Oliveira.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXV

Jornalistas Eduardo Oliveira e Madalena Braga e ex-prefeito José Raimundo de Azevêdo ladeando Muniz Sodré.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXIV

Vereador Roberto Tourinho, prefeito José Ronaldo e jornalista Madalena Braga com Muniz Sodré, após a palestra.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXIII

Aplausos da platéia para a palestra de Muniz Sodré.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXII

Platéia do Teatro Ângela Oliveira vista da mesa.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XXI

Prefeito José Ronaldo atento à palestra de Muniz Sodré, atividade que encerrou a visita do presidente da Fundação Biblioteca Nacional.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XX

Mesa da palestra de Muniz Sodré sobre "O Livro e a Leitura".
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XIX

Mesa da palestra de Muniz Sodré vista pela platéia.
Foto: Carlos Augusto

Mais postagem de fotos

Nesta sexta-feira, 30, a postagem de mais fotos sobre a visita de Muniz Sodré a Feira de Santana.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XVIII

Muniz Sodré: Leitura é prática plural.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XVII

Muniz Sodré: É preciso estimular a circulação do livro.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XVI

Outro aspecto da atenta platéia na palestra de Muniz Sodré.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XV

Teatro Ângela Oliveira ficou quase lotado para a palestra de Muniz Sodré. Platéia de professores, jornalistas e estudantes de cursos de Comunicação.
Foto: Carlos Augusto

quinta-feira, 29 de março de 2007

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XIV

Jornalista Dimas Oliveira fez todo o cerimonial da palestra de Muniz Sodré sobre "O Livro e a Leitura Hoje".
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XIII

Muniz Sodré é entrevistado pelos radialistas Joilton Freitas, da Rádio Sociedade, e Elcimar Pondé, da Rádio Subaé, antes de sua palestra no Centro de Cultura Maestro Miro.
Foto: Carlos Augusto

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XII

Alunos do curso de Comunicação Social da Unef entrevistam Muniz Sodré, na Biblioteca Municipal.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré XI

César Orrico esclarece mais aos atentos Muniz Sodré e José Ronaldo sobre o Projeto Digital.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré X

Deficiente visual faz leitura em Braille do Código de Trânsito para Muniz Sodré, José Ronaldo e Ana Rita Almeida Neves, em sala específica da Biblioteca Municipal.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré IX

Muniz Sodré com Jairo Carneiro Filho, Luluda Barreto, Esteares Rosa e funcionárias da Biblioteca Municipal

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré VIII

A alegria de estudantes e de José Ronaldo e César Orrico pela disponibilização de Internet gratuita com o Projeto Digital inaugurado na Biblioteca Municipal

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré VIII

Muniz Sodré, Maurício Carvalho e César Orrico. Ao fundo, Ana Rita Almeida Neves.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré VII

Muniz Sodré e José Ronaldo na inauguração do projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré VI

José Ronaldo, secretário da Cultura Maurício Carvalho, secretária da Educação Ana Rita Almeida Neves e diretoras da área de Educação com Muniz Sodré, na Biblioteca Municipal.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré V

Muniz Sodré chega à Biblioteca Municipal Arnold Silva com José Ronaldo, César Orrico e Luluda Barreto para inaugurar o Projeto Digital

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré IV

Dimas Oliveira, José Ronaldo e Muniz Sodré, depois da audiência.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré III

Prefeito José Ronaldo agradece a visita de Muniz Sodré. Ao fundo, Maurício Carvalho, Antônio Araújo e Gil Mário.

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré II

Jornalista Dimas Oliveira explica os propósitos da visita de Muniz Sodré ao prefeito José Ronaldo e a Augusto César Orrico

Ecos fotográficos da visita de Muniz Sodré I

Professor Muniz Sodré na audiência com o prefeito José Ronaldo ouve solicitações de César Orrico, presidente da Fundação Cultural Egberto Costa

No "Rádio Repórter"

Estou me preparando para ir para o estúdio da Rádio Subaé AM, onde no programa “Rádio Repórter”, ancorado por Renato Ribeiro, vou falar de cinema e outras manifestações artísticas, no quadro “Dica Cultural”, que ocorre todas as quintas-feiras.
Falar do lançamento nacional de “300”, a partir desta sexta-feira, no Orient Cineplace. De outras quatro novidades nas telas: “A Pele”, “Notas de um Escândalo”, “Atirador” e “Brichos”, e ainda do relançamento de “Uma Noite no Museu”.
Falar também dos cinco filmes que estão em cartaz até esta quinta-feira, que são “Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América”, “Déjà Vu”, “Motoqueiro Fantasma”, “Dream Girls: Em Busca de um Sonho” e “Norbitt”.Também comentar sobre a proveitosa visita do professor e escritor Muniz Sodré à Feira de Santana, sobre os 40 anos do Museu Regional de Arte, e sobre o projeto Sonora Brasil, do Sesc, que promove workshop e concerto com o violonista Turíbio Santos.

Medo

Não se fala de outra coisa nos meios de comunicação: o deputado federal Colbert Martins Filho está com medo de ficar sem mandato, pela infidelidade partidária praticada, deixando o PPS e aderindo ao PMDB.

Eleições: promessa de incômodo

Deu no "Tempo Presente", do jornal "A Tarde", desta quinta-feira, 29:

O deputado federal Sérgio Carneiro, que foi vereador pelo PT, mudou o domicílio eleitoral para Feira de Santana, sua terra natal.
Quer disputar a Prefeitura de lá no próximo ano. Pode-se dizer que carrega duas pedrinhas próprias para colocar em sapatos: uma para o deputado estadual Zé Neto, prefeiturável do PT, o partido dele. E outra para Colbert Martins (PMDB), outro nome forte da oposição.
Daí, a constatação de que a oposição a José Ronaldo vem com pelo menos três candidatos, sem falar em Marialvo Barreto, Messias Gonzaga, entre outros.

quarta-feira, 28 de março de 2007

Dubiedade

Até os simpatizantes do deputado federal Colbert Martins Filho (PMDB) nos meios de comunicação estão se incomodando com a sua posição dúbia. Uma atitude em Brasília, outra posição em Feira de Santana.

Que é dos veteranos?

A leitora deste blog Raquel Silva mandou uma mensagem sobre a ausência de jornalistas veteranos de Feira de Santana na palestra de Muniz Sodré, na noite de segunda-feira, 26. “Onde estavam eles? Tiveram receio de estar juntos com os estudantes de Comunicação?”, ela questionou. Com a palavra os jornalistas veteranos.

Lista inclui Colbert

A lista com os nomes dos 308 deputados federais, incluindo o parlamentar feirense Colbert Martins Filho - que era do PPS e aderiu ao PMDB -, que votaram contra a CPI do Apagão Aéreo vai ser distribuída nos aeroportos brasileiros.

Merece o desprezo do público

Sacha Baron Cohen faz Borat
Divulgação

“Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América” só chama a atenção de alguns incautos - na sessão das 15h20 desta quarta-feira no Orient Cineplace menos de dez desavisados - pelo título imenso. O filme é muito ruim e tosco, mal acabado ao extremo. De gosto muito duvidoso, rasteiro, escatológico e sujo. Não vi graça nenhuma no filme. É cheio de besteira. Pior que "Casseta & Planeta" e "Pânico na TV"
Não se sabe como conseguiu ser indicado ao Oscar de Melhor Roteiro. O personagem título é um babaca estúpido, que passa quase uma hora e meia fazendo grosseria e ataques gratuitos e preconceituosos a americanos, judeus, evangélicos, até a Jesus. Merece o lixo (o filme está cheio deste produto) e o desprezo do público. A baixaria é grande.
Não sou favorável ao politicamente correto, mas a incorreção deste filme é demais, chegando à leviandade. Pode agradar a partidários da esquerda, eleitores de Lula e que tais. Mas não foi visto nenhum deles na sessão.

Lembrança

“Estudei no Colégio Estadual de Feira de Santana, onde aprendi francês com o padre Mário Pessoa, inglês com Stella Dalva, português com Helena Assis, matemática com Joselito Amorim e desenho com Diva Portella”. A lembrança foi de Muniz Sodré, em conversa com este jornalista e com Augusto César Orrico, diretor presidente da Fundação Cultural Egberto Costa.

40 anos do Museu Regional comemorados na Câmara

Com a presença do ex-prefeito Joselito Falcão de Amorim, convidado para proferir palestra, a Câmara Municipal realizou nesta quarta-feira, 28, sessão especial para comemoração dos 40 anos de fundação do Museu Regional de Arte. O espaço é hoje sediado no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca).
O vereador Antônio Carlos Coelho (Democratas), autor da matéria que requereu a sessão, não pôde comparecer e coube ao vereador Roberto Tourinho (PSB) fazer a saudação. Ele falou da importância da instituição para os feirenses, nessas quatro décadas de atividades.
O evento foi bastante prestigiado, contando com a presença de vários artistas plásticos, a exemplo de César Romero - que expõe suas obras no Museu Regional de Arte a partir desta quinta-feira, 29 -, diretora do Cuca, Lúcia Cintra, poetisa Irma Amorim, escritora Lélia Vitor Fernandes e historiador Raimundo Gama. O curador do Museu, artista plástico Gil Mário.
Em sua fala, Joselito Amorim detalhou toda a história de fundação do Museu Regional, em 1967. Reconheceu a importância do presidente do antigo Diários Associados, Assis Chateaubriand, responsável pela criação do espaço cultural. “Ele deixou seu nome cravado na história desta cidade com esse feito”, disse.
Também relacionou uma lista de padrinhos do espaço cultural, desde o brigadeiro Faria Lima (ex-prefeito de São Paulo), aos embaixadores da Grã-Bretanha e União Soviética, até nomes regionais como o jornalista Dimas Oliveira. “Todos eles tiveram papel fundamental para a implantação do Museu”, observou.
O palestrante leu trechos de um artigo do jornalista Helder Alencar, escrito à época da criação do Museu. Alencar escreveu que a função do órgão seria “abrir novas perspectivas para a cultura” e recomendou à direção do espaço “incrementar desenvolvimento intelectual no município".
A bem da verdade, em 1967, este jornalista não teve nenhuma participação na criação do Museu Regional.

Imagem poética

Ainda em sua palestra em Feira de Santana, Muniz Sodré incluiu uma imagem poética do que presenciou momentos antes no distrito de Humildes, quando visitou biblioteca construída pelo Governo Municipal - e que ele deve vir inaugurar no final de abril. Muniz se referiu a um grupo saltitante e alegre de crianças que saíam do Clube Cerqueirão, usado como escola provisória, e passavam em frente ao novo prédio.

Se fosse possível

Durante sua palestra "O Livro e a Leitura Hoje", promovida pela Fundação Cultural Egberto Costa, na noite de segunda-feira, no Centro de Cultura Maestro Miro, o professor e escritor Muniz Sodré, presidente da Fundação Biblioteca Nacional, órgão do Ministério da Cultura, fez referências elogiosas às ações desenvolvidas pelo prefeito José Ronaldo, presente no ato, em relação as bibliotecas. Ele afirmou que se tivesse título de eleitor nesta cidade, votaria em José Ronaldo caso ele fosse candidato pela terceira vez.

Infidelidade de Colbert é exemplo

Na prática, a decisão do TSE não tem aplicação imediata, mas deverá servir como base para futuras ações na Justiça. Este é o primeiro passo para a fidelidade partidária. O deputado federal feirense Colbert Martins Filho é um dos parlamentares inseridos na questão. Ele foi eleito pelo PPS e trocou o partido pelo PMDB, para aderir ao governo Lula.

Mandatos obtidos por deputados e vereadores pertencem aos partidos

(Do TSE)
Por maioria de seis votos a um, os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) definiram que os mandatos obtidos nas eleições, pelo sistema proporcional (deputados estaduais, federais e vereadores), pertencem aos partidos políticos ou às coligações e não aos candidatos eleitos. A decisão foi proferida como resposta à uma consulta do Partido da Frente Liberal (PFL), agora Democratas.
“A decisão que foi tomada hoje (terça-feira, 27) pelo Plenário do Tribunal Superior Eleitoral representa uma fidelidade à Constituição Federal”, definiu o presidente da Corte, ministro Marco Aurélio Mello, no encerramento da sessão. “Em segundo lugar, o Tribunal deu uma ênfase maior à vontade do eleitor que vota, em primeiro lugar, na legenda”, concluiu.
O TSE respondeu a uma pergunta formulada em tese pelo PFL (artigo 23, XII, do Código Eleitoral). Assim, a decisão funciona como precedente para eventuais situações futuras. Nesses casos, a legenda que se sentir prejudicada poderá reclamar a vaga do desertor do mandato perante o Poder Judiciário. A pergunta do PFL era a seguinte: “Os partidos e coligações têm o direito de preservar a vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional quando houver pedido de cancelamento de filiação ou de transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda?”.
Voto do relator: “Os partidos políticos e as coligações conservam o direito à vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional, quando houver pedido de cancelamento de filiação ou de transferência do candidato eleito por um partido para outra legenda”, determinou o ministro Cesar Asfor Rocha, relator da matéria, na conclusão do voto, acompanhado por cinco ministros. O ministro começou o voto lembrando que a Constituição Federal, no artigo 14, parágrafo 3º, item V, estabelece, como condição de elegibilidade do cidadão, dentre outras, a filiação partidária. Assim, sem o partido, o candidato não pode concorrer nem se eleger. Também assinalou que no artigo 17, parágrafo 1º, a Constituição assegura aos partidos estabelecer normas de fidelidade e disciplina. O ministro pontuou que o vínculo partidário é a identidade política do candidato. “Ora, não há dúvida nenhuma, quer no plano jurídico, quer no plano prático, que o vínculo de um candidato ao Partido pelo qual se registra e disputa uma eleição é o mais forte, se não o único elemento de sua identidade política”, afirmou. "O candidato não existe fora do partido político e nenhuma candidatura é possível fora de uma bandeira partidária”, enfatizou. Nesse sentido, o ministro considerou equivocada a suposição de que o mandato político eletivo pertence ao indíviduo eleito. "(...) é como se o candidato eleito se tornasse “senhor e possuidor de uma parcela da soberania popular, não apenas transformando-a em propriedade sua, porém mesmo sobre ela podendo exercer (...) todos os poderes inerentes ao seu domínio, inclusive o de dele dispor”.
O ministro ressaltou que não é ilícita a troca de partidos. "O cidadão pode filiar-se e desfiliar-se à sua vontade, mas sem que isso represente subtração à ao partido que o abrigou na disputa eleitoral”. Nesse ponto, o ministro lembrou os artigos 108, 175, parágrafo 4º e 176 do Código Eleitoral, para demonstrar que “os votos pertencem ao partido político”. O artigo 175, parágrafo 4º, por exemplo, diz que os votos serão contados para o partido pelo qual tiver sido feito o registro do candidato, quando a decisão de inelegibilidade ou de cancelamento de registro for proferida após a realização da eleição a que concorreu o candidato.
Estatísticas
Ao longo do voto, o ministro citou levantamento de que no início da atual legislatura, 36 parlamentares deixaram os partidos pelos quais se elegeram (inclusive o parlamentar feirense Colbert Martins Filho, que era do PPS e aderiu ao PMDB). Destes, somente seis se filiaram a partidos que integraram as coligações pelas quais se elegeram. E 28 passaram para o lado dos partidos opositores. O ministro também citou que dos 513 deputados federais eleitos em outubro, apenas 31 (6,04%) tiveram votos suficientes para se eleger. Todos os demais alcançaram o quociente eleitoral por meio dos votos atribuídos aos partidos.
Votos convergentes
Segundo a votar, o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio, citou a Lei 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos), cujos artigos 24, 25 e 26 estabelecem regras de fidelidade e disciplina partidárias, salientando que não se ousa “colar a pecha de inconstitucional” a esses dispositivos. O artigo 24, por exemplo, diz que “o integrante da bancada de partido deve subordinar sua ação parlamentar aos princípios doutrinários e programáticos e às diretrizes” estabelecidas pela legenda. O artigo 26 determina a perda automática da função ou do cargo que exerça, “na respectiva Casa Legislativa, em virtude da proporção partidária, o parlamentar que deixar o partido sob cuja legenda tenha sido eleito”.
O ministro Marco Aurélio também lembrou os princípios constitucionais que norteiam a matéria. O ministro invocou o artigo 37 da Constituição Federal, o qual prevê que a administração pública, direta e indireta, será regida pelos princípios de “legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência”. Esse artigo também disciplina o acesso aos cargos e funções públicas.
Soberania do eleitor
Terceiro a votar, o ministro Cezar Peluso destacou que a resposta a essa Consulta não se restringe à discussão sobre fidelidade partidária, esta uma mera questão interna entre partidos e filiados. O ministro pontuou que a questão diz respeito à vontade do eleitor, à soberania do titular do direito ao voto nominal e secreto.O ministro ressaltou, também, que a filiação constitui requisito e pressuposto constitucional do mandato. “O cancelamento dela ou a transferência do partido, quando não seja justificado, tem por efeito a preservação da vaga no partido de origem”. “A vinculação candidato-partido é ínsita ao próprio sistema representativo proporcional adotado pelo ordenamento jurídico”, registrou. O ministro Peluso acentuou, ao final, que os partidos e coligações têm o direito de preservar a vaga obtida pelo sistema eleitoral proporcional, diante de injustificado cancelamento de filiação ou transferência para outra legenda. Na mesma diretriz, os ministros Carlos Ayres Britto, José Delgado e Caputo Bastos, que votaram na seqüência, acompanharam o entendimento firmado nos votos antecessores.

terça-feira, 27 de março de 2007

Racismo de negro contra branco

Em entrevista para a BBC Brasil, a ministra Matilde Ribeiro, da Secretatia Especial de Política da Promoção da Igualdade, respondendo à pergunta "E no Brasil tem racismo também de negro contra branco, como nos Estados Unidos?", respondeu que "eu acho natural que tenha. Mas não é na mesma dimensão que nos Estados Unidos. Não é racismo quando um negro se insurge contra um branco. Racismo é quando uma maioria econômica, política ou numérica coíbe ou veta direitos de outros. A reação de um negro de não querer conviver com um branco, ou não gostar de um branco, eu acho uma reação natural, embora eu não esteja incitando isso. Não acho que seja uma coisa boa. Mas é natural que aconteça, porque quem foi açoitado a vida inteira não tem obrigação de gostar de quem o açoitou".
"Não é difícil demonstrar que a ministra Matilde Ribeiro cometeu crime de racismo e de incitamento ao ódio racial, ainda que faça questão de dizer que "não". Numa democracia corriqueira, seria demitida e processada. No Brasil, vão passar a mão na cabeça dela, afirmar que ela se expressou mal, que não quis dizer exatamente o que disse. Vale dizer: no fim das contas, será protegida de si mesma por conta de dois preconceitos às avessas: porque é negra e porque é mulher, duas “minorias” de manual, que excitam os instintos mais primitivos da baixa sociologia brasileira", como afirmou Reinaldo Azevedo em seu blog.

Quem é o verdadeiro negro do mundo

(Do Blog Reinaldo Azevedo)
Se ser “negro”, agora, é um condição sociológica que define o oprimido, atenção: O verdadeiro negro do mundo é o macho, branco, pobre, heterossexual e católico. Ninguém quer saber dele. Nenhuma ONG o protege. Não pode nem mesmo reivindicar o privilégio de pertencer a alguma minoria.

Livro é tábua de salvação

O livro é uma tábua de salvação para as famílias mais pobres no Brasil. A fala é do professor e escritor Muniz Sodré, dita em sua palestra nesta cidade. Ele entende que o livro representa uma real possibilidade de ascensão social para a família pobre. Para Muniz, o livro faz a pobreza se tornar mais potente, permitindo que ela evite a situação de miséria. A questão é um exemplo próprio, pois o livro foi a sua tábua de salvação - ele que veio de uma família assim, mas que investiu na formação de muitos filhos.

"Convocação" é homenagem

A canção "Convocação", composta por João Bosco e seu filho Francisco Bosco, inserida no disco "As Mil e Uma Aldeias", Sony Music, 1997, é uma homenagem ao professor e escritor Muniz Sodré.

Sobre Melissa Cabral

Na novela "Vidas Opostas", autoria de Marcilio Moraes, em exibição na Rede Record, no horário das 22h15, a participação de Melissa Cabral como colaboradora do roteiro, ao lado de nomes como Luís Carlos Maciel, Antônio Carlos da Fontoura e Joaquim Assis. Melissa é filha de Muniz Sodré.

Ginástica rítmica na rua

Neste sábado, 31, a partir das 11 horas, a praça de alimentação vai ser tomada pela graça, beleza e pelos movimentos criativos da ginástica rítmica. A apresentação faz parte do projeto "Arte na Rua", promovido pelo Galpão de Arte, dentro das comemorações pelos cinco anos da instituição.
As apresentações tiveram inicio no dia 17 com apresentação de balé clássico. No sábado passado, 24, o Galpão de Arte levou para a avenida Getúlio Vargas, um dos esportes mais populares da Bahia: a capoeira. A apresentação chamou a atenção de todos que passavam pela praça de alimentação, palco dos eventos. Crianças e adolescentes do curso de Capoeira do Galpão mostraram também o maculelê, a dança de origem afro-indígena, trazida pelos negros da África para cá e aqui foi mesclada com alguma coisa da cultura dos índios

Frases retiradas da palestra de Muniz Sodré

"O livro é a melhor metáfora da educação".

"Leitura é uma prática plural".

"O livro é a tábua de salvação da ascenção social".

"Existe crise do livro e crise da leitura".

"O livro é o que reside entre duas capas".

"Em pleno século XXI, a escola tradicional ainda vive no século XIX".

"Não existem leituras que sejam descartadas".

"É preciso estimular a circulação do livro".

"Os Estados Unidos são o país mais midiático do mundo. Mas está imbecilizado pelo excesso de mídia".

Presentes na palestra de Muniz Sodré

O vereador José de Arimatéia representou a Câmara Municipal na palestra de Muniz Sodré, na noite de segunda-feira, 26, realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria da Cultura, Esporte e Lazer e da Fundação Cultural Egberto Costa. Ele participou da mesa dos trabalhos, presidida pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, que contou ainda com Augusto César Orrico, diretor presidente da instituição municipal que formatou a programação, Jairo Carneiro Filho, diretor administrativo desse mesmo órgão, Luluda Barreto, diretora do Departamento de Cultura, Esteares Rosa da Silva, chefe da Divisão de Bibliotecas, Nilton Oliveira, diretor da Unidade Superior de Ensino de Feira de Santana (Unef), Danilo Weber, representante da Faculdade Anísio Teixeira (FAT), Eduardo Kruschewsky, presidente da Academia Feirense de Letras, e Lélia Vitor Fernandes de Oliveira, presidente da Academia de Letras e Artes de Feira de Santana.
Também marcaram presença: Ana Rita de Almeida Neves, secretaria da Educação, vereador Roberto Tourinho (aluno do curso de Comunicação da Unef), sub-delegado do Trabalho João Batista, ex-prefeito José Raimundo de Azevedo, Theódulo e Consuelo Carvalho, Raimundo e Marinísia Gama, Raimundo Luís Lopes, César Oliveira, Agnaldo Marques.

Resultados positivos com a visita de Muniz Sodré a Feira de Santana

Muniz Sodré e José Ronaldo ouvem explicações de César Orrico sobre o Projeto Digital da Biblioteca Municipal



Parceria entre a Prefeitura de Feira de Santana e a Fundação Biblioteca Nacional vai ser formatada a partir de agora. A visita do professor e escritor Muniz Sodré de Araújo Cabral, presidente da instituição, deverá render frutos pelos resultados positivos sinalizados aos pleitos do prefeito José Ronaldo de Carvalho.
Muniz Sodré esteve na cidade na segunda-feira, 26, onde entre outras atividades, inaugurou pela manhã o Projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva junto com José Ronaldo. De imediato, ele garantiu a disponibilização de link da instituição para consulta do acervo virtual existente. O Projeto Digital é um complemento das atividades da Biblioteca Municipal com uma rede de acesso à Internet.
O presidente da Biblioteca Nacional esteve na cidade convidado pelo Município e cumpriu intensa agenda em sua visita, programada pela Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa. Inicialmente, Muniz Sodré participou de audiência com o prefeito José Ronaldo e secretários Maurício Carvalho e Ana Rita Almeida Neves, respectivamente da Cultura e da Educação, do diretor-presidente da Fundação Cultural Egberto Costa, Augusto César Orrico, além de outros dirigentes municipais e intelectuais convidados.
Nesse encontro com o presidente da Biblioteca Nacional, o prefeito José Ronaldo fez uma série de pleitos pelas unidades locais, com Muniz Sodré ficando de analisar a possibilidade de celebração de convênios para a inclusão das bibliotecas locais no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, principalmente, entre demais programas existentes no órgão federal. Prontamente, Muniz Sodré sinalizou a possibilidade de outras parcerias que poderão ser viabilizadas entre a fundação e órgãos municipais.Além da Biblioteca Municipal, Muniz Sodré também visitou a Biblioteca Municipal Professora Raquel de Freitas Araújo, em Maria Quitéria, e a Biblioteca de Humildes, recém construída, e que ele está convidado para inaugurar no final de abril, após a realização da Micareta. Ele também visitou o Casario Fróes da Motta, ficando impressionado com o trabalho de restauração que vem sendo feito no prédio histórico. Foi recebido pelo presidente da Fundação Senhor dos Passos, Ederval Falcão, e pelo secretário de Planejamento, Carlos Brito.
PROJETO DIGITAL
O Projeto Digital foi pensado dentro de tecnologias mais modernas existentes, como rede sem fio (Wireless), que já permite que o acesso seja feito de qualquer ponto do prédio, sem a necessidade de fios e cabos, “dando mobilidade e oportunidade de acesso gratuito à rede mundial”, como garantiu César Orrico.
“Trata-se de um projeto arrojado que coloca a Biblioteca Municipal em pé de igualdade com as bibliotecas no país que já oferecem esse tipo de serviço”, considerou José Ronaldo, afirmando mais que “é o início de um processo que muito contribuirá para o aperfeiçoamento do Sistema Municipal de Bibliotecas e que servirá como ferramenta de acesso às informações existentes no mundo digital, que ficará acessível à população de forma fácil e gratuita”.Com o Projeto Digital, a Fundação Biblioteca Nacional viabilizará a informatização do acervo bibliográfico da Biblioteca Municipal - que é rico em publicações que retratam principalmente a história de Feira de Santana. Ainda no Projeto Digital, a dotação de sala especializada para portadores de deficiência visual, permitindo o seu acesso. O acesso implantado é seguro, evitando o acesso de sites pornográficos e de pedofilia. Estão instalados nove computadores, tanto no térreo como no piso superior, além do computador central, que funciona como servidor.
PALESTRA
Na noite de segunda-feira, com o Teatro Ângela Oliveira, do Centro de Cultura Maestro Miro praticamente lotado, com público formado de estudantes dos cursos de Comunicação Social de faculdades locais, professores, intelectuais e curiosos, além do prefeito José Ronaldo e outras autoridades, Muniz Sodré palestrou sobre “O Livro e a Leitura Hoje”, e respondeu a mais de uma dezena de questões formuladas. Conhecimento, memória, história, educação, cultura, crise do livro, interatividade, modernidade, Internet, cyber espaço, estiveram em foco pelo palestrante, uma personalidade que se distingue pelos predicados superiores. Considerações sobre a visita de Muniz Sodré foram expressas por um sem número de pessoas, como “um fato muito importante e significativo para Feira de Santana”.
Em Feira de Santana desde o final da tarde de domingo, Muniz Sodré voltou ao Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira, 27, com o compromisso de voltar em breve para inaugurar a Biblioteca de Humildes.

segunda-feira, 26 de março de 2007

Muniz Sodré sinaliza positivamente a pleitos de José Ronaldo

Em seu périplo de Feira de Santana nesta segunda-feira, 26, o professor e escritor Muniz Sodré de Araújo Cabral, inaugurou pela manhã o Projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva junto com o prefeito José Ronaldo de Carvalho. Ele garantiu a disponibilização de link da instituição para consulta do acervo virtual existente. O Projeto Digital é um complemento das atividades da Biblioteca Municipal com uma rede de acesso à Internet.
Muniz Sodré está na cidade convidado pelo Município e cumpre intensa agenda de atividades em sua visita, programada pela Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa. Pela manhã, Muniz Sodré participou de audiência com o prefeito José Ronaldo e secretários Maurício Carvalho e Ana Rita Almeida Neves, respectivamente da Cultura e da Educação, do diretor-presidente da Fundação Cultural Egberto Costa, além de outros dirigentes municipais e intelectuais convidados.
No encontro com o presidente da Biblioteca Nacional, o prefeito José Ronaldo fez uma série de pleitos pelas unidades locais, com Muniz Sodré ficando de analisar a possibilidade de celebração de convênios para a inclusão das bibliotecas locais no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, entre demais programas existentes no órgão federal. Muniz Sodré sinalizou a possibilidade de outras parcerias que poderão ser viabilizadas entre a fundação e órgãos municipais. Além da Biblioteca Municipal, Muniz Sodré também visitou a Biblioteca Municipal Professora Raquel de Freitas Araújo, em Maria Quitéria, e a Biblioteca de Humildes, recém construída, e que ele está convidado para inaugurar no final de abril, após a realização da Micareta. Ainda visitou o Casario Fróes da Motta, sendo recebido pelo presidente da Fundação Senhor dos Passos, Ederval Falcão, e pelo secretário de Planejamento Carlos Brito.
Daqui a pouco, às 20h30, Muniz Sodré profere palestra sobre “O Livro e a Leitura Hoje”, no Teatro Ângela Oliveira, no Centro de Cultura Maestro Miro, evento em parceria com a Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef) e a Faculdade Anísio Teixeira (FAT), que mantém cursos de Comunicação nesta cidade. Assim, os alunos dessas faculdades comporão uma faixa do público, além de professores, intelectuais e artistas.

domingo, 25 de março de 2007

Muniz Sodré já em Feira

O professor e escitor Muniz Sodré, presidente da Fundação Biblioteca Nacional, já se encontra em Feira de Santana, desde o início da noite. Junto com Augusto César Orrico, diretor-presidente da Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa, estou indo para um encontro com ele, para tratar detalhes de sua audiência com o prefeito José Ronaldo de Carvalho, nesta segunda-feira, 26, às 8h30, e demais atividades que desenvolverá nesta cidade, incluindo a inauguração do Projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva, culminando com palestra sobre "O Livro e a Leitura Hoje", às 20h30, no Centro de Cultura Maestro Miro.
Do Aeroporto Deputado Luís Eduardo Magalhães até Feira, uma conversa agradável com Muniz Sodré, lembrando o tempo que morava aqui. Temas como Feira de Santana, família, cinema e literatura estiveram na pauta.

sábado, 24 de março de 2007

Explicando o golpe

(Do Blog Reinaldo Azevedo, postado neste sábado, 24)

Parece que alguns leitores ainda não entenderam direito o golpe que a Comissão de Finanças da Câmara tenta dar. Lembram-se quando Aldo Rebelo (PC do B-SP) e Renan Calheiros (PMDB-AL) decidiram equiparar o salário dos parlamentares ao teto do que se paga do STF - R$ 24,5 mil? Pois é, a sociedade reagiu, um grupo de parlamentares se rebelou, e a decisão foi cancelada. O que o adorável petista de Minas Virgílio Guimarães propõe agora? Um reajuste de 26% (reposição da inflação), o que elevaria o salário a R$ 16,2 mil. Mas não só. Esse moralista pretende que os parlamentares se desobriguem de prestar contas de até R$ 5,4 mil dos R$ 15 mil que recebem de verba indenizatória. Huuummm. Entenda, leitor amigo. Se o parlamentar não precisa prestar contas, basta que pegue o dinheiro e enfie no bolso. R$ 16,2 mil mais R$ 5,4 mil somam R$ 21,6 mil. Considerando que os parlamentares não pagam nenhum tributo sobre os R$ 15 mil (e, pois, nem sobre os R$ 5,4 mil), Virgílio encontrou uma maneira de garantir, por vias tortas, aquele reajuste que tinha sido rejeitado pela sociedade. Tá claro agora? Vocês viram como não falta inteligência a certas lideranças nossas? Pode faltar vergonha. Mas espertos, ah, isso eles são.

Quarenta anos de César Romero nos 40 anos do Museu Regional

Faixa emblemática do artista plástico César Romero

Divulgação

Trinta e três exposições individuais e mais de 400 coletivas no Brasil, incluindo na abertura da Galeria de Arte Raimundo de Oliveira, em 1986. No exterior, cinco individuais e 39 coletivas. Eis uma pequena mostra do artista plástico César Romero, feirense, autodidata, que se iniciou nas artes plásticas em 1967.
Assim, 40 anos de atividades nas artes plásticas e nada mais apropriado que César Romero ter sido escolhido para apresentar seus trabalhos na exposição comemorativa aos 40 anos do Museu Regional de Arte (MRA), que será aberta nesta quinta-feira, 29, às 19 horas. A exposição fica em pauta até o dia 15 de maio, com curadoria de Gil Mário Menezes.
No vasto currículo de César Romero, participação nos principais salões oficiais realizados no país. Ele obteve 25 prêmios de pintura, quatro de fotografia e três salas especiais. O artista ainda possui trabalhos em 42 museus brasileiros, incluindo o MRA e o Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira (MAC), em Feira de Santana. Também referências nacionais e internacionais sobre suas obras em livros, dicionários, revistas e jornais.
César Romero foi membro de júri em vários concursos e salões oficiais de artes plásticas no Brasil e alvo de 12 conferências sobre seu trabalho por críticos de arte e historiadores. Artista múltiplo, ele escreve sobre arte há 31 anos, o que se pode considerar como um esforço sem precedentes no país de divulgação da arte brasileira, tendo publicado mais de 800 artigos e cerca de 200 textos de apresentação em livros e catálogos.
O artista ainda proferiu dezenas de palestras - incluindo nesta cidade -, participou de inúmeros congressos e debates sobre artes plásticas e o papel da crítica de arte. Também realizou trabalhos teóricos para jornais e revistas.
É membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Associação Internacional de Críticos de Arte (Aica), organização reconhecida pela ONU, com sede em Paris. Em 2002, recebeu o Prêmio Mario Pedrosa (Destaque Artista Contemporâneo) da ABCA, e em 2005 o Prêmio Gonzaga Duque da mesma associação pela sua atuação no ano anterior.
César Romero realizou inúmeros cartazes e marcas para empresas, eventos nacionais e internacionais, projetos visuais para capas de discos, livros e estampas para tecidos de várias etiquetas, ilustrações para livros, contos, novelas, poemas, jornais e revistas. Trabalhos de sua autoria foram integrados em projetos de decoração e cenário para 24 novelas, especiais e programas da Rede Globo, Rede Manchete e TV Record.
No seu currículo o que se divulga neste blog é um resumo -, o nome de Dimas Oliveira está entre os jornalistas feirenses, baianos e nacionais que fizeram matérias sobre o seu trabalho.

A imagem pública do Rotary

Neste sábado, 24, participamos do Seminário de Treinamento da Equipe Distrital, no auditório do Centro de Educação Tecnológica do Estado da Bahia (Ceteb) Áureo de Oliveira Filho. A convite do governador eleito do Distrito 4390 de Rotary International, Germínio Orlando Sampaio Braga, palestramos sobre o tema “Imagem Pública do Rotary”. Ele viu na nossa pessoa alguém qualificado para falar sobre o tema.
Na palestra, afirmamos que “sobre o assunto proposto, como cidadão e como jornalista que procura estar antenado com o mundo, nunca tive acesso a algum registro sobre uma mácula contra o Rotary em qualquer lugar em seus cem anos. Assim, é um orgulho fazer parte de uma organização como a nossa, que tem uma imagem mais do que positiva junto à comunidade. O Rotary mantém esta posição desde sua criação, em Chicago, em 1905”.
Contamos que Rotary tem assento permanente na Organização das Nações Unidas, sendo a única organização não governamental com esse privilégio, e que a ONU, a igreja, a família, os governos, entre outras instituições sofrem muito atacadas e o Rotary permanece incólume.
Falamos que a Prova Quádrupla tem a ver com a imagem sólida que o Rotary detém. É a verdade? É justo para todos os interessados? Criará boa vontade e melhores amizades? Será benéfico para todos os interessados? As respostas ao que nós pensamos, dizemos e fazemos são todas positivas.
“A manutenção dessa imagem pública que o Rotary tem é vital para o futuro da organização”, consideramos, ressaltando que propósito do seminário era o de incentivar cada líder rotariano a desempenhar seu papel no sentido de “construir e manter relações públicas sadias, ressaltando a imagem do Rotary. A imagem pública do Rotary é responsabilidade de todo rotariano”.
A citação de que o atual presidente William B. Boyd deu seqüência à iniciativa do presidente do Rotary International em 2005-2006, Carl-Wilhelm Stenhammar, de se concentrar na imagem pública do Rotary International, e que o presidente eleito Wilfrid J. Wilkinson compartilha do mesmo ideal, dando prioridade à questão”, foi feita na palestra.
Também afirmamos que cuidado com a questão é tão grande que a organização conta com o Grupo de Apoio à Imagem Pública do Rotary, que fornece informações que garantem a coerência e padronização da mensagem para os rotarianos e o público em geral. São materiais de qualidade disponíveis, entre esses modelos de comunicado à imprensa, anúncios de utilidade pública e outras ferramentas úteis de relações públicas.
Ainda destacamos que “no caso específico do clube que pertenço, tem sido dado enfoque ao Monumento Relógio Rotary, que coincidentemente passa por uma limpeza, para ter sua imagem pública de acordo com os objetivos propostos, ao Monumento a Maria Quitéria, ao marco rotário na entrada da cidade, a campanha Pólio Plus, a questão da educação com a Escola Rotary e outras atividades que contam com apoio do clube, caso da Caminhada para a Paz, que, também coincidentemente, acontece neste domingo”.
Também que “sempre que possível, nos jornais, emissoras de rádio e televisão, outdoors, boletins internos e em sítios na Internet a divulgação do Rotary, com matérias, campanhas, até cadernos especiais sobre as nossas atividades, sempre projetando a imagem da organização, com seus projetos locais e até internacionais”.
Para nós, “o retorno tem sido gratificante. Os clubes locais contam com integrantes que são comunicadores de todas as mídias, o que facilita a parceria e a estratégia de divulgação das ações rotárias. No ano do centenário do Rotary, a realização de uma marcha pela principal avenida da cidade chamou a atenção da comunidade para o papel do Rotary, sendo um exemplo significativo de promoção, com pessoas vivenciando na prática a ação”.
Exemplo
Ainda tratamos sobre trabalho desenvolvido pela Fundação Jonathas Telles de Carvalho, que é outro exemplo de ação que ressalta a imagem pública do Rotary em Feira de Santana, assim como o programa de cursos de informática, para pessoas carentes, que promovem uma relação com a comunidade.
- O certo é que as iniciativas do Rotary International através da campanha de imagem pública pavimentam o caminho para que todos possamos promover as várias maneiras pelas quais o Rotary Compartilha - continuamos.
Falamos até que “o comando é para que todos os líderes rotários motivem suas equipes para que elas possam dar o maior destaque à imagem pública do Rotary”.
Disse mais que “afirmo com convicção que a imagem pública do Rotary é realçada em Feira de Santana pelos seis clubes locais”.
Para concluir, uma definição do que é imagem: Conceito ou conjunto de opiniões subjetivas de um indivíduo, do público ou de um grupo social, a respeito de uma organização, de uma marca, de uma instituição. A imagem é a representação mental, consciente ou não, formada a partir de vivências, lembranças e percepções passadas e passíveis de serem modificadas por novas experiências. As imagens afetam atitudes e opiniões de um indivíduo, ou grupo de indivíduos, mas podem, também, ser influenciadas e modificadas por atitudes e opiniões.

sexta-feira, 23 de março de 2007

Informação errada

Quem seguir as informações sobre programações de filmes no Orient Cineplace em certos jornais e sites locais, principalmente na sexta-feira, dia em que muda os programas, pode se dar mal, indo ao cinema pensando em ver determinado filme e encontrar outro no lugar. Nesta sexta-feira, 23, mesmo, filmes como “Cartas de Iwo Jima” e “À Procura da Felicidade”, que foram exibidos até ontem (22), e até “Operação Limpeza”, exibido entre 9 e 15 deste mês, são informados em site como ainda em cartaz. É preciso cuidado na informação - a Orient Filmes divulga programação com antecedência toda terça-feira - para que o usuário não seja prejudicado.

Rotary promove Seminário de Treinamento da Equipe Distrital

Neste sábado, 24, no auditório do Centro de Educação Tecnológica do Estado da Bahia (Ceteb) Áureo de Oliveira Filho, a realização do Seminário de Treinamento da Equipe Distrital, evento do Distrito 4390 de Rotary International, gestão do governador Carlos Fernandes de Melo Filho (2006-2007), tendo como participantes: governadores assistentes, presidentes e membros de comissões distritais. O convocador do seminário é Germínio Orlando Sampaio Braga, governador eleito 2007-2008. O instrutor distrital é Hugo da Cruz Dórea e o coordenador, Dázio Brasileiro Filho.
Programação
08h00 - Inscrições, entrega de materiais e companheirismo; 09h00 - Abertura do evento pelo governador Carlos Fernandes de Melo Filho; 09h10 - Considerações iniciais do governador eleito, Germínio Orlando Sampaio Braga; 09h20 -“Objetivos do Seminário”, por Hugo da Cruz Dórea, instrutor distrital; 09h30 - “Lema do RI e Ênfases Presidenciais”, por Germínio Orlando Sampaio Braga; 09h50 - “Líderes Rotários - Motivação e Técnicas de Liderança”, pelo EGD Eliziário Silveira Sobral (2000-2001); 10h20 - Intervalo e “Coffee break”; 10h50 - “Estrutura e Administração Distrital – Suporte para o Sucesso”, pelo GDE Germínio Orlando Sampaio Braga; 11h10 - “A Fundação Rotária: Projetos e Recursos Disponíveis, Elaboração, Captação”, pelo EGD Carlos José Magalhães de Melo (2003-2004), presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária 2007-2008; 11h40 - “Desenvolvimento do Quadro Social - Recrutamento e Retenção”, pelo EGD Antônio Fernandes Viana de Assis (1984-1985), coordenador de Programas Distritais (2007-2008)
Companheirismo
Ao meio-dia, a programação será suspensa para almoço de companheirismo. Às 14h00 - Reabertura dos trabalhos pelo governador do Distrito, Carlos Fernandes de Melo Filho; 14h10 - “Reorganização Administrativa de Clube: O Plano de Liderança de Clube - PLC”, por Hugo da Cruz Dórea, instrutor distrital; 14h30 - “A Imagem Pública de Rotary”, por Dimas Boaventura de Oliveira, membro da Comissão de Relações Públicas da equipe distrital 2007-2008; 14h50 - Grupos de Discussão: Grupo 1 - Governadores assistentes - “Funções e Responsabilidades do Governador Assistente”, por Hugo da Cruz Dórea, instrutor distrital (exposição 30 minutos, debates 40 minutos). Relatórios dos Grupos de Discussão (20 minutos); Grupo 2 - Presidentes e membros de Comissões Distritais - “Funções e Responsabilidades do Presidente e do Membro de Comissões Distritais”, pelo EGD José Raimundo Pereira de Azevêdo (2004-2005) (exposição 30 minutos e debates 40 minutos). Relatórios dos Grupos de Discussão (20 minutos); 16h20 - “Nosso Ano Compartilhado - Metas e Plano de Ação”, pelo GDE Germínio Orlando Sampaio Braga; 16h40 - Tribuna Livre; 17h20 - Considerações finais do GDE Germínio Orlando Sampaio Braga: e 17h30 - Encerramento pelo governador do Distrito, Carlos Fernandes de Melo Filho.

Mais palestras na FTC

A partir desta terça-feira, 27, a FTC Feira de Santana, através do colegiado de Ciências Contábeis, inicia o I Ciclo de Palestras, que se estenderá durante todo o semestre. O objetivo maior é aproximar o aluno da prática contábil, debatendo temas atuais e instrutivos. A primeira palestra será com André Galvão, supervisor regional da Receita Federal em Feira de Santana, que vai falar sobre Imposto de Renda, a partir das 19 horas, no auditório da faculdade.
O tema da primeira palestra, “Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física”, foi escolhido tendo em vista a atualidade. “É um assunto que, apesar do auxílio técnico do contador, interessa a todos, pois mostra como a pessoa física contribui para os cofres federais”, destaca a professora Marcly Pizzani, coordenadora do curso de Ciências Contábeis. Segundo ela, muitas pessoas caem na malha fina por falta de informação, por não saber exatamente como fazer a sua declaração. “È também o momento de esclarecer as dúvidas sobre a legislação do Imposto de Renda Pessoa Física para o exercício 2007”, completa a professora.

José Neto palestra na FTC

O deputado José Neto (PT) faz palestra no dia 2 de abril, a partir das 19 horas, no auditório da FTC Feira de Santana. Ele vai falar sobre “A Modernização da Gestão Pública e o Funcionamento das Parcerias Público Privada - PPP”. O evento é promovido pelo curso de Administração, com o objetivo de refletir e debater o contexto político, econômico, legal e administrativo, que tem influenciado a modernização da gestão pública e o funcionamento das parcerias público privada.
Segundo a professora Karla Figueiredo, coordenadora do curso de Administração, a palestra é voltada especialmente para os alunos do 6º e 7º semestres do curso, sob a orientação dos professores André Kaercher, Antônio Argolo e Leny Oliveira.

José Ronaldo e Muniz Sodré inauguram Projeto Digital da Biblioteca Municipal

Muniz Sodré, que estará em Feira nesta segunda
Divulgação

O Projeto Digital da Biblioteca Municipal Arnold Silva será inaugurado na manhã desta segunda-feira, 26, às 10 horas, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho e o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, professor e escritor Muniz Sodré de Araújo Cabral, que convidado pelo Município vai cumprir intensa agenda de atividades em sua visita a Feira de Santana, programada pela Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa. Antes, Muniz Sodré participa de audiência com o prefeito José Ronaldo de Carvalho e com autoridades municipais, além de intelectuais convidados. Ele também vai visitar a Biblioteca Municipal Professora Raquel de Freitas Araújo, em Maria Quitéria.
O Projeto Digital pretende complementar as atividades da Biblioteca Municipal com uma rede de acesso à Internet. “Foi pensado dentro das tecnologias mais modernas existentes, como rede Wireless (sem fio), que permitirá que o acesso seja feito de qualquer ponto do prédio, sem a necessidade de fios e cabos, dando mobilidade e oportunidade de acesso gratuito à rede mundial de comunicação”, disse Augusto César Orrico, presidente da Fundação Cultural.
Para o prefeito José Ronaldo, “trata-se de um projeto arrojado que coloca a Biblioteca Municipal em pé de igualdade com as bibliotecas no país que já oferecem esse tipo de serviço”. Segundo ele, “é o início de um processo que muito contribuirá para o aperfeiçoamento do Sistema Municipal de Bibliotecas e que servirá como ferramenta de acesso às informações existentes no mundo digital, que ficará acessível à população de forma fácil e gratuita”.
Nos objetivos do Projeto Digital está a informatização do acervo bibliográfico da Biblioteca Municipal - que é rico em publicações que retratam principalmente a história de Feira de Santana -, com a construção de um banco de dados digital, além de dotação de sala especializada para portadores de deficiência visual, permitindo o seu acesso, bem como a implantação de acesso seguro, evitando o acesso de sites pornográficos e de pedofilia.
Estão instalados nove computadores, tanto no térreo como no piso superior, além do computador central, que funciona como servidor.

Feira-São Gonçalo

"Eu sou de Feira de Santana, embora tenha nascido em São Gonçalo dos Campos". Assim se considera o professor e escritor Muniz Sodré. Em entrevista no "Bom Dia, Feira" ele se disse sangonçalino-feirense, tratando com presença de espírito o fato de ter nascido em São Gonçalo (sangonçalense) e sido criado em Feira de Santana.

Feijoada do Larangeira

O jornalista Antônio José Larangeira em preparativos para a realização da 15ª edição da Feijoada do Larangeira. Como vem acontecendo nos últimos cinco anos, "estaremos louvando e adorando a Deus pela paz na cidade, no estado e no país", diz Antônio José, sobre o viés gospel do evento, em sua primeira parte, com a presença da banda Jeová Nissi e de figuras da vida cristã. O jornalista anuncia a presença de um grande número de convidados.
Mais detalhes em próxima postagem.

"A História do Violão" no Sesc

“A História do Violão” é a exposição que será aberta no auditório do Centro Sesc Feira de Santana, no Tomba, na próxima terça-feira, 27, às 19 horas, com palestra do luthier e especialista no tema Joaquim Pinheiro. Na mostra, 22 instrumentos históricos, réplicas idênticas aos originais, pertencentes a museus e coleções particulares dos Estados Unidos, Europa e Brasil.A promoção do Serviço Social do Comércio, dentro do projeto “Sonora Brasil” de formação de ouvintes musicais, fica em pauta até o dia 5 de abril, com visitação entre 8h30 e 21 horas. Ainda dentro da programação, no dia 31, entre 9 e 17 horas, no espaço cultural da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), workshop com Turíbio Santos, violonista brasileiro de renome internacional, com inscrição por R$5,00. Por fim, às 20 horas, no mesmo espaço, concerto com Turíbio Santos, com ingressos por R$14,00 e R$7,00 (meia, extensiva a comerciários, artistas e servidores do Sistema Fecomércio-Bahia).

Censura petista

Em seu espaço "SócioEconômico", no jornal "NoiteDia", edição desta sexta-feira, 23, o colunista Ailton Pitombo colocou a seguinte nota: "O governo petista da Bahia encontrou a fórmula mágica para reduzir a criminalidade: proibiu a Secretaria de Segurança de divulgar as ocorrências policiais. Desde janeiro, foram 198 crimes contra a vida, só em Salvador".
É o estilo petista de governar.

quinta-feira, 22 de março de 2007

458 anos de Salvador no dia 29

Você sabe quem pôs o nome Salvador em Salvador? Sabe porque se comemora o aniversário da mais antiga capital do país em 29 de março? Sabe quem foi o rei dom João III? Sabe que em 2008 se completará 200 anos da chegada da família real a Salvador? E quantos anos tinha, naquela época, o prícipe Pedro, depois imperador Pedro I? Quantos franguinhos assados Dom João VI comeu na sua estada em Salvador? E você já ouviu falar no bispo daquilo roxo?
Essas e outras histórias você vai acompanhar, a partir desta semana, no www.bahiaja.com.br sem pagar nada, de graça, e ainda com direito a imprimir as histórias e usá-las em trabalhos escolares.
Acesse www.bahiaja.com.br, que tem Tasso Franco como diretor de Redação.

Inscrição na OAB prorrogada

A Subseção de Feira de Santana da Ordem dos advogados do Brasil (OAB) prorrogou o período de inscrição para Exame de Ordem, que estava previsto para encerrar na quarta-feira, 21. O prazo passa a ser até esta sexta-feira, 23, das 8 as 16 horas na sede da entidade, no Fórum Desembargador Filinto Bastos.
A inscrição é aberta a advogados e a estudantes de Direito que estejam concluindo o curso. A taxa de inscrição é R$100,00.

Aluno de Psicologia da FTC em primeiro lugar

Alfredo de Morais Neto, estudante do curso de Psicologia da FTC Feira de Santana foi o vencedor do concurso de cultura do Banco Real. Ele ganhou o primeiro lugar no Norte e Nordeste e o quinto no Brasil, concorrendo com a frase sobre o “Parceiro Real”. O prêmio, um aparelho Micro Sistem, foi entregue na noite de quarta-feira, 21, pelo gerente da agência em Feira de Santana, Antônio Jackson de Oliveira Souza.
Segundo ele, o prêmio é apenas simbólico, acrescentando que o Real foi o primeiro banco em apostar no jovem ao abrir contas universitárias, com a modalidade de crédito "cliente do futuro", em 1985. "Estamos felizes em ter sido um baiano a alcançar a primeira colocação em nível regional e de ser um aluno desta faculdade, com a qual já estabelecemos uma parceria", afirmou.
A professora Cadja Portugal, diretora acadêmica da FTC, parabenizou o aluno e incentivou para que ele lesse de público a frase premiada. Ao agradecer o prêmio, Alfredo Neto disse que ficou surpreso ao ser informado que era o vencedor. "A princípio pensei que era trote, uma brincadeira de mau gosto. Só depois de alguns minutos de conversa me convenci que era real", destacou o estudante, fazendo um trocadilho com o nome do banco, que ainda sorteou um aparelho MP –3 entre os estudantes.

Roteiro de Cinema

LANÇAMENTOS
DREAM GIRLS - EM BUSCA DE UM SONHO
(Dream Girls), de Bill Condon, 2006. Com Jammie Foxx, Beyoncé Knowles, Eddie Murphy e Jennifer Hudson. Musical. Baseado na trajetória de Diana Ross e The Supremes, o filme mostra a história de três cantoras que saem do anonimato para alcançar o estrelato mundial. Antes, elas terão que lidar com um empresário inescrupuloso. Classificação indicativa: 12 anos. Duração: 130 minutos. Horários: 14 horas e 18h50. Sala 2 (160 lugares).
BORAT: O SEGUNDO MELHOR REPÓRTER DO GLORIOSO PÁIS CAZAQUISTÃO VIAJA À AMÉRICA (Borat: Cultural Learnings of America For Make Benefit Glorious Nation of Kazaquisthan), de Larry Charles, 2006. Com Sacha Baron Cohen, Ken Davitian e Pamela Anderson. Comédia. Um jornalista do Cazaquistão deixa o país para realizar um documentário nos Estados Unidos. Os americanos reagem negativamente ao seu comportamento, considerado primitivo. Classificação indicativa: 16 anos. Duração: 87 minutos. Horários: 15h20, 17h10, 19 horas e 20h50. Sala 3 (167 lugares).
NORBIT (Norbit), de Brian Robbins, 2007. Com Eddie Murphy, Thandie Newton e Cuba Gooding Jr. Comédia. Homem é ridicularizado por sua mulher e seus cunhados até que reentra amor do passado, que o ajudará a virar o jogo. Classificação indicativa: 12 anos. Duração: 100 minutos. Horários: 14h50, 16h45, 18h50 e 21 horas. Sala 4 (264 lugares).
CONTINUAÇÕES
DÉJÀ VU
(Deja Vu), de Tony Scott, 2006. Com Denzel Washington, Val Kilmer, James Caviezel e Paula Patton. Ação. Agente é chamado para recuperar provas após a explosão de uma bomba em uma balsa localizada em Nova Orleans. Ele descobre que aquilo que a maioria das pessoas acredita estar apenas em sua mente é bem mais poderoso do que se imagina. Também descobre um meio de viajar no tempo, o que possibilita que evite que a explosão ocorra. Em segunda semana. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 127 minutos. Horários: 15h30, 18h05 e 20h40. Sala 1 (243 lugares).
MOTOQUEIRO FANTASMA (Ghost Rider), de Mark Steven Johnson, 2006. Com Nicolas Cage, Eva Mendes, Peter Fonda e Sam Elliott. Ação e aventura. Johnny Blaze trabalha como dublê e piloto de motocicleta. Há muito tempo ele fez um pacto com Mefisto para proteger as duas pessoas que mais amava: seu pai e sua namorada de adolescência, Roxanne. Em troca ele se transforma à noite no Motoqueiro Fantasma, o justiceiro de alguns demônios bastante cruéis. Forçado a obedecer às ordens de Mefisto, Johnny decide enfrentá-lo de forma a usar sua maldição para proteger pessoas inocentes. Em quarta semana. Classificação indicativa: 14 anos. Duração: 115 minutos. Horários: 16h30 e 21h25. Sala 2 (160 lugares).
Obs.: Semana de 23 a 29 de março.
ENDEREÇO E TELEFONES
Orient Cineplace - Shopping Iguatemi, telefax 3225-3056 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
As informações sobre programação e horário são prestadas pela empresa exibidora, a Orient Filmes.

FTC financia mensalidades em parceria com BB

A Rede de Ensino FTC acaba de firmar convênio com o Banco do Brasil, possibilitando aos alunos da graduação, pós-graduação e ensino a distância efetuar os pagamentos das semestralidades em até 48 parcelas. A iniciativa, pioneira no Norte, Nordeste e Sul do país, é mais uma alternativa concedida pela FTC, garantindo aos alunos de todas as classes sociais freqüentarem os seus diversos cursos.
O professor Heraldo Morais, diretor geral da FTC Feira de Santana, explicou que a parceria com o Banco do Brasil beneficia a todos os alunos, desde os atuais, os que estão ingressando, os que quiserem se transferir de outras faculdades, os que abandonaram o curso e desejam retornar e até mesmo aqueles que tenham alguma pendência financeira com a instituição.
A videoconferência sobre o assunto, realizada na terça-feira, 20, com o diretor de Marketing da FTC, professor Luiz Carlos Almeida, contou com a presença de todos os coordenadores, professores, assessores e funcionários diretamente ligados com o atendimento ao aluno, gerentes do Banco do Brasil agências Iguatemi e Conselheiro Franco, respectivamente, Wilton Oliveira Souza e Alaise Lopes Nascimento. As outras três agências do Banco do Brasil em Feira de Santana, da avenida Getúlio Vargas, rua J.J. Seabra e Cidade Nova também participam desse convênio.
Duas linhas de crédito contemplam a parceria FTC/ Banco do Brasil: A BB Crediário/ Construção Civil e Crédito em Consignação. Quem tem conta universitária precisa transformar sua conta em uma comum para pessoa física e preencher o cadastro. O aluno que não possua conta ou crédito pré-aprovado poderá utilizar a conta de parentes ou amigos para essa finalidade.
A FTC montou uma infra-estrutura de atendimento ao aluno ou candidato ao vestibular interessado em maiores informações sobre a nova modalidade de pagamento das mensalidades. Pessoal treinado está disponível das 8 às 21 horas, de segunda a sexta-feira, para prestar maiores esclarecimentos.

quarta-feira, 21 de março de 2007

Mais sobre Muniz Sodré

Muniz Sodré possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Bahia, 1964; mestrado em Sociologia da Informação e Comunicação pela Université de Paris IV (Paris-Sorbonne), 1967; e doutorado em Letras (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1978. Ele é livre-docente em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente é professor titular da Escola de Comunicação da UFRJ.
Também é professor visitante de várias universidades no exterior (Paris, Washington, Montreal, Berlim, entre outras).Muniz Sodré fala, lê e escreve bem, ou razoavelmente, idiomas como alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, russo e yoruba. Tem livros traduzidos na Argentina, Cuba, Espanha e Itália.

Muniz Sodré receberá pleitos de José Ronaldo

Escritores Muniz Sodré e Raquel Paiva
Reprodução

Convidado pelo Município, o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, professor e escritor Muniz Sodré de Araújo Cabral, autor de cerca de 30 livros - ficção, teoria da comunicação cultura nacional e cultura afro-brasileira -, vai cumprir na próxima segunda-feira, 26, uma intensa agenda de atividades em sua visita a Feira de Santana, programada pela Fundação Cultural Municipal Egberto Tavares Costa.
Na pauta, audiência com o prefeito José Ronaldo de Carvalho e com autoridades municipais, além de intelectuais convidados. Também, visitas à Biblioteca Municipal Arnold Silva, onde vai inaugurar programa digital, Biblioteca Municipal Professora Raquel de Freitas Araújo, em Maria Quitéria, e Casario Fróes da Motta. Aqui, ele marcará outra visita, provavelmente em abril, para inaugurar a Biblioteca Municipal de Humildes, cuja conclusão aconteceu recentemente. Por ter um encontro agendado com o ministro da Cultura, ele não poderá ficar na cidade na terça-feira, como anteriormente previsto.
Muniz Sodré também dará entrevista coletiva aos meios de comunicação, na manhã da terça, depois da visita à Biblioteca Municipal, seguida de entrevista na TV Subaé, além de almoço com autoridades. Na noite da segunda-feira, às 20h30, ele vai proferir palestra sobre “O Livro e a Leitura Hoje”, no Teatro Ângela Oliveira, no Centro de Cultura Maestro Miro, evento em parceria com a Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (Unef) e a Faculdade Anísio Teixeira (FAT), que mantém cursos de Comunicação nesta cidade. Assim, os alunos dessas faculdades comporão uma faixa do público, além de professores, intelectuais e artistas.
No encontro com o presidente da Biblioteca Nacional, o prefeito José Ronaldo deverá fazer pleitos pelas unidades locais, com Muniz Sodré analisando a possibilidade de celebração de convênios para a inclusão das bibliotecas locais no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, entre demais programas existentes no órgão federal. Outras parcerias também poderão ser viabilizadas entre a fundação e órgãos municipais.
Muniz Sodré vem acompanhado de sua esposa, Raquel Paiva, que é doutora em Comunicação, e que forma com ele dupla de professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro e de pesquisadores do CNPq. Também escritora, junto com ele lançou os livros “O Império do Grotesco”, que examina o tema não como um fenômeno autônomo, mas como categoria estética; e “Cidade dos Artistas”, que trata das relações das celebridades com o cotidiano do Rio de Janeiro.

José Ronaldo anuncia pacote de obras

O prefeito José Ronaldo de Carvalho anuncia, nesta quinta-feira, 22, mais um pacote de obras para o município. Serão contemplados mais de 30 bairros e todos os sete distritos. Este tipo de anúncio se tornou costumeiro no Governo Princesa do Sertão. O evento está marcado para as 10 horas, na Prefeitura.
“Será um conjunto de ações que serão realizadas ao longo do ano. É um procedimento que vem sendo feito desde o início desta gestão e que mais uma vez vai acontecer. São obras que considero importantes e que foram definidas pelos nossos técnicos de acordo com as necessidades de cada bairro”, afirmou o prefeito.
José Ronaldo salientou que os pacotes são uma forma de ainda mais aproximar o Governo Municipal da comunidade. Ele disse entender que o anúncio é aguardado com expectativa. “Temos que olhar a cidade como um todo para, assim, dividir eqüitativamente os recursos disponíveis, dividir bem o que temos para fazer estes investimentos, que considero todos extremamente importantes”, afirmou.
Serão anunciadas pavimentações a paralelepípedos de dezenas de ruas, construção no Centro de Abastecimento, reformas de estruturas onde acontecem atividades comerciais, reforma e construção de novas praças na sede e em distritos, reforma de casa de farinha, entre outros importantes serviços.
O prefeito disse que todos os compromissos assumidos por ele com a comunidade vêm sendo cumpridos. “Todos os feirenses sabem que todas as obras anunciadas são feitas. E quando há disponibilidade de caixa a gente aumenta um pouco a quantidade de ruas beneficiadas. Sabem, também, que dentro de pouco tempo o pacote começa a ser concretizado com o início dos serviços”, encerrou.

Lançamento de livro com história da Santa Casa

Será lançado na primeira semana do mês de maio, o livro “Assistência e Caridade: A História da Santa Casa de Misericórdia”. A informação foi dada pelo autor da obra, o médico e irmão da instituição, João Batista de Cerqueira, em sessão especial realizada nesta quarta-feira, 21, na Câmara Municipal. O evento, realizado por iniciativa do vereador Jair de Jesus (PSDB) marcou as comemorações por mais um aniversário da centenária entidade.
A sessão, presidida pelo vereador Antônio Carlos Passos de Ataíde (PFL), registrou a presença do prefeito José Ronaldo de Carvalho (PFL) e vários secretários municipais, entre outras autoridades e dirigentes de instituições sociais locais.
Em palestra que durou pouco mais de uma hora, o médico João Batista de Cerqueira, que foi vereador e cumpriu dois mandatos, relatou sobre a história da Santa Casa, antecipando aos convidados um pouco do que estará sendo contado em seu livro. “É uma trajetória que se inicia em 1859 até os dias atuais”, disse.
“É uma história emocionante”, revelou João Batista, que destacou o apoio de várias pessoas na realização da obra, entre as quais o seu filho Ricardo Cerqueira, alguns irmãos, o provedor da Santa Casa de Misericórdia, Outran Borges, e o secretário de Planejamento e dirigente da Fundação Senhor dos Passos, Carlos Brito, entre outros. O livro terá mais de 350 páginas e é dividido em sete capítulos. São mais de 120 fotografias ilustrativas. Documentos importantes na vida da Santa Casa, como o compromisso de fundação da entidade, em ato ocorrido dia 25 de março de 1859, e o relatório do primeiro provedor, datado de 1865, serão reproduzidos na publicação. A luta pela construção do hospital que daria origem ao Hospital Dom Pedro de Alcântara - a instalação da unidade de saúde transcorreu em 1º de novembro de 1864 - também é narrada no livro.

terça-feira, 20 de março de 2007

Carne de sol

Em contato por telefone do Rio de Janeiro com este Blog, o professor e escritor Muniz Sodré - que está vindo para Feira de Santana, onde vai cumprir agenda oficial na próxima segunda-feira, 26, como convidado do Município -, revelou que não vê a hora de degustar uma carne de sol, um dos pratos típicos locais. Carne de sol daquela servida com tudo que se tem direito: aipim frito, arroz, feijão tropeiro, queijo coalho e vinagrete. Naturalmente, no Restaurante Casa do Sertão.