Clique na imagem para comprar

Pré-estreia na quarta-feira, 1º de março

Pré-estreia na quarta-feira, 1º de março
Sessão única às 21h20

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Carnaval e Micareta não têm feriados

No Facebook, o ex-vereador petista Marialvo Barreto, comentou: "Na Micareta não temos sequer um dia de feriado municipal oficial, fato este que atrapalha muito a festa (...) Já na segunda e terça de Carnaval fecha-se tudo".
Como ex-vereador, o petista devia saber que Carnaval é um "feriado" dos chamados tradicionais, pois consagrados à comemoração decorrente de costumes populares ou religiosos. Assim, a terça-feira, 28 de fevereiro, e a Quarta-Feira de Cinzas, 1º de março, este até o meio-dia, são datas que não têm qualquer amparo legal, e a eventual dispensa do trabalho restringe-se à mera liberalidade patronal. Os órgãos públicos dão a segunda-feira como ponto facultativo.
Em Feira de Santana, não tem Carnaval, mas o "feriado" existe. A cidade não pode funcionar sozinha, pois tudo para no período.
E tem a questão da Micareta, festa local, este ano em maio, de quinta-feira, 18, a domingo, 21. Como no Carnaval, a eventual dispensa do trabalho entre quinta e sábado restringe-se à liberalidade patronal. 


Diferenças políticas

Fábio Souto (Democratas) é deputado estadual, com 92.170 votos, na quinta posição. Antes, foi deputado estadual entre 1999 e 2003, deputado federal de três mandatos - 2003-2007, 2007-2011 e 2011-2015. Foi filiado ao PFL, antes do sucessor Democratas. Seu pai, Paulo Souto, foi governador da Bahia por duas vezes. Também secretário de Estado, ministro e senador.
Ângelo Almeida (PSB) assumiu mandato de deputado estadual no início deste ano pelo afastamento de João Bonfim. Pode voltar a ser suplente a qualquer momento. Foi vereador de Feira de Santana pelo PT entre 2009 e 2012. Em 2016, obteve 35.519 votos, ficando na posição 68. Já foi filiado ao PMN e PDT, antes de ser petista e agora pessebista. Seu pai, Antônio Carlos Pinto de Almeida (Tatai), foi vereador de Feira de Santana.

Maquiavel continua impregnado na política

Por Dimas Oliveira
"Aquele que estudar cuidadosamente o passado pode prever os acontecimentos que se produzirão em cada estado e utilizar os mesmos meios que os empregados pelos antigos. Ou então, se não há mais os remédios que já foram empregados, imaginar outros novos, segundo a semelhança dos acontecimentos".
No capítulo XXXIX de "Discursos", Nicolau Maquiavel trata do estudo do passado para observar a natureza humana. Cerca de 500 anos depois, o pensamento do florentino é atual, daí se poder tratar sobre as semelhanças de seus ensinamentos com a realidade política de hoje.
Em "O Príncipe", sua obra mais notável, Maquiavel considera os homens como "ingratos, volúveis, simuladores, covardes ante os perigos, ávidos de lucro" (capítulo XVII). O que mudou em cinco séculos? A natureza humana é imutável. Ela é recorrente, como a história confirma.
Para Maquiavel, o poder político nasce do mal, condição que é intrínseca ao ser humano, assim como o bem. O próprio autor se insere nessa questão, pois maquiavélico, encarnação do mal, e conselheiro que discorreu sobre a liberdade, alertando os dominados contra a tirania dos poderosos.
O poder está em "O Príncipe" assim como em "Discursos". Na filosofia política, Maquiavel se transformou num clássico, pois é sempre citado, mesmo quando não é compreendido.
A partir de sua obra, o entendimento de que "o mundo da política não conduz ao céu, mas a ausência da política é o pior dos infernos".
O certo é que a presença de Nicolau Maquiavel é concreta na política brasileira, pois uma referência constante no debate pelo que tem de maquiavélica na desqualificação dos adversários como tem de maquiavelismo na utilização de práticas astuciosas e traiçoeiras, tão comum no cotidiano do cenário local, estadual, nacional e internacional.
Nicolau Maquiavel está indelevelmente impregnado no meio político moderno, como esteve no pretérito.
Artigo publicado na edição desta sexta-feira, 24, do "NoiteDia"


Balaio Político desta sexta-feira

Nomeados
Ex-vereadores, David Neto (Democratas), 3.498 votos nas eleições de 2016, e Fábio Lucena (Pros), 1 566 votos, estão nomeados pelo secretário Fernando Torres como diretores na Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). Um de Regularização Fundiária, e outro de Manejo de Resíduos Sólidos e das Águas Pluviais Urbanas.
"Feriado"
O "feriado" de Carnaval, na terça-feira, 28, é dos chamados tradicionais, pois consagrados à comemoração decorrente de costumes populares ou religiosos. Caso também da Quarta-Feira de Cinzas, este ano em 1º de março, como sempre até o meio-dia. São datas que não têm qualquer amparo legal, e a eventual dispensa do trabalho restringe-se à mera liberalidade patronal.
"Feriado" II
Em Feira de Santana não tem Carnaval, mas o "feriado" existe. A cidade não vai na contramão de todo o país. Na segunda-feira, 27, os órgãos públicos dão ponto facultativo e o comércio tem acordo de fechar as portas.
Audiência pública
A Câmara Municipal realizou na quarta-feira, 22, audiência pública da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, em conformidade com a Lei de Responsabilidade Fiscal, com o objetivo de avaliar o cumprimento das metas fiscais do Poder Executivo, referente ao terceiro quadrimestre de 2016.
Lava Jato
Os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff cometeram crime de obstrução de Justiça contra a Operação Lava Jato. A conclusão é da Polícia Federal. O ex-ministro da Casa Civil Aloizio Mercadante também deve responder criminalmente por tráfico de influência. A sugestão é que os petistas respondam penalmente à acusação.
Tempo de partidos cassado
O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, na quinta-feira, 16, cassar o tempo de propaganda de nove partidos políticos - PT (25 minutos), PC do B, PHS, PMDB, PR, PRB, PSB, PSC e PSD, todos com 20 minutos - que descumpriram regra segundo a qual as legendas devem utilizar 20% do seu tempo de propaganda gratuita no rádio e na televisão para incentivar a participação feminina na política.
Coluna publicada na edição desta sexta-feira, 24, do "NoiteDia"

Good Vibe nesta sexta-feira


Homenagem em formatura

Na solenidade colação de grau em Enfermagem da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), na noite de sábado, 18, quando foi paraninfo da turma, o prefeito José Ronaldo recebeu homenagem com uma placa entregue pela formanda Lidiana Silva.
Ela disse: "A saúde em Feira de Santana tem muito a crescer na sua gestão e acreditamos nisso. Durante nosso curso vivenciamos de perto a realidade da saúde na cidade, e vimos o investimento que é feito nesse aspecto. Pudemos acompanhar reformas de algumas Unidades de Saúde da Família, o apoio oferecido à educação permanente dos profissionais de saúde. Isso nos enche de esperança e nos motiva a trabalhar ainda mais por esta cidade que nos acolheu desde o momento que iniciamos a nossa jornada. Neste dia tão especial, gostaríamos de agradecer a vossa excelência por perpetuar o elo existente entre a Secretaria de Saúde e nossa Universidade, onde pudemos atuar em diversos campos de práticas."
E encerrou: "Obrigada, senhor prefeito, por sempre estar disponível ao diálogo nos momentos em que o procuramos."

Sobre Antônio Álvaro

1. Recorte do jornal "Tribuna Popular
2. Antônio Álvaro é o quarto em pé, entre Dimas Oliveira e Antonia Veloso, na peça "Dona Patinha Vai Ser Miss"
3. Antônio Álvaro, segundo em pé, junto com seu irmão Jaime Almeida, na sala de espera do Cine Santanópolis

Carlos Brito enviando fac-símile de recorte do jornal "Tribuna Popular", dos anos 1960, com imagem de Antonio Álvaro. Ele integrou a Sociedade Cultural e Artística de Feira de Santana (Scafs) e, em 1967, dirigiu a montagem da peça em cinco atos "Os Justos", de Albert Camus - na qual atuei na técnica como sonoplasta - tamborilava numa mesa, fazendo o som das patas de cavalos de uma carruagem que chegava fora de cena.
Os ensaios de "Os Justos" duraram longos nove meses - ou foram 11? - para tão somente uma apresentação no auditório da Rádio Cultura.
Em meados daqueles anos, Álvaro participou da Associação Feirense de Críticos de Cinema (AFCC), grupo que se reunia em sala no Edifício Pires.
Além de Antônio Álvaro faziam parte seu irmão Jaime Almeida, mais Antonio Miranda, Fernando Ramos, Gilberto Duarte, José Carlos Teixeira, Luciano Ribeiro e Olney São Paulo. Todos escreviam sobre cinema nos jornais de então.
Quando a Caravana da Cultura passou por Feira de Santana, ele recepcionou Emílio Salles Gomes, diretor da Cinemateca do Brasil, que liderava o grupo. Estava sempre presente nos eventos que reuniam o pessoal de cinema em Feira de Santana.
Onde anda Antônio Álvaro?

Carnaval petista

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Inscrição para Prêmio Sebrae Mulher de Negócios aberta



Baianas venceram troféus na última edição da premiação
Estão abertas as inscrições para a edição 2017 do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. Com o objetivo de incentivar empreendedoras a contar suas histórias de sucesso de modo a inspirar outras mulheres, a premiação é promovida pelo Sebrae em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil (BPW), com apoio técnico da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).
Na última edição da premiação, a pescadora baiana Maria de Fátima Paiva conquistou o troféu ouro na categoria Produtora Rural, por seu trabalho à frente da cooperativa de pescadores e marisqueiros Repescar, em Vera Cruz. Já Gilsan Pessoa, proprietária da Escola Kennedy, em Eunápolis, venceu o troféu bronze na categoria Pequenos Negócios.
A premiação conta com três categorias: pequenos negócios, produtora rural e Microempreendedora Individual (MEI). As interessadas em participar precisam preencher uma ficha de inscrição, acompanhada de um relato escrito da sua trajetória como empreendedora e de uma autoavaliação do negócio. Todas as informações estão disponíveis no site do prêmio (www.mulherdenegocios.sebrae.com.br) ou em uma unidade do Sebrae. O prazo para entregar os documentos termina em 31 de março.
As concorrentes vão ser avaliadas em aspectos de gestão (marketing e vendas, finanças, gestão de pessoas, inovação, empreendedorismo, entre outros) e com base no relato (visão de futuro, desafios para abrir o empreendimento, ideias inovadoras, crescimento dos resultados obtidos, perseverança etc.).
Na etapa estadual do prêmio, as participantes que tiverem a melhor pontuação, por categoria, receberão a visita de um verificador, que vai validar as informações apresentadas na autoavaliação de gestão do negócio e no relato. Depois, serão analisadas por uma banca de juízes, que determinará quem será a vencedora de cada categoria. Ao todo, serão selecionadas até 81 candidatas, até três por unidade da federação, que participarão da etapa nacional do prêmio.
No fim da etapa nacional, as nove ganhadoras - troféus ouro, prata e bronze - serão conhecidas em outubro, durante solenidade na sede do Sebrae Nacional, em Brasília-DF. Elas terão direito a uma viagem nacional para participar de uma missão técnica com foco em capacitação, a um certificado, ao selo de vencedora e ao troféu.

(Com informações de Vívian Rodrigues, da Agência Sebrae de Notícias Bahia)

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Filmes em Exibição no Orient Cinemas Boulevard



Semana até 1º de março de 2017
PRÉ-ESTREIA
LOGAN (Logan), de James Mangold, 2016. Com Hugh Jackman, Patrick Stewart e Dafne Keen. Ação e ficção científica.  Em um futuro próximo, um Logan cansado cuida do doente Professor Xavier em um esconderijo na fronteira mexicana. Mas as tentativas do mutante de se esconder do mundo e de seu legado são interrompidas com a chegada de uma jovem mutante, perseguida por forças sombrias. Cópia legendada. Não recomendado para menores de 16 anos. Duração: 136 minutos. Horário: 21h20 - Apenas na quarta-feira, dia 1º de março. Sala 1  (240 lugares).
LANÇAMENTOS NACIONAIS
INTERNET: O FILME, de Filippo  Capuzzi, 2016. Com Rafinha Bastos, Polly Marinho e Gusta Stockler. Comédia. Em uma convenção de youtubers, os personagens entram em vários conflitos uma vez que todos eles estão em busca da fama a qualquer preço. Não recomendado para menores de 14 anos. Duração: 95 minutos. Horários: 17 horas, 19h10 e 21h20 (neste horário, exceto na quarta-feira, 1º de março). Sala 1  (240 lugares).
MONSTER TRUCK (Monster Truck), de Chris Wedge, 2016. Com Lucas Till, Rob Lowe e Danny Glober. Animação e live action. O jovem Tripp constrói um Monster Truck a partir de pedaços de carros sucateados. Após um acidente, ele encontra uma criatura estranha, com talento e gosto por velocidade e que ama se esconder em seu novo veículo. Esse encontro é o início de uma amizade. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 105 minutos. Horários: 14h25 e 19h15. Sala 2  (158 lugares).
A GRANDE MURALHA (The Great Wall), de Yimou Zhang, 2016. Com Matt Damon, Tian Jing, Willem Dafoe e Andy Lau. Ação e aventura. No século XII, mercenário europeu vai à China atrás de uma arma poderosa, mas no caminho se depara com guerreiros com habilidades especiais e uma horda de criaturas monstruosas. Não recomendado para menores de 12 anos. Duração: 103 minutos. Horários: 14h10, 16h30, 18h50, com cópia dublada; e às 21h10, com cópia legendada. Sala 3  (165 lugares).
CONTINUAÇÕES
LEGO BATMAN: O FILME (The Lego Batman Movie), de Chris McKay, 2017. Animação. Batman leva uma vida solitária como o herói de Gotham City. Apesar disto, ele curte bastante o posto de celebridade e o fato de sempre ser chamado pela polícia quando surge algum problema - que ele, inevitavelmente, resolve. Em terceira semana. Cópia dublada. Classificação: Livre. Duração: 104 minutos. Horário: 14h40. Sala 1  (240 lugares).
JOHN WICK - UM NOVO DIA PARA MATAR (John Wick - Chapter 2), de Chad Stahelski, 2017. Com Keanu Reeves e Laurence Fishburne. Thriller de ação. John Wick é forçado a deixar a aposentadoria em função de um criminoso que conspira para tomar o controle de um clã de assassinos. Motivado por um pacto de sangue, ele viaja para Roma com o objetivo de ajudar um velho amigo a derrubar a organização. Em segunda semana. Cópia dublada. Não recomendável para menores de 16 anos. Duração: 123 minutos. 16h40 e 21h30. Sala 2 (158 lugares).
CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS (Fifty Shades Darker), de James Foley, 2017. Com Dakota Johnson, Jamie Dorman e Kim Basinger. Drama. Anastasia decide terminar o relacionamento com Christian Grey e focar no desenvolvimento de sua carreira. O desejo, porém, fala mais alto e ela logo volta aos jogos sexuais do empresário. Em terceira semana. Não recomendável para menores de 16 anos. Duração: 117 minutos. Horários: 13h30, 16 horas e 18h30, com cópia dublada; e às 21 horas, com cópia legendada. Sala 4 (261 lugares).
ENDEREÇO E TELEFONES 
Orient Cinemas Boulevard - Multiplex do Boulevard Shopping, telefax 3225-3185 e telefone 3610-1515 para saber informações sobre programas e horários.
(Com informações do Departamento de Marketing do Orient Cinemas)

Funcionamento do Boulevard Shopping no Carnaval

No período de Carnaval,o Boulevard Shopping terá horários especiais de funcionamento. 
No sábado, 25, o shopping manterá o seu horário de funcionamento, das 10 às 22 horas. 
No domingo, as lojas abrem a partir das 14 horas, e fecham às 20 horas, e a praça de alimentação funciona das 12 às 21 horas. 
Na segunda-feira, 27, e na terça-feira, 28, as lojas estarão fechadas, e a praça de alimentação abrirá das 12 às 21 horas. 
Na Quarta-Feira de Cinzas, 1 de março, o Boulevard volta ao seu horário normal.
Confira abaixo a tabela com os horários de funcionamento.
(Com informações de Paula Brito, da Comunicativa Associados)


"Ficha suja, Dilma não será candidata em 2018"



A ex-presidente Dilma ameaça disputar a Câmara ou o Senado em 2018, mas é conversa fiada: a Lei Ficha Limpa torna inelegível quem é condenado por órgão colegiado por crime contra a administração. Foi o que aconteceu com ela, ao ser julgada e cassada no Senado. Ministros já afirmaram a esta coluna que, provocado, o Supremo Tribunal Federal deverá anular o fatiamento promovido pelo Senado, que a cassou, mas não suspendeu seus direitos políticos por 8 anos.
Caso concreto
Para ministros do Supremo ouvidos pela coluna, "no caso concreto" uma ação civil pública impediria de imediato o registro da candidatura.
Contra o Erário
O Artigo 1º da Lei das Condições de Inelegibilidade, alterado pela Ficha Limpa, é claro: crimes contra a administração rendem inelegibilidade.
Malandramente
A Resolução 35/2016 do Senado não inabilitou Dilma automaticamente, mas cassou o mandato "sem prejuízo das demais sanções judiciais".
Derrota na certa
Filiada ao PT-RS, Dilma precisaria de muita lábia junto ao eleitor: ao ser expulsa do Planalto, sua rejeição no Rio Grande do Sul era de 85%.
Fonte: Cláudio Humberto

Aniversário de Thomas

Nesta quarta-feira, 22, data de aniversário de meu filho Thomas Rabelo de Oliveira (Foto: Facebook).

Happy hour cultural pelo Dia da Mulher

A Fundação Senhor dos Passos e o Palacete Fróes da Motta promove no Dia Internacional da Mulher, na quarta-feira, 8 de março, às 18h30, um happy hour cultural acompanhado de chá,
O evento feminino ocorre no próprio Palacete, com coordenação de José Francisco Brandão.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Blog Demais alcança 3.777.777 visitantes


O Blog Demais alcança nesta quarta-feira, 22, o número de 3.777.777 visitantes, segundo o Hit Counter.

Trailer de "Logan"



Assista
Trailer do filme de ação e ficção científica "Logan", que tem pré-estreia na quarta-feira, 1º de março, no Orient Cinemas Boulevard.

Trailer de "A Grande Muralha"



Assista
Trailer do filme de ação e aventura "A Grande Muralha", que tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 23, no Orient Cinemas Boulevard.

Trailer de "Monster Trucks"



Assista
Trailer do filme de animação e live action "Monster Trucks", que tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 23, no Orient Cinemas Boulevard.

Trailer de "Internet - O Filme"



Assista
Trailer da comédia "Internet - O Filme", que tem lançamento nacional nesta quinta-feira, 23, no Orient Cinemas Boulevard.

Três lançamentos e uma pré-estreia


1. Hugh Jackman em "Logan"
2. Matt Damon em "A Grande Muralha"
3. Lucas Till em "Monster Trucks"
4."Internet - O Filme" é a presença brasileira
Fotos: Divulgação

Nesta semana de Carnaval, três lançamentos nacionais, a partir desta quinta-feira, 23, no Orient Cinemas Boulevard. 
Na Quarta-Feira de Cinzas, 1º de março, a pré-estreia de "Logan", em sessão única, às 21h20, com cópia legendada. O filme de ação e ficção-científica com Hugh Jackman sobre o mutante tem lançamento no dia seguinte.
A mais recomendável das três novidades é o filme de ação e aventura em co-produçao da China com os Estados Unidos, "A Grande Muralha", de Yimou Zhang, com Matt Damon vivendo um mercenário europeu que vai à China do século XII e enfrenta guerreiros e criaturas monstruosas.
Tem o filme de animação e live action de classificação livre para o público intanto-juvenil, "Monster Trucks" e também a comédia brasileira "Internet: O Filme", construída através da coletânea de oito esquetes. Contém a irreverência dos conteúdos de humor audiovisual das redes sociais e da Internet para o cinema. Se passa em uma convenção de youtubers.
Continuam em cartaz o thriller de ação "John Wick - Um Novo Dia para Matar" com Keanu Reeves, em segunda semana.
O drama "Cinquenta Tons Mais Escuros", adaptação do segundo livro da trilogia de E. L. James, também continua, em terceira semana, assim como a animação "Lego Batman: O Filme".

"Defensoria atuará pelos presos. Já as vítimas..."


A Defensoria Pública da União (DPU), que é paga pelo contribuinte vítima da criminalidade, deverá, de graça, mover ações indenizatórias em nome de 622.202 mil presidiários em todo o País, caso esses bandidos o desejem. Em Manaus, a DPU faz mutirão em atendimento a presidiários, inclusive para as indenizações. Questionada, a Defensoria não informou quantas ações já promoveu em defesa das vítimas.
Ora, as vítimas
Indagada sobre ações em defesa de vítimas, a DPU respondeu: "não temos números consolidados sobre este tipo de atendimento".
Sistema cego
A DPU também informou que "o nosso sistema não possibilita levantamento de dados" sobre eventuais ações em defesa de vítimas.
Inversão de valores
O STF mandou indenizar presos na ação de um bandido condenado por matar para roubar. A família da vítima não teve qualquer direito.
Pergunta no tribunal
Se os Estados não tiverem dinheiro para pagar todas as indenizações, os contribuintes serão presos por descumprimento de ordem judicial?
Fonte: Claudio Humberto

Celebrada decisão de Tribunal Internacional contra "casamento" gay

O pastor Silas Malafaia chamou de "vergonhosa" a atitude de parte da mídia nacional, ao comentar sobre a decisão do mais importante Tribunal de Direitos Humanos do planeta, que representa a União Europeia.
O líder religioso enfatizou que o tribunal, que reúne 47 juízes, um de cada país do Conselho da Europa decidiu por unanimidade que "não existe o direito ao casamento homossexual". Isso coloca por terra o argumento recorrente usado pela militância que sua legalização seria uma questão de direitos humanos.
O pastor criticou a postura da imprensa em não repercutir o assunto, e leu parte do documento que discorre sobre a decisão.
Fonte: http://www.jmnoticia.com.br

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Rotary Club e filmes


Assista

Na sequência final do drama romântico e musical "O Guarda-Costas" (The Bodyguard), uma reunião de Rotary Club.
Na trama, depois de deixar a equipe de segurança de Rachel Marron, personagem de Whitney Houston, Frank Farmer (Kevin Costner) aparece trabalhando para um novo cliente e o cenário é uma reunião de Rotary Club no Baltimore Hotel, em Los Angeles.
Os personagens são fictícios, mas os símbolos do Rotary são genuínos. Foram montados por equipe Rotary International, com pins de lapela e emblemas de identificação, como bandeira e sino.
Com a permissão do Departamento de Serviços Jurídicos do RI para aparição em espetáculos, a roda rotária e os outros símbolos rotários têm sido usados para compor um ambiente com imagem positiva em filmes de Hollywood, teatro, programas de televisão e comerciais.
Além de "O Guarda-Costas", outros filmes que utilizam símbolos do Rotary são: "Part Wire", 1935 - Lee Phelps toca piano em reunião de Rotary Club; "Sargento York", 1941 - Gary Cooper aparece em Rotary Club Nashville; "De Volta Para o Futuro 2", 1985 - Placa do Rotary no início; "Aracnofobia", 1990 - Símbolo do Rotary em placa; "Un Week-End Sur Deux", 1990 - Jantar no Rotary Club em Vichy; também em "Mal Posso Esperar", 1998, e "Grandes Sonhos", 2007. Em "Terremoto: A Falha de San Andreas", 2015, aparecem barracas do Shelter Box, programa em parceria com o Rotary.

Senai investe em Centro de Formação Profissional em Ipirá

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-BA) vai ampliar sua atuação na região central do estado com a construção de um Centro de Formação Profissional (CFP) no município de Ipirá. Com investimentos na ordem de R$ 1,8 milhão, a unidade será construída em um terreno ao lado do centro administrativo da Prefeitura do município.
Com um total de 642 m² de área construída, o centro vai contar com sala de informática, sala de leitura, quatro salas de aula e galpão integrado com 225 m² onde serão realizadas aulas práticas.
O lançamento da pedra fundamental das obras de construção do Centro de Formação Profissional será nesta quarta-feira, 22, às 10 horas, e vai contar com a presença de representantes da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), a exemplo do vice-presidente Edison Virgínio Nogueira, do diretor regional do Senai-BA Luís Alberto Breda, e do gerente do Senai de Feira de Santana Edmundo Stiebler, além do prefeito de Ipirá Marcelo Brandão e autoridades da região.
A nova unidade vai oferecer cursos de qualificação profissional aderentes à demanda dos segmentos industriais predominantes na região, a exemplo de couro e artefatos de couro, calçados, alimentos e panificação, além de áreas transversais à indústria, como eletricidade, mecânica, segurança do trabalho e informática.   
(Com informações da Gerência de Comunicação Institucional da Federação das Indústrias do Estado da Bahia - Sistema Fieb)



"Carnaval dos deputados será de duas semanas"

Com sessões só até esta quarta, deputados federais começam a semana de olho da folga de quinze dias para a folia de Carnaval. Sem previsão de corte ou desconto no salário de R$ 33,7 mil, eles deixarão Brasília na tarde deste dia 22 e, em vez de voltar ao trabalho na tarde da Quarta-Feira de Cinzas (1º), como a maioria dos trabalhadores, os deputados federais só voltam ao batente no plenário em 7 de março.
STF volta dia 1º
Em portaria publicada no início do mês, o Supremo Tribunal Federal confirmou retorno aos trabalhos às 14h do dia 1º de março.
Executivo idem
O feriado de Carnaval no governo federal também termina na quarta-feira de cinzas, com expediente normal depois do almoço.
Salário completo
Apesar da folga equivalente à metade de um mês, salário e também a cota parlamentar, de até R$ 45 mil, poderá ser usada integralmente.
Sessão na quinta
O presidente do Senado, Eunício Oliveira, marcou sessão para quinta (2): os senadores só folgam nos dias de folia, ao contrário da Câmara.
Pergunta no espelho d'água
É bom ou ruim para o país o Carnaval malandro dos deputados federais, que vai durar duas semanas?
Fonte: Claudio Humberto

"Notícias falsas? A guerra da esquerda contra a liberdade"

Por Pamela Geller
As elites de esquerda e seus asseclas na (ini)mídia estão levando a cabo uma de suas maiores campanhas publicitárias fictícias, campanha esta que dissimula se tratar de uma notícia importante. O seu último alvo a abater são os "sites de notícias falsas".
Um pouco depois das eleições, o New York Times afirmou que o Google e o Facebook "foram enormemente criticados sobre as notícias falsas em seus sites possivelmente terem influenciado o resultado eleitoral".
Esta própria afirmação revelou-se sendo falsa. As "notícias falsas" não influenciaram o resultado eleitoral, foram as notícias verdadeiras que expuseram o rumo errado que a nossa nação seguia sob a administração de Barack Obama. Mesmo assim, o 'The Times' declarou que "essas grandes empresas retorquiram ao deixar claro que não iriam tolerar esse tipo de desinformação, através do ataque direto às fontes de rendimento de sites de noticias falsas."
Como é que eles fariam isso? "O influente motor de pesquisa do Vale do Silício, o Google, iniciou uma ação na tarde de segunda-feira, declarando que iria banir sites que espalhassem notícias falsas de utilizar o seu serviço de publicidade online. Horas depois, a rede social Facebook atualizou a descrição da sua política de rede de anúncios (Audience Network), que agora refere que não irá mostrar anúncios em sites que exprimam conteúdo ilegal ou enganador, isto de modo a incluir os sites de notícias falsas."
Um porta-voz do Facebook explicou: "Nós atualizamos a política para clarificar de modo explícito que isto é dirigido para as notícias falsas. A nossa equipa continuará a acompanhar de perto todos os potenciais editores e monitorar os existentes para garantir a conformidade."
A controvérsia em torno das "notícias falsas" tornou-se numa mediática história a nível internacional, com os 'Los Angeles Times' a liderar o "movimento", com manchetes como "Want to keep fake news out of your newsfeed? College professor creates list of sites to avoid" (Quer manter as notícias falsas do seu feed de notícias? Professor cria listas de sites a seres evitados); "Fake news writers: 'Hillary Clinton, here are your deplorables'" (Autores de notícias falsas: 'Hillary Clinton, aqui estão seus deploráveis') e "Fake news writers abuse the 1st Amendment and endanger democracy for personal profit" (Autores de notícias falsas violam a Primeira Emenda e põem em risco a democracia visando lucro pessoal).    
Existem teorias da conspiração e fatos da conspiração, e aquilo com que nos deparamos é uma conspiração de esquerda que se faz passar por uma conspiração de direita. Este é o tipo de coisa que não se consegue inventar. Acaba por ser diabólico. Na corrida para as eleições, expus vários sites conservadores falsos que foram criados por esquerdistas de modo a descreditar os verdadeiros sites conservadores. Se alguém se deparar com um site conservador repleto de mentiras, isso fará com que um site verdadeiramente conservador pareça questionável. "Sites de notícias" como o "Baltimore Gazettee o "National Reportestiveram meses a publicar falsidades de modo a influenciar conservadores que tivessem acesso às histórias.
Eu sempre entendi que o objetivo deles foi manchar a cobertura de notícias dos conservadores. Os sites eram criados por eles, com o objetivo de se auto insultarem e desonrar as pessoas afiliadas à direita. Isto é desinformação clássica. São jogadas e mais jogadas…das pessoas que arriscaram a morte de populares ao trazer a prática de Soros de "alugar-um-protesto", vandalizações, roubo e destruição em cidades etc. Mas eu não havia percebido o objetivo real: o fim da liberdade de expressão. Eles querem destruir a liberdade de expressão, algo que está nos seus planos já há algum tempo.
A esquerda está constantemente a pregar a verdadeira democracia, mas eles apropriam-se do poder do modo mais rápido e cruel que podem. Além disso, estão sempre falando de assuntos "controversos" que ou são inexistentes/fabricados, ou que não importam.
Quando um blogger ou um redator de notícias transmite uma notícia incorreta, isso faz dele(a) ou do seu site se caracterizar com de notícias falsas? Se for esse o caso, então deveriam encerrar as redações do 'New York Times', 'The Los Angeles Times', 'The Boston Globe', 'ABC News', 'NBC News', 'CBS News', 'CNN' etc. Eles transmitem informações erradas a toda a hora. Todos os artigos escritos sobre os meus colegas, o meu trabalho ou sobre mim mesmo são falsos. Tudo o que foi escrito em relação ao massacre em massa a uma boate em Orlando foi desinformação e fraude.
Ao efetuar uma errata, isso faz com que a notícia falsa transmitida seja removida?! Tudo isto é uma grande mentira - é uma ofensa à Primeira Emenda, e é um desastre. É fato que o Facebook tem demasiado poder, mas banir "notícias falsas" não é a solução. É esse o modo de Zuckerberg resolver as coisas? Isto até seria engraçado, se não fosse tão hitleriano. Os curadores de notícias do Facebook, mini-Goebbelians, são mais assustadores do que os antagonistas de Kafka. O site devia ser fechado como a empresa Ma Bell. O Facebook não decide o que é bom e o que é proibido. Os fascistas de esquerda não devem e não podem decidir quais as notícias que as pessoas podem e não podem ver. Mas é exatamente isso que nós vemos no Facebook.
Veja estas imagens recentes, da notícia de um duplo homicídio honroso, que foi banida:
Isso não é selecionar "notícias falsas", é apenas mais manipulação pró-islâmica das notícias para manter as pessoas na ignorância em relação aos problemas que vêm com a imigração muçulmana em massa. Em setembro de 2015, a chanceler alemã Angela Merkel influenciou Zuckerberg para censurar posts contrários a invasão de imigrantes. A CNBC informou que ouviu Merkel "confrontar o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, em relação a posts inflamatórios na rede social". Mas que tipo de posts inflamatórios? Publicações terroristas pro-jihad? Não: Merkel estava irritada com mensagens que criticavam a sua política de inundar a Alemanha com imigrantes muçulmanos.
A notícia da CNBC continua: "Num descuido durante um almoço das Nações Unidas no sábado, Merkel foi vista pressionando Zuckerberg sobre publicações na rede social a respeito da onda de refugiados sírios que entra na Alemanha, informou a publicação. O CEO do Facebook respondeu que "precisamos fazer algum trabalho" para reduzir as publicações contra os imigrantes sobre a crise dos refugiados. "Você está trabalhando nisso?" - Perguntou Merkel em inglês, pergunta a qual Zuckerberg respondeu afirmativamente.
O fato de Zuckerberg ter concordado com a ordem de Merkel neste assunto demonstra o quão inescrupuloso ele é.
Isto é tão típico das elites. Eles controlam a política, controlam as redes sociais, controlam a cultura - mas não podem controlar as pessoas. E isso os deixa loucos. Se pudessem, mudariam as pessoas.
Mas isso não é possível. A liberdade de expressão é o alicerce de uma sociedade livre. Sem ela, um opressor pode causar danos sem igual enquanto os seus adversários são silenciados. Devemos lutar ainda mais para defender e preservar essa liberdade fundamental.
Publicado no WND.
Tradução: Vitor Machado
Revisão: Renan Poço
http://tradutoresdedireita.org
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

Deus não abençoa Carnaval


"O Carnaval é invenção do diabo/ Que Deus abençoou", cantou Caetano Veloso. A primeira parte da letra está certa, pois Carnaval é festa da carne que tem origens no paganismo da antiguidade, onde se permite tudo. A segunda parte é uma blasfêmia, pois o Senhor não tem nada a ver com a festa. Deus não abençoa Carnaval nenhum.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Mais uma noite de jazz com Santini & Trio

Neste sábado, 18, a terceira sessão de jazz programada pelo Boulevard Shopping visando proporcionar opção de lazer de qualidade e gratuita.
O Santini & Trio (Foto: Divulgação), composto pelos renomados músicos Rony Santini, Anderson Silva, Flaviano Galo e Rogério Ferrer, apresenta repertório que inclui clássicos de Milton Nascimento, Tom Jobim, Michael Jackson, dentre outros, e promete animar o público na Praça de Alimentação Olney São Paulo, às 19h30, através do Projeto Jazz Boulevard.
Mundialmente consagrado, o jazz é uma manifestação artístico-musical, originária de Nova Orleans, Chicago e Nova York, nos Estados Unidos, cujo surgimento ocorreu por volta do século XX.
(Com informações de Luiza Ribeiro, da Comunicativa Associados)

"Lições da América"



Por Antônio Barreto
Há uma espécie de concurso entre as elites europeias e americanas de esquerda: quem insulta mais Donald Trump? Quem consegue escolher os epítetos mais violentos? Racista, boçal, cretino, sexista, corrupto, inculto e xenófobo estão entre os mais utilizados. Isto para além das classificações brandas de fascista e populista.
No entanto, o problema não é o de qualificar Trump nem de sublinhar a sua incultura e a sua falta de sofisticação. O problema consiste em saber por que razão foi eleito. Contra a opinião sondada e publicada, este senhor foi escolhido por 60 milhões de americanos que, creio, não são todos racistas, machistas, bandidos, milionários, fascistas e corruptos. E, se fossem, a questão era ainda mais difícil: como é possível que houvesse tantos assim?
O problema não é o de classificar os defeitos de Trump e seus apoiantes nem de mostrar como são violentos, intolerantes, xenófobos e déspotas. O problema é o de saber por que razões perderam os virtuosos, os democratas, os liberais, os intelectuais, os jornalistas e os artistas. O problema é o de saber por que razão os pobres, os desempregados e os marginalizados não votaram em quem deveriam votar, isto é, em quem pensa que a solidariedade, a segurança social, o emprego e a igualdade são exclusivos dos democratas e das esquerdas.
As esquerdas em geral, incluindo artistas, intelectuais, jornalistas, liberais americanos e progressistas europeus, não suportam não ter percebido nem ter previsto o que aconteceu. Como não admitem que são, tantas vezes, responsáveis pelas derivas políticas dos seus países.
Já correm pelo mundo explicações fabulosas sobre estas eleições. As mais hilariantes são duas. Uma diz que, além dos machistas e dos racistas, votaram em Trump os analfabetos, os desesperados, os marginalizados pelo progresso, os desempregados e os supersticiosos. A outra diz que o fiasco das sondagens, dos estudos de opinião e dos jornalistas se deve ao facto de os reacionários terem vergonha de dizer em quem votariam! Por outras palavras: quem não presta votou em Trump e quem votou em Trump enganou-nos!
Tal como os democratas em geral, as esquerdas atribuem sempre as culpas das suas derrotas aos defeitos dos outros, da extrema-direita, dos ricos, dos padres, dos fascistas, dos proprietários, dos patrões, dos corruptos e agora dos populistas. Não pensam que os culpados são ou também são eles, os democratas, ou elas próprias, as esquerdas. Raramente se dão conta de uma verdade velha, com dezenas de anos, mas sempre esquecida: as democracias não caem por serem atacadas, não são derrubadas pelos seus inimigos, caem por sua própria responsabilidade, porque enfraquecem, porque se dividem, porque perdem tempo e energias com quezílias idiotas e porque deixam que o sistema político perca de vista as populações. Também, finalmente, porque acreditam nas suas virtudes, porque confiam na sua racionalidade e porque consideram que têm o exclusivo da bondade e da compaixão.
As esquerdas (nas suas versões americana e europeia) apresentam-se cada vez mais como uma soma de sindicatos e de clientelas: mulheres, negros, operários da indústria, desempregados, pensionistas, homossexuais, artistas, intelectuais, imigrantes, latinos ou muçulmanos. Todas as minorias imagináveis, incluindo as mulheres que o não são. Às vezes, resulta. Mas acaba sempre por não resultar. As esquerdas abandonaram as ideias e os direitos universais dos cidadãos e valorizam as suas circunstâncias étnicas, sociais ou sexuais. Como também abandonaram a capacidade de pensar a identidade nacional, entidade ainda hoje vigorosa e reduto de referências pessoais e culturais.
Acima de tudo, a arrogância e a superioridade moral, cultural e política das esquerdas têm destes resultados: afastam-nas do povo e favorecem os inimigos da democracia.
Publicado no Diário de Notícias, de Portugal.
Divulgação: Papéis Avulsos - www.heitordepaola.com
Fonte: "Mídia Sem Máscara"

O show deve continuar



James Stewart, Betty Hutton e Charlton Heston em "O Maior Espetáculo da Terra" 
Fotos: IMDb

Oscar de Melhor Filme e Melhor Roteiro em 1952, o drama romântico "O Maior Espetáculo da Terra" (The Geatest Show On Earth), de Cecil B.de Mille (12.08.1881-21.01.1959), foi revisto neste sábado, 18, no TeleCine Cult.
Penúltimo filme de Cecil B. de Mille, realizador de superproduções - a última foi "Os Dez Mandamentos" (The Ten Commandments), em 1956, "O Maior Espetáculo da Terra" é um grandioso retrato do circo, com seus bastidores e a rivalidade entre seus integrantes.
De Mille - que narra o filme - dizia que o circo é "um incansável gigante em movimento". O espírito é que o show deve continuar, aconteça o que acontecer. O circo utilizado no filme é o Ringling Brothers and Barnum & Bailey. O elenco é formado por Charlton Heston, Betty Hutton, Cornel Wilde, James Stewart, Dorothy Lamour e Gloria Grahame, entre outros. Aparecem como espectadores do circo: Bing Crosby, Bob Hope, Kathleen Freeman, Mona Freeman, Nancy Gates e Van Johnson. No desfile da trupe, aparece William Boyd, o Hopalong Cassidy.
Além dos dois prêmios recebidos, foi indicado nas categorias de Diretor, Figurino e Edição.